Curso Online de Capacitação para Educadores de Creches e Berçários
5 estrelas 21 alunos avaliaram

Curso Online de Capacitação para Educadores de Creches e Berçários

O objetivo do curso é formar cuidadores infantis, para trabalhar com crianças de 0 a 6 anos, esses profissionais devem entender o desenvo...

Continue lendo

Autor(a):

Carga horária: 14 horas

Por: R$ 23,00
(Pagamento único)

Certificado digital Com certificado digital incluído

O objetivo do curso é formar cuidadores infantis, para trabalhar com crianças de 0 a 6 anos, esses profissionais devem entender o desenvolvimento global e as necessidades particulares das crianças. Além de conceitos gerais sobre as especificidades dessa faixa etária, o curso discute estratégias que permitam ao profissional prestar um cuidado afetuoso e individualizado.
Observando-se a necessidade de formação permanente dos profissionais da área o curso destina-se às babás, professores de creches e pré-escolas, estudantes de pedagogia, técnicos de enfermagem, enfermeiras, educadores, outros cuidadores de crianças e aos pais interessados em um aprofundamento no cuidado integral da criança.

Pedagoga, especialista em Designer Instrucional para EaD virtual (Universidade Federal de Itajubá), Educação Empreendedora (Universidade Federal de São João Del Rei) e Gestão de Pessoas e Projetos Sociais (Universidade Federal de Itajubá). Experiência como Professora do ensino Fundamental, Supervisora Escolar, Coordenadora Pedagógica e aplicação/avaliação de políticas públicas voltadas a educação.


- Mylene Meyre Gomes Luttigards

- Gleice Rosa Mendes

- Maristela Pereira Gomes Batista

- Mariana De Alvarenga Lellis Colognez

- Raysa Kelly Dantas Freire

- Gerùzia Gomes De Souza.

- Luziane Alves Feijão

- Sariane H D Souza

- Ingrid Aparecida Barboza

- Vanilde Maria JosÉ Pereira Silva

- Rosângela Da Silva Santos Lima.

- Maria Aparecida Xavier De Oliveira

- Sonia Maria De Oliveira Ferreira

"muito aproveitso,vou fazer outros."

- Maria Gonçalves Maia

"gostei muito deste curso foi muito importante para mim aprendi muitas coisa e também, como relacionar com crianças e compleende-las e ajudar a resolver as dificuldades e ajudar cariosamente com amor."

- Gercina Andrade Do Prado

- Maria Da Penha Tavares De Medeiros

"O curso muito proveitoso,pois os conteúdos são muito bons,os vídeos são de suma importância para o ensino e aprendizagem.Espero com esse aprendizado obter mais segurança ao lidar com as crianças de um modo geral."

- Sandra Regina Da Silva Sousa

- Viviane Aparecida Mendes Da Cruz Rocha

"ótimo ameiiiiiiiiiiiii. Muito bom"

- Jesania Moreira Abade

- Francileia Carlim

- Vanilza Da Silva Duarte De Faria

  • Aqui você não precisa esperar o prazo de compensação do pagamento para começar a aprender. Inicie agora mesmo e pague depois.
  • O curso é todo feito pela Internet. Assim você pode acessar de qualquer lugar, 24 horas por dia, 7 dias por semana.
  • Se não gostar do curso você tem 7 dias para solicitar (através da pagina de contato) o cancelamento ou a devolução do valor investido.*
* Desde que tenha acessado a no máximo 50% do material.
  • CAPACITAÇÃO PARA EDUCADORES DE CRECHES E BERÇÁRIOS

    Prof(a): Claudia Carrera Diniz

  • Seja bem-vindo e bom curso!

  • Dicas para o melhor aproveitamento do curso:

    Dicas para o melhor aproveitamento do curso:

    Leia com atenção todo o conteúdo;
    Ajuste o volume de forma agradável;
    Use os links indicados, para um melhor aproveitamento de todo conteúdo;
    Tome nota do que achar relevante.

  • Educação Infantil

    Educação Infantil

    Pela Lei das Diretrizes e Bases da Educação Nacional, a educação infantil é oferecida em creches e pré-escolas, cabendo à creche o desenvolvimento integral da criança até os três anos de idade e à pré-escola das crianças de quatro a seis anos. Nessas instituições, as crianças passam a ser cuidadas em ambientes coletivos onde o espaço físico e os brinquedos são comuns; as atividades são compartilhadas pelas diferentes crianças.

  • As primeiras instituições voltadas para o atendimento de crianças no Brasil objetivavam cuidar dos filhos de mães das camadas sociais mais carentes e datam do século XIX. Com o desenvolvimento da indústria, como consequência da pressão dos trabalhadores urbanos, surgiram as creches para atender às mães que trabalhavam na indústria. Gradativamente, as creches vêm se modificando no sentido de se transformarem em proposta de política pública nos setores de educação, nutrição e saúde.
     

  • Infância e cultura

    Infância e cultura

    As crianças são seres sociais, têm uma história, pertencem a uma classe social, estabelecem relações segundo seu contexto de origem, têm uma linguagem, ocupam um espaço geográfico e são valorizadas de acordo com os padrões do seu contexto familiar e com a sua própria inserção nesse contexto.

  • Elas são pessoas, enraizadas num todo social que as envolve e que nelas imprime padrões de autoridade, linguagem, costumes. Essa visão de quem são as crianças - cidadãos de pouca idade, sujeitos sociais e históricos, criadores de cultura - é condição para que se atue no sentido de favorecer seu crescimento e constituição, buscando alternativas para a educação infantil que reconhecem o saber das crianças (adquirido no seu meio sócio-cultural de origem) e oferecem atividades significativas, onde adultos e crianças têm experiências culturais diversas, em diferentes espaços de socialização.

  • As crianças precisam criar, construir e desconstruir, precisam de espaços com areia, água, terra, objetos variados, brinquedos, livros, jornais, revistas, discos, panos, cartazes, e também espaços cujo objetivo é a experiência com a cultura, a arte e a ciência, de que com frequência as crianças pequenas são alijadas: mesmo nas grandes cidades, a maior parte dos locais está longe de contemplar as necessidades das crianças de 0 a 6 anos.

  • Falta nos nossos municípios valorização de espaços de arte, história e cultura; faltam brinquedos e/em praças e parques; brinquedotecas e locais para crianças pequenas em clubes, museus, bibliotecas, hospitais, postos de saúde, bancos - instituições para onde as levam os adultos por longos períodos de tempo. Mesmo as escolas, creches e pré-escolas precisam de espaços de brincar, garantindo o direito das crianças, e prestando relevante serviço às famílias.

    CAMPOS, Maria Malta. Educar e cuidar: questões sobre o perfil do Professional de educação infantil. IN: Por uma política de formação do profissional de educação infantil. Brasília: MEC, 1994, p.32-42

  • Historia da Educação Infantil no Brasil

    Historia da Educação Infantil no Brasil

  • Cuidar e educar - Ação pedagógica

    Cuidar e educar - Ação pedagógica

    Cuidar e educar é impregnar a ação pedagógica de consciência, estabelecendo uma visão integrada do desenvolvimento da criança com base em concepções que respeitem a diversidade, o momento e a realidade peculiares à infância. Desta forma, o educador deve estar em permanente estado de observação e vigilância para que não transforme as ações em rotinas mecanizadas, guiadas por regras. Consciência é a ferramenta de sua prática, que embasa teoricamente, inova tanto a ação quanto à própria teoria. Cuidar e educar implica reconhecer que o desenvolvimento, a construção dos saberes, a constituição do ser não ocorre em momentos e compartimentados. A criança é um ser completo, tendo sua interação social e construção como ser humano permanentemente estabelecido em tempo integral. Cuidar e educar significa compreender que o espaço/tempo em que a criança vive exige seu esforço particular e a mediação dos adultos como forma de proporcionar ambientes que estimulem a curiosidade com consciência e responsabilidade.


Matricule-se agora mesmo Preenchendo os campos abaixo
R$ 23,00
Pagamento único
Processando... Processando...aguarde...
Autorizo o recebimento de novidades e promoções no meu email.

  • Educação Infantil
  • Infância e cultura
  • Historia da Educação Infantil no Brasil
  • Cuidar e educar - Ação pedagógica
  • CUIDAR
  • EDUCAR
  • Cuidar, Educar e Brincar
  • O QUE É IDENTIDADE E AUTONOMIA
  • Autonomia
  • IDENTIDADE E AUTONOMIA
  • POR QUE TRABALHAR IDENTIDADE E AUTONOMIA
  • Um pouco de teoria
  • A especificidade do trabalho na creche
  • O que trabalhar
  • Imagem corporal
  • Regras e hábitos
  • Comunicação
  • Expressão de preferências
  • Higiene
  • Alimentação
  • Repouso
  • Pequenas ações cotidianas
  • Brincar
  • Creche
  • O PAPEL DO EDUCADOR
  • FUNÇÕES DO EDUCADOR
  • A Família e a Educação Infantil
  • Desenvolvimento Infantil
  • A Surpreendente Descoberta
  • Organização do Espaço e do Tempo na Educação Infantil
  • CUIDADOS PESSOAIS
  • A Roupa
  • Os Sapatos
  • Lavagem das mãos
  • Como lavar as mãos corretamente
  • Cabelos
  • Unhas
  • Higiene bucal
  • Cheiros
  • Luvas
  • CUIDAR E EDUCAR
  • CUIDADOS COM A CRIANÇA
  • PRIMEIROS CUIDADOS
  • Engasgo e aspiração de corpo estranho
  • Como reconhecer o engasgo?
  • Técnica de desobstrução das vias aéreas
  • Queimaduras
  • Primeiros cuidados
  • QUEDAS
  • CONVULSÃO INFANTIL
  • OS ACIDENTES MAIS FREQUENTES DE ACORDO COM A IDADE
  • CUIDADOS COM O AMBIENTE
  • Tomadas / Fiação
  • Cortinas
  • Sacos plásticos
  • Murais
  • Portas oferecem riscos e requerem cuidado no manejo
  • Sono das crianças
  • Sons
  • Como organizar a rotina em creches e pré-escolas
  • PARCERIA COM A COMUNIDADE
  • Como fazer uma boa adaptação no berçário
  • NA CRECHE, O QUE FAZER NA HORA DO CHORO
  • Tudo sobre adaptação
  • Leitura na creche, desde o berçário
  • Sugestões de leituras complementares
  • Referênci