Curso Online de Deficiência Visual - Como trabalhar
4 estrelas 1 aluno avaliou

Curso Online de Deficiência Visual - Como trabalhar

Traz os primeiros conhecimentos que o educador deve ter para desenvolver um bom trabalho com crianças que tenham deficiências visuais com...

Continue lendo

Autor(a):

Carga horária: 4 horas

De: R$ 40,00 Por: R$ 25,00
(Pagamento único)

Mais de 10 alunos matriculados no curso.

Certificado digital Com certificado digital incluído

Traz os primeiros conhecimentos que o educador deve ter para desenvolver um bom trabalho com crianças que tenham deficiências visuais como: Cegueira, Baixa-Visão... Em escola regular.

PEDAGOGA, PROFESSORA DE SALA DE AEE -ATENDIMENTO EDUCACIONAL ESPECIALIZADO, NO MUNICIPIO DE FRAIBURGO-SC. EXPERIENCIA EM EDUCAÇÃO ESPECIAL HÁ 15 ANOS.


"gostei muito"

- Eugenia Fernandes Carvalho

  • Aqui você não precisa esperar o prazo de compensação do pagamento para começar a aprender. Inicie agora mesmo e pague depois.
  • O curso é todo feito pela Internet. Assim você pode acessar de qualquer lugar, 24 horas por dia, 7 dias por semana.
  • Se não gostar do curso você tem 7 dias para solicitar (através da pagina de contato) o cancelamento ou a devolução do valor investido.*
  • Adquira certificado ou apostila impressos e receba em casa. Os certificados são impressos em papel de gramatura diferente e com marca d'água.**
* Desde que tenha acessado a no máximo 50% do material.
** Material opcional, vendido separadamente.

Modelo de certificados (imagem ilustrativa):

Frente do certificado Frente
Verso do certificado Verso
  • DEFICIÊNCIA VISUAL

    DEFICIÊNCIA VISUAL

  • A deficiência visual é um termo que designa uma situação irreversível de diminuição da resposta visual, que pode ter origem congênita, hereditária ou adquirida, mesmo após intervenção cirúrgica ou tratamento médico, bem como no uso de óculos ou lentes. Podendo ser do tipo cegueira ou baixa visão.

    22.6.12

    2

  • [...] a cegueira é uma alteração grave ou total de uma ou mais das funções elementares da visão que afeta de modo irremediável a capacidade de perceber cor, tamanho, distância, forma, posição ou movimento em um campo mais ou menos abrangente (BRASIL, 2007, p.15).

    22.6.12

    3

  • A definição de baixa visão (ambliopia, visão subnormal ou visão residual) é complexa devido à variedade e à intensidade de comprometimentos das funções visuais (BRASIL, 2007). Essas funções englobam desde a simples percepção de luz até a redução da acuidade e do campo visual que interferem ou limitam a execução de tarefas e o desempenho geral. Em muitos casos, observa-se o nistagmo, movimento rápido e involuntário dos olhos, que causa uma redução da acuidade visual e fadiga durante a leitura.

    22.6.12

    4

  • A cegueira infantil é uma das cinco prioridades da OMS (Organização Mundial da Saúde), sendo a Catarata Congênita a segunda prioridade e a causa mais importante da cegueira infantil tratável na América Latina, responsável por aproximadamente 40% dos casos. Em crianças, a catarata congênita representa uma das principais causas de visão subnormal

    22.6.12

    5

  • As principais causas da deficiência visual são por doenças infecciosas na gestação, nutricionais, traumáticas, por doenças degenerativas como a catarata e genéticas.

    22.6.12

    6

  • As causas congênitas são em decorrência de alguma alteração no período da gestação que acarreta ao bebê, por exemplo, má formação ocular, glaucoma congênito, anoftalmia, retinoblastoma, retinopatia da prematuridade, entre outras.

    22.6.12

    7

  • Em relação às causas adquiridas, sabe-se que elas ocorrem durante o período de desenvolvimento da criança, ou ao longo da sua vida. Exemplos: traumas oculares, glaucoma, catarata, degeneração senil, alterações na retina decorrente de hipertensão arterial ou diabetes.

    22.6.12

    8

  • Foto 9 - Criança com Anoftalmia à esquerda Fonte: http://www.testedoolhinho.ufc.br

    Foto 9 - Criança com Anoftalmia à esquerda Fonte: http://www.testedoolhinho.ufc.br

    22.6.12

    9

  • As crianças cegas operam com dois tipos de conceitos:

    As crianças cegas operam com dois tipos de conceitos:

    1) Aqueles que têm significado real para elas a partir de suas experiências.

    2) Aqueles que fazem referência a situações visuais, que embora sejam importantes meios de comunicação, podem não ser adequadamente compreendidos ou decodificados e ficam desprovidos de sentido (BRASIL, 2007).

    22.6.12

    10

  • O incentivo à percepção do ambiente externo, para a pessoa cega, perpassa a leitura e comunicação gráfica, sendo estas duas situações estabelecidas pelo Braille, um código universal tátil, o permite a leitura manual incluindo a pessoa cega neste ambiente.

    22.6.12

    11


Matricule-se agora mesmo Preenchendo os campos abaixo
R$ 25,00
Pagamento único
Processando... Processando...aguarde...

Desejo receber novidades e promoções no meu e-mail:


  • DEFICIÊNCIA VISUAL
  • Foto 9 - Criança com Anoftalmia à esquerda Fonte: http://www.testedoolhinho.ufc.br
  • As crianças cegas operam com dois tipos de conceitos:
  • Braille
  • Figura 3 - Alfabeto Braille – 63 sinais simples Fonte: Brasil (2007)
  • Figuras 4 e 5 - Punção e Raglete, Máquina de escrever braille Fonte: Brasil (2007)
  • Recursos tecnológicos
  • DOSVOX:
  • VIRTUAL VISION:
  • PROJETO MEC DAISY:
  • Recursos didáticos
  • Foto 10 - Kit sonoro Discriminação sonora Fonte: FCEE (2011)
  • Foto 11 - Kit simbólico para estimular o simbolismo Fonte: FCEE (2011)
  • Foto 13 - Régua adaptada. Fonte: FCEE (2011)
  • Foto 14 - Régua Braille. Fonte: FCEE (2011)
  • Foto 15 - Quadro de desenho em relevo com caneta adaptada - proporcionar a representação da escrita convencional e desenho em relevo. Fonte: FCEE (2011)
  • Foto 16 - Cela Braille. Fonte: Brasil (2007)
  • Foto 17 - Livro de texturas. Fonte: baudeletras.blogspot.com/search/label/Jogos (2011)
  • Baixa visão e recursos pedagógicos