Curso Online de Curso básico de eletroeletronica - modulos 1,2 e 3
5 estrelas 1 aluno avaliou

Curso Online de Curso básico de eletroeletronica - modulos 1,2 e 3

Modulo 1: Noções de eletricidade, componentes (resistores, capacitores, diodos, etc); Modulo 2: transistores (tipos e polarizações),circ...

Continue lendo

Autor(a):

Carga horária: 6 horas

Por: R$ 45,00
(Pagamento único)

Certificado digital Com certificado digital incluído

Modulo 1: Noções de eletricidade, componentes (resistores, capacitores, diodos, etc); Modulo 2: transistores (tipos e polarizações),circuitos integrados, tiristores (SCR), teste componentes eletrônicos, Modulo 3: filtros, retificadores: aplicação dos diodos, meios de transmissão e recepção de sinais de áudio, amplificadores: configuração e polarização de transistores, exercícios de fixação

Tecnico em Eletroeletronica, formado pelo colegio técnico da FIEC - Indaiatuba; Tecnologo em Automação de Escritórios (enfase em teleprocessamento e redes), formado pela FATEC - Indaiatuba; Cursos: Comandos Logicos Programaveis (CLP) - SENAI Comandos e maquinas elétricas - SENAI Manutenção de Hardware - SENAI


"Muito bom,vou indicar aos meus amigos!"

- José Raimundo Ribeiro

  • Aqui você não precisa esperar o prazo de compensação do pagamento para começar a aprender. Inicie agora mesmo e pague depois.
  • O curso é todo feito pela Internet. Assim você pode acessar de qualquer lugar, 24 horas por dia, 7 dias por semana.
  • Se não gostar do curso você tem 7 dias para solicitar (através da pagina de contato) o cancelamento ou a devolução do valor investido.*
* Desde que tenha acessado a no máximo 50% do material.
  • ESTRUTURA DA MATÉRIA

    Podemos dividir um material em porções cada vez menores até que chegamos à menor das porções que damos o nome de molécula . Molécula é então a menor porção que um material pode ser dividido, sem sofrer alterações em suas propriedades.
     
    Exemplo:
    Agua – H2O   
     

    ESTRUTURA DA MATÉRIA

    Eletricidade & Eletrônica

  • O Átomo  

    O Átomo  

     Se dividirmos a molécula, chegaremos ao átomo que por sua vez não mais conservará a propriedade do material subdividido. O átomo é formado por 3 elementos: Prótons, Nêutrons e Elétrons.

    Eletricidade & Eletrônica

  • Os prótons e os nêutrons ficam agrupados no núcleo e os elétrons, girando ao redor. Quanto aos elétrons ainda podemos dizer que eles se apresentam em várias camadas com diferentes níveis de energia em cada camada. 

    A ultima camada apresenta, quando completa, um total de 8 eletrons que recebem a denominação de elétrons de valência. É a ultima camada de elétrons de um átomo e sempre será igual ou inferior a 8. Os elétrons de valencia são responsáveis pela formação da corrente elétrica.

    Eletricidade & Eletrônica

  • O cobre  

    O cobre  

     O cobre possui 29 elétrons dispostos de maneira adequada sendo que na sua ultima camada termos apenas um elétron relativamente eqüidistante de seu núcleo, se tornando um elétron livre que por sua vez pode produzir outros elétrons livres.

    Fonte:http://www.novaeletronica.net/curso/cap17.htm

    Eletricidade & Eletrônica

  • Níveis de energia  

    Níveis de energia  

    Fonte:http://www.novaeletronica.net/curso/

     Os elétrons que compõem um átomo de um elemento químico, seja condutor, isolante ou semi-condutor, ocupam níveis de energia. Uma seqüência de níveis de energia próximos formam uma banda ou faixa.
    Os elétrons fortemente atraídos pelo núcleo do átomo ocupam níveis de energia da banda de valência e os fracamente ligados ao núcleo ocupam níveis de energia da banda de condução.

    Eletricidade & Eletrônica

  •  

    Obs.: Os níveis de energia nos átomos são medidos em unidades de elétron-volt. O elétron-volt é a quantidade de energia adicional que um elétron adquire quando é acelerado pelo campo criado por um volt. 1ev = 1,6 x 10-19 joule em W/s.

    Eletricidade & Eletrônica

  • Condutores, Semi-condutores e Isolantes  

    Condutores, Semi-condutores e Isolantes  

    Isolantes
     
    Os elétrons nos materiais isolantes acham-se fortemente presos em suas ligações e mesmo quando aquecidos, desprendem uma quantidade muito pequena de elétrons evitando dessa maneira a circulação de elétrons. São exemplos de materiais isolantes: a borracha, a mica, a porcelana, etc.
     
    Semi-condutores
     
    São elementos cuja resistencia situa-se entre a dos condutores e a dos isolantes. Os  principais semi-condutores utilizados são o germânio (Ge) e o silicio (Si).
     
    Condutores
     
    São elementos que possuem eletrons livres em grandes quantidades que por sua vez, são os eletrons fracamente ligados ao nucleo e que sobre a ação de uma diferença de potencial (DDP) passam a se locomover no interior do material em questão. Quanto maior o numero de eletrons livres presente no material, maior será o fluxo de corrente pelo mesmo quando submetido a uma DDP, consequentemente, maior será sua condutividade.
     

    Eletricidade & Eletrônica

  • EXEMPLO  

    EXEMPLO  

    Exemplo: 

    Como podemos notar na figura, os elétrons livres serão atraídos pelo pólo positivo da bateria e quando um elétron muda de posição, deixa um vazio que será ocupado por outro elétron, estabelecendo, assim, a corrente elétrica. São exemplos de material condutor: o ouro, a prata, o cobre, o alumínio, etc.

    Eletricidade & Eletrônica

  • Grandezas Elétricas  

    Grandezas Elétricas  

     
     
    Corrente elétrica é o fluxo de eletrons livres em um condutor de um lado para o outro.
     
    Corrente aleatória ou alternada é a corrente proveniente dos elétrons livres em um condutor, ou seja, os elétrons da estrutura do material condutor não ficam "parados", e se movimentam desordenadamente.
     
    Corrente dirigida ou contínua é o caso em que se aplicarmos cargas elétricas positivas no extremo de um condutor e cargas elétricas negativas em outro, teremos uma movimentação de elétrons livres, agora dirigidas para um ponto, ou seja, do polo negativo para o polo positivo.
    Verificamos, assim, que para haver uma corrente elérica dirigida, é necessário uma força externa que impulsione os elétrons livres, esta força ou pressão que faz os elétrons fluirem e realizarem coisas uteis pode ser conseguida pela ação de uma bateria e, a essa força são dadas alguns nomes diferentes, como veremos a seguir.
     
    Tensão é o nome dado à força que impulsiona os elétrons em um condutor. Teremos dois tipos de tensão:
    Força eletromotriz (FEM) é a força ou pressão que coloca os elétrons em movimento e é resultado natural da 1ª Lei de Coulomb "Cargas de nomes iguais se repelem e cargas de nomes diferentes se atraem".
    Diferença de potencial (DDP) é o potencial uma ou mais celulas da bateria tendem a realizar trabalho.
    Nota: As tensões FEM e DDP tem como unidade no SI (Sistema Internacional), o "Volt".

    Eletricidade & Eletrônica

  • TABELA  

    TABELA  

    Eletricidade & Eletrônica

  • Múltiplos e submúltiplos  

    Múltiplos e submúltiplos  

     
    Na prática as grandezas fundamentais usadas para determinar o valor dos componentes e medidas elétricas são muito pouco usadas, pois é mais conveniente usar seus múltiplos e submúltiplos.

    Eletricidade & Eletrônica


Matricule-se agora mesmo Preenchendo os campos abaixo
R$ 45,00
Pagamento único
Processando... Processando...aguarde...
Autorizo o recebimento de novidades e promoções no meu email.

  • ESTRUTURA DA MATÉRIA
  • O Átomo  
  • O cobre  
  • Níveis de energia  
  • Condutores, Semi-condutores e Isolantes  
  • EXEMPLO  
  • Grandezas Elétricas  
  • TABELA  
  • Múltiplos e submúltiplos  
  • Corrente/tensão contínua (DC/CC)
  • Corrente/tensão alternada (AC/CA)
  • AMPLITUDE  
  • PERIODO E FREQUENCIA  
  • Valores em CA
  • VALOR EFICAZ 
  • RESISTENCIA ELÉTRICA  
  • Especificações dos resistores  
  • CODIGO DE CORES  
  • EXEMPLOS 
  • ASSOCIAÇÃO DE RESISTORES 
  • lei de OHM  
  • POTENCIA
  • DIVISOR DE CORRENTE PARALELO  
  • divisor de corrente  série  
  • EXEMPLO 1 
  • EXEMPLO 2
  • Capacitores  
  • TIPOS DE Capacitores  
  • TABELA DE CAPACITORES  
  • POLIESTER E TANTALO  
  • diodos 
  • polarização direta
  • polarização inversa
  • Zona de depleção  
  • SIMBOLOGIA DOS CAPACITORES  
  • SIMBOLOGIA DOS RESISTORES  
  • SIMBOLOGIA DOS TRANSISTORES  
  • SIMBOLOGIA DOS DIODOS  
  • TRANSISTOR, O semi-condutor  
  • Combinação de Junções  
  • TIPOS  
  • TRANSISTOR NPN e pnp  
  • POLARIZAÇÃO
  • Coletor somente com tensão de alimentação
  • POLARIZAÇÃO DIRETA  
  • METODO DE POLARIZAÇÃO  
  • Cálculo 1  
  • Cálculo 2 
  • Curvas características 
  • Montagem emissor comum
  • Montagem BASE comum
  • Montagem COLETOR comum
  • PONTO DE OPERAÇÃO
  • exemplo de calculo
  • TRAÇADO DA RETA DE CARGA
  • Exemplo DE CALCULO
  • LIMITE DOS TRANSISTORES
  • ANÁLISE DO GRAFICO DAS CARACTERISTICAS DE SAÍDA
  • EXEMPLO DE CALCULO
  • INFLUÊNCIA DA TEMPERATURA NOS TRANSISTORES
  • EXEMPLOS DE CALCULOS
  • CALCULO DO DISSIPADOR
  • CIRCUITO INTEGRADOS  
  • ESTUDO DO TIMER 555  
  • Tiristores    
  • Testes de componentes: Instrumentos de medição  
  • Testador de transistor  
  • Teste de DIODOS  
  • FUNCIONAMENTO DO DIODO: SENTIDO DIRETO
  • SENTIDO INVERSo
  • Principais características E TIPOS  
  • Classificação e aplicação  
  • TESTE COM O MULTIMETRO  
  • Testes de TRANSISTORES  
  • TESTE DE CAPACITOR ELETROLÍTICO  
  • INTRODUÇÃO A ELETRONICA INDUSTRIAL
  • FILTROS
  • TIPO T e Pi
  • OBSERVAÇÕES
  • RETIFICADORES DE MEIA ONDA
  • RETIFICADORES DE ONDA COMPLETA
  • RETIFICADORES EM PONTE
  • COMPARAÇÃO ENTRE RETIFICADORES
  • FILTRO COM CAPACITOR
  • ONDULAÇÃO - EXEMPLO
  • O DIODO ZENER
  • EXPERIMENTO COM DIODO COMUM
  • REGULADOR DE TENSÃO ZENER
  • FONTES DE ALIMENTAÇÃO
  • TRANSFORMADORES
  • TRANSFORMADOR DE SAIDA HORIZONTAL (TSH)
  • NOÇÕES SOBRE MODULAÇÃO
  • SISTEMA DE TRANSMISSÃO / RECEPÇÃO
  • DEFINIÇÕES
  • AMPLIFICADORES
  • CLASSE A
  • PUSH-PULL (CLASSE A)
  • CLASSE B
  • CLASSE AB
  • CONFIGURAÇÃO DOS AMPLIFICADORES
  • POLARIZAÇÃO COM UMA ÚNICA FONTE
  • DEFINIÇÃO DOS PARÂMETROS ? E ß
  • VAMOS EXERCITAR?
  • ESTÁ MUITO DIFICIL?
  • FICOU MAIS FACIL?
  • NÃO DESANIME, VAMOS LÁ...
  • EXERCICIOS 6 E 7
  • EXERCICIO 8
  • EXERCICIOS RESOLVIDOS