Curso Online de COMO CONTROLAR A RAIVA E A HOSTILIDADE : " O MAL DO SÉCULO XXI"- PARTE I
4 estrelas 1 aluno avaliou

Curso Online de COMO CONTROLAR A RAIVA E A HOSTILIDADE : " O MAL DO SÉCULO XXI"- PARTE I

O objetivo deste curso é trazer à sociedade e à todas as pessoas em geral que sofrem de um sentimento intenso de raiva e hostilidade p...

Continue lendo

Autor(a):

Carga horária: 8 horas

Por: R$ 23,00
(Pagamento único)

Certificado digital Com certificado digital incluído

O objetivo deste curso é trazer à sociedade e à todas as pessoas em geral que sofrem de um sentimento intenso de raiva e hostilidade por fatores internos ou externos e que tem sido vivenciado nesses últimos anos profundamente pelos efeitos da insensibilidade do ser humano, crimes, violência,assaltos,correria e estresse do cotidiano, pressão no trabalho e em casa, brigas no trânsito e por situações da nossa realidade tão cheia de corrupção, assaltos e insegurança, algumas maneiras e técnicas eficazes para se viver melhor em seus relacionamentos, sabendo controlar seu nível de sentimento negativo de raiva e agressão frente a determinados eventos e contribuindo para um comportamento mais saudável e eficaz em todas as relações interpessoais e tendo assim uma boa qualidade de vida física e emocional.
Neste curso estaremos fornecendo algumas dicas, orientações sobre como lidar com a raiva , a fim de conviver melhor com esse sentimento de forma efetiva e saudável, diante de um século tão difícil e cruel que vivenciamos.
Enfim, mais uma preocupação nossa como profissionais da saúde mental, para que todos consigam obter um estilo e qualidade de vida emocional bem menos agressiva ,com uma diminuição no estresse e na hostilidade contemporânea.
Capítulos:
1-Introdução: A agressividade é um pedido de socorro.
2- Objetivo
3-Raiva- Conceito
4-Os componentes da reação da raiva
5- Por que se preocupar com a raiva?
6- Dicas
7-Diferença entre Controlar e Reprimir a Raiva
8-Avaliação e Conceitualização Cognitiva- Comportamental.
9-A relação terapêutica e objetivo do tratamento na TCC.
10-Algumas técnicas da TCC
11- Compreendendo a Raiva
12- Hostilidade
13- Alguns Passos a seguir:
14- Fatos e acontecimentos de hoje
15- Questionário-teste
16- Conclusão
17- Referências Bibliográficas
18- Palavras Finais

Psicóloga Clínica Graduada pela Fumec/MG com experiência em atendimentos clínicos em consultório há 7 anos (Atendimentos para jovens, adultos e idosos), Clínica da Faculdade de Ciências Médicas com Dr. Paulo César Pinho Ribeiro( Pediatra) e Dra. Marília Makarooun (Psiquiatra)na Clínica de Saúde Mental de Adolescentes da Fundação Libanesa/MG por 5 anos consecutivos. Cursos de formação em Psicanálise, experiência em CTI,UTIP, PA em Hospital Geral,Hospital Socor e Mater Dei ( Coordenadora Marisa Decat e Simone Borges) e supervisão de Júnia Antônia Souza Lima).Cursos de Psicanálise e Hospital. Curso abordagem psicológica sobre a dor crônica com Dra.Magna Rosane. Cursos de Neuropsiquiatria em atendimentos adultos e idosos.Curso de Atenção Mindfulness. Curso de Psicossomática, Curso em Psicologia Clínica, e tratamento de Ansiedade e afins. Atendimentos em Consultório particular e atendimentos online dentro das normas de resoluções do Conselho Federal de Psicologia.Escreve artigos para Psiconlinews.Escreve artigos para Psicologia Viva Startup e atende pacientes presencial no consultório e online na Plataforma da Psicologia Viva.Professora graduada em Língua Inglesa pela FALE/UFMG em 2000 desde então professora atuante em escolas , Colégios e cursos de idiomas, aulas particulares e também aulas online.Deus, Amor, compromisso e dedicação são os meus pilares na vida e profissão.


- Renata Bezerra Da Silva

  • Aqui você não precisa esperar o prazo de compensação do pagamento para começar a aprender. Inicie agora mesmo e pague depois.
  • O curso é todo feito pela Internet. Assim você pode acessar de qualquer lugar, 24 horas por dia, 7 dias por semana.
  • Se não gostar do curso você tem 7 dias para solicitar (através da pagina de contato) o cancelamento ou a devolução do valor investido.*
  • Adquira certificado ou apostila impressos e receba em casa.**
* Desde que tenha acessado a no máximo 50% do material.
** Material opcional, vendido separadamente.
  • Como controlar a Raiva e a hostilidade: ‘O mal do século xxi’. ( parte I )

    Como controlar a Raiva e a hostilidade: ‘O mal do século xxi’. ( parte I )

  • A agressividade é um pedido de socorro.

    A agressividade é um pedido de socorro.

    Quem agride traz, no âmago, grande sofrimento. É inconcebível imaginar uma pessoa que seja mesmo feliz e que tenha uma boa auto estima esteja sendo agressiva, hostil ou grosseira. Por isso é possível afirmar que a agressividade é um pedido de socorro.
    Ela denuncia um grande desequilíbrio. Compreender esse tipo de sofrimento lhe fortalece para aguentar e suportar a difícil convivência com quem agride. Em se tratando de agressões físicas, as medidas cabíveis são jurídicas, não se podendo negá-las.No entanto, o que se discute aqui é a agressividade gratuita,baseada em palavras e atitudes.

  • A reflexão proposta reside na observação de quando se é agredido.Como você
    se sente ao sofrer uma “investida”? Magoado, indignado, inconformado ou com muita
    raiva?
    Em todos esses casos, a manifestação é do ego.
    Ora você sente que não merecia, ora se prostra na condição de “quem ele
    pensa que é para falar ou fazer isso comigo?” Ocorre que se houvesse da sua parte a
    compreensão de que a agressividade é um pedido de socorro, seu sentimento seria outro.
    Permanecer na condição de “ofendido”, mantém consigo toda a força destrutiva que
    aquela atitude provocou.
    Mas a partir do momento em que você olha para o agressor e compreende que
    ele sofre e, por isso age assim, toda a carga negativa que ele gerou encontra passagem
    livre e deixa de lhe prejudicar.

  • OBJETIVO

    OBJETIVO

    Trazer a sociedade maneiras mais eficazes de como viver melhor em seus relacionamentos, sabendo controlar seu nível de sentimento negativo de raiva e agressão frente a determinados eventos e contribuindo para um comportamento mais saudável e eficaz em todas as relações interpessoais.
    Neste curso estaremos fornecendo algumas dicas, orientações sobre como lidar com a raiva , a fim de conviver melhor com esse sentimento de forma efetiva e saudável, diante de um século tão difícil e cruel que vivenciamos.
    Enfim, mais uma preocupação nossa como profissionais da saúde mental, para que todos consigam obter um estilo e qualidade de vida emocional bem menos agressiva ,com uma diminuição no estresse e na hostilidade contemporânea.

  • Raiva

    Raiva

    Conceito:

    Compreendendo a definição de raiva:
    Raiva é um sentimento de imenso desconforto que resulta da percepção de alguma provocação, seja ela uma ofensa, um desacordo,rejeição, agressão, mau tratamento, baixa tolerância a frustração ou desmerecimento por parte de alguém ou instituição.
    Podemos ver muitos exemplos disso nas reações de manifestações da nossa sociedade em meio à falta de amor, educação, saúde e falta da falta de sensibilidade das pessoas e principalmente do Poder do Estado e autoridades diante da precária situação que vivencia o nosso país.

  • Raiva é um sentimento natural do ser humano como um instinto de autopreservação,isto é,útil á sua sobrevivência .
    A raiva é uma sensação composta de 3 componentes que interagem um com o outro (pensamento avaliativo, mudanças físicas e comportamento de raiva) que ocorre frente a um acontecimento desencadeador.

  • Os componentes da reação da raiva

    Os componentes da reação da raiva

    São as reações emocionais, físicas e comportamentos típicos de quem está com raiva.
    Esses comportamentos podem ser respostas funcionais, adaptativos e disfuncionais ou desadaptativas ao meio e sob a forma de compreender as situações, frustrações e como respondemos aos “nãos” que recebemos em toda a nossa vida.
    Quando menciono funcionais e adaptativos , quero dizer como expressamos a nossa raiva,de forma construtiva , controlando suas reações e não reagindo de maneira fisicamente agressiva e ou verbal.As disfuncionais ou desadaptativas, quando ser reage de forma exacerbada nas reações físicas e verbais com outrem, externalizado seu estado de raiva a seu jeito.

  • Expressões de raiva:

  • E também internalizando essa raiva sem momento algum expressá-la de modo construtivo,prejudicando a priori, a si mesmo .

  • Sabemos que todos nós temos o potencial para sentirmos irados diante de algo
    ou alguém, até em fúria, diante de determinadas situações que pareçam um
    ofensa,injustiça e principalmente em caso de maldade, que nos dias de hoje é o que se
    mais temos visto.
    Podemos citar aqui um exemplo de uma autodefesa em caso de um assalto, o
    que temos vivenciado frequentemente em nossas cidades e no mundo. Portanto essa raiva
    durante o assalto é útil,pois lhe fornecerá forças, energia para lutar contra o agressor de
    forma a reagir eficazmente, se defendendo obviamente.
    Fomos geneticamente preparados para sentir raiva em momentos dos quais precisamos
    nos defender , nos protegendo do inimigo fisicamente e de grandes problemas a posteriori.

  • A raiva pode ocorrer também quando alguém não é a favor de nossas idéias e desejos considerados importantes e ou quando se interpreta uma situação neutra como ameaçadora.
    Sabemos que as desilusões e frustrações da vida nos levam a um grande stress emocional, que , por sua vez, resulta em agressão e muitas vezes em morte.
    A raiva em si NÃO é uma emoção boa ou necessariamente MÁ, pois dependendo do que estamos vivenciando nos fortalece e nos dá energia para nos preservar.Porém quando exacerbada, isto é, extremamente excessiva , malgerenciada por nós mesmos, pode ser tornar perigosa e disfuncional ou seja negativa , trazendo grandes problemas para si e para os outros.


Matricule-se agora mesmo Preenchendo os campos abaixo
R$ 23,00
Pagamento único
Processando... Processando...aguarde...
Autorizo o recebimento de novidades e promoções no meu email.

  • Como controlar a Raiva e a hostilidade: ?O mal do século xxi?. ( parte I )
  • A agressividade é um pedido de socorro.
  • OBJETIVO
  • Raiva
  • Os componentes da reação da raiva
  • Por que se preocupar com a raiva? 
  • Dicas
  • Diferença entre Controlar e Reprimir a Raiva:
  • Controlar mais as emoções e externalizar menos!
  • Exemplo:
  • Avaliação e conceitualização cognitivo- comportamental
  • A relação terapêutica e objetivo do tratamento na TCC
  • Algumas técnicas da tcc
  • Compreendendo a raiva
  • HOSTILIDADE
  • ALGUNS PASSOS A SEGUIR:
  • Fatos e acontecimentos de hoje
  • As constantes brigas e desentendimentos no trânsito, acarretando diversas consequências pela agressividade e hostilidade.
  • Raiva nos relacionamentos interpessoais, trazendo grandes consequências em sua falta de controle. Podemos pensar em crimes e a quantidade de divorcios por uma reação impulsiva de um casal.
  • Os manifestos que com os motivos pacíficos e pela indignação pelas ações do governo perante a situação do Brasil de corrupção e injustiça, acaba se tornando violenta pela infiltração de vândalos que roubam, destroem e danificam o patrimônio e lojas da cidade.
  • Questionário- teste
  • CONCLUSÃO
  • Referências Bibliográficas
  • Palavras finais