Curso Online de Dieta de Nutrição Enteral
4 estrelas 32 alunos avaliaram

Curso Online de Dieta de Nutrição Enteral

A Nutrição Enteral ou NE é segundo o Ministério da Saúde do Brasil, designa todo e qualquer "alimento para fins especiais, com ingestão c...

Continue lendo

Autor(a):

Carga horária: 4 horas

Por: R$ 300,00
(Pagamento único)

Certificado digital Com certificado digital incluído

A Nutrição Enteral ou NE é segundo o Ministério da Saúde do Brasil, designa todo e qualquer "alimento para fins especiais, com ingestão controlada de nutrientes, na forma isolada ou combinada, de composição definida ou estimada, especialmente formulada e elaborada para uso por sondas ou via oral, industrializado ou não, utilizada exclusiva ou parcialmente para substituir ou complementar a alimentação oral em pacientes desnutridos ou não, conforme suas necessidades nutricionais, em regime hospitalar, ambulatorial ou domiciliar, visando a síntese ou manutenção dos tecidos, órgãos ou sistemas". É portanto uma dieta de nutrição enteral, que substitui em ocasiões especiais da vida do ser humano, quando internado ou impossibilitado de se alimentar sem o auxilio da dieta enteral.
Para verificação e mais detalhes sobre as normas e definições da NE e Terapia Nutricional Enteral (TNE), o conteúdo completo está em Portaria nº 63, de 6 de julho de 2000 no site da ANVISA.

ok


- Daiane Botene De Moura

- Tulio Gonçalves Miranda

- Wellen Joquebede Macedo

- Ilza Tavares Da Silva

- Elaine Dos Santos Miranda

- Veronica Rodrigues

- Cristina Passold De Oliveira

- Jessyca Maria Vilela Pena Barbosa

- Deyglis De Jesus Trindade

- Cristina De Souza Seixas

- Rubênia Roselle Silva

- Patricia Reis Dos Santos Camacho

- Sonia Guedes De Oliveira

- Juca Marcondes

- Veraluciadailvahora

- Renata Dos Santos Macedo

- Zelia De S. Menezes Venancio

- Carmen Lúcia Rodrigues Silveira

- Elziane Da Rocha Neves

- Samara Moreira Santos

- Ana Patricia Da Silva Brasil

- Dirce Duarte Alencar

- Maria José Da Silva Florêncio

- Cleuzenides Santos De Almeida

- Maridilma Batista De Oliveira

- Rodrigo Silva

- Mônica Deodato Peixoto

- Paula Magali Almeida Dos Santos

- Ingrid Danielle Alves Pereira Cardoso

- Mayara Teichner De Moraes

- Nelci De Souza Alves

- Roberta Gonçalves De Oliveira Souza

  • Aqui você não precisa esperar o prazo de compensação do pagamento para começar a aprender. Inicie agora mesmo e pague depois.
  • O curso é todo feito pela Internet. Assim você pode acessar de qualquer lugar, 24 horas por dia, 7 dias por semana.
  • Se não gostar do curso você tem 7 dias para solicitar (através da pagina de contato) o cancelamento ou a devolução do valor investido.*
* Desde que tenha acessado a no máximo 50% do material.
  • Dieta de Nutrição Enteral

    Dieta de Nutrição Enteral

    Ângela Silva Benjamim Constantino
    CRN – 93100181-1
    angelasilva207@yahoo.com.br

  • Introdução

    Introdução

    A Nutrição Enteral ou NE é segundo o Ministério da Saúde do Brasil, designa todo e qualquer "alimento para fins especiais, com ingestão controlada de nutrientes, na forma isolada ou combinada, de composição definida ou estimada, especialmente formulada e elaborada para uso por sondas ou via oral, industrializado ou não, utilizada exclusiva ou parcialmente para substituir ou complementar a alimentação oral em pacientes desnutridos ou não, conforme suas necessidades nutricionais, em regime hospitalar, ambulatorial ou domiciliar, visando a síntese ou manutenção dos tecidos, órgãos ou sistemas". É portanto uma dieta de nutrição enteral, que substitui em ocasiões especiais da vida do ser humano, quando internado ou impossibilitado de se alimentar sem o auxilio da dieta enteral.
    Para verificação e mais detalhes sobre as normas e definições da NE e Terapia Nutricional Enteral (TNE), o conteúdo completo está em Portaria nº 63, de 6 de julho de 2000 no site da ANVISA.

  • Indicações para nutrição Enteral em adultos

    Indicações para nutrição Enteral em adultos

    AVC
    Doenças Desmielinizantes
    Anorexia Nervosa
    Neoplasia de esôfago
    Perfuração Traumática de esôfago
    Doenças inflamatórias intestinais
    Síndrome do Intestino Curto
    Fístulas Digestivas
    Queimaduras

  • Indicações para NE em crianças

    Indicações para NE em crianças

    Tubo gastrointestinal funcionante, mas incapaz de se alimentar VO
    Necessidade de alimentação noturna
    Necessidade de gotejamento contínuo após diarréia grave
    Anorexia
    Estados hipercatabólicos
    Motilidade gástrica prejudicada
    Refluxo gastroesofagiano
    Pneumonia aspirativa

  • Contra-indicações

    Contra-indicações

    Obstrução intestinal
    Iléo Paralítico
    Complicações
    Obstrução da sonda
    Saída ou migração acidental da sonda
    Erosões nasais, necrose e abcesso de septo nasal
    Sinusite aguda, rouquidão, otite
    Esofagite, Ulceração esofágica e estenose
    Ruptura de varizes de esôfago
    Fístula traqueo esofágica
    Complicações pulmonares (pneumonia, pneumotórax, etc)

  • Vias de acesso

    Vias de acesso

    Nasogastrica
    Nasoenterica: nasoduodenal e nasojejunal
    Faringostomia
    Gastrostomia
    Jejunostomia

  • Seleção da via de acesso depende

    Seleção da via de acesso depende

    Duração prevista da alimentação enteral;
    Grau de risco de aspiração ou deslocamento da sonda;
    Presença ou ausencia de digestão e absorção normais;
    Se uma intervenção cirurgica está ou não planejada (há riscos na intervenção cirurgica?);
    Questões da administração como viscosidade e volume da fórmula;

  • Métodos de administração

    Métodos de administração

    Em bolo: Injeção com seringa de 100 a 350 mL da dieta no estômago, de 2 a 6 horas, precedida e seguida por irrigação da sonda enteral, com 20 a 30 mL de água potável;
    Intermitente: Faz uso da força da gravidade com inserção da quantidade/volume de 50 a 500 ml da dieta por meio do gotejamento, de 3 a 6 horas, precedida e seguida por irrigação da sonda enteral com 20 a 30 mL de agua potável;
    Contínua: Utiliza-se uma bomba de infusão e administra-se de 25 a 150 mL/hora, 24 horas, estômago, duodeno ou jejuno. Interrompida de 6 a 8 h para irrigação da sonda enteral com 20 a 30 mL de água potável.

  • Indústrias desenvolvedoras

    Indústrias desenvolvedoras

    No Brasil há atualmente 8 indústrias que fornecem alimentos para nutrição enteral, destas 3 são nacionais:
    Prodiet Nutrição Clínica  - Brasileira
    Nuteral  - Brasileira
    Nutrimed  - Brasileira
    Support  - Francesa
    Nestlé Nutrition  - Suiça
    Abbott  - Americana
    Fresenius-Kabi  - Alemã
    BBraun  - Alemã

  • Dieta

    Dieta

    Dieta refere-se aos hábitos alimentares individuais. Cada pessoa tem uma dieta específica (saudável ou não). Cada cultura costuma caracterizar-se por dietas particulares. Contudo, popularmente, o emprego da palavra "dieta" está associado a uma forma de conter o peso e/ou manter a saúde em boas condições.
    Para seguir uma dieta, convém consultar um médico ou nutricionista, a fim de conhecer a dieta adequada ao seu organismo.

  • A escolha de alimentos certos na proporção correta, bem como a prática de exercício físico com orientação de um especialista, evitando uma vida sedentária, são considerados fatores essenciais para a manutenção da saúde. Uma "dieta" restritiva e que não tenha em conta as necessidades do organismo poderá ter efeitos desastrosos. Por isso, uma adequada avaliação nutricional individual evita desequilíbrios na dieta que podem levar a problemas de saúde, tais como deficiências nutricionais específicas ou calórico-protéicas e o excesso de peso ou obesidade. também, ter uma vida saudável não é fazer apenas dieta, é não ter uma vida sedentária.


Matricule-se agora mesmo Preenchendo os campos abaixo
R$ 300,00
Pagamento único
Processando... Processando...aguarde...
Autorizo o recebimento de novidades e promoções no meu email.

  • Dieta de Nutrição Enteral
  • Introdução
  • Indicações para nutrição Enteral em adultos
  • Indicações para NE em crianças
  • Contra-indicações
  • Vias de acesso
  • Seleção da via de acesso depende
  • Métodos de administração
  • Indústrias desenvolvedoras
  • Dieta
  • Dieta Diabética
  • Dieta de Sippy
  • A Dieta Atkins
  • Fundamentos
  • Origem
  • Etapas
  • Manutenção
  • Vitaminas e sais mineirais
  • Dieta sanguínea
  • Dieta do Sangue tipo O
  • Alimentos benéficos
  • Alimentos neutros
  • Alimentos nocivos
  • Sangue tipo A
  • Alimentos benéficos
  • Alimentos neutros
  • Alimentos nocivos
  • Sangue tipo B
  • Alimentos neutros
  • Alimentos nocivos
  • Sangue tipo AB
  • Alimentos benéficos
  • Alimentos neutros
  • Alimentos nocivos
  • Polêmicas
  • Referências