Curso Online de Como Conviver com as Pessoas

Curso Online de Como Conviver com as Pessoas

Os que professam ser filhos de Deus deviam ter em mente que serão postos em contato com todas as classes de espírito. Há os corteses e os...

Continue lendo

Autor(a):

Carga horária: 4 horas

De: R$ 40,00 Por: R$ 23,00
(Pagamento único)

Mais de 10 alunos matriculados no curso.

Certificado digital Com certificado digital incluído

Os que professam ser filhos de Deus deviam ter em mente que serão postos em contato com todas as classes de espírito. Há os corteses e os rudes, os humildes e os altivos, os religiosos e os céticos, os instruídos e os ignorantes, os ricos e os pobres.Estes diferentes espíritos não podem ser tratados da mesma maneira ,todos porém carecem de bondade e simpatia. Pelo mútuo contato nosso espírito devia tornar-se delicado e refinado.

Marcelo Oliveira é Terapeuta Familar, Educador,Teólogo e Blogueiro. Formado em Teologia - Unasp Campus 2 (SP), Graduando em Educação - pela Universidade Grande Dourados -(MT) , Pós Graduado em Psicologia do Aconselhamento Familiar pela Universidade Santo Amaro -UNISA -(SP).



  • Aqui você não precisa esperar o prazo de compensação do pagamento para começar a aprender. Inicie agora mesmo e pague depois.
  • O curso é todo feito pela Internet. Assim você pode acessar de qualquer lugar, 24 horas por dia, 7 dias por semana.
  • Se não gostar do curso você tem 7 dias para solicitar (através da pagina de contato) o cancelamento ou a devolução do valor investido.*
  • Adquira certificado ou apostila impressos e receba em casa.**
* Desde que tenha acessado a no máximo 50% do material.
** Material opcional, vendido separadamente.
  • Seminário

    seminário

    como conviver com as pessoas

  • As relações sociais exigem algumas coisas de nós. Quais são elas? Por quê?

    as relações sociais exigem algumas coisas de nós. quais são elas? por quê?

    sim. todas as relações sociais exigem o exercício do domínio próprio, indulgencia e simpatia.
    porque diferimos uns dos outros em disposições, hábitos e educação, que variam entre si nossas maneiras de ver as coisas. não há duas pessoas cuja experiência seja igual em cada particular.
    pág.5

  • " grande tato e sabedoria são necessários no trabalho de ganhar almas. o salvador nunca suprimiu a verdade, mas disse-a sempre com amor. nunca foi rude, nunca proferiu desnecessariamente uma palavra severa, não ocasionou jamais uma dor desnecessária a uma alma sensível."

    serviço cristão, pág 176.

  • Por que algumas pessoas não conseguem entender o trabalho de quem tem responsabilidades?  

    por que algumas pessoas não conseguem entender o trabalho de quem tem responsabilidades?  

    muitas pessoas têm desempenhado tão poucas responsabilidades, seu coração tem experimentado tão pouco as angústias reais, sentido tão pouca perplexidade e preocupação em auxiliar o próximo, que não podem compreender o trabalho de quem tem verdadeiras responsabilidades.

    pág.6

  • Em virtude de a natureza humana ser fraca, ignorante e sujeita ao erro, em que devemos ser cautelosos?

    em virtude de a natureza humana ser fraca, ignorante e sujeita ao erro, em que devemos ser cautelosos?

    devemos ser cautelosos na maneira de julgar o próximo.
    pág.6

  • Que as conseqüências podem ter aquilo que fazemos ou dizemos?

    que as conseqüências podem ter aquilo que fazemos ou dizemos?

    o que fazemos ou dizemos pode parecer-nos de pouca importância quando se nossos olhos se abrissem, veríamos que daí resultam as mais terríveis conseqüências para o bem ou para o mal.
    pág.6

  • A quem pertence o direito de julgar?  

    a quem pertence o direito de julgar?  

    devemos acautelar-nos de não tomar em nossas mãos o direito de julgar, que pertence a deus.
    pág.7

  • Qual é o inimigo que mais carecemos temer?

    qual é o inimigo que mais carecemos temer?

    o inimigo que mais carecemos temer é o próprio eu.
    pág.8

  • Qual é a pior forma de vício?

    qual é a pior forma de vício?

    a paixão humana quando não está sob o domínio do espírito santo.
    pág.8

  • Para que não devemos viver?

    para que não devemos viver?

    devemos viver, não para vigiar sobre a nossa suscetibilidade ou reputação. (levar vantagem)
    pág.8

  • E para que devemos viver? Por quê?

    e para que devemos viver? por quê?

    mas para salvar almas. quando estamos interessados na salvação das almas, deixamos de pensar nas pequenas diferenças que possam levantar-se entre uns e outros na associação mútua.
    pág.8


Matricule-se agora mesmo Preenchendo os campos abaixo
R$ 23,00
Pagamento único
Processando... Processando...aguarde...
Autorizo o recebimento de novidades e promoções no meu email.

  • Seminário
  • As relações sociais exigem algumas coisas de nós. Quais são elas? Por quê?
  • Por que algumas pessoas não conseguem entender o trabalho de quem tem responsabilidades?  
  • Em virtude de a natureza humana ser fraca, ignorante e sujeita ao erro, em que devemos ser cautelosos?
  • Que as conseqüências podem ter aquilo que fazemos ou dizemos?
  • A quem pertence o direito de julgar?  
  • Qual é o inimigo que mais carecemos temer?
  • Qual é a pior forma de vício?
  • Para que não devemos viver?
  • E para que devemos viver? Por quê?
  • Ao invés de pensar em vingança, como devemos proceder?
  • Quando formos abordados com palavras ríspidas, o que devemos fazer? Por quê?
  • Onde, muitas vezes somos inclinados a procurar simpatia e ânimo? Em realidade, onde deveríamos buscar essas qualidades? Por quê?
  • Como fazer para vencermos a nós próprios e crescermos num nobre heroísmo? Essa tarefa não pode ser cumprida sem o auxílio de Jesus. Qual é ela?
  • Qual é a religião que jamais atrairá almas a Cristo? O que pode ser feito para reverter essa situação?
  • Qual é a alternativa para sobrevivermos a circunstâncias desagradáveis? O que o sentimento da presença de Jesus inspira?
  • Todo sofrimento faz bem ao ser humano ?
  • O que devemos compreender a fim de que não julguemos ou acusemos ninguém?
  • Por que o Senhor Jesus exige que reconheçamos os direitos de cada homem? O que o cristianismo faz pelas pessoas?
  • O que o amor comunica a quem o possui?
  • Como adquirimos os maus hábitos e a deformidade de caráter?
  • Qual deve ser a medida de nosso dever?
  • Devemos agir sempre por princípio, nunca por ........?
  • Como se desenvolve a faculdade do domínio próprio? Como se criam os hábitos?
  • Que hábito devemos a prender a cultivar com relação ao nosso próximo?
  • Para que os trabalhadores ativos não têm tempo?
  • Sob que circunstâncias sairá de nós uma luz que irradia sobre todos os que estiverem em contato conosco?
  • O que devemos dizer em lugar de criticar e condenar o próximo?
  • O que deviam ter na mente as pessoas que professam ser filhos de Deus?
  • De que forma a religião cristã entra em contato com o mundo?
  • Cristo não deve ser escondido como um tesouro cobiçado, mas deve ser comunicado, compartilhado. Como?