Curso Online de Complementação em NR 10 para Segurança do Trabalho
5 estrelas 2 alunos avaliaram

Curso Online de Complementação em NR 10 para Segurança do Trabalho

1. OBJETIVO Introduzir o aluno no SEP (Sistema Elétrico de Potência), explorando a visão prevensionista do conteúdo da nova NR 10 - SE...

Continue lendo

Autor(a):

Carga horária: 20 horas

Por: R$ 29,90
(Pagamento único)

Certificado digital Com certificado digital incluído

1. OBJETIVO

Introduzir o aluno no SEP (Sistema Elétrico de Potência), explorando a visão prevensionista do conteúdo da nova NR 10 - SEGURANÇA EM INSTALAÇÕES E SERVIÇOS EM ELETRICIDADE.

Proteger os Trabalhadores que interagem com instalações elétricas, inclusive os que atuam em suas proximidades para fins de outros serviços, mas igualmente expostos aos riscos dessa proximidade, a exemplo dos funcionários das empresas, que, mesmo não executando serviços ligados à redes energizadas, estejam ou permaneçam próximos delas.

Nota. O curso de NR 10 em questão, não visa capacitação profissional de eletricistas e sim, explorar o lado prevensionista da NR.




2. CONTEUDO

Programação Mínima
1 - Organização do Sistema Elétrico de Potencia - SEP.

2 - Organização do Trabalho:
a) Programação e planejamento dos serviços;
b) Trabalho em equipe;
c) Prontuário e cadastro das instalações;
d) Métodos de trabalho; e
e) Comunicação.

3. Aspectos Comportamentais.

4. Condições impeditivas para serviços.

5. Riscos típicos no SEP e sua prevenção:
a) Proximidade e contatos com partes energizadas;
b) Indução;
c) Descargas atmosféricas;
d) Estática;
e) Campos elétricos e magnéticos;
f) Comunicação e identificação; e
g) Trabalhos em altura, máquinas e equipamentos especiais.

6. Técnicas de análise de Risco no S E P

7. Procedimentos de trabalho - análise e discussão.



8. Técnicas de trabalho sob tensão:

a) Em linha viva;
b) Ao potencial;
c) Em áreas internas;
d) Trabalho a distância;
d) Trabalhos noturnos; e
e) Ambientes subterrâneos.


9. Equipamentos e ferramentas de trabalho (escolha, uso, conservação, verificação, ensaios).

10. Sistemas de proteção coletiva.

11. Equipamentos de proteção individual.

12. Posturas e vestuários de trabalho.

13. Segurança com veículos e transporte de pessoas, materiais e equipamentos.

14. Sinalização e isolamento de áreas de trabalho.

15. Liberação de instalação para serviço e para operação e uso.

16. Treinamento em técnicas de remoção, atendimento, transporte de acidentados.

17. Acidentes típicos - Análise, discussão, medidas de proteção.

18. Responsabilidades.

Atuando no setor de treinamentos em Consultoria de QSMS. Padronização de material didático e treinamentos. NR 10. CIPA. Combate e prevenção a incêndio. Primeiros Socorros. Direção Defensiva. Uso Seguro de Ferramentas Manuais e Elétricas. Atuação como Professor Técnico de Segurança do Trabalho por 5 anos ministrando aulas de Tecnologia Industrial I e II, Desenho Técnico, Ergonomia e Curso de complementação em NR 10 para técnicos de segurança do trabalho (Apostila e apresentação próprias). Curso de Desenho Arquitetônico. INSTITUTO PADRE REUS. (1991). Curso de Instalações Elétricas Padrão Light 12kw. FUNCEFET, LIGHT E SEBRAE/RJ. (1997). Noções de Eletrotécnica Aplicada À Instalação Elétrica. FIRJAN - SENAI. (1999). Básico em Instalações Elétricas Prediais e Residenciais. FIRJAN - SENAI. (2000). Curso Técnico em Segurança do Trabalho Bombeiro Profissional Civil Habilitado pelo CBMERJ.


- José Antonio Monteiro De Moura

"O curso complementação em NR10,é muito bom"

- João Carlos Piconi

  • Aqui você não precisa esperar o prazo de compensação do pagamento para começar a aprender. Inicie agora mesmo e pague depois.
  • O curso é todo feito pela Internet. Assim você pode acessar de qualquer lugar, 24 horas por dia, 7 dias por semana.
  • Se não gostar do curso você tem 7 dias para solicitar (através da pagina de contato) o cancelamento ou a devolução do valor investido.*
* Desde que tenha acessado a no máximo 50% do material.
  • 1 – INTRODUÇÃO À SEGURANÇA COM ELETRICIDADE

    1 – introdução à segurança com eletricidade

    eletricidade

  • HISTÓRICO DO SETOR ELÉTRICO

    foram 3 eventos marcantes:

    primeiro:
    em 1980, foi publicada a norma brasileira pertinentes às instalações elétricas – nbr 5410. a partir daí o brasil abandonava os padrões americanos e adotaria os padrões da europa - iec.

    segundo:
    em 2003, com a publicação da nbr 14039, que
    alterava para média tensão.

    terceiro e último:
    a nova nr-10.

    histórico do setor elétrico

  • HISTÓRIA DA NOVA NR-10

    última versão da nr-10:
    portaria nº 3.214 / 1978

    por que atualizar a antiga nr-10 ?
    a partir da década de 90, ocorreram grandes transformações no setor elétrico do brasil, tais como:
    processo de privatização;
    introdução de novas tecnologias;
    organização do trabalho (privatizações);
    pdv – programa de demissões voluntária.

    história da nova nr-10

  • REVOLUÇÃO DA NOVA NR-10

    revolução da nova nr-10

    em 2002, pela portaria nº 6 – mte, o grupo gtt10 (grupo técnico tripartite), formado por:
    representante dos trabalhadores;
    representante dos empresários;
    representante do governo federal.

    ...encaminha para consulta pública o texto para
    atualização da antiga nr-10 de 1978, sendo
    intitulada como:

    “segurança em instalações e serviços em eletricidade”

  • REVOLUÇÃO DA NOVA NR-10

    revolução da nova nr-10

    após um atraso referente ao item 10.7.3, esta norma foi aprovada pela portaria mte nº 598, de 07.12.2004, publicada no diário oficial da união em 08/12/2004.

    desde quando ela está em vigor?

    imediatamente após a publicação no d.o.u.

    obs.: apesar de haver prazos de implementação definidos para alguns itens.

  • SOBRE A NOVA NR-10

    sobre a nova nr-10

    “10.1.1 esta norma regulamentadora - nr estabelece os requisitos e condições mínimas objetivando a implementação de medidas de controle e sistemas preventivos, de forma a garantir a segurança e a saúde dos trabalhadores que, direta ou indiretamente, interajam em instalações elétricas e serviços com eletricidade.”

  • ITENS DA NOVA NR-10

    itens da nova nr-10

    objetivo e campo de aplicação.
    medidas de controle.
    segurança em projetos.
    segurança na construção, montagem, operação e manutenção.
    segurança em instalações elétricas desenergizadas.
    segurança em instalações elétricas energizadas.
    trabalhos envolvendo alta tensão (at).
    habilitação, qualificação, capacitação e autorização dos trabalhadores.
    proteção contra incêndios e explosão.
    sinalização de segurança.
    procedimento de trabalho.
    situação de emergência.
    responsabilidades.
    disposições finais.

  • POR QUE FAZER ESTE CURSO?

    por que fazer este curso?

    10.8.8 - os trabalhadores autorizados a intervir em instalações elétricas devem possuir treinamento específico sobre os riscos decorrentes do emprego da energia elétrica e as principais medidas de prevenção de acidentes em instalações elétricas, de acordo com o estabelecido no anexo iii desta nr. (210.082-7/i4)

  • CAMPO DE APLICAÇÃO

    campo de aplicação

    10.1.2 – esta nr se aplica às fases de geração, transmissão, distribuição e consumo, incluindo as etapas de projeto, construção, montagem, operação, manutenção das instalações elétricas e quaisquer trabalhos realizados nas suas proximidades, observando-se as normas técnicas oficiais estabelecidas pelos órgãos competentes e, na ausência ou omissão destas, as normas internacionais cabíveis.

  • CAMPO DE APLICAÇÃO

    campo de aplicação

    geração - transmissão - distribuição - consumo

  • GERAÇÃO DE ENERGIA ELÉTRICA

    geração de energia elétrica

    conversão de algum tipo de energia em energia elétrica.


Matricule-se agora mesmo Preenchendo os campos abaixo
R$ 29,90
Pagamento único
Processando... Processando...aguarde...

Desejo receber novidades e promoções no meu e-mail:


  • 1 – INTRODUÇÃO À SEGURANÇA COM ELETRICIDADE
  • HISTÓRICO DO SETOR ELÉTRICO
  • HISTÓRIA DA NOVA NR-10
  • REVOLUÇÃO DA NOVA NR-10
  • SOBRE A NOVA NR-10
  • ITENS DA NOVA NR-10
  • POR QUE FAZER ESTE CURSO?
  • CAMPO DE APLICAÇÃO
  • GERAÇÃO DE ENERGIA ELÉTRICA
  • TRANSMISSÃO DE ENERGIA ELÉTRICA
  • SISTEMA ELÉTRICO DE POTÊNCIA
  • DISTRIBUIÇÃO DE ENERGIA ELÉTRICA
  • OUTRAS DEFINIÇÕES
  • RISCOS ELÉTRICOS
  • Riscos em instalações e serviços com eletricidade
  • Definição de eletricidade
  • Histórico da eletricidade
  • Efeito observado da eletricidade
  • De que as coisas são feitas?
  • Modelo do átomo (Bohr)
  • ELETRIZAÇÃO
  • MÉTODOS DE ELETRIZAÇÃO
  • NEUTRALIZAÇÃO DE CARGAS
  • RESUMO SOBRE A ELETRIZAÇÃO
  • DIFERENÇA DE POTENCIAL (VOLTAGEM)
  • CORRENTE ELÉTRICA
  • RESISTÊNCIA ELÉTRICA
  • LEI DE OHM
  • POTÊNCIA ELÉTRICA
  • EFEITO JOULE
  • ENERGIA ELÉTRICA
  • RISCOS ELÉTRICOS
  • RESISTÊNCIA ELÉTRICA DO CORPO HUMANO
  • 1ª LEI DE OHM
  • CONSEQUÊNCIAS DO CHOQUE ELÉTRICO
  • IMAGINE...
  • CHOQUE ELÉTRICO - FONTE
  • CHOQUE ELÉTRICO - ESTÁTICO
  • CHOQUE ELÉTRICO - ESTÁTICO
  • CHOQUE ELÉTRICO - DINÂMICO
  • CHOQUE - DESCARGA ATMOSFÉRICA
  • CHOQUE ELÉTRICO DE BAIXA TENSÃO
  • CHOQUE ELÉTRICO DE ALTA TENSÃO
  • CHOQUE ELÉTRICO EM ALTA TENSÃO
  • CHOQUE ELÉTRICO – PARTE DO CORPO AFETADA
  • CHOQUE ELÉTRICO – LOCAL DE OCORRÊNCIA
  • GRAU DO CHOQUE ELÉTRICO
  • EFEITOS DO CHOQUE ELÉTRICO
  • FUNCIONAMENTO DO CORAÇÃO
  • FIBRILAÇÃO VENTRICULAR
  • EFEITOS DO CHOQUE ELÉTRICO
  • DURAÇÃO DO CHOQUE ELÉTRICO
  • EFEITOS DO CHOQUE ELÉTRICO
  • TIPOS DE CORRENTE ELÉTRICA
  • PELE HUMANA
  • CLASSIFICAÇÃO DA PELE HUMANA
  • FREQÜÊNCIA DA CORRENTE DE CHOQUE ELÉTRICO
  • EFEITO DA CORRENTE EM FUNÇÃO DA FREQUÊNCIA
  • CHOQUE ELÉTRICO - RESUMO
  • SINTOMAS DE UM CHOQUE ELÉTRICO
  • EFEITOS DO CHOQUE ELÉTRICO
  • ACIDENTE
  • UM ACIDENTE DE TRÂNSITO...
  • ARCOS ELÉTRICOS
  • ARCO ELÉTRICO
  • O QUE PODE PROVOCAR UM ARCO ELÉTRICO?
  • O QUE PODE CAUSAR UM ARCO ELÉTRICO?
  • O QUE PODE CAUSAR UM “SPIKE”?
  • QUANDO ACONTECE?
  • PROBLEMAS CAUSADOS PELO ARCO ELÉTRICO
  • ARCOS ELÉTRICOS
  • ACIDENTE – ARCO ELÉTRICO
  • ARCOS ELÉTRICOS
  • CAMPO ELETROMAGNÉTICO
  • CAMPO ELÉTRICO
  • CAMPO MAGNÉTICO
  • CAMPO ELETROMAGNÉTICO
  • EFEITOS DOS CAMPOS ELETROMAGNÉTICOS EM SERES HUMANOS
  • EFEITOS DA CORRENTE ELÉTRICA INDUZIDA POR CAMPO ELETROMAGNÉTICO NO CORPO HUMANO.
  • OS EFEITOS DOS CAMPOS DE BAIXA FREQÜÊNCIA
  • OS EFEITOS DOS CAMPOS DE ALTA FREQÜÊNCIA
  • CONSELHOS PRÁTICOS PARA SE PROTEGER DA RADIAÇÃO ELETROMAGNÉTICA
  • CONDIÇÕES DE RISCO EM INSTALAÇÕES ELÉTRICAS
  • CONCLUSÃO SOBRE RISCOS ELÉTRICOS
  • 2 - MEDIDAS DE CONTROLE
  • MEDIDAS DE CONTROLE
  • DESENERGIZAÇÃO
  • ATERRAMENTO ELÉTRICO
  • ATERRAMENTO FUNCIONAL
  • ATERRAMENTO DE PROTEÇÃO
  • ATERRAMENTO TEMPORÁRIO
  • FINALIDADES PRINCIPAIS
  • COMPONENTES DE UM ATERRAMENTO
  • CLASSIFICAÇÃO DOS ESQUEMAS DE ATERRAMENTO
  • ATERRAMENTO
  • ATERRAMENTO TEMPORÁRIO (ITEM 10.3.6)
  • CARACTERÍSTICAS GERAIS MÍNIMAS
  • ATERRAMENTO
  • ATERRAMENTO TEMPORÁRIO
  • EQUIPOTENCIALIZAÇÃO
  • EXEMPLO
  • CONDUTORES PARA A EQUIPOTENCIALIZAÇÃO
  • SECCIONAMENTO AUTOMÁTICO DA ALIMENTAÇÃO
  • DISPOSITIVO DE SECCIONAMENTO – ITEM 10.3.2
  • DISPOSITIVO DE SECCIONAMENTO
  • DISPOSITIVO A CORRENTE DE FUGA
  • DISPOSITIVO A CORRENTE DE FUGA PRINCÍPIO DE FUNCIONAMENTO
  • DR – ESQUEMA ELÉTRICO
  • INTERRUPTOR DR
  • Proteção contra Choques
  • Isolação
  • DISPOSITIVO DE ISOLAÇÃO ELÉTRICA
  • ENERGIZADAS
  • BARREIRAS OU INVÓLUCROS
  • SUBESTAÇÃO MODERNIZADA
  • BARREIRAS DE SEGURANÇA
  • INVÓLUCRO DE SEGURANÇA
  • OBSTÁCULOS
  • OBSTÁCULO DE SEGURANÇA
  • EXTRA BAIXA TENSÃO
  • SINALIZAÇÕES
  • Etapas para os procedimentos de Sinalização e Bloqueio
  • REGULAMENTO X NORMA
  • QUALIFICAÇÃO, HABILITAÇÃO, CAPACITAÇÃO E AUTORIZAÇÃO DOS TRABALHADORES
  • QUALIFICAÇÃO, HABILITAÇÃO, CAPACITAÇÃO E AUTORIZAÇÃO DOS TRABALHADORES
  • ROTINAS DE TRABALHO & PROCEDIMENTOS
  • INSTALAÇÕES DESENERGIZADAS
  • CONCEITOS BÁSICOS
  • PROCEDIMENTOS GERAIS PARA SERVIÇOS PROGRAMADOS
  • EXECUÇÃO DOS SERVIÇOS
  • CONCEITOS BÁSICOS
  • Emissão de PES
  • Etapas da programação
  • ETAPAS DA PROGRAMAÇÃO
  • Aprovação do PES
  • SINALIZAÇÃO
  • EXEMPLOS DE SINALIZAÇÃO
  • INSPEÇÃO VISUAL
  • INSTALAÇÕES ENERGIZADAS
  • TRABALHO EM PROXIMIDADES
  • ZONA DE RISCO E ZONA CONTROLADA
  • SISTEMAS DE PROTEÇÃO
  • FLUXOGRAMA DA PROTEÇÃO
  • DOCUMENTAÇÃO DE INSTALAÇÕES ELÉTRICAS- PRONTUÁRIO
  • PRONTUÁRIO
  • DOCUMENTAÇÃO DE INSTALAÇÕES ELÉTRICAS
  • ESQUEMA UNIFILAR
  • RESPONSABILIDADE (Item 10.13)
  • SEGURANÇA NO TRABALHO PARA ELETRICISTAS E/OU TRABALHADORES DO SETOR ELÉTRICO:
  • Técnicas de Análise de Risco
  • EQUIPAMENTOS DE PROTEÇÃO COLETIVA DISPOSITIVO DE MANOBRA
  • Equipamentos de proteção coletiva DISPOSITIVO DE MANOBRA
  • Equipamentos de proteção coletiva DISPOSITIVO DE DETECÇÃO / AUSÊNCIA DE TENSÃO
  • MEDIDAS DE PROTEÇÃO INDIVIDUAL
  • EPI
  • PROTEÇÃO DO CORPO INTEIRO
  • EXEMPLO DE ARCO ELÉTRICO
  • ACIDENTE
  • PROTEÇÃO DA CABEÇA
  • PROTEÇÃO DOS OLHOS E FACE
  • PROTEÇÃO DOS MEMBROS SUPERIORES
  • INFLADOR DE LUVAS
  • PROTEÇÃO DOS MEMBROS SUPERIORES
  • ACIDENTE
  • PROTEÇÃO DOS MEMBROS INFERIORES
  • SEGURANÇA EM PROJETOS
  • DISPOSITIVO DE BLOQUEIO DE ETIQUETAS
  • DISPOSITIVO DE BLOQUEIO – ITEM 10.3.1
  • NR-17 - ERGONOMIA
  • RISCOS ADICIONAIS
  • PROTEÇÃO CONTRA QUEDAS
  • DISPOSITIVO CONTRA QUEDA DE ALTURA (ESCADAS)
  • DISPOSITIVO CONTRA QUEDA DE ALTURA (ANDAIMES)
  • PROCEDIMENTOS CONCLUSIVOS
  • FIM