Curso Online de Contribuição Indígena e Africana na Formação do Povo Brasileiro
5 estrelas 3 alunos avaliaram

Curso Online de Contribuição Indígena e Africana na Formação do Povo Brasileiro

O curso aborda de forma teórica e objetiva a Contribuição Indígena e Africana na Formação do Povo Brasileiro, trazendo diversas reflexões...

Continue lendo

Autor(a):

Carga horária: 50 horas

De: R$ 60,00 Por: R$ 40,00
(Pagamento único)

Mais de 100 alunos matriculados no curso.

Certificado digital Com certificado digital incluído

O curso aborda de forma teórica e objetiva a Contribuição Indígena e Africana na Formação do Povo Brasileiro, trazendo diversas reflexões a respeito do assunto.O curso é composto por uma carga horária total de 50 horas que é comprovada através do certificado gratuito gerado ao final do curso.

Somos uma equipe de profissionais, formados em diversas áreas de conhecimento, com licenciatura, graduação e pós graduação que atua nas áreas de: Educação, Engenharias, Saúde, Administração, Comercio, Indústria e varias outras. Atuamos na Qualificação, Formação e Atualização Profissional de pessoas de diferentes áreas que tenham interesse em se atualizar ou obter conhecimento. Estamos a disposição. IFEP - Instituição de Formação e Educação Profissionalizante Email: filipe_cursos@hotmail.com


- Douglas Filipe Dos Santos

- Renata Da Cunha

- Rildo Soares Teixeira

  • Aqui você não precisa esperar o prazo de compensação do pagamento para começar a aprender. Inicie agora mesmo e pague depois.
  • O curso é todo feito pela Internet. Assim você pode acessar de qualquer lugar, 24 horas por dia, 7 dias por semana.
  • Se não gostar do curso você tem 7 dias para solicitar (através da pagina de contato) o cancelamento ou a devolução do valor investido.*
  • Adquira certificado ou apostila impressos e receba em casa.**
* Desde que tenha acessado a no máximo 50% do material.
** Material opcional, vendido separadamente.
  • Contribuição Indígena e Africana na Formação do Povo Brasileiro

    Contribuição Indígena e Africana na Formação do Povo Brasileiro

    50 HORAS

  • A importância do negro na sociedade brasileira é incomensurável. Todavia, o racismo e a falta de consideração com a população afrodescendente podem ser retratados em duas historietas verídicas, que servem de uma introdução ao tema.

    A importância do negro na sociedade brasileira é incomensurável. Todavia, o racismo e a falta de consideração com a população afrodescendente podem ser retratados em duas historietas verídicas, que servem de uma introdução ao tema.

  • Nos anos 1930, o principal músico brasileiro era o fl autista Pixinguinha, autor do sucesso “Carinhoso”.

    Nos anos 1930, o principal músico brasileiro era o fl autista Pixinguinha, autor do sucesso “Carinhoso”.

  • Certa noite, ele foi convidado como principal nome em uma luxuosa recepção no Hotel Copacabana Palace. Todavia, impediram-no de entrar, pois era negro.

    Certa noite, ele foi convidado como principal nome em uma luxuosa recepção no Hotel Copacabana Palace. Todavia, impediram-no de entrar, pois era negro.

  • Informando ao porteiro que iria trabalhar no hotel naquela noite, o mesmo deixou que ele entrasse. Todavia, teve de entrar pela cozinha e se sujou com as comidas que estavam sendo preparadas.

    Informando ao porteiro que iria trabalhar no hotel naquela noite, o mesmo deixou que ele entrasse. Todavia, teve de entrar pela cozinha e se sujou com as comidas que estavam sendo preparadas.

  • Quando o dono do hotel, Guilherme Guinle, soube do que se passou, iria demitir o funcionário. Contudo, Pixinguinha pediu para que isso não ocorresse.

    Quando o dono do hotel, Guilherme Guinle, soube do que se passou, iria demitir o funcionário. Contudo, Pixinguinha pediu para que isso não ocorresse.

  • Sabia o músico que o porteiro apenas cumpria ordens. E do episódio compôs outro grande sucesso musical: a música Lamentos. (CABRAL, 2000).

    Sabia o músico que o porteiro apenas cumpria ordens. E do episódio compôs outro grande sucesso musical: a música Lamentos. (CABRAL, 2000).

  • Outra historieta ocorreu com Pelé, o Rei do Futebol e Atleta do Século.

    Outra historieta ocorreu com Pelé, o Rei do Futebol e Atleta do Século.

  • Ocupando a pasta de Ministro dos Esportes do Governo Fernando Henrique Cardoso, teve de conviver com um ministro que explanou uma piada em tom racista.

    Ocupando a pasta de Ministro dos Esportes do Governo Fernando Henrique Cardoso, teve de conviver com um ministro que explanou uma piada em tom racista.

  • Segundo o mesmo, o Brasil possuía três reis negros que respeitava: O rei Pelé, o rei café e o rei asfalto. Porém, Pelé (assim como Pixinguinha) perdoou o colega ministro, que se retratou publicamente pelo impropério dito.

    Segundo o mesmo, o Brasil possuía três reis negros que respeitava: O rei Pelé, o rei café e o rei asfalto. Porém, Pelé (assim como Pixinguinha) perdoou o colega ministro, que se retratou publicamente pelo impropério dito.

  • Racismo que os dispositivos legais punem como crime. Através da Lei Afonso Arinos de Mello Franco, de 1951, atitudes preconceituosas em relação às etnias são consideradas crime inafi ançável.

    Racismo que os dispositivos legais punem como crime. Através da Lei Afonso Arinos de Mello Franco, de 1951, atitudes preconceituosas em relação às etnias são consideradas crime inafi ançável.


Matricule-se agora mesmo Preenchendo os campos abaixo
R$ 40,00
Pagamento único
Processando... Processando...aguarde...

Desejo receber novidades e promoções no meu e-mail:


  • Escravidão
  • Debate Teológico Colonial
  • Debate Político em Torno da Abolição
  • O Negro e a República
  • O Fim do Preconceito
  • Indígena na Atualidade
  • Produção Científica sobre a Temática Indígena