Curso Online de Consumo de Frutas e Verduras e Saúde

Curso Online de Consumo de Frutas e Verduras e Saúde

É fundamental para a saúde a alimentação rica em vegetais.

Continue lendo

Autor(a):

Carga horária: 10 horas


Por: R$ 23,00
(Pagamento único)

Certificado digital Com certificado digital incluído

É fundamental para a saúde a alimentação rica em vegetais.

Mestre em alimentos e nutrição. Professor de ciência dos alimentos, biologia, química, ciências e bioquímica. Currículo Lattes: http://lattes.cnpq.br/1141431817967324. Pesquisador de qualidade de vida, alimentação saudável e prevenção de doenças crônicas não transmissíveis. Especialista em nutrição clínica e esportiva; gerontologia e qualidade de vida. Estudo intensamente nutrição, alimentos, saúde e gerontologia, dentre outras áreas. Nestes cursos transmito informações preciosas e atualizadas sobre alimentação e saúde com total credibilidade e clareza após estudar intensamente cada conteúdo.



  • Aqui você não precisa esperar o prazo de compensação do pagamento para começar a aprender. Inicie agora mesmo e pague depois.
  • O curso é todo feito pela Internet. Assim você pode acessar de qualquer lugar, 24 horas por dia, 7 dias por semana.
  • Se não gostar do curso você tem 7 dias para solicitar (através da pagina de contato) o cancelamento ou a devolução do valor investido.*
  • Adquira certificado ou apostila impressos e receba em casa. Os certificados são impressos em papel de gramatura diferente e com marca d'água.**
* Desde que tenha acessado a no máximo 50% do material.
** Material opcional, vendido separadamente.

Modelo de certificados (imagem ilustrativa):

Frente do certificado Frente
Verso do certificado Verso
  • CONSUMO DE FRUTAS E HORTALIÇAS E SAÚDE

  • INTRODUÇÃO

    O consumo de frutas e hortaliças é fundamental em decorrência do seu valor nutritivo e efeitos terapêuticos. Esses alimentos contêm diferentes fitoquímicos (compostos químicos com propriedades bioativas, presentes ou provenientes das plantas) muitos dos quais possuem propriedades antioxidantes.
     
     

  • Várias evidências têm indicado o papel chave dos radicais livres e outros oxidantes como grandes responsáveis pelo envelhecimento e pelas doenças associadas ao envelhecimento, como câncer, doenças cardiovasculares, catarata, declínio do sistema imune e disfunções cerebrais. Sabe-se, porém que a produção de radicais livres é controlada nos seres vivos por diversos compostos antioxidantes, os quais podem ter origem endógena ou serem provenientes da dieta alimentar. Destacando-se tocoferóis (vitamina E), ácido ascórbico (vitamina C), polifenóis, selênio e carotenóides.

  • Uma alimentação variada, equilibrada em quantidade e qualidade (rica no consumo de fibras, vitaminas, minerais, fitoquímicos, proteínas de alto valor biológico, com proporção mais adequada em termo de ácidos graxos monoinsaturados e poliinsaturados, sem excesso de carboidratos simples, sódio e gorduras saturadas, etc) é a garantia de ingestão de todos os nutrientes essenciais necessários e recomendados, bem como os não-nutrientes.

  • Estudos epidemiológicos demonstram que há uma associação entre o consumo de vegetais e a redução de doenças crônicas como a aterosclerose, o câncer e doenças neurodegenerativas.

    O consumo diário de pelo menos cinco porções de frutas e hortaliças pode inibir o desenvolvimento de várias patologias, pois os vegetais são fontes de fibras, pobres em gorduras saturadas e boas fontes de vitaminas e minerais, alem de serem fontes de fitoquímicos, entre outros fatores.

  • Hábitos alimentares errôneos bem como o novo estilo de vida expõem o homem a uma gama de fatores de risco para as doenças crônicas não transmissíveis (DCNT).


  • QUANTO EXAGERO!!!!

  • Dentre os fatores de risco para o desenvolvimento de doenças crônicas está o consumo de dietas desequilibradas (a exemplo das dietas ricas em gorduras saturadas e gorduras trans, sódio e açúcares simples, alimentos refinados pobres em carboidratos complexos e fibras), além de uma vida estressada e sedentária, que pode agravar-se quando associado ao tabagismo e ao alcoolismo.

  • Diante destes fatos, modificações no estilo de vida, como praticar regularmente atividade física e ter uma alimentação rica em vegetais diminui o risco do surgimento das DCNT ou pode auxiliar no tratamento delas.

  • A ingestão insuficiente de compostos bioativos (CBAs) constitui componente de risco para as doenças crônicas não transmissíveis (DCNT). Estes compostos interferem em alvos fisiológicos espe­cíficos, modulando a defesa antioxidante, defesa frente a processos inflamatórios e mutagênicos, os quais estão relacionados a várias doenças e não há dúvida de que sejam essenciais para a manutenção da saúde. CBAs podem ser provenientes de produtos de origem animal (ácido graxo da família ômega 3 e micro-organismos,), vegetal (carotenoides, fitoesteróis, terpenos, compostos fenólicos).

  • Compostos bioativos de vegetais (fitoquímicos) compreendem uma grande variedade de classes de compostos químicos com diferentes pro­priedades físico-quimicas (polaridade, solubilidade, capacidade de formar pontes de hidrogênio, potencial de oxidorredução) que irão determinar tanto o tipo como a eficiência de atividade, assim como o meio e a estrutura celular em que podem atuar.


Matricule-se agora mesmo Preenchendo os campos abaixo
R$ 23,00
Pagamento único
Processando... Processando...aguarde...
Autorizo o recebimento de novidades e promoções no meu email.

  • INTRODUÇÃO
  • FRUTAS E SAÚDE
  • FRUTAS
  • ATIVIDADE ANTIOXIDANTE DOS FITOQUÍMICOS
  • CAROTENOIDES
  • AÇOES DOS CAROTENOIDES
  • ATIVIDADE ANTIOXIDANTE DOS CAROTENÓIDES
  • LICOPENO
  • LUTEÍNA
  • COMPOSTOS POLIFENÓLICOS
  • CHÁ VERDE
  • ANTOCIANINAS
  • ISOFLAVONAS
  • GINKGO BILOBA
  • CURCUMINA
  • RESVERATROL
  • LINHAÇA
  • LIGNANAS
  • BETALAÍNAS
  • COMPOSTOS ORGANOSULFURADOS
  • GENGIBRE
  • CAPSAICINA
  • FIBRA ALIMENTAR
  • PREBIÓTICOS
  • CONSIDERAÇÕES FINAIS
  • EXERCÍCIOS
  • RESPOSTAS
  • ANTIOXIDANTES