Curso Online de Consumo Diário de Fitoquímicos e Prevenção de Doenças Crônicas Não Transmissíveis

Curso Online de Consumo Diário de Fitoquímicos e Prevenção de Doenças Crônicas Não Transmissíveis

Preciosas informações sobre saúde cardiovascular, dentre outros benefícios da ingestão diária de compostos bioativos de origem vegetal.

Continue lendo

Autor(a):

Carga horária: 20 horas


Por: R$ 25,90
(Pagamento único)

Certificado digital Com certificado digital incluído

Preciosas informações sobre saúde cardiovascular, dentre outros benefícios da ingestão diária de compostos bioativos de origem vegetal.

Mestre em alimentos e nutrição. Professor de ciência dos alimentos, biologia, química, ciências e bioquímica. Currículo Lattes: http://lattes.cnpq.br/1141431817967324. Pesquisador de qualidade de vida, alimentação saudável e prevenção de doenças crônicas não transmissíveis. Especialista em nutrição clínica e esportiva; gerontologia e qualidade de vida. Estudo intensamente nutrição, alimentos, saúde e gerontologia, dentre outras áreas. Nestes cursos transmito informações preciosas e atualizadas sobre alimentação e saúde com total credibilidade e clareza após estudar intensamente cada conteúdo.



  • Aqui você não precisa esperar o prazo de compensação do pagamento para começar a aprender. Inicie agora mesmo e pague depois.
  • O curso é todo feito pela Internet. Assim você pode acessar de qualquer lugar, 24 horas por dia, 7 dias por semana.
  • Se não gostar do curso você tem 7 dias para solicitar (através da pagina de contato) o cancelamento ou a devolução do valor investido.*
  • Adquira certificado ou apostila impressos e receba em casa. Os certificados são impressos em papel de gramatura diferente e com marca d'água.**
* Desde que tenha acessado a no máximo 50% do material.
** Material opcional, vendido separadamente.

Modelo de certificados (imagem ilustrativa):

Frente do certificado Frente
Verso do certificado Verso
  • Consumo Diário de Fitoquímicos e Prevenção de Doenças Crônicas Não Transmissíveis

  • INTRODUÇÃO

    Os fitoquímicos (do grego, fitos = planta) são definidos como compostos químicos presentes ou provenientes das plantas que promovem efeitos benéficos ao organismo. 

  • Frutas, legumes e verduras são ricos em vitaminas, minerais e fibras e devem estar presentes diariamente nas refeições, pois contribuem para a proteção à saúde e diminuição do risco de ocorrência de várias doenças.


  • O consumo de frutas e hortaliças é fundamental em decorrência do seu valor nutritivo e efeitos terapêuticos. Esses alimentos contêm diferentes fitoquímicos (compostos químicos com propriedades bioativas, presentes ou provenientes das plantas) muitos dos quais possuem propriedades antioxidantes.
     

  • Compostos bioativos de vegetais (fitoquímicos) compreendem uma grande variedade de classes de compostos químicos com diferentes propriedades que determinam tanto o tipo como a eficiência de atividade, assim como o meio hidrossolúvel ou lipossolúvel e a estrutura celular em que podem atuar.

  • Muita atenção tem sido dada aos benefícios das frutas, legumes e verduras uma vez que evidências epidemiológicas têm demonstrado que o consumo regular de vegetais está associado à redução da mortalidade e morbidade por algumas doenças crônicas não transmissíveis.

  • Um dos principais efeitos protetores exercidos por estes alimentos tem sido atribuído à ação antioxidante dos fitoquímicos, dentre os quais se destacam os polifenóis e os carotenoides.

  • Estudos epidemiológicos demonstram que há uma associação entre o consumo de vegetais e a redução de doenças crônicas como a aterosclerose, o câncer e doenças neurodegenerativas.

    O consumo diário de pelo menos cinco porções de frutas e hortaliças pode inibir o desenvolvimento de várias patologias, pois os vegetais são fontes de fibras, pobres em gorduras saturadas e boas fontes de vitaminas e minerais, alem de serem fontes de fitoquímicos, entre outros fatores.

  • O estigma de milho (“cabelo” de milho) simplesmente pode apresentar efeitos antidiabético, anti-hiperlipidêmico, antiobesidade, antihepatotoxicidade, antinefrotoxicidade, anticarcinogênico e antimicrobiano.

  • O interesse pelos alimentos de origem vegetal nos estudos das áreas da ciência e tecnologia de alimentos e da nutrição se devem, em grande parte, pela presença de substâncias funcionais antioxidantes, como flavonoides e carotenoides. Essas substâncias têm sido descritas pela capacidade de proteger os sistemas biológicos contra reações mediadas por radicais livres, principalmente as espécies reativas de oxigênio (ERO) e nitrogênio (ERN) que, quando presentes em desequilíbrio no organismo, causam o estresse oxidativo, evento inicial para o desenvolvimento das doenças crônicas não transmissíveis (DCNT).

  • Portanto, a ingestão de alimentos fonte de antioxidantes, quando aliada à hábitos de vida saudáveis, pode ser alternativa para promoção da saúde e prevenção de DCNT. Porém, antes de considerar as ações funcionais específicas desempenhadas por essas substâncias no organismo e os mecanismos pelos quais elas auxiliam na prevenção de doenças, é importante compreender como se desenvolvem as reações de oxidantes e o estresse oxidativo no organismo e o papel dos sistemas antioxidantes nessas situações.


Matricule-se agora mesmo Preenchendo os campos abaixo
R$ 25,90
Pagamento único
Processando... Processando...aguarde...
Autorizo o recebimento de novidades e promoções no meu email.

  • Introdução
  • Carotenoides
  • Luteína
  • Licopeno
  • Polifenóis
  • Isoflavonas
  • Curcumina
  • Resveratrol
  • Antocianinas
  • Possíveis Formas de Prevenção do Diabetes
  • Prevenção do Câncer
  • Prevenção da Aterosclerose
  • Prevenção da Hipertensão Arterial Sistêmica
  • Prevenção da Doença de Alzheimer