Curso Online de QUANDO E COMO COMEÇO A EDUCAR

Curso Online de QUANDO E COMO COMEÇO A EDUCAR

Educação desde o berço até a adolescencia. Colo e aconchego; Educaçaõ começa em casa; A hora do poderoso não; Aprendendo a negociar; Regr...

Continue lendo

Autor(a):

Carga horária: 10 horas

De: R$ 40,00 Por: R$ 25,00
(Pagamento único)

Mais de 0 alunos matriculados no curso.

Certificado digital Com certificado digital incluído

Educação desde o berço até a adolescencia.
Colo e aconchego; Educaçaõ começa em casa; A hora do poderoso não; Aprendendo a negociar; Regras e limites; Estresse infantil; Castigar ou nao; Respeito é a chave da educação na adolescencia;Alterações que sucedem nas diferentes etapas; ajudas positivas; Tópicos para lidar com adolescentes; Curiosidades da adolescencia.

PEDAGOGIA COM ENFASE NAS SERIES INICIAS



  • Aqui você não precisa esperar o prazo de compensação do pagamento para começar a aprender. Inicie agora mesmo e pague depois.
  • O curso é todo feito pela Internet. Assim você pode acessar de qualquer lugar, 24 horas por dia, 7 dias por semana.
  • Se não gostar do curso você tem 7 dias para solicitar (através da pagina de contato) o cancelamento ou a devolução do valor investido.*
  • Adquira certificado ou apostila impressos e receba em casa. Os certificados são impressos em papel de gramatura diferente e com marca d'água.**
* Desde que tenha acessado a no máximo 50% do material.
** Material opcional, vendido separadamente.

Modelo de certificados (imagem ilustrativa):

Frente do certificado Frente
Verso do certificado Verso
  • QUANDO E COMO COMEÇO a EDUCAR

    QUANDO E COMO COMEÇO a EDUCAR

  • Colo e Aconchego

    Acostumado aos limites do útero, o recém-nascido vive certo desconforto nas primeiras semanas. Além de não controlar o corpo nem os movimentos, a única forma de que ele dispõe para expressar necessidades é o choro - seja de fome, porque está molhado ou de "saudades" da mãe. Por isso, oferecer colo e aconchego traz conforto imediato a um bebê que chora sem razão aparente.

  • Ao mesmo tempo, é preciso estabelecer uma rotina básica que organize a vida dele, com horários estabelecidos para sono, mamadas, banhos e trocas. "Essa ordenação constitui os primeiros limites apreendidos pela criança e ajuda a tranquiliza-lo.

  • Os primeiros meses de vida também são importantes para determinar um padrão que pode influenciar comportamentos futuros. Por isso, se você é uma mãe do tipo ansiosa, controle-se. Entrar no quarto do bebê a cada dois minutos para ver se está tudo bem, oferecer o peito a toda hora, pegá-lo no colo só porque ele se mexeu e se antecipar às suas necessidades são atitudes que podem torná-lo dependente de atenção.

  • A criança se acostuma ao padrão que a mãe praticou desde cedo e passa a esperar que os seus desejos sejam atendidos antes mesmo de serem expressados.


  • De maneira inversa, ignorar o choro de um bebê aflito só porque faltam dez minutos para a próxima mamada também está fora de questão. O ponto de equilíbrio é que a presença afetuosa da mãe transmita segurança, mas deixe espaço também para que, aos poucos, a criança descubra os próprios recursos para lidar com situações desafiadoras.

  • EDUCAÇÃO COMEÇA EM CASA

    EDUCAÇÃO COMEÇA EM CASA

    A convivência familiar é a maior oportunidade para a criança apreender uma formação baseada nos princípios morais e nas virtudes.
    Quando a família tem bons princípios de educação,usando em seu cotidiano forma educadas de lidar uns com os outros, falando num tom de voz tranquilo e baixo, usando as palavras que traduzem educação e delicadeza, como dar bom-dia e boa-noite, pedir por favor,agradecer com muito obrigada, pedindo licença, dentre várias outras, a criança absorve esses conceitos e

  • os leva por toda a vida.
    Porém, o que vemos são famílias que deseducam, achando que os meninos não podem aprender boas maneiras,por isso comprometerá sua masculinidade.
    Quem não gosta de um homem fino, bem-educado, que abre a porta do carro para sua namorada ou esposa, que tem a delicadeza de presentear-lhe com rosas, puxar a cadeira para ela se sentar? O famoso “gentleman”, tão raro hoje em dia, que na sua masculinidade consegue permanecer com conceitos que não o comprometem nesse sentido, tornando-o o homem mais desejado.

  • Mas para que isso aconteça, é necessário que a criança tenha aprendido a conviver com esses exemplos e conceitos desde muito pequena.
    Em algumas famílias é normal que se usem palavrões como forma de se tratar, pais chamam filhos de burro, porco, mas é bom lembrá-los que filho de porco só pode ser porquinho, que filho de burro também é burrinho e que não somos animais para receber tratamento como se fôssemos, de forma grosseira e pejorativa.

  • Outra coisa que compromete muito a educação da criança é quando ela não recebe a informação adequada de higiene, como limpar o nariz no banheiro, assuando o mesmo e lavando as mãos com água e sabão, e não tirando as secreções por todos os cantos da casa ou mesmo na rua, na frente de outras pessoas.

  • Comum também é ver a família rindo, se divertindo quando a criança esta com flatos, soltando seus gases em qualquer lugar, na frente de qualquer um.
    É claro que a criança muito pequena demora certo tempo para conseguir controlá-los, mas por volta dos dois anos, quando já consegue fazer o controle dos esfíncteres, esse domínio pode ser aprendido também, se esse for o exemplo dado pela família.


Matricule-se agora mesmo Preenchendo os campos abaixo
R$ 25,00
Pagamento único
Processando... Processando...aguarde...
Autorizo o recebimento de novidades e promoções no meu email.

  • QUANDO E COMO COMEÇO a EDUCAR
  • EDUCAÇÃO COMEÇA EM CASA
  • A Hora do poderoso não
  • Aprendendo a negociar
  • REGRAS E LIMITES
  • ESTRESSE INFANTIL
  • Castigar ou não a criança?
  • Respeito é chave da educação de adolescentes
  • ALTERAÇÕES QUE SUCEDEM NAS DIFERENTES ETAPAS DA ADOLESCÊNCIA
  • Ajudas positivas:
  • Tópicos para lidar com um adolescente:
  • Curiosidades da adolescência