Curso Online de Uso da Crase

Curso Online de Uso da Crase

Trata-se de um curso abrangendo os casos de crase em Língua Portuguesa. Estuda as relações morfossintáticas em que incidem o acento indic...

Continue lendo

Autor(a):

Carga horária: 3 horas

Por: R$ 23,00
(Pagamento único)

Certificado digital Com certificado digital incluído

Trata-se de um curso abrangendo os casos de crase em Língua Portuguesa. Estuda as relações morfossintáticas em que incidem o acento indicador de crase. Apresenta os conceitos da Gramática Normativa e em seguida traz uma lista de exercícios.

Possui mestrado em Filologia e Língua Portuguesa pela Universidade de São Paulo (2002). Vivência nos EUA por dois anos (1987-1989). Em 1989, começa curso de Letras em São Paulo e a lecionar língua inglesa para crianças. Em 1990, começa a lecionar língua inglesa e portuguesa na rede estadual. Em 1997, inicia mestrado e docência no ensino superior (língua inglesa e portuguesa). Sua pesquisa de mestrado estuda a linguagem poética sob a perspectiva da Estilística, relacionada aos desvios poéticos e convergências de sentido. Experiência como docente na área de Letras no Estado do Rio de Janeiro (Petrópolis e Campo Grande - 2004/2005).Editor de livros didáticos de língua portuguesa na Abril Educação (2010-2015). Coordena, desde 2007, o Projeto Grão de Mostarda , cujo enfoque e missão é estudar e analisar, à luz da epistemologia, os procedimentos metodológicos da área de língua portuguesa da rede estadual de ensino nos níveis básico, fundamental, médio e superior para propor novas metodologias de ensino.



  • Aqui você não precisa esperar o prazo de compensação do pagamento para começar a aprender. Inicie agora mesmo e pague depois.
  • O curso é todo feito pela Internet. Assim você pode acessar de qualquer lugar, 24 horas por dia, 7 dias por semana.
  • Se não gostar do curso você tem 7 dias para solicitar (através da pagina de contato) o cancelamento ou a devolução do valor investido.*
* Desde que tenha acessado a no máximo 50% do material.
  • Crase e Uso

    crase e uso

    curso sobre os usos da crase em língua portuguesa

  • Definição

    definição

    a palavra crase do (grego krásis = mistura, fusão) designa, em gramática normativa, a contração da preposição a com:

    1) o artigo a ou as: fomos à cidade e assistimos às festas.
    2) o pronome demonstrativo a ou as: irei à (loja) do centro.
    3) o a inicial dos pronomes aquele(s), aquela(s), aquilo:
    refiro-me àquele fato.

  • Crase da preposição a com os artigos a, as

    crase da preposição a com os artigos a, as

    irei à cidade. [irei a a cidade.]
    apresentei-me à diretora. [apresentei-me a a diretora.]
    dedico-me às artes. [dedico-me a a artes.]
    obedeço às leis de deus. [obedeço a as leis de deus.]
    como se vê, a crase é o resultado da contração da preposição a (exigida por um termo subordinante, no caso, irei a, apresentei-me a, dedico-me a, obedeço a) com o artigo feminino a ou as, que se exige nas palavras de gênero feminino.

  • Regra geral

    regra geral

    o acento da crase só tem cabimento diante de palavras femininas determinadas pelo artigo definido a ou as e subordinadas a termos que exigem a preposição a.

    as crianças voltaram à piscina.
    ninguém é insensível à dor.
    atribuiu o insucesso à má sorte.
    devemos aliar a teoria à prática.

  • Casos em que não há crase - 1

    casos em que não há crase - 1

    não havendo o artigo a(s) antes do termo dependente, é evidente que não terá lugar a crase. por isso não se acentua o a:

    diante de palavras masculinas:
    não assisto a filmes de guerra.
    isto cheira a vinho.
    admirei os quadros a óleo.
    escreveu um bilhetinho a lápis.
    venho a mando de meu patrão.
    não gaste a vista: óculos a prazo.

  • Casos em que não há crase - 2

    casos em que não há crase - 2

    diante de substantivos femininos usados em sentido geral indeterminado:

    não vai a festas nem a reuniões.
    dedicas o trabalho a homem ou a mulher?
    não dê atenção a pessoas suspeitas.
    contei o caso a uma senhora supersticiosa.

  • Casos em que não há crase - 3

    casos em que não há crase - 3

    diante de nomes de parentesco, precedidos de possessivo:

    recorri a minha mãe. peça desculpas a sua irmã. faremos uma visita a nossa tia.
    arrependi-me de ter falado a minha prima.
    nunca saio satisfeito das visitas que faço a minha mãe.

  • Casos em que não há crase - 4

    casos em que não há crase - 4

    diante de nomes próprios que repelem o artigo:

    rezo a nossa senhora. dedicaram templos a minerva e a júpiter.
    o guerreiro falou a iracema. o historiador referiu-se a joana-d´arc.
    fiz uma promessa a santa teresinha.
    iremos a curitiba e depois a londrina. fomos a paquetá.

  • Observação do item 4:

    observação do item 4:

    haverá crase quando o nome próprio admitir o artigo ou vier acompanhado de adjetivo ou locução adjetiva, especificando o uso do termo em questão:

    cheguei à histórica ouro preto.
    referiu-se à roma dos césares.
    chegamos à argentina de maradona.

  • Casos em que não há crase - 5

    casos em que não há crase - 5

    diante da palavra casa no sentido de lar, domicílio, quando não acompanhada de adjetivo ou locução adjetiva:

    voltamos a casa tristes. (como nos casos: vou para casa; vim de casa; estou em casa)
    chegavam a casa quase sempre à tardinha.

  • Observação – item 5

    observação – item 5

    se a palavra casa vier acompanhada de adjetivo ou locução adjetiva, terá lugar o acento da crase:

    fui à casa paterna.
    fiz uma visita à velha casa de meus avós.
    fui à casa de meu colega.
    dirigi-me à casa de pedro.


Matricule-se agora mesmo Preenchendo os campos abaixo
R$ 23,00
Pagamento único
Processando... Processando...aguarde...
Autorizo o recebimento de novidades e promoções no meu email.

  • Crase e Uso
  • Definição
  • Crase da preposição a com os artigos a, as
  • Regra geral
  • Casos em que não há crase - 1
  • Casos em que não há crase - 2
  • Casos em que não há crase - 3
  • Casos em que não há crase - 4
  • Observação do item 4:
  • Casos em que não há crase - 5
  • Observação – item 5
  • Casos em que não há crase - 6
  • Casos em que não há crase - 7
  • Casos em que não há crase - 8
  • Observação – item 8
  • Casos em que não há crase - 9
  • Observação – item 9
  • Casos em que não há crase - 10
  • Casos especiais - 1
  • Casos especiais - 2
  • Casos especias 2 - Observação
  • Crase nas locuções adverbiais
  • Crase da preposição a com os pronomes demonstrativos
  • Exercícios - 1
  • Exercícios - 2
  • Exercícios - 3
  • Exercícios - 4
  • Exercícios - 5
  • Referência bibliográfica