Curso Online de Fósseis no Brasil

Curso Online de Fósseis no Brasil

O cursos apresenta registros arqueológicos no Brasil no período nos terrenos mais antigos da Era Paleozóica e características básicas dos...

Continue lendo

Autor(a):

Carga horária: 3 horas

De: R$ 40,00 Por: R$ 23,00
(Pagamento único)

Mais de 0 alunos matriculados no curso.

Certificado digital Com certificado digital incluído

O cursos apresenta registros arqueológicos no Brasil no período nos terrenos mais antigos da Era Paleozóica e características básicas dos períodos Cambriano, Ordoviciano, Siluriano, Devoniano, Carbonífero e Permiano.

Formada em Ciências Aquáticas e especialização em Engenharia Ambiental. Possui experiências na área de docência em Educação Ambiental, Geoprocessamento, Elaboração de estudos ambientais e processos de licenciamento.



  • Aqui você não precisa esperar o prazo de compensação do pagamento para começar a aprender. Inicie agora mesmo e pague depois.
  • O curso é todo feito pela Internet. Assim você pode acessar de qualquer lugar, 24 horas por dia, 7 dias por semana.
  • Se não gostar do curso você tem 7 dias para solicitar (através da pagina de contato) o cancelamento ou a devolução do valor investido.*
  • Adquira certificado ou apostila impressos e receba em casa. Os certificados são impressos em papel de gramatura diferente e com marca d'água.**
* Desde que tenha acessado a no máximo 50% do material.
** Material opcional, vendido separadamente.

Modelo de certificados (imagem ilustrativa):

Frente do certificado Frente
Verso do certificado Verso
  • FOSSÉIS NO BRASIL

  • paleozóico

    paleozóico

    Faz parte do Éon Fanerozóico (derivado de faneros= aparente e zóico= vida) que abrange ainda as eras Mesozóica e Cenozóica e compreende o período de aproximadamente 540 milhões de anos a 250 milhões de anos atrás;

    A Era Paleozóica é dividida em seis Períodos: Cambriano, Ordoviciano, Siluriano, Devoniano, Carbonífero e Permiano.

  • TEMPO GEOLÓGICO

    É nos terrenos mais antigos da Era Paleozóica que os vestígios de organismos se mostram mais abundantes.

  • paleozóico

    paleozóico

    Cambriano

    Foi o aparecimento relativamente rápido, em um período de vários milhões de anos, dos filos mais importantes - animais atuais e vários outros extintos (cerca de 530 milhões de anos atrás), conforme encontrado no registro fóssil.

  • paleozóico

    paleozóico

    Cambriano

    Os mares do Cambriano eram abundantes em trilobitas, graptozoários, braquiópodes, moluscos e arqueocitacídeos. Algas calcárias também proliferavam.
    Este surgimento foi acompanhado por uma grande diversificação de outros organismos, incluindo animais e fitoplâncton.

  • paleozóico

    paleozóico

    Ordoviciano

    Durou de 495 a 443 milhões de anos.
    A fauna desse período é composta por diversos invertebrados, peixes primitivos (chamados ostracodermes, conhecidos como peixes sem mandíbula). e algas que foram extintos em cerca de 60% dos gêneros e 25% das famílias ao final do período.
    Nesse período houve uma maior diversificação das estratégias alimentares dos organismos e aumento no teor de oxigênio nos mares.

  • paleozóico

    paleozóico

    Siluriano

    Nesse período a temperatura da Terra tornara-se tornaram-se mais amena, o que provocou um descongelamento de grandes massas glaciais, o que proporcionou um aumento no nível dos mares.
    Ao longo do período com a diversificação dos peixes ostracodermes daí surgiram os peixes ósseos e cartilaginosos.

  • paleozóico

    paleozóico

    Devoniano

    Há 443 a 417 milhões de anos, surgem os cefalópodes e os recifes de coral.
    Os ambientes de água doce exibiam abundante fauna de peixes. Onde, a partir de um grupo de peixes ósseos com nadadeiras lobadas surgiram os primeiros tetrápodes "anfíbios". 
    Em terra surgem as primeiras plantas vasculares e, também, as primeiras plantas com sementes atingindo alguns metros de altura.

  • paleozóico

    paleozóico

    Carbonífero

    Do latim “carbone” = carvão) durou de 354 a 290 milhões de anos.
    Haviam nesse período três blocos continentais: Laurásia, Gondwana e a Sibéria que, no final desse período constituíam a Pangea.
    É deste período a origem dos maiores depósitos de carvão do Hemisfério Norte, em decorrência das exuberantes florestas de clima úmido e tropical que cobriam os continentes naquela época.

  • paleozóico

    paleozóico

    Carbonífero

    O final do Carbonífero surgiram os primeiros tetrápodes amniotas, animais que não mais dependiam da água para sua reprodução. Sua fecundação passou a ser interna e os embriões passaram a ser protegidos por um ovo com casca e por um envoltório chamado âmnio, que conferia maior proteção contra a desidratação. 
    O que permitiu a esses animais uma ampla dispersão nos continentes.

  • paleozóico

    paleozóico

    Permiano

    De 290 a 248,2 milhões de anos atrás.
    A fauna desse período tinha a presença de moluscos, braquiópodes e insetos.
    O choque das placas continentais gerou uma série de eventos climáticos, como o soerguimento de montanhas e mudanças no regime de circulação dos ventos, o que fez com que as regiões mais internas do Pangea sofressem intensa aridez.


Matricule-se agora mesmo Preenchendo os campos abaixo
R$ 23,00
Pagamento único
Processando... Processando...aguarde...

Desejo receber novidades e promoções no meu e-mail:


  • paleozóico
  • paleozóico: Grupos e Formações
  • devoniano
  • Transgressão marinha e regressão marinha
  • Causas da Transgressão Marinha
  • Causas da Regressão Marinha
  • Devoniano: Grupos e Formações