Curso Online de Doentes Psiquiátricos

Curso Online de Doentes Psiquiátricos

Este curso abrange tópicos sobre a Doença Mental, a Revolução Psiquiátrica e seus benefícios, A Importância da Família no Tratamento dos ...

Continue lendo

Autor(a):

Carga horária: 6 horas

De: R$ 60,00 Por: R$ 40,00
(Pagamento único)

Mais de 5 alunos matriculados no curso.

Certificado digital Com certificado digital incluído

Este curso abrange tópicos sobre a Doença Mental, a Revolução Psiquiátrica e seus benefícios, A Importância da Família no Tratamento dos Doentes Psiquiátricos, A História do CAPS e o Papel do Acompanhante Terapêutico. No final desse curso você terá uma nova visão do que é um doente psiquiátrico.

Bacharel em Administração Pós graduada em Educação a Distância: tutoria, metodologia e aprendizagem Atualmente, é Tutora do curso de Rercursos Humanos (Educação a Distância) na Anhanguera-Uniderp.



  • Aqui você não precisa esperar o prazo de compensação do pagamento para começar a aprender. Inicie agora mesmo e pague depois.
  • O curso é todo feito pela Internet. Assim você pode acessar de qualquer lugar, 24 horas por dia, 7 dias por semana.
  • Se não gostar do curso você tem 7 dias para solicitar (através da pagina de contato) o cancelamento ou a devolução do valor investido.*
  • Adquira certificado ou apostila impressos e receba em casa. Os certificados são impressos em papel de gramatura diferente e com marca d'água.**
* Desde que tenha acessado a no máximo 50% do material.
** Material opcional, vendido separadamente.

Modelo de certificados (imagem ilustrativa):

Frente do certificado Frente
Verso do certificado Verso
  • DOENTES PSIQUIÁTRICOS Autora: Ana Luiza Paula Carvalho.

    doentes psiquiátricos autora: ana luiza paula carvalho.

  • INTRODUÇÃO

    introdução

    as doenças psiquiátricas acompanham a humanidade ao longo da sua história, porém com a evolução do conhecimento cientifico os diagnósticos foram aprimorados. entretanto, até hoje não se sabe ao certo quais são as suas causas: o que se sabe é que a pessoa com transtorno mental é facilmente identificada, pois foge dos padrões culturais e dos valores impostos pela sociedade, sendo assunto do preconceito e ainda de exclusão social. conforme martins (1981 apud dalgalarrondo, 2008, p.34):

    autora: ana luiza paula carvalho

  • a saúde mental poderia ser vista, até certo ponto, como a possibilidade de dispor de “senso de realidade, senso de humor e de um sentido poético perante a vida”, atributos estes que permitiriam ao individuo “relativizar” os sofrimentos e as limitações inerentes à condição humana e, assim, desfrutar do resquício de liberdade e prazer que a existência oferece.
    o preconceito da sociedade perante indivíduos com doenças psiquiátricas gera a dificuldade de aceitação tanto para as pessoas com tais transtornos como para seus familiares, pois se houvesse compreensão e conhecimento sobre a doença, e desta maneira, aceitação e respeito, facilitaria o cuidado e o tratamento dessas pessoas.

    autora: ana luiza paula carvalho

  • para que haja um bom tratamento é necessária uma equipe de profissionais capacitados para receber essas pessoas com transtornos mentais, pois de acordo com estudos psiquiátricos podemos verificar que também nesse meio profissional existe preconceito.
    cabe aos profissionais formadores de opinião trabalhar tal preconceito ainda em sala de aula, uma vez que não basta somente ensinar sobre as doenças psiquiátricas se não mostrar a realidade.

    autora: ana luiza paula carvalho

  • além de profissionais gabaritados é indispensável a participação da família no acompanhamento dos pacientes psiquiátricos, para que se tenha um bom desempenho e uma melhor qualidade de vida dos mesmos.
    com a lei nº 10.216 de 6 de abril de 2001, que dispõe sobre a proteção e os direitos das pessoas portadoras de transtornos mentais e redireciona o modelo assistencial em saúde mental e determina o fechamento dos manicômios de saúde mental, o tratamento passa a ser de responsabilidade dos familiares e da sociedade. em caso de crise extrema, a lei ampara a internação em hospitais gerais.

    autora: ana luiza paula carvalho

  • desta forma a família possou a ter um papel de suma importância no tratamento de pessoas com doenças mentais, pois quando há aceitação do problema por parte dos familiares, o resultado do tratamento apresenta-se mais rápido se tornando mais eficiente.
    o centro de apoio psicossocial (caps) foi criado para complementar o trabalho psico-social. ele é composto por uma equipe multiprofissional, com o intuito de dar um pouco de assistência tanto aos pacientes quanto aos familiares que procurarem apoio.

    autora: ana luiza paula carvalho

  • seu objetivo é acolher as pessoas com doenças mentais, resgatando a sua identidade, desenvolvendo seus potenciais e habilidades fazendo com que seus pacientes se tornem cidadãos perante a sociedade. além disso, as visitas domiciliares são imprescindíveis para que haja inclusão de seus familiares no processo.

    autora: ana luiza paula carvalho

  • 2. A HISTÓRIA DA DOENÇA MENTAL

    2. a história da doença mental

    a história da doença mental é relatada desde o principio da história humana, onde a pessoa, considerada anormal, era deixada à sua própria sorte, para morrer de fome ou por ataque de animais (rodrigues, 2001).

    autora: ana luiza paula carvalho

  • entende-se como doença mental uma anomalia que pode ser causada por deficiência biológica, psicológica ou social. as pessoas que possuem doenças psiquiátricas são discriminadas pela sociedade, e muitas vezes não são aceitas por seus familiares.
    a pessoa com doença psiquiátrica não deve ser tratada de forma desigual, pois a sua inclusão na sociedade é fundamental para um bom resultado no seu tratamento, visto que esse indivíduo pode possuir potenciais que devem ser trabalhados e respeitados pela sociedade.

    autora: ana luiza paula carvalho

  • conforme dalgalarrondo (2008, p.39), “o diagnostico psiquiátrico apenas serviria para rotular as pessoas diferentes, excêntricas, permitindo e legitimando o poder médico, o controle social sobre o individuo desadaptado ou questionador”.

    autora: ana luiza paula carvalho

  • 2.1 A REVOLUÇÃO PSIQUIÁTRICA E SEUS BENEFÍCIOS

    2.1 a revolução psiquiátrica e seus benefícios

     
    de acordo com amarante (1995), revolução psiquiátrica é toda idéia que se contradiz com o conceito de asilo. ao termino da segunda guerra mundial, ocorreu na europa e nos estados unidos manifestos que protestavam o modelo de confinamento. ao final da década de 70 surge no brasil a revolução psiquiátrica com embasamento no saber e nas entidades psiquiátricas clássicas.

    autora: ana luiza paula carvalho


Matricule-se agora mesmo Preenchendo os campos abaixo
R$ 40,00
Pagamento único
Processando... Processando...aguarde...

Desejo receber novidades e promoções no meu e-mail:


  • DOENTES PSIQUIÁTRICOS Autora: Ana Luiza Paula Carvalho.
  • INTRODUÇÃO
  • 2. A HISTÓRIA DA DOENÇA MENTAL
  • 2.1 A REVOLUÇÃO PSIQUIÁTRICA E SEUS BENEFÍCIOS
  • 2.2 A IMPORTÂNCIA DA FAMÍLIA NO TRATAMENTO DOS DOENTES PSIQUIÁTRICOS  
  • 2.3 A HISTÓRIA DO CENTRO DE APOIO PSICOSSOCIAL (CAPS)
  • 2.4 O PAPEL DO ACOMPANHANTE TERAPÊUTICO