Curso Online de MERCOSUL: MERCADO EM CRESCIMENTO

Curso Online de MERCOSUL: MERCADO EM CRESCIMENTO

CARO ALUNO, CURSO É DESTINADO A TODOS QUE BUSCAM CONHECIMENTO EM MERCOSUL E SUAS ESPECIFICAÇÕES.

Continue lendo

Autor(a):

Carga horária: 14 horas

Por: R$ 23,00
(Pagamento único)

Certificado digital Com certificado digital incluído

CARO ALUNO,

CURSO É DESTINADO A TODOS QUE BUSCAM CONHECIMENTO EM MERCOSUL E SUAS ESPECIFICAÇÕES.

ORGANIZAÇÃO QUE BUSCA APRESENTAR CURSOS EM DIVERSAS ÁREAS DE ATUAÇÃO E FORMAÇÃO POR UM BAIXO CUSTO PARA OS USUÁRIOS.



  • Aqui você não precisa esperar o prazo de compensação do pagamento para começar a aprender. Inicie agora mesmo e pague depois.
  • O curso é todo feito pela Internet. Assim você pode acessar de qualquer lugar, 24 horas por dia, 7 dias por semana.
  • Se não gostar do curso você tem 7 dias para solicitar (através da pagina de contato) o cancelamento ou a devolução do valor investido.*
* Desde que tenha acessado a no máximo 50% do material.
  • MERCOSUL MERCADO EM CRESCIMENTO

    MERCOSUL MERCADO EM CRESCIMENTO

  • INTRODUÇÃO

    INTRODUÇÃO

    A ideia de criação de um bloco de integração política e econômica na América do Sul surgiria nos anos 1980, com a inauguração de uma ponte ligando as cidades de Porto Madeira, no Brasil, e Puerto Iguazú, na Argentina. Na inauguração, os presidentes dos dois países, José Sarney e Raúl Alfonsín manifestaram a preocupação com a situação socioeconômica dos dois países e a necessidade união num mundo, na época, marcado por vindouras transformações geopolíticas.

  • DUAS DÉCADOS DE MERCOSUL

    DUAS DÉCADOS DE MERCOSUL

    O Mercosul foi criado por meio do Tratado de Assunção, no dia 26 de março de 1991, quando os presidentes Fernando Collor (Brasil), Carlos Menem (Argentina), Andrés Pedotti (Paraguai) e Luís Alberto Lacalle (Uruguai) assinaram o acordo.

  • Em 2011, o bloco completou vinte anos de existência, com ações concretas nas áreas política, social, econômica e de infraestrutura comercial. Em vinte anos, o bloco aumentou as trocas comerciais entre os quatro países e o fluxo de pessoas que migram para estudar e trabalhar no país vizinho.

  • Em 1995, em época de crise econômica que atingiu a região, a TEC (Tarifa Externa Comum) entrou em vigência para iniciar a fase de união aduaneira. Porém, até os dias atuais, devido à situação assimétrica entre as condições econômicas dos países do bloco, o Mercosul tem se posicionado com mais ênfase nos projetos de integração social e política. Apesar do grande interesse comum pelas trocas comerciais, a Argentina, por exemplo, passou a barrar determinados produtos brasileiros para evitar concorrência desigual em seu mercado interno.

  • Em 2011, o Mercosul se apresentou com seus órgãos enfraquecidos, com exceção à TEC, vários tópicos do Tratado de Assunção permanecem desrespeitados pelos países membros. A própria TEC é aplicada somente a 35% dos produtos. O que mais tem ameaçado a força econômica do bloco são:

  • Restrições às exportações, como licenças prévias e restrições voluntárias, contrárias à letra e ao espírito do tratado;
    Frequente mudança de regras, o que gera insegurança jurídica e incerteza para os investidores e para as empresas industriais e exportadoras.

  • No setor econômico e comercial, o Brasil já foi bastante favorecido. Entre 1991 e 2011, as vendas brasileiras cresceram 75%, as exportações do Brasil para a Argentina cresceram 645,1 milhões de dólares para 1,476 bilhões de dólares. O comércio total do bloco, em 1991, era de 4,5 bilhões de dólares; em 2011, esse número já havia atingido os 40 bilhões de dólares, grande parte desse crescimento deve-se mais ao setor privado do que às iniciativas supranacionais de governos.

  • ENTENDENDO O QUE É O MERCOSUL

    ENTENDENDO O QUE É O MERCOSUL

    O Mercado Comum do Sul, ou MERCOSUL, é um bloco econômico que foi formado por Brasil, Argentina, Paraguai e Uruguai. Outros países podem fazer parte das negociações do bloco, mas são considerados apenas como associados. Estes são Bolívia, Chile, Peru, Colômbia e Equador. A Venezuela ingressou no grupo em 2006. E o México permanece como estado observador.

  • Criado em 1991 com a assinatura do Tratado de Assunção (no Paraguai) o MERCOSUL busca garantir a livre circulação de bens, serviços e fatores produtivos entre os países membros, através da eliminação de barreiras alfandegárias e restrições não tarifárias à circulação de mercadorias e de qualquer outra medida de efeito equivalente.

  • A criação do Mercado Comum prevê, também, o estabelecimento de uma tarifa e a adoção de uma política comercial comum em relação a outros blocos ou países. E, por fim, a coordenação de políticas macroeconômicas e setoriais entre os estados partes a fim de assegurar condições adequadas de concorrência. Para tanto, inclusive, foi criada uma lista de produtos considerados sensíveis para cada país membro. Estes teriam uma tratativa diferenciada de acordo com a necessidade de cada Estado membro para garantir que a economia de nenhum deles fosse prejudicada.


Matricule-se agora mesmo Preenchendo os campos abaixo
R$ 23,00
Pagamento único
Processando... Processando...aguarde...

Desejo receber novidades e promoções no meu e-mail:


  • MERCOSUL MERCADO EM CRESCIMENTO
  • INTRODUÇÃO
  • DUAS DÉCADOS DE MERCOSUL
  • ENTENDENDO O QUE É O MERCOSUL
  • VENEZUELA E MERCOSUL
  • Fundo de Convergência Estrutural do MERCOSUL (FOCEM)
  • CARTILHA DO CIDADÃO
  • PARLAMENTO DO MERCOSUL
  • CÚPULA SOCIAL DO MERCOSUL
  • PLANO ESTRATÉGICO E AÇÃO SOCIAL DO MERCOSUL
  • MOBILIDADE NO MERCOSUL
  • HISTORICIDADE
  • TRATADO DE ASSUNÇÃO
  • PROTOCOLOS
  • QUEM SÃO OS MEMBROS
  • LEMA
  • CARACTERÍSITICAS
  • ESTRUTURA INSTITUCIONAL
  • COMO FUNCIONA A INTEGRAÇÃO
  • ASSIMETRIA DO MERCADO
  • MERCOSUL: EDUCAÇÃO
  • MERCOSUL: CULTURA
  • SIMBOLOGIA
  • RELAÇÕES INTERNACIONAIS