Curso Online de Detetive particular

Curso Online de Detetive particular

Reunimos todo o conhecimento investigativo de nossos detetives particulares neste material didático de forma simples e objetiva. Todas as...

Continue lendo

Autor(a):

Carga horária: 6 horas

De: R$ 40,00 Por: R$ 24,90
(Pagamento único)

Mais de 0 alunos matriculados no curso.

Certificado digital Com certificado digital incluído

Reunimos todo o conhecimento investigativo de nossos detetives particulares neste material didático de forma simples e objetiva. Todas as dúvidas para se tornar um detetive Particular você encontrará em nosso curso.

Trabalho a 10 anos na área de Informática Formação ? TI Técnico em Redes e Manutenção Administrador de Redes Certificações ? Cisco RS e CCNA Security



  • Aqui você não precisa esperar o prazo de compensação do pagamento para começar a aprender. Inicie agora mesmo e pague depois.
  • O curso é todo feito pela Internet. Assim você pode acessar de qualquer lugar, 24 horas por dia, 7 dias por semana.
  • Se não gostar do curso você tem 7 dias para solicitar (através da pagina de contato) o cancelamento ou a devolução do valor investido.*
  • Adquira certificado ou apostila impressos e receba em casa. Os certificados são impressos em papel de gramatura diferente e com marca d'água.**
* Desde que tenha acessado a no máximo 50% do material.
** Material opcional, vendido separadamente.

Modelo de certificados (imagem ilustrativa):

Frente do certificado Frente
Verso do certificado Verso
  • Atenção para melhor visualização do curso amplie a pagina do seu navegador para 150.

  • Conteúdo programático:

    O detetive

    Requisitos do Detetive Profissional

    Atribuições de um Detetive Profissional

    Técnicas de Investigações e Diligências Campana

    A Campana Fixa

    A Campana Móvel

    A Campana com Automóveis

    Dossiês Estudo da Vida Pregressa

    Fontes de Informações e meios de Informações

    Investigação pela Internet

    Investigando e Monitorando Computadores

    Princípios Básicos de uma Observação

    A Eletrônica nas Investigações

    A Fotografia na Investigação

    As Filmagens na Investigação

    Localização de Pessoas Desaparecidas

    Localização de Devedores

    Investigações de Infidelidade Conjugal

    Infidelidade Virtual

    Infiltrações

    A Espionagem

    Espionagem Internacional

    Espionagem e Contra Espionagem Técnica

    Níveis de Segurança

    Os Mandamentos do Detetive Particular

    Administração e Organização do Negócio

  • O DETETIVE

    DETETIVE é uma palavra de origem inglesa, que significa detectar um fato, investigar, pilhar,

    desmascarar. Profissionalmente falando é Detetive aquele investiga um fato, suas circunstâncias e

    pessoas nele envolvidas. Em todos os países do mundo, o Detetive Particular só pode exercer a

    profissão  em  consonância  com  as  leis  vigentes,  isto  é,  respeitando  a  vida  privada  do  cidadão,  a

    inviolabilidade dos direitos humanos, no que tange a vida em particular e o recato dos lares.

    Os  Detetives  Particulares,  atualmente  reconhecidos  como  DETETIVES  PROFISSIONAIS,

    vêm desenvolvendo suas atividades no Brasil há mais de 50 anos e estão classificados sob o código

    de atividade no. 3518-05 na CBO - Classificação Brasileira de Ocupações do Ministério do Trabalho

    e Emprego (visite o site www.mte.gov.br).

    Entretanto,  infelizmente  até  hoje  não  existe  nenhum  órgão  legalmente  representativo  da

    classe dos profissionais de Investigações Particulares. Tramitando na Câmara dos Deputados, há

    quase, existem dois Projetos de Lei que cria o Conselho Federal de nossa classe que regulamentaria

    a profissão de Detetive Profissional e Agente de Investigações.

    É   importante   que   você   não   confunda   o   RECONHECIMENTO   da   profissão   com

    REGULAMENTAÇÃO da profissão.

    Nossa  profissão  é  RECONHECIDA  pela  lei no.  3.099  de  24/02/57 e  o  Decreto  Federal  no.

    50.532  de  03/05/61 que  dispõe  sobre  o  funcionamento  das  AGÊNCIAS  DE  INFORMAÇÕES

    PARTICULARES. Também é RECONHECIDA por todas as autoridades Policiais Civis, Militares

    e Federais, pelas Secretarias de Segurança Pública dos estados e pelo Ministério do Trabalho,

    cujo código da profissão na Classificação Brasileira de Ocupações é 3518-05.

    Entretanto a profissão de Detetive Profissional não é REGULAMENTADA. A regulamentação só

    pode ser feita através de um Conselho Federal, criado somente por Lei

    Federal,  instituindo  os  respectivos  Conselhos  Regionais  nos  Estados.  Este  Conselho  criaria  o

    Estatuto da Profissão, ditando normas, condutas, código de ética, fiscalização, aplicação de multas

    e sanções, etc.

    Existe um grupo de Detetives Profissionais em todo o Brasil em constante contato com nossos

    representantes  na  Câmara  dos  Deputados  em  Brasília,  visando  a  votação  em  plenário  para  a

  • aprovação  do  Projeto  de  Lei  desde  o  ano  de  2004,  mas  infelizmente  até  o  momento  não

    conseguimos a votação do processo.

    Entretanto em eventuais problemas com clientes (má prestação dos serviços, má conduta, não

    cumprimento  do  contrato  de  prestação  de  serviços,  etc.)  o  cliente  que  se  sentir  lesado  poderá

    procurar  os  Procon.  Delegacias  do  Consumidor  ou  Juizados  Especiais  Cíveis.  devido  à natureza

    comercial da prestação dos serviços estar prevista no Código de Defesa do Consumidor.

    Em  casos  de  violação  das  leis  penais  por  parte  do  Detetive,  durante  um  caso  ou  diligência

    (tentativa  de  suborno  para  obtenção  de  informações,  violação  de  domicílio,  grampos  telefônicos,

    etc),  a  parte  que  se  sentir  prejudicada  poderá  apresentar  denúncia  as  autoridades  policiais,  que

    poderão  instaurar  inquérito  contra  o  Detetive,  prejudicando  sua  FAC  (ficha  de  antecedentes

    criminais).

    Portanto, é de vital importância para a carreira do Detetive Profissional, que este sempre atue

    com honestidade e procurando não descumprir as Leis de nosso país.

    REQUISITOS DO DETETIVE PROFISSIONAL

    Requisitos  são,  de  acordo  com  os  dicionários,  condições  a  que  se  deve  satisfazer  para

    preencher certos fins. Os requisitos para o ingresso na carreira de Detetive Profissional podem ser

    reunidos  em  3  grupos,  que,  dadas  as  características,  podem  ser  denominados  de  FÍSICOS,

    MORAIS e INTELECTUAIS.

    A APTIDÃO  FÍSICA de  candidatos  a  Detetives  Profissionais,  não  pode  ser  avaliada  pelo

    padrão estabelecido para outras profissões semelhantes (Policiais Civis, Militares ou Federais). Mas

    o candidato deverá ter a perfeição física e dos sentidos (defeitos físicos ou outros tipos de deficiência

    não são impedimentos mas poderão atrapalhar em certas ocasiões). Noções de defesa pessoal

    também  são  importantes,  uma  vez  que  o  porte  de  armas,  após  a  aprovação  da  Lei  do

  • Desarmamento em 2003 será raramente concedido a esses profissionais ( veja a nova legislação

    no site www.dpf.gov.br )

    A FORMAÇÃO  MORAL é  indispensável,  pois  é  reveladora  de  honestidade  pessoal,  e

    profissional. A boa educação é uma decorrência da boa formação moral. É também indispensável

    e pode ser considerada como composta de gentileza no trato, paciência e

    discrição. A gentileza ao lidar com as pessoas, se não criar um ambiente de simpatia, concorre, pelo

    menos, para não gerar o de antipatia. E o Detetive Profissional deve ter boa vontade geral, para ter

    a sua missão facilitada, o que é muito importante para poder contar com a ajuda de populares, em

    caso de necessidade. A discriminação deve ser preocupação constante de um detetive Particular.

    Boa  formação  moral  facilita  também  a  compreensão  do  que  seja  disciplina,  seu  valor  e  o

    comportamento dentro dela.

    Os REQUISITOS INTELECTUAIS podem ser divididos em NATURAIS e ADQUIRIDOS:

    Os  requisitos  naturais  básicos  são  a  inteligência,  criatividade,  versatilidade  e  outras

    habilidades naturais que não se aprendem, pois já fazem parte do indivíduo praticamente desde seu

    nascimento, inclusive o talento “nato” para investigações.

    Os requisitos intelectuais adquiridos são constituídos dos conhecimentos obtidos nos nossos

    cursos  escolares  e  também  dos  conhecimentos  sobre  as  variadas  atividades  humanas.  Esses

    conhecimentos  tem  grande  importância  porque  podem  facilitar  bastante  o  trabalho  do  Detetive

    Particular, que encontra pela frente as mais variadas situações. O ideal seria que todo o Detetive

    Profissional  adquirisse  nas  livrarias  e  estudasse  com  atenção  a  Constituição  Brasileira,  o  Código

    Penal  e  o  Código  Civil  Brasileiro.  A  leitura  de  jornais  e  o  acompanhamento  de  documentários  e

    telejornais pela TV também são itens importantes para se obter maiores conhecimentos sobre as

    atualidades do mundo globalizado em que vivemos.

    ATRIBUIÇÕES DE UM DETETIVE PROFISSIONAL

  • Após estudar atentamente este manual você estará pronto para ingressar na profissão

    e trabalhar em todos os campos da investigação particular, que entre outros, consiste nos

    seguintes:

    a) contraespionagem industrial;

    b) localização de pessoas desaparecidas ou devedores;

    c) confirmação de casos de infidelidade conjugal e adultério;

    d) investigação pré-nupcial;

    e) investigação pessoal de vida pregressa;

    f)

    serviços de informações e cadastro em geral junto ao comércio, indústria, entidades de crédito,

    bancos, e financeiras;

    g) detecção de golpes e fraudes contra seguradoras;

    h) trabalhar infiltrado em estabelecimentos para detectar furtos, desvios de mercadorias,

    fraudes financeiras, etc.

    O   Detetive   Profissional   se   dedica   exclusivamente   a   investigações   de   naturezas

    PARTICULARES e COMERCIAIS, podendo eventualmente ser convocado pelas autoridades para

    a  prestação  de  determinados  serviços,  sem  nenhum  vínculo  a  Lei  no.  3.099  de  24/02/57,  ou  o

    Decreto  Federal  no.  50.532  de  03/05/61  que  dispõe  sobre  o  funcionamento  das  AGÊNCIAS  DE

    INFORMAÇÕES.

  • Durante suas investigações trabalha colhendo informações, fazendo sindicâncias, interrogando

    pessoas,  fazendo  monitorações,  preparando  flagrantes,  sempre  se  utilizando  de  recursos  legais

    para atender as solicitações de estabelecimentos comerciais, bancos, seguradoras ou de pessoas

    físicas, que o contratou.

    No  desempenho  de  suas  atividades,  o  Detetive  Profissional  é  obrigado  a  respeitar  a  ética

    profissional  e  a  cooperar  com  as  autoridades  constituídas  do  país,  desde  que  venham  a  ser

    solicitados  a  fazê-lo  através  de  expediente  oficial  ou  em  casos  extremos,  sempre  que  as

    circunstâncias exigirem.

    É VEDADO ao Detetive Profissional:

    Fazer declarações a jornais, revistas e emissoras de rádio e televisão, sobre um caso específico

    que  esteja  investigando  ou  já  tenha  resolvido,  a  não  ser  em  defesa  própria  ou  de  terceiros,

    observada a legislação em vigor no país;

    a) Prestar  informações  sigilosas  sobre  seus  clientes  a  terceiros,  salvo  no  caso  de  requisição

    expressa da autoridade policial ou judiciária.

    b) Tentar   obter   vantagens   ilícitas   das   informações   confidenciais   apuradas   durante   as

    investigações;

    c) Divulgar o nome de quem o contratou caso seja descoberto durante uma diligência, exceto por

    determinação judicial.

    Os Detetives Profissionais, além de obediência à legislação em vigor, ficam obrigados a cumprir

    as determinações constantes dos estatutos das respectivas Associações Profissionais ou Sindicatos

    da classe que porventura venham a ser criados ou reconhecidos pelo Governo.

  • O DETETIVE PROFISSIONAL E OS DETETIVES DE POLICIA

    O  DETETIVE  "PARTICULAR"  é  considerado  um  PROFISSIONAL  AUTÔNOMO  que

    desempenha  atividade  de  prestação  de  serviços  COM  FINS  LUCRATIVOS  e  sem  atribuições

    definidas de leis administrativas, regulamentos ou regimentos policiais. Já o DETETIVE DE POLÍCIA

    tem  suas  funções  definidas  e  regulamentadas  por  leis  administrativas  e  policiais,  que  podem  ser

    federais   ou   estaduais.   Os   Detetives   de   Polícia,   atualmente   denominados   Inspetores   ou

    Investigadores, são nomeados pelo Governo Federal ou Estadual e uma vez treinados e habilitados

    em  Academias  e  Escolas  de  Formação  Oficiais  dos  Estados,  após  terem  sido  aprovados  em

    concursos  públicos.  São  FUNCIONÁRIOS  PÚBLICOS  e  sua  principal  atribuição  é  SERVIR    e

    PROTEGER  a  sociedade  (apesar  de  muitos  esquecerem  disso)  .  Também  são  investidos  de

    AUTORIDADE LEGAL, ao contrário dos Detetives Profissionais.

    TÉCNICAS DE INVESTIGAÇÕES E DILIGÊNCIAS CAMPANA

    A CAMPANA FIXA

  • "Campana" é expressão de gíria que significa observação discreta nas imediações de algum

    lugar,  para  conhecer  os  movimentos  de  pessoa  ou  pessoas,  ou  para  fiscalizar  a  chegada  ou

    aparecimento de alguém. Significa ainda, o seguimento de alguém, de modo discreto, para conhecer

    seus movimentos e ligações.

    A campana é empregada por Detetives Particulares. Policiais e também por Criminosos. Os

    ladrões e sequestradores lançam mão do primeiro tipo de campana vigilância de locais - ou fixa,

    para conhecer os hábitos e movimentos dos moradores do local

    onde pretendem operar, e, ainda, para evitar surpresas por parte de moradores ou policiais, durante

    a ação. É tão típica esta última maneira de proceder, que o meliante que fica na vigilância recebe a

    designação  de  "o  campana".  Por  isso,  durante  uma  campana  o  Detetive  deve  tomar  o  especial

    cuidado para não chamar a atenção e não ser muito notado. Existe a possibilidade de moradores

    ou comerciantes locais o confundirem com um criminoso e chamarem a polícia para intervir.

    A campana pode servir para localização de pessoas, para prisão de criminosos, para flagrar

    um  esposo  ou  esposa  infiel,  para  se  conhecer  a  ligação  e  movimentação  de  pessoas,  para  se

    observar reunião de pessoas, para se evitar a prática de crimes e de um modo geral, para obtenção

    de provas para solução de uma investigação. O emprego da campana exige habilidade de quem a

    executa.

    Na  CAMPANA  FIXA,  o  Detetive  Particular  não  deve  deixar  se  fazer  notar  ou  se  expor  o

    mínimo possível. Para isso, deve procurar esconderijos ou cuidar de se confundir como o ambiente.

    Para esse último fim, deve lançar mão de recursos diversos como:

    a) Disfarces, como o de mendigo ou bêbado:

    b) Colocar  uma  pequena  barraquinha  de  camelô  próximo  ao  local  a  ser  observado

    (verifique antes se o local não é fiscalizado pela prefeitura, para evitar confrontos com

    fiscais e chamar a atenção de terceiros);

    c) Utilizar veículo com filme nos vidros para não ser visto por fora;

    d)

    Utilizar uma assistente quando fizer campana noturna e fingir que estão namorando

    (verifique antes se o local possui altos índices de roubos e assaltos a veículos para não

    ser surpreendido por um ladrão de carros, e fique bastante atento com a movimentação

    das pessoas ao redor).

    Quanto  mais  deserto  ou  pouco   movimentada  for  a  área  em  que  se  encontra  o  alvo  a  ser

    observado MAIOR a dificuldade da campana fixa.

  • Dois  dos  meios  para  se  obter  melhores  resultados  em  campanas  fixas,  é  o  de  realizar  a

    observação  dentro  de  um  automóvel  ou  do  interior  de  prédios  fronteiriços  ou  laterais  ao  que  for

    objeto da atenção. Cuidados naturalmente devem ser tomados pelo Detetive Particular, para que

    não seja descoberto ou para que indiscrição de terceiros não ponha o trabalho a perder. Quando a

    campana  é  realizada  do  interior  de  prédios  ou  veículos  um  pouco  distantes  do  local,  binóculos,

    filmadoras ou máquinas fotográficas com zoom poderão ser magníficos auxiliares.

    Se  nas  imediações  do  local  a  ser  "campanado"  existir  algum  bar  ou  mesmo  outro

    estabelecimento comercial, deve o Detetive fazer amizade com o proprietário ou frequentadores e

    discretamente, continuar sua vigilância, de dentro do estabelecimento.

    Durante  uma  campana  NUNCA  DESVIE  A  ATENÇÃO  DO  ALVO,  pois  em  apenas  alguns

    segundos o campanado pode entrar ou sair do local sem ser visto pelo Detetive. É muito cansativo,

    por exemplo, você ficar horas esperando um suspeito chegar ou sair de casa ou do trabalho, por

    isso posicione-se sempre de modo a minimizar eventuais distrações e sempre que possível utilize o

    apoio de um auxiliar.

    IMPORTANTE: A grande maioria dos Policiais, sejam Civis ou Militares não gostam dos Detetives

    Particulares,  e  quase  sempre  ainda  atrapalham  com  abordagens  exageradas.  Caso  você  seja

    abordado  por  Policiais  Civis  ou  Militares,  e  dependendo  do  tipo  do  caso  onde  está sendo  feita a

    campana,  NÃO  SE  IDENTIFIQUE  COMO  DETETIVE  PARTICULAR  ,  pois  poderá colocar  tudo  a

    perder no caso de os policiais ou vizinhos conhecerem a pessoa que está sendo investigada. Caso

    a abordagem aconteça já tenha uma boa desculpa previamente pensada

    (lembre-se que a Constituição dá ao cidadão o direito de ir e vir em qualquer lugar do nosso país)

    Ninguém  pode  ser  preso  ou  detido  por  simplesmente  estar  parado  em  algum  lugar  e  isso  não

    configura a chamada "atitude suspeita" ou “vadiagem” que costuma ser alegada pelos policiais). É

    muito  importante  que  você  conheça  seus  direitos  e  também  é  importante  o  Detetive  não  ter

    antecedentes criminais para gozar de maior credibilidade junto as autoridades legais.

    Jamais permita que durante uma abordagem policial dure mais do que dois ou três minutos,

    pois  caso  se  forme  um  grupo  de  pessoas  curiosas  para  observar  a  abordagem,  você  estará

    definitivamente "queimado" para aquela campana nos próximos dias.

  • A CAMPANA MÓVEL

    A  CAMPANA  MÓVEL pode  ser  feita  a  pé,  em  veículo,  ou  pelos  dois  meios quando  as

    circunstâncias o exigirem. Para a campana móvel a pé, o detetive deve ter cuidados especiais na

    hora de seguir o investigado, tais como:

    a) uso de trajes que não chamem a atenção, com cores neutras durante o dia e escuras à noite;

    b) modificações na aparência geral enquanto segue o suspeito, tais como a tirada de blusa (use

    uma camisa de botão por cima de uma blusa de malha) ou paletó, boné e óculos escuros;

    c) Manter distância segura para não ser visto pelo investigado, tomando o cuidado de não perdê-

    lo de vista na multidão;

    d) Mantenha sempre o suspeito em sua mira e não dê atenção a nada que se passe ao redor e
    que não lhe diga respeito;


Matricule-se agora mesmo Preenchendo os campos abaixo
R$ 24,90
Pagamento único
Processando... Processando...aguarde...

Desejo receber novidades e promoções no meu e-mail:


  • O detetive
  • Requisitos do Detetive Profissional
  • Atribuições de um Detetive Profissional
  • Técnicas de Investigações e Diligências Campana
  • A Campana Fixa
  • A Campana Móvel
  • A Campana com Automóveis
  • Dossiês – Estudo da Vida Pregressa
  • Fontes de Informações e meios de Informações
  • Investigação pela Internet
  • Investigando e Monitorando Computadores
  • Princípios Básicos de uma Observação
  • A Eletrônica nas Investigações
  • A Fotografia na Investigação
  • As Filmagens na Investigação
  • Localização de Pessoas Desaparecidas
  • Localização de Devedores
  • Investigações de Infidelidade Conjugal
  • Infidelidade Virtual
  • Infiltrações
  • A Espionagem
  • Espionagem Internacional
  • Espionagem e Contra Espionagem Técnica
  • Níveis de Segurança
  • Os Mandamentos do Detetive Particular
  • Administração e Organização do Negóc