Curso Online de COMO ESCOLHER E CUIDAR  DOS ALIMENTOS (CULINÁRIA)

Curso Online de COMO ESCOLHER E CUIDAR DOS ALIMENTOS (CULINÁRIA)

ALIMENTAÇÃO SAUDÁVEL Para ter uma alimentação saudável, não basta conhecer os nutrientes e o valor nutritivo dos alimentos. É necessário...

Continue lendo

Autor(a):

Carga horária: 4 horas

De: R$ 50,00 Por: R$ 35,00
(Pagamento único)

Mais de 0 alunos matriculados no curso.

Certificado digital Com certificado digital incluído

ALIMENTAÇÃO SAUDÁVEL
Para ter uma alimentação saudável, não basta conhecer os nutrientes e o valor nutritivo dos alimentos.
É necessário saber a melhor maneira de escolher, preparar, conservar e rotular todos os alimentos que vão ser consumidos.
Os cuidados com a higiene pessoal, do ambiente e dos próprios alimentos também são essenciais.
Todas essas informações são muito importantes para a nossa saúde e
precisam ser usadas no nosso dia a dia.
DESCRIÇÃO:
01. Como escolher os alimentos
Produtos embalados
Carnes, aves, peixes e ovos
Hortaliças e frutas
Frequência da compra de alimentos
02. Como conservar os alimentos
Alimentos não perecíveis
Hortaliças e frutas
O que guardar na geladeira
O que deve ser congelado
Conservação do valor nutritivo dos alimentos
03. A importância dos rótulos dos alimentos
04. Higiene dos alimentos
Definição de higiene
Os micro-organismos
Higiene pessoal
Uso de máscara e luvas
Higiene ambiental
Importância da higiene dos alimentos
Higiene dos alimentos
Alimento contaminado X alimento estragado
05. Preservação do meio ambiente e alimentação
Lugar de lixo é no lixo
Cuidados com o lixo
06. Vocabulário

Miriam Gomes Cabral Formada em Pedagogia Atuação como educadora no Programa Escola da Família, nas aulas de dança e de culinária de 2011 à 2012. Especialização: Pedagogia Empresarial e Dinâmica de Grupo; Educação Especial Inclusiva com Ênfase em deficiência intelectual e física; Libras. Bailarina de dança de salão, dança do ventre e pole dance.



  • Aqui você não precisa esperar o prazo de compensação do pagamento para começar a aprender. Inicie agora mesmo e pague depois.
  • O curso é todo feito pela Internet. Assim você pode acessar de qualquer lugar, 24 horas por dia, 7 dias por semana.
  • Se não gostar do curso você tem 7 dias para solicitar (através da pagina de contato) o cancelamento ou a devolução do valor investido.*
  • Adquira certificado ou apostila impressos e receba em casa.**
* Desde que tenha acessado a no máximo 50% do material.
** Material opcional, vendido separadamente.
  • COMO ESCOLHER E CUIDAR
    DOS ALIMENTOS
    (CULINÁRIA)

    ALIMENTAÇÃO SAUDÁVEL
    Para ter uma alimentação saudável, não basta conhecer os nutrientes e o valor nutritivo dos alimentos.
    É necessário saber a melhor maneira de escolher, preparar, conservar e rotular todos os alimentos que vão ser consumidos.
    Os cuidados com a higiene pessoal, do ambiente e dos próprios alimentos também são essenciais.
    Todas essas informações são muito importantes para a nossa saúde e
    precisam ser usadas no nosso dia a dia.

    DESCRIÇÃO:
    01. Como escolher os alimentos
    Produtos embalados
    Carnes, aves, peixes e ovos
    Hortaliças e frutas
    Frequência da compra de alimentos
    02. Como conservar os alimentos
    Alimentos não perecíveis
    Hortaliças e frutas
    O que guardar na geladeira
    O que deve ser congelado
    Conservação do valor nutritivo dos alimentos
    03. A importância dos rótulos dos alimentos
    04. Higiene dos alimentos
    Definição de higiene
    Os micro-organismos
    Higiene pessoal
    Uso de máscara e luvas
    Higiene ambiental
    Importância da higiene dos alimentos
    Higiene dos alimentos
    Alimento contaminado X alimento estragado
    05. Preservação do meio ambiente e alimentação
    Lugar de lixo é no lixo
    Cuidados com o lixo
    06. Vocabulário

  • 1. Produtos embalados

    Verifique o prazo de validade e outras informações que são importantes,
    como ingredientes utilizados, composição nutricional,
    modo de conservação e de preparo.

    A embalagem precisa estar perfeita. Não pode estar estufada,
    enferrujada, amassada ou rasgada.

    O produto não deve estar com a cor, cheiro ou consistência alteradas.

    Observe se o local de armazenamento está em boas condições,
    se as prateleiras estão limpas, os refrigeradores e freezers ligados
    e em temperatura adequada.

    Só compre produtos de origem animal com o selo de garantia do
    Serviço de Inspeção Federal (SIF), do Ministério da Agricultura.

    O produtor e/ou indústria devem estar identificados no rótulo,
    assim como o número de registro do estabelecimento.

    Se houver qualquer dúvida sobre o uso e conservação do produto,
    consulte o serviço de orientação ao cliente do local de venda e da indústria.

  • Carnes, aves, peixes e ovos
    Carne bovina e de porco
    Quando frescas, são compactas, apresentam gordura branca e
    firme, cor vermelho brilhante e cheiro agradável. Não compre
    se a carne estiver escura ou esverdeada, o cheiro for desagradável
    e não houver origem determinada e carimbo de inspeção
    do Ministério da Agricultura, denominado Serviço de Inspeção
    Federal (SIF).
    Carne moída
    Se a carne já estiver moída, tenha a certeza de que a origem é
    segura e também inspecionada(SIF). Prefira a que já se encontra
    em embalagem e que contenha data de validade.
    Frango e aves
    Estão bons quando a cor da pele variar do branco ao amarelo, a
    superfície for brilhante e firme ao tato. Verifique o carimbo de
    inspeção (SIF) e a validade.
    Ovos
    Quando novos, têm a casca pouco porosa, bem limpa e sem
    rachaduras. Para saber se o ovo está velho, é só colocá-lo numa
    vasilha com água e sal. Se ele flutuar, é porque está velho. Não
    use o ovo também se a clara ou gema grudarem na casca, se
    tiver cheiro diferente, podridão ou sabor anormal.

  • Peixe, camarão e mariscos
    Estão frescos quando os olhos são arredondados, a guelra é
    vermelha, o cheiro é suave, a pele está brilhante e as escamas
    firmes. Se você apertar a carne, ela deve voltar à posição rapidamente.
    O camarão precisa estar com a cabeça presa ao corpo,
    a carapaça firme, o olho brilhante e o cheiro agradável.
    Miúdos (coração, fígado, rins, língua)
    Estão bons quando a superfície é brilhante, firme ao tato e a
    cor é regular, sem pontos brancos. É importante também que
    não haja mau cheiro.
    Embutidos (salsicha, linguiça, salame, mortadela, presunto)
    A cor deve ser original, sem fungos ou corantes demais. Salsicha
    e linguiça não podem ter bolhas de ar ou apresentar líquidos.
    Observe se o salame não tem bolor, está escuro demais
    ou endurecido pela perda de água.

  • Frequência da compra de alimentos

    De quanto em quanto tempo comprar os alimentos? Vai depender da durabilidade do produto.
    Alimentos que estragam com facilidade devem ser comprados com mais frequência, ou, então, serem congelados. Isso vale para carnes, aves e pescados. As frutas e os vegetais perdem o valor nutricional facilmente e por isso devem ser comprados frescos e consumidos em pouco tempo.
    Os alimentos não perecíveis podem ser estocados e, por isso, não precisam ser comprados com muita frequência.
    É só levar, a cada vez, uma quantidade maior.
    É bom lembrar: a quantidade a ser comprada também depende do espaço disponível na despensa!

  • 03. A importância dos rótulos dos alimentos

    É pela rotulagem que as empresas produtoras de alimentos se comunicam com os consumidores. As empresas colocam na embalagem do produto informações sobre o mesmo e os consumidores consultam a embalagem para saber o que estão comprando.
    A Portaria número 42, de 13 de janeiro de 1998, do Ministério da Saúde, trata da rotulagem de alimentos.
    O objetivo é proteger os consumidores de declarações abusivas ou infundadas que possam induzi-lo ao erro.
    Com os rótulos, é possível comparar os produtos
    na hora da compra, seja quanto à qualidade, preço, ingredientes etc.
    Algumas das informações que devem estar obrigatoriamente no rótulo são:
    Lista de ingredientes, a não ser que seja um produto único, como leite.

  • Conteúdo líquido em peso ou volume.
    Identificação de origem, com endereço do fabricante ou importador.
    Identificação do lote.
    Prazo de validade.
    Preparo e instruções de uso (quando for o caso) e conservação.
    Lista de ingredientes.
    As informações nutricionais (quantidade de calorias e nutrientes) só são obrigatórias se a embalagem fizer alguma menção às propriedades nutricionais, como, por exemplo, “ rico em fibras” ou “ diet” etc.
    Com a leitura do rótulo, é possível conhecer melhor o produto.
    Seguir as instruções de preparo e armazenamento ajudam no rendimento e na conservação do valor nutritivo do alimento.
    Também pode facilitar o seu aproveitamento pelo organismo.

  • A diferença é que os micróbios são muitíssimo mais rápidos que o homem e esse é o grande problema.
    A maioria das bactérias, em quantidades pequenas, não faz mal ao homem. Mas em grandes quantidades, ou seja, quando se multiplicam várias vezes, elas provocam
    doenças e podem até matar! Existem bactérias que até
    mesmo em pouquíssimas quantidades podem prejudicar o homem...
    Os micro-organismos são encontrados por toda parte: no ar, na água, na terra, no nosso corpo, mãos, pés, unhas, nariz, cabelos, olhos, barba... Para viverem, eles precisam de água e de alimentos, além de tempo e temperatura ideal para se multiplicarem.
    As bactérias se reproduzem com maior facilidade em temperaturas entre 15o C e 70o C. Ou seja, a temperatura ambiente e as temperaturas dos alimentos frios ou mornos são ideais para que elas se multipliquem.
    O homem é o principal “meio de transporte” da bactéria até o alimento. Isso acontece quando não possui bons hábitos de higiene, seja com cuidados pessoais, do ambiente ou do próprio alimento.

  • Higiene ambiental

    Algumas dicas para manter o ambiente em condições adequadas

    de higiene são:
    Limpar equipamentos e utensílios logo após o uso.
    Limpar as superfícies usadas no preparo dos alimentos e o piso depois de preparar cada refeição.
    Não esquecer a limpeza dos refrigeradores a cada 15 dias e das janelas e portas uma vez por mês.
    Manter as áreas da cozinha livre de restos de alimentos.
    Conservar as latas de lixo tampadas, limpas e afastadas dos alimentos, para evitar o acesso de insetos.
    Não deixar que entrem na cozinha pessoas que não tenham cumprido o ritual de higienização pessoal.

  • Importância da higiene dos alimentos

    O ser vivo tem “instintos naturais” de alimentação, defesa e orientação.
    No homem, porém, tais mecanismos naturais não são suficientes para sua adaptação às novas condições de vida.
    Por isso, a criança é o mais indefeso dos seres vivos, precisando do cuidado contínuo dos adultos.
    Os cuidados que a criança recebe da família ou escola dependem especialmente do seu padrão sociocultural e econômico.
    O grupo social a que pertence, portanto, acabará determinando o seu padrão alimentar e a qualidade dos cuidados a ela prestados.
    Tanto o padrão alimentar como os serviços prestados podem ser orientados por uma equipe bem preparada, que vai procurar fazer com que as informações sejam aproveitadas ao máximo, mas sempre de acordo com os recursos disponíveis e a situação local.

  • Um dos primeiros passos para que essa orientação seja proveitosa é realizar atividades com as crianças envolvendo conceitos básicos sobre o tema Higiene, muito relacionado com a qualidade de vida.
    Os aspectos sanitários vêm sendo bastante discutidos e salientados por profissionais de saúde, pelo governo, e até mesmo pela população em geral, que atualmente está mais atenta e preocupada com as condições higiênicas dos alimentos, do ambiente e do pessoal envolvidos no preparo de refeições. Assim, é cada vez maior a cobrança para que sejam cumpridas as normas de higiene estabelecidas por órgãos competentes.
    A higiene dos alimentos depende de muitos fatores, tais como higiene pessoal e do ambiente; características dos alimentos; condições de conservação e de preparo, entre outros. As pessoas que trabalham com o preparo de alimentos, isto é, os manipuladores de alimentos, estão diariamente em contato com outras pessoas que podem apresentar micro-organismos causadores de doenças.


Matricule-se agora mesmo Preenchendo os campos abaixo
R$ 35,00
Pagamento único
Processando... Processando...aguarde...

Desejo receber novidades e promoções no meu e-mail:


  • ALIMENTAÇÃO SAUDÁVEL
  • Para ter uma alimentação saudável, não basta conhecer os nutrientes e o valor nutritivo dos alimentos.
  • É necessário saber a melhor maneira de escolher, preparar, conservar e rotular todos os alimentos que vão ser consumidos.
  • Os cuidados com a higiene pessoal, do ambiente e dos próprios alimentos também são essenciais.
  • Todas essas informações são muito importantes para a nossa saúde e
  • precisam ser usadas no nosso dia a dia.
  • DESCRIÇÃO:
  • 01. Como escolher os alimentos
  • Produtos embalados
  • Carnes, aves, peixes e ovos
  • Hortaliças e frutas
  • Frequência da compra de alimentos
  • 02. Como conservar os alimentos
  • Alimentos não perecíveis
  • Hortaliças e frutas
  • O que guardar na geladeira
  • O que deve ser congelado
  • Conservação do valor nutritivo dos alimentos
  • 03. A importância dos rótulos dos alimentos
  • 04. Higiene dos alimentos
  • Definição de higiene
  • Os micro-organismos
  • Higiene pessoal
  • Uso de máscara e luvas
  • Higiene ambiental
  • Importância da higiene dos alimentos
  • Higiene dos alimentos
  • Alimento contaminado X alimento estragado
  • 05. Preservação do meio ambiente e alimentação
  • Lugar de lixo é no lixo
  • Cuidados com o lixo
  • 06. Vocabulário