Curso Online de Aleitamento Materno
4 estrelas 1 aluno avaliou

Curso Online de Aleitamento Materno

Aprenda com este curso a importância e os benefícios do aleitamento materno para o desenvolvimento e saúde da criança. O curso é indicado...

Continue lendo

Autor(a):

Carga horária: 7 horas

De: R$ 40,00 Por: R$ 23,00
(Pagamento único)

Mais de 5 alunos matriculados no curso.

Certificado digital Com certificado digital incluído

Aprenda com este curso a importância e os benefícios do aleitamento materno para o desenvolvimento e saúde da criança.
O curso é indicado para estudantes e profissionais das diversas áreas alem de mamães e adolescentes estudantes e professores de nível fundamental e médio.

Estude aqui na MIP CURSOS, cursos on line de Segurança do Trabalho, Meio Ambiente, Medicina do Trabalho, Ergonomia, Primeiros Socorros, Prevenção e Combate a Incêndios, Prevenção de Acidentes e vários outros temas atuais, baseados em Normas Regulamentadoras, legilações e procedimentos. Conheça os desafios enfrentados no dia-a-dia e perceba que a qualificação é essencial para o perfeito funcionamento de uma grande, media ou pequena empresa. Entenda como os profissionais atualizados, qualificados e capacitados são importantes para as operações dentro de diversos estabelecimentos Industriais e Comerciais. Estude a distância e aprenda conosco. Matricule-se e comece a aplicar coisas simples na sua empresa, evitando acidentes e garantindo o bem estar dos funcionários. CORPO DOCENTE: Engenheiro de Segurança do Trabalho, Engenheiro Ambiental, Engº Mecânico, Engº Produção, Fisioterapeuta do Trabalho, Gestor Ambiental, Técnico Segurança do Trabalho, técnico em Enfermagem do Trabalho, Bombeiro Civil.


- Ruth Miranda De Rezende

  • Aqui você não precisa esperar o prazo de compensação do pagamento para começar a aprender. Inicie agora mesmo e pague depois.
  • O curso é todo feito pela Internet. Assim você pode acessar de qualquer lugar, 24 horas por dia, 7 dias por semana.
  • Se não gostar do curso você tem 7 dias para solicitar (através da pagina de contato) o cancelamento ou a devolução do valor investido.*
  • Adquira certificado ou apostila impressos e receba em casa. Os certificados são impressos em papel de gramatura diferente e com marca d'água.**
* Desde que tenha acessado a no máximo 50% do material.
** Material opcional, vendido separadamente.

Modelo de certificados (imagem ilustrativa):

Frente do certificado Frente
Verso do certificado Verso
  • ALEITAMENTO MATERNO

    ALEITAMENTO MATERNO

  • CONSIDERAÇÕES GERAIS

    CONSIDERAÇÕES GERAIS

    Avaliar e identificar problemas/Alimentação da criança.
    Imaturidade funcional: renal, digestivo, imunológico.
    Necessidades nutricionais.
    Maturidade neuropsicomotor da criança.
    Leite materno, único alimento disponível, necessário à sobrevivência.

  • CONSIDERAÇÕES GERAIS

    CONSIDERAÇÕES GERAIS

    Mudanças na forma de alimentar o recém-nascido (RN).
    Desmame precoce/processos mórbitos.
    Retomada dos estudos sobre os benefícios do aleitamento materno.
    Aleitamento materno, benefícios para a imaturidade intestinal, renal e neuropsicomotor.

  • TERMOS E DEFINIÇÕES DO ALEITAMENTO MATERNO (OMS 1992)

    TERMOS E DEFINIÇÕES DO ALEITAMENTO MATERNO (OMS 1992)

    ALEITAMENTO MATERNO.
    ALEITAMENTO MATERNO EXCLUSIVO.
    ALEITAMENTO MATERNO PREDOMINANTE.
    ALIMENTAÇÃO COMPLEMENTAR.

  • Aleitamento materno

    O Aleitamento Materno pode ser considerado uma prática natural, decorrente do parto, voltada para nutrir o bebê.

    O leite materno provê todos os nutrientes necessários para o crescimento e desenvolvimento dos recém-nascidos até os seis meses de vida, sendo necessário complementar a alimentação do bebê com outros alimentos a partir dos seis meses.

    É recomendado pela Organização Mundial de Saúde e pelo Ministério de Saúde do Brasil que o aleitamento exclusivo (somente o leite materno, sem a necessidade de chás, água, sucos ou outros alimentos) seja oferecido por seis meses, sendo complementado com outros alimentos por dois anos ou mais.

  • Colostro:
    o primeiro alimento do recém-nascido

    O colostro é a primeira secreção láctea produzida pelo seio materno, podendo ter uma coloração translúcida (transparente) ou amarelada .

    Por meio do colostro a mãe transfere anticorpos para o recém-nascido, que possui um sistema imunitário ainda imaturo.

  • O primeiro ano de vida

    Ainda que se costume dizer que gordura é formosura e se ache que bebes gordinhos são bebes bonitos, isso não significa contudo que sejam saudáveis.
    Considera-se que um ganho de peso normal para os 6 primeiros meses seja de cerca de 500g por mês e entre os 6 e os 12 meses cerca de 400g por mês.
    Assim sendo, em condições normais, o peso do bebe duplica ao fim dos primeiros seis meses de vida e triplica ao fim de um ano.
    Cada vez mais e segundo as orientações da OMS para o Aleitamento Materno, a quantificação tão rigorosa deste ganho de peso não deve ser muito valorizado, especialmente junto dos pais

  • É de salientar que estes valores podem variar porque cada bebe tem o seu próprio ritmo de crescimento, sobretudo dependendo do tipo de alimentação que faz, devendo ser sempre um profissional de saúde, o enfermeiro, o médico de família ou o pediatra a avaliar se o ritmo é adequado ou não.

  • Leite materno

    Leite materno se refere ao leite produzido pela mulher e é utilizado para alimentar seu bebê por meio do aleitamento materno.

    É ele a primeira e principal fonte de nutrição dos recém-nascidos até que se tornem aptos a comer e digerir os alimentos sólidos.

  • Importância

    O leite materno é fundamental para a saúde das crianças nos seis primeiros meses de vida, por ser um alimento completo, fornecendo nutrientes em quantidade adequada (carboidratos, proteínas e gorduras), componentes para hidratação (água) e fatores de desenvolvimento e proteção como anticorpos, leucócitos (glóbulos brancos), macrófago, laxantes, lípase, lisozimas, fibronectinas, ácidos graxos, gama-interferon, neutrófilos, fator bífido e outros contra infecções comuns da infância, isento de contaminação e perfeitamente adaptado ao metabolismo da criança.
    Já foi demonstrado que a complementação do leite materno com água ou chás é desnecessária, inclusive em dias secos e quentes.
    Recém-nascidos normais nascem suficientemente hidratados para não necessitar de líquidos, além do leite materno, apesar da pouca ingestão de colostro nos dois ou três primeiros dias de vida

  • O leite humano, em virtude das suas propriedades anti-infecciosas, protege as crianças contra infecções desde os primeiros dias de vida. Além de diminuir o número de episódios de diarréia, encurta o período da doença quando ela ocorre e diminui o risco de desidratação.

    O leite humano é fonte completa de nutrientes para o lactente amamentado exclusivamente no seio até os seis meses de vida.
    A composição química do leite materno atende também às condições particulares de digestão e do metabolismo neste período de vida do recém nascido.

    Vários são os fatores que podem determinar variações na composição do leite materno, como: estágio de lactação, parto prematuro, tempo de gestação, esvaziamento da mama, hora e intervalo entre as mamadas, grau de pressão utilizado para extrair o leite, método e horário de coleta das amostras, técnicas de análise laboratorial, intervalo entre as gestações e a ingestão de álcool ou drogas.


Matricule-se agora mesmo Preenchendo os campos abaixo
R$ 23,00
Pagamento único
Processando... Processando...aguarde...

Desejo receber novidades e promoções no meu e-mail:


  • ALEITAMENTO MATERNO;
  • CONSIDERAÇÕES GERAIS;
  • TERMOS E DEFINIÇÕES DO ALEITAMENTO MATERNO (OMS 1992);
  • COMPOSIÇÃO DO LEITE MATERNO;
  • COMPONENTES DO LEITE MATERNO;
  • BENEFÍCIOS DO ALEITAMENTO MATERNO;
  • BENEFÍCIOS PARA A MÃE;
  • BENEFÍCIOS DO ALEITAMENTO PARA A CRIANÇA;
  • BENEFÍCIOS DO ALEITAMENTO MATERNO PARA A SOCIEDADE;
  • PROTEÇÃO IMUNOLÓGICA;
  • MANEJO CLÍNICO DA LACTAÇÃO;
  • SEQÜÊNCIA DE UMA BOA PEGA;
  • MANEJO CLÍNICO DA LACTAÇÃO;
  • DIFICULDADES PRÁTICAS DA AMAMENTAÇÃO;
  • CONTRA INDICAÇÕES DA AMAMENTAÇÃO;
  • CONTRA INDICAÇÕES RELATIVAS;
  • DADOS ADICIONAIS;
  • REFERÊNCIAS BIBLIOGRÁFICAS;