Curso Online de Treinamento para coordenador, monitor, e voluntário de comunidade terapêutica feminina
4 estrelas 4 alunos avaliaram

Curso Online de Treinamento para coordenador, monitor, e voluntário de comunidade terapêutica feminina

Esse é um curso voltado a todos que querem conhecer um pouco mais sobre comunidades terapêuticas e visa aprimorar conhecimentos e dar emb...

Continue lendo

Autor(a):

Carga horária: 4 horas

Por: R$ 23,00
(Pagamento único)

Certificado digital Com certificado digital incluído

Esse é um curso voltado a todos que querem conhecer um pouco mais sobre comunidades terapêuticas e visa aprimorar conhecimentos e dar embasamento prático a quem pretende trabalhar na área de dependência química.

Auxiliar e técnica de enfermagem, com qualificação e especialização técnica em enfermagem do trabalho e diretora e coordenadora da Comunidade Terapêutica Feminina Casa de Ester, 17 anos de experiência em enfermagem e técnica em tanatopraxia avançada em técnica americana


- Graciana Da Silva Miler Mello

- Valdir Gorisch Tiegs

- Alberto Fagundes Ferreira

- Marcelo Pagliarini Palma

  • Aqui você não precisa esperar o prazo de compensação do pagamento para começar a aprender. Inicie agora mesmo e pague depois.
  • O curso é todo feito pela Internet. Assim você pode acessar de qualquer lugar, 24 horas por dia, 7 dias por semana.
  • Se não gostar do curso você tem 7 dias para solicitar (através da pagina de contato) o cancelamento ou a devolução do valor investido.*
* Desde que tenha acessado a no máximo 50% do material.
  • Treinamento para Monitor, Coordenador ou Voluntário em Comunidades Terapêuticas Femininas

    Treinamento para Monitor, Coordenador ou Voluntário em Comunidades Terapêuticas Femininas

  • Curso obrigatório para quem quiser participar dos trabalhos na CTF Casa de Ester e para quem estiver se formando monitora pela Casa.

  • Porque? Pois já passamos aqui e devem se passar em outras comunidades também, pessoas que chegam, com medo, elas precisam de ajuda não de olhares indiscretos e cheios de significados pejorativos, pessoas chegam olhando tudo e principalmente as residentes como ETs, gente, elas são pessoas como nós! Vejam elas como suas irmãs e principalmente como seres humanos!

  • Comunidade Terapêutica Feminina Casa de Ester

    Comunidade Terapêutica Feminina Casa de Ester

    Comunidade voltada para mulheres dependentes químicas, da região sul do Estado do RS, fundada em 22 de abril de 2012, entidade sem fins lucrativos, mantida com doações de alimentos, doações de sócios e de doações para manutenção de residentes na comunidade pela família. Situada na Estrada RG 360 Km 2 Guamaz n° 1475 Povo Novo, Rio Grande –RS
    Site: ctfcasadeester.com
    Telefones de contato: 53 91755790 e 53 91488739

  • Capítulos:

    Capítulos:

    1- Como apresentar-se;
    2- Responsabilidade, ser exemplo;
    3- Entendendo a CTF Casa de Ester;
    4- Entendendo as entidades sem fins Lucrativos;
    5- Entendendo as residentes;
    6- Entendendo a doença da drogadição;
    7- Como receber e tratar a dependente;
    8- Avaliação constante da residente;
    9- Realizando um bom trabalho;
    10- Crescendo ajudando o próximo.

  • 1- Como Apresentar-se:

    1- Como Apresentar-se:

    Primeiramente começo me apresentando; meu nome é Melissa de Paula e sou Diretora e principalmente Coordenadora desde a fundação da CTF Casa de Ester, trabalho como Auxiliar de enfermagem na FURG e sou Auxiliar e Técnica de Enfermagem com qualificação e especialização Técnica em Enfermagem do Trabalho, minha intenção como autora deste curso é primeiramente, depois de muitos intercursos, mostrar como um monitor, coordenador, voluntário e as formandas em monitoria na Casa de Ester devem proceder....

  • ... No cuidado e tratamento das residentes de comunidades terapêuticas femininas, desejo com isso dar noções de como funciona uma comunidade feminina e noções dos tópicos especificados nos capítulos seguintes, também não espero com esse curso encerrar tudo sobre comunidades femininas, mas sim mostrar situações do cotidiano e como tentar resolve-las, digo tentar pois somos falhos e nenhuma residente é e irá ser igual a outra por isso nem todas as tomadas de decisões serão acertadas com todas as residentes da mesma maneira...

  • Mas vamos ao diretamente ao capítulo em questão, que é como apresentar-se;
    Por quê digo apresentar-se? Não digo apresentar-se somente a nós, diretores e trabalhadores, mas sim principalmente as residentes. Para encurtar o discurso vou me referir aos monitores, coordenadores, voluntários e formandos em monitoria, todos como trabalhadores.
    Se hoje você está dentro de uma comunidade como trabalhador dela, ou pretende concretizar esse trabalho, tem algumas coisas que precisa saber: ....

  • Apresentar-se:
    Primeiramente, ligue antes de chegar a comunidade, se informe, sobre horários e dias em que pode ser recebido pelos responsáveis pelo lugar, pois pode já ter uma reunião marcada, triagem a ser feita, os responsáveis não estarem, problemas internos entre esses; consultas com psicóloga, a médicos, trabalhos de grupo, artesanato e problemas internos da Comunidade. Em uma comunidade terapêutica tem que se ter em mente que é tudo sob programação prévia e telefones ajudam muito nesse sentido, o ligar e marcar a visita.

  • Coisas a nunca se deve fazer ao entrar em uma comunidade:
    Entrar fumando; você tem que se informar se essa comunidade trabalha com redução de danos ou NA, ou tem um princípio religioso que impeça o fumo dentro da Comunidade, se for permitido se informe dos locais ou ambientes para esse fim, se não, respeite e saia para fumar ou quando for embora;

  • Vestimentas:
    No Caso de comunidades masculinas já se possuem o costume por pessoas que tem um pouco de discernimento ao visitar, que mulheres devem ir vestidas com roupas o menos sensuais possíveis pois os internos estão em a um bom tempo em abstinência sexual o que pode instigar olhares maliciosos nos internos, vontades sexuais e atrapalhar o tratamento dos mesmos.


Matricule-se agora mesmo Preenchendo os campos abaixo
R$ 23,00
Pagamento único
Processando... Processando...aguarde...
Autorizo o recebimento de novidades e promoções no meu email.

  • Veja muito mais em www.melissadepaula.blogspot.com.br
  • Como ser um Monitor, Coordenador ou Voluntário em Comunidades Terapêuticas Femininas
  • Comunidade Terapêutica Feminina Casa de Ester
  • Capítulos:
  • 1- Como Apresentar-se:
  • 2-Responsabilidade e ser exemplo:
  • 3- Entendendo a CTF Casa de Ester:
  • 4- Entendendo as Entidades Sem Fins Lucrativos:
  • 5- Entendendo as Residentes:
  • ¨ 6 - Entendendo a doença da drogadição
  • 7- Como receber e tratar a dependente:
  • 8 ? Avaliação constante da dependente:
  • 9- Realizando um bom trabalho:
  • 10- Crescendo ajudando o próximo: