Curso Online de PSICOLOGIA NO ESPORTE E NA ATIVIDADE FISICA
4 estrelas 1 aluno avaliou

Curso Online de PSICOLOGIA NO ESPORTE E NA ATIVIDADE FISICA

PSICOLOGIA NO ESPORTE E NA ATIVIDADE FÍSICA - PSICOLOGIA DO DESENVOLVIMENTO DA APRENDIZAGEM (Conhecedo mais de perto a psicologia no espo...

Continue lendo

Autor(a):

Carga horária: 7 horas

Por: R$ 35,00
(Pagamento único)

Certificado digital Com certificado digital incluído

PSICOLOGIA NO ESPORTE E NA ATIVIDADE FÍSICA - PSICOLOGIA DO DESENVOLVIMENTO DA APRENDIZAGEM (Conhecedo mais de perto a psicologia no esporte).

- Bacharelado em Educação Física - Personal trainer - Fisiologia do exercício aplicado à avaliação e Pescrição do Treinamento; - Suplementação esportiva; - Os esteróides anabolizantes: na medicina e no esporte; - Risco de drogas nos esportes; - Aspectos psicológico e dependencia quimica; - Dopping no esporte: doença neuro muscular; - Nutrição Desportiva; - Drogas ergogêncicas e lipolíticas; - Anatomia dos músculos e articulações; - Biomecanica dirigida a musculação; - Lesões osteomiotendíneas; - Reabilitação na musculação; - Genetica; - Fisiologia do exercício; - Fisiologia Cardiovascular; - Cinesiologia aplicada; - Biomecânica dos exercícios com pesos; - Musculos e principais exercícios; - Treinamento para todos os objetivos; - Avaliação da composição corporal.


- Giuslene Cristina Fernandes Franco Vilarinho

  • Aqui você não precisa esperar o prazo de compensação do pagamento para começar a aprender. Inicie agora mesmo e pague depois.
  • O curso é todo feito pela Internet. Assim você pode acessar de qualquer lugar, 24 horas por dia, 7 dias por semana.
  • Se não gostar do curso você tem 7 dias para solicitar (através da pagina de contato) o cancelamento ou a devolução do valor investido.*
* Desde que tenha acessado a no máximo 50% do material.
  • Psicologia do Desenvolvimento e da Aprendizagem

    Psicologia do Desenvolvimento e da Aprendizagem

    Profª João Batista de Lima

  • PSICOLOGIA NO ESPORTE E NA ATIVIDADE FÍSICA

    PSICOLOGIA NO ESPORTE E NA ATIVIDADE FÍSICA

    Conhecendo mais de perto a Psicologia do Esporte

  • Capítulo I

    Capítulo I

    Respondendo ás perguntas mais comuns.

  • O QUE É?

    Quem ainda não ouviu, num comentário esportivo, a fatídica frase:

    - Ele não estava preparado psicologicamente para [ ... ]?

    Senso comum ou não, a necessidade da preparação psicológica para o bom desempenho da prática esportiva já está certa. Resta saber como, quando, para que esse tipo de trabalho existe.

    Ele é científico? Sim! A Psicologia do Esporte fulgura como uma das grandes cotadas das Ciências do Esporte, com seu corpo teórico específico, com uma prática diferenciada das demais áreas da Psicologia.

  • Saber ganhar e perder tem sido um dos grandes desafios daqueles que escolheram viver constantemente a competição. E não pense que o estresse e a pressão da competição abala só o alto nível do esporte competitivo. Podemos afirmar que tanto os atletas de pódio padecem frente às condições de seus patrocinadores, adversários, torcida, como também sofrem tremendamente as crianças ou os iniciantes no esporte.

    A pressão tanto na base da pirâmide como no seu ápice é, proporcionalmente, a mesma. A falta de experiência dos amadores para lidar com a competição se rende frente às pequenas pressões, assim como a vasta experiência dos profissionais, às vezes, não é suficiente para vencer as exigências do meio.

  • Pesquisas demonstram que não é mais suficiente treinar apenas a parte técnica ou tática de uma equipe, pois vários aspectos alheios acabam interferindo numa performance. As questões emocionais e psicológicas de uma equipe ou mesmo de um atleta de modalidade individual atuam, determinantemente, na busca de seus objetivos.

    Qualquer técnico bem-informado e sensível à reação de seus atletas sabe disso, mas ... sabendo, qual deles coloca, no seu planejamento, o treino mental ou emocional? Está lá na planilha do dia, no roteiro do treinamento ou ele fica só no:

    - Ah! A preparação psicológica é importante mas ... agora não tenho tempo para isso, quem sabe para a próxima temporada?

  • Porém, uma das maiores habilidades a serem desenvolvidas pelos atletas e técnicos que, muitas vezes, convivem por cerca de quatro, seis, até oito horas diárias, é a arte do interrelacionarnento!

    Optar por uma “boa convivência”, tão necessária para que atletas, técnicos e torcida possam coexistir harmonicamente, não tem sido fácil!

    Quantos problemas poderiam ser contornados se os homens melhor soubessem se expressar, ouvir, perceber claramente os fenômenos, se soubessem se respeitar, reconhecer o outro.

  • COM QUEM?

    Mas não pense que a Psicologia do Esporte lida só com as questões do atleta.

    Ela trabalha também com o psicológico do técnico e dos demais membros da comissão técnica no sentido de colaborar com sua saúde e equilíbrio emocional, contribuindo para a harmonia do relacionamento atleta-técnico.

    Os familiares do atleta e a torcida também podem compor o quadro de atendimento desse profissional.

    Outra abrangência do trabalho psicológico se estende para os dirigentes e patrocinadores. Bom seria para o esporte como um todo poder explicar melhor para estes últimos como os aspectos psicológicos interferem na prática esportiva, não?

  • COMO?

    O psicólogo do esporte pode trabalhar em três áreas distintas: na pesquisa; no ensino, essas duas dentro de universidades, faculdades, cursos de extensão ou algum órgão competente, e também na área de intervenção.

    Seria a prática da Psicologia do Esporte, propriamente dita, não que o pesquisador não precise, literalmente, entrar em campo para explorar sua pesquisa, é lógico que ele também sua a camisa, mas é o psicólogo que trabalha com intervenção que irá lidar com os aspectos psicológicos dos atletas.

    É aquele que vai desenvolver programas e propostas de atendimento e assessoria à equipe. Para este último papel é exigida a formação de psicólogo, as demais áreas, tanto pesquisa como ensino, podem ser executadas por profissionais que possuam pós-graduação em Psicologia do Esporte.

  • Professores de Educação Física, pedagogos ou outro profissional afim pode, se bem preparado, exercer plena e satisfatoriamente essa função.

    Esse trabalho é feito em grupo ou individualmente? Depende da necessidade, da vontade e da abertura das partes atleta-comissão técnica. É indica do que esse trabalho seja feito o mais próximo possível da rotina do atleta.

    Para um melhor aproveitamento, exige-se um acompanhamento quase diário do psicólogo, muitas vezes dentro do próprio clube ou local da prática da modalidade junto à concentração e em competições.

  • QUANDO?

    Só se prepara o corpo na véspera de uma competição?

    O emocional também não! Há necessidade de criar um processo de treinamento, uma continuidade, por isso encontramos trabalhos específicos a cada etapa de um treinamento esportivo.

    Podemos citar, por exemplo, preparação psicológica para:

    período de planejamento de calendário esportivo;

    período pré-competitivo (semanas antes da competição);

    período competitivo (semana da competição);

    período da competição;

    período pós-competição, e

    período de manutenção.


Matricule-se agora mesmo Preenchendo os campos abaixo
R$ 35,00
Pagamento único
Processando... Processando...aguarde...

Desejo receber novidades e promoções no meu e-mail:


  • Psicologia do Desenvolvimento e da Aprendizagem
  • PSICOLOGIA NO ESPORTE E NA ATIVIDADE FÍSICA
  • Capítulo I
  • UMA PINCELADA NA HISTÓRIA
  • Capítulo II
  • EMOÇÃO FORTE
  • CONCENTRAÇÃO
  • UM TOQUE DE MOTIVAÇÃO
  • PRÁTICA ESPORTIVA COMO AUTOCONHECIMENTO
  • A RELAÇÃO TÉCNICO-ATLETA
  • DETERMINANTES DO RENDIMENTO ESPORTIVO
  • SUCESSO E FRACASSO
  • TREINAMENTO MENTAL
  • INICIAÇÃO ESPORTIVA
  • TREINE SUA IMAGINAÇÃO!
  • O QUE É SER LÍDER?
  • PERSONALIDADE E MODALIDADE ESPORTIVA
  • As relações entre esporte e personalidade são representadas na Psicologia do Esporte por três diferentes hipóteses. Repare o esquema elaborado pelo prof. Ditmar Samulski, doutor em Psicologia do Esporte:
  • A VIOLÊNCIA NO ESPORTE
  • INSTINTO DE PLATÉIA
  • CURIOSIDADES
  • POR QUE MEDO DE GANHAR?
  • MOTIVAÇÃO INTRÍNSECA E EXTRÍNSECA
  • TEORIA COGNITIVISTA DA MOTIVAÇÃO
  • EXPERIÊNCIAS DE SUCESSO E DE DERROTA
  • FAIR-PLAY É UTOPIA?
  • PROGRESSO CONSCIENTE
  • SÍNDROME DA SATURAÇÃO ESPORTIVA (SSE)