Curso Online de LOGÍSTICA OPERACIONAL MODULO Nº  20

Curso Online de LOGÍSTICA OPERACIONAL MODULO Nº 20

No modulo 20, vem tratando de SEGURANÇA DO TRABALHO, e sua importância para o setor . (INSCREVA-SE AGORA E GARANTA UMA VAGA DE EMPREGO NA...

Continue lendo

Autor(a):

Carga horária: 3 horas

Por: R$ 23,00
(Pagamento único)

Certificado digital Com certificado digital incluído

No modulo 20, vem tratando de SEGURANÇA DO TRABALHO, e sua importância para o setor . (INSCREVA-SE AGORA E GARANTA UMA VAGA DE EMPREGO NA ÁREA DE LOGÍSTICA

Profissional com grande experiência em Logística, atuando a dez anos em empresas de grande e médio porte. formação em Logística Industrial, grande experiência em armazenagem, distribuição, transportes, habilidades em Liderança de Equipe, gerenciamento de grandes depósitos (CD), utilizando sistemas de armazenagem FIFO, planejamento estratégico, fluxo de movimentação de mercadorias, picking, separação, conferência, distribuição,expedição de mercadorias, gerenciamento de cargas, envolvendo gestão de frotas, roteirizarão, otimização de cargas, controle de janelas de entregas, contratação de terceiros para auxiliar a frota e experiência em toda rotina ligada à logística. Dono da empresa W.F.Toledo treinamentos - Me, especializada em treinamentos nas áreas de Logística e de Qualidade.



  • Aqui você não precisa esperar o prazo de compensação do pagamento para começar a aprender. Inicie agora mesmo e pague depois.
  • O curso é todo feito pela Internet. Assim você pode acessar de qualquer lugar, 24 horas por dia, 7 dias por semana.
  • Se não gostar do curso você tem 7 dias para solicitar (através da pagina de contato) o cancelamento ou a devolução do valor investido.*
* Desde que tenha acessado a no máximo 50% do material.
  • Treinamento

    treinamento

    logística operacional

    modulo nº 20

  • LOGÍSTICA

    logística

    treinamentos em segurança do trabalho

  • no brasil, onde os dados recolhidos a respeito de doenças profissionais e principalmente de acidentes do trabalho eram tão alarmantes que o governo federal, integrando o plano de valorização do trabalhador, baixou a portaria 3237 (27 de junho de 1972), que torna obrigatória a existência de serviços de medicina do trabalho e de engenharia de segurança do trabalho em todas as empresas com um ou mais trabalhadores. cria-se, assim, nova era no brasil, que, fiel aos seus compromissos internacionais, e seguindo o exemplo dos países altamente industrializados, dispõe-se a dar aos seus trabalhadores a devida proteção que eles têm direito.

    segurança no trabalho

    w.f.t treinamentos - me

  • conceito legal de acidentes de trabalho

    (decreto-lei nº 79.037, de 24 de dezembro de 1976 – regulamento do seguro de acidentes do trabalho).

    artigo 2º - acidente do trabalho é aquele que ocorre pelo exercício do trabalho a serviço da empresa, provocando lesão corporal ou perturbação funcional que causa a morte ou a perda, permanente ou temporária, da capacidade para o trabalho.

    w.f.t treinamentos - me

  • parágrafo único – equiparam-se ao acidente do trabalho, para efeitos deste regulamento:

     a doença profissional ou do trabalho, assim entendida a inerente ou peculiar a determinado ramo de atividade e constante da relação que constitui o anexoi;

    o acidente que, ligado ao trabalho, embora não tenha sido a causa única, haja contribuído diretamente para a morte, ou a perda ou redução da capacidade para o trabalho;

    a doença proveniente de contaminação acidental de pessoal da área médica, no exercício de sua atividade.
     

    w.f.t treinamentos – me

  • artigo 3º - são também considerados como acidentes do trabalho:

    o acidente sofrido pelo empregado no local de trabalho, em consequência de:

    ato de sabotagem ou de terrorismo praticados por terceiros, inclusive companheiro de trabalho;

    ofensa física intencional, inclusive de terceiro, por motivo de disputa relacionada com o trabalho;

    imprudência, negligência ou imperícia de terceiro, inclusive companheiro de trabalho;

    ato de pessoa privada do uso da razão;

    desabamento, inundação ou incêndio;

    outros casos fortuitos ou de força maior.

    w.f.t treinamentos - me

  •  
    o acidente sofrido pelo empregado ainda que fora do local e horário de trabalho:

    na execução de ordem ou na realização de serviço sob a autoridade da empresa;

    na prestação espontânea de qualquer serviço à empresa para lhe evitar prejuízo ou proporcionar proveito;

    em viagem a serviço de empresa, seja qualquer meio de locomoção utilizado, inclusive veículo de propriedade do empregado;

    no percurso da resistência para o trabalho ou deste para aquela;

    no percurso de ida e volta para o local da refeição em intervalo do trabalho.

    w.f.t treinamentos - me

  • o acidente sofrido pelo empregado em período destinado a refeição ou descanso, ou por ocasião da satisfação de outras necessidades fisiológicas, no local de trabalho ou durante o horário deste.

    parágrafo 1­º - em casos excepcionais, constatando que doença não incluída no anexo i resultou de condições especiais em que o trabalho é executado e com ele se relaciona diretamente, o inamps deverá considerá-la como acidente de trabalho.

    parágrafo 2º - não serão consideradas para efeitos do parágrafo 1º a doença degenerativa, a inerente a grupo etário e a que não acarrete incapacidade para o trabalho.
     

    w.f.t treinamentos - me

  •  
    parágrafo 3º - não será considerada agravação ou complicação do acidente do trabalho a lesão que, resultante de outro acidente, se associe ou se superponha às conseqüências do anterior.
     

    parágrafo 4º - o disposto no item ii, letras “d” e “e”, não se aplica ao acidente sofrido pelo segurado que por interesse pessoal tiver interrompido ou alterado o percurso.
     

    parágrafo 5º - entende-se como percurso o trajeto usual da residência ou do local de refeição para o trabalho, ou deste para aqueles.

    w.f.t treinamentos - me

  • conceito prevencionista de acidentes

    como se vê, pela lei brasileira, o acidente é confundido com o prejuízo físico sofrido pelo trabalhador (lesão, perturbação funcional ou doença).

    do ponto de vista prevencionista, entretanto, essa definição não é satisfatória, pois o acidente é definido em função de suas conseqüências sobre o homem, ou seja, as lesões perturbações ou doenças.

    visando a sua prevenção, o acidente, que interfere na produção, deve ser definido como “qualquer ocorrência que interfere no andamento normal do trabalho”, pois além do homem, podem ser envolvidos nos acidentes, outros fatores de produção, como máquinas, ferramentas, equipamentos e tempo.

    w.f.t treinamentos - me

  • dá-se um acidente no trabalho quando ocorre alguma coisa que interfere no andamento normal de um trabalho qualquer. por exemplo, se uma pessoa tiver carregando uma caixa e deixa cair, ocasionando uma simples interrupção no trabalho, já nos encontraremos face a um acidente. mesmo que esta caixa não se quebre, mesmo que não haja qualquer prejuízo material e nem dano físico, ainda assim teremos um acidente.

    este conceito de acidente é o mais amplo possível.
     

    todavia, se a caixa ao cair se quebrar, e inutilizar o material que havia dentro dela, teremos um acidente com perda material. aqui, o acidente já estará causando maiores prejuízos. os dois tipos de acidentes citados nos exemplos são os que aparecem em maior quantidade e são denominados acidentes sem lesão.

    w.f.t treinamentos - me


Matricule-se agora mesmo Preenchendo os campos abaixo
R$ 23,00
Pagamento único
Processando... Processando...aguarde...
Autorizo o recebimento de novidades e promoções no meu email.

  • Treinamento
  • LOGÍSTICA