Curso Online de Intoxicação medicamentosa em crianças

Curso Online de Intoxicação medicamentosa em crianças

O trabalho aqui apresentado refere-se à intoxicação medicamentosa, um problema sério de saúde acometendo principalmente crianças onde o...

Continue lendo

Autor(a):

Carga horária: 3 horas

Por: R$ 55,00
(Pagamento único)

Certificado digital Com certificado digital incluído

O trabalho aqui apresentado refere-se à intoxicação medicamentosa, um problema sério de saúde acometendo principalmente crianças onde o amplo uso de medicamentos sem orientação médica quase sempre desconhecendo os malefícios que podem vir causar é o principal agente tóxico responsável pelas intoxicações registradas no país.

ENFERMEIRA. Curso: "Saúde da Criança e do Adolescente" PROENF/ABEN.



  • Aqui você não precisa esperar o prazo de compensação do pagamento para começar a aprender. Inicie agora mesmo e pague depois.
  • O curso é todo feito pela Internet. Assim você pode acessar de qualquer lugar, 24 horas por dia, 7 dias por semana.
  • Se não gostar do curso você tem 7 dias para solicitar (através da pagina de contato) o cancelamento ou a devolução do valor investido.*
* Desde que tenha acessado a no máximo 50% do material.
  • Intoxicação medicamentosa em crianças

    intoxicação medicamentosa em crianças

    1

  • Causas do uso desenfreado

    causas do uso desenfreado

    o uso desenfreado e desnecessário, assim como a utilização de medicamentos em situações impróprias, expõe os usuários a riscos de reações adversas e intoxicações medicamentosas, constituindo-se, em causa de mortalidade significativa.
    o amplo uso de medicamentos sem orientação médica quase sempre desconhecendo os malefícios que podem vir causar é o principal agente tóxico responsável pelas intoxicações registradas no país e as crianças e adolescentes são as maiores vítimas, pois sofrem com as consequências da prática da automedicação, erros de administração, prescrição médica inadequada.

    doses habituais de analgésico, antitérmico e anti-inflamatório por um período de tempo não muito prolongado, não apresentam reações anormais e, por serem considerados seguros, muitos aa são comercializados sem necessidade de receita médica. além da facilidade do acesso a medicação existe a iatrogenia representando um grave problema de saúde do brasil.

    2

  • A farmácia Domiciliar

    a farmácia domiciliar

    a própria sociedade tem um costume enorme de comprar saúde no balcão da farmácia, onde o próprio mercado oferece novidades terapêuticas e medicamentos já existentes ganham novas indicações de uso, contribuindo ainda mais para essa utilização irracional. além disso esbarramos no problema da farmácia domiciliar, onde é uma prática comum, podendo representar um potencial para o surgimento de agravos à saúde, aumentando o risco de intoxicação tóxica.

    estimativas da organização mundial da saúde (oms) apontam que 50% de todos os medicamentos usados no mundo são prescritos, dispensados, vendidos ou usados de maneira incorreta; 66% dos antibióticos comercializados são vendidos sem receita.

    a faixa etária mais atingida é a mais desprotegida, a de 1 a 4 anos. salientamos que as crianças são mais suscetíveis a reações adversas , uma vez que o processo de maturação orgânica ainda não está concluído.

    3

  • Dados do uso descontrolado de medicações

    dados do uso descontrolado de medicações

    4

    conforme a organização mundial de saúde o uso irracional além de gerar custos ao paciente, que pode não estar sendo tratado da maneira mais adequada e assim levará mais tempo para a cura, também onera o sistema de saúde. passa-se mais tempo tomando um medicamento desnecessário e não se consegue o efeito desejado. onde o pior é quando o medicamento é tomado de maneira inadequada podendo até prejudicar o paciente.

  • Intoxicação medicamentosa

    intoxicação medicamentosa

    5

  • Metas da ANVISA

    metas da anvisa

    com isso a agência nacional de vigilância sanitária (anvisa) preocupada com a informação fornecida sobre medicamentos a população, através da rdc no 102/00, vem regulando a publicidade de medicamentos, tentando assegurar ao consumidor o acesso a informações reais e seguras a respeito de um medicamento impedindo danos à saúde decorrentes de dados omissos ou enganosos .

    6

  • A influência das indústrias farmacêuticas

    a influência das indústrias farmacêuticas

    7

    os gastos promocionais das indústrias farmacêuticas são muito elevados, influenciando ao público, alterando o hábito de prescrição dos médicos. o fato é que os brasileiros estão em quarto lugar em consumo mundial de medicamentos com uma média de 11 caixas de produtos farmacêuticos por pessoa ao ano.

  • Intoxicação medicamentosa

    intoxicação medicamentosa

    8

    em estudos realizado no rj comprovam que cerca de 50% das reinternações são devido a utilização incorreta de medicamentos prescrito ou por abandono da farmacoterapia.

  • Principais drogas causadoras de mortes e internações

    principais drogas causadoras de mortes e internações

    9

    nos grandes centros urbanos, cerca de 40 a 70% do total de casos e com elevado nº de mortes ou complicações graves estão listadas as seguintes drogas:

    em crianças de 0 a 1 ano de idade as principais substâncias causadoras de intoxicação são descongestionante e broncodilatadores , onde são extremamente tóxicas em doses próximas as consideradas terapêuticas ocasionando admissões de crianças muito pequenas na uti por depressão respiratória.

  • Ácido Acetilsalicílico

    ácido acetilsalicílico

    medicamentos que mais freqüentemente provocam reações e intoxicações.

    10

    inibe a agregação plaquetária de modo irreversível, e por consequências provoca hemorragias, sobretudo digestivas podendo causar gastrite, úlcera hemorrágica, salicilismo. o uso de salicilatos por crianças e adolescentes é geralmente considerado perigoso, por causa do risco da síndrome de reye (é uma combinação entre um distúrbio grave do fígado e o cérebro ocorrendo após uma doença virótica febril geralmente por varicela e influenza).

    sintomas iniciais da dose excessiva de aas

    náusea e vômito, seguidos pelo aumento da frequência respiratória, hiperatividade, aumento da temperatura e, algumas vezes, convulsões.
    a mesma rapidamente torna-se sonolenta, apresenta dificuldade respiratória e entra em choque.

    intervenção de enfermagem para o salicilismo

    recorre-se a administração simultânea de bicarbonato de sódio, que ao alcalinizar a urina aumenta a eliminação da substância.

    ácido acetilsalicílico

  • Ansiolíticos e Hipnóticos

    ansiolíticos e hipnóticos

    11

    ansiolíticos

    hipnóticos

    uma superdosagem da medicação poderá ocasionar em fadiga, lassidão, reflexos diminuídos, ataxia, confusão e amnésia.

    tratamento: medidas de suporte, lavagem gástrica e flumazenil (antagonista).

    a ingestão de doses relativamente elevadas pode provocar uma intoxicação grave. o paciente entra em estado de coma: perde a consciência, respira de forma muito superficial, a sua pressão arterial e temperatura do corpo baixam.

    tratamento: indução do vômito e/ou lavagem ao estômago. em seguida, deve-se administrar oxigênio ao paciente, injetar soros salinos para contrariar a desidratação e, caso seja necessário, indicar uma hemodiálise para se efetuar a filtração do sangue, de modo a eliminar-se os barbitúricos da circulação.


Matricule-se agora mesmo Preenchendo os campos abaixo
R$ 55,00
Pagamento único
Processando... Processando...aguarde...
Autorizo o recebimento de novidades e promoções no meu email.

  • Intoxicação medicamentosa em crianças
  • Causas do uso desenfreado
  • A farmácia Domiciliar
  • Dados do uso descontrolado de medicações
  • Intoxicação medicamentosa
  • Metas da ANVISA
  • A influência das indústrias farmacêuticas
  • Intoxicação medicamentosa
  • Principais drogas causadoras de mortes e internações
  • Ácido Acetilsalicílico
  • Ansiolíticos e Hipnóticos
  • Antibióticos
  • Os cinco erros dos antibióticos
  • Paracetamol
  • Dipirona
  • A prática de medicamentos Ulicensed e Off label
  • O uso irracional de chás
  • O fracionamento de medicamentos
  • Dados Sinitox
  • Conclusão
  • REFERÊNCIAS BIBLIOGRÁFICAS