Curso Online de TEORIAS EM JORNALISMO
5 estrelas 1 aluno avaliou

Curso Online de TEORIAS EM JORNALISMO

Este curso apresenta um conjunto de teorias em jornalismo.

Continue lendo

Autor(a):

Carga horária: 10 horas

Por: R$ 23,00
(Pagamento único)

Certificado digital Com certificado digital incluído

Este curso apresenta um conjunto de teorias em jornalismo.

EUROPA LEARNING é um programa especializado em ensino à distância. Apresentamos cursos em todas as areas, criados a pensar em voce. Investimos não só na qualidade de nosso material didático, como também em novos meios para difundir conceitos e técnicas de forma eficiente para todos alunos. Por isso hoje este projeto orgulhosamente traz ao Brasil cursos de primeira linha criando novas tendências de mercado quando o assunto é e-learning


- Isabella Araujo

  • Aqui você não precisa esperar o prazo de compensação do pagamento para começar a aprender. Inicie agora mesmo e pague depois.
  • O curso é todo feito pela Internet. Assim você pode acessar de qualquer lugar, 24 horas por dia, 7 dias por semana.
  • Se não gostar do curso você tem 7 dias para solicitar (através da pagina de contato) o cancelamento ou a devolução do valor investido.*
* Desde que tenha acessado a no máximo 50% do material.
  • Teorias do Jornalismo I

    Teorias do Jornalismo I

  • Jornalismo: Definidor da Agenda?

    Jornalismo: Definidor da Agenda?

    O conceito de jornalismo / Construção Social da Realidade;

    O papel dos media na sociedade;

    Por que é que as notícias são como são?: visão de Michael Schudson sobre o newsmaking.

  • Conceito de Jornalismo

    Conceito de Jornalismo

    “Por jornalismo entendemos conjuntos de materiais escritos ou impressos, falados ou visuais, muitas vezes em combinação, que de uma forma documental, descrevem a realidade social actual, especialmente a de importância universal, e que através da multiplicação por diversos meios de comunicação social têm impacte de massas sobre um público diferenciado” (Vladimir Hudec, 1980: 36).
    Vladimir Hudec (1980). O que é o jornalismo?. Lisboa: Editorial Caminho.

  • Conceito de Jornalismo

    Conceito de Jornalismo

    “O jornalismo é feito de idealismo, de energia pessoal e de perguntas, além de uma dose de conhecimentos diversos visando informar bem o leitor”.

    “O jornalismo é o mais poderoso meio de comunicação social. O conhecimento do homem pelo homem, de suas conquistas e aspirações, de suas tragédias e alegrias, das descobertas mais sensacionais, tudo isso faz parte do dia-a-dia do leitor interessado em melhorar sua vivência com o próximo, através da leitura rápida e simples das notícias”.

    A. Vivaldo de Azevedo (1979). Noções de Jornalismo Aplicado. Rio de janeiro: Ed. Ouro.

  • Conceito de Jornalismo

    Conceito de Jornalismo

    Atributos do Jornalismo:
    Atualidade;
    Periodicidade;
    Universalidade;
    Fidelização ao Facto;
    Rapidez;
    Difusão;
    Publicidade.

  • Conceito de Jornalismo

    Conceito de Jornalismo

    “Numa sociedade de classes o jornalismo tem sempre um carácter de classe e exprime os interesses de diversos grupos políticos, é uma tribuna para os seus pontos de vista políticos e ideológicos, é um dos mais importantes canais de propaganda de massas e participa efectivamente nas actividades sociais” (Vladimir Hudec, 1980: 36).

  • O Conceito de Jornalismo

    O Conceito de Jornalismo

    O Jornalismo apresenta concepções de natureza social, ideológica e cultural.

    Orientação do conceito de jornalismo:
    Democratização das sociedades;
    Criação de uma esfera pública (Habermas);
    Participação em assuntos cívicos;
    Desenvolvimento da identidade nacional e cultural;
    Promoção da livre expressão e diálogo.

  • Conceito de Jornalismo

    Conceito de Jornalismo

    Intervenção do Estado é necessária para organizar e/ou regular a atividade dos media.

    No binómio liberdade / responsabilidade, há que contemplar a auto-regulação e a hetero-regulação.

    A auto-regulação é esperada dos jornalistas, dos profissionais da Comunicação Social, “no pressuposto de que dão corpo e voz ao direito fundamental (e universal) à liberdade de expressão mas, simultaneamente, devem dar resposta ao não menos fundamental direito de todos os cidadãos a uma informação completa, rigorosa, fiável e independente” (Fidalgo, 2007: 199). No edifício auto-regulador, há que considerar o público. Pois, a “responsabilidade dos media é uma responsabilidade “para com” alguém e, nesse sentido, o imperativo de prestação de contas (ou accountability) à sociedade por aquilo que se faz, como se faz, acaba por ser o corolário obrigatório de uma postura efetivamente responsável (ibid.: 200).

    No caso da hetero-regulação, a entidade não está ligada ao governo nem aos atores diretamente envolvidos com o tema (Silva, 2008: 2-4). No caso português, a Entidade Reguladora para a Comunicação Social (ERC).

    Joaquim Fidalgo (2007). “Aznar, Hugo (2005) Comunicação Responsável – A auto-regulação dos media, Porto: Porto Editora.” Comunicação e Sociedade, vol. 11, pp. 197-201.
    Miguel Silva (2008). “Regulação da Comunicação Social – Razões e Perspectivas”. Instituto Transatlântico para a Democracia, n.º 4, pp. 1-5

  • Jornalismo: Profissão? O Jornalismo como ocupação definida em tempo integral: somente em meados do século XIX.
    Na Alemanha deste período, existe a preocupação de que o desenvolvimento do jornalismo em massa rebaixe o nível acadêmico dos jornalistas.
    Literatura e jornalismo: Charles Dickens cobria o parlamento inglês, enquanto Machado de Assis, o Senado. Mark Twain passou por todos os setores de um jornal, Balzac escreveu sua obra em forma de folhetim.

    Profissão jornalista

    Emprego, ocupação e profissão

  • Século XVI. Filosofia estatal do absolutismo, teoria política autoritária que defende o poder total para o monarca.
    A verdade – definida por um pequeno grupo de sábios (Maquiavel, Thomas Hobbes).
    A imprensa deve promover a política do governo e servir ao Estado.
    Este conceito estabeleceu o modelo para a imprensa do mundo inteiro, mas não possui mais credibilidade.

    Quatro teorias de imprensa

    Teoria Autoritária

  • O crescimento das liberdades políticas exige que a imprensa controle o governo – surge a imprensa como o quarto poder.
    O liberalismo chega ao auge no século XIX, mas se consolida no século XX.
    Estados Unidos – liberdade de expressão integra a primeira emenda à Constituição.
    A noção de que a imprensa precisa ter autonomia com relação ao governo.

    Quatro teorias de imprensa

    Teoria Liberal


Matricule-se agora mesmo Preenchendo os campos abaixo
R$ 23,00
Pagamento único
Processando... Processando...aguarde...

Desejo receber novidades e promoções no meu e-mail:


  • Teorias do Jornalismo I
  • Jornalismo: Definidor da Agenda?
  • Conceito de Jornalismo
  • O Conceito de Jornalismo
  • Conceito de Jornalismo
  • Algumas teorias do jornalismo
  • Newsmaking
  • newsmaking
  • Agenda Setting
  • Agenda setting
  • Agenda Setting
  • Verificando o agendamento
  • Teoria do Espelho
  • Teoria do espelho
  • Teoria do Espelho
  • Contextualizando a Teoria do Espelho
  • Teoria do Gatekeeper
  • Teoria da organização
  • Espiral do silêncio
  • Teorias da recepção
  • Teoria do Newsmaking
  • Newsmaking
  • Aplicando o Newsmaking
  • Construção social da realidade (Gaye Tuchman)
  • Construção Social da Realidade
  • Construção social da realidade (Gaye Tuchman)
  • Por que é que as notícias são como são?
  • Ação Pessoal
  • Ação Social
  • Ação Cultural
  • Bibliografia
  • Hipótese do Agenda Setting
  • Teoria da Tematização