Curso Online de CIÊNCIA, TECNOLOGIA E EDUCAÇÃO NO BRASIL
5 estrelas 2 alunos avaliaram

Curso Online de CIÊNCIA, TECNOLOGIA E EDUCAÇÃO NO BRASIL

?Educação é a prática mais humana, considerando-se a profundidade e a amplitude de sua influência na existência do homens. [ ] Prática...

Continue lendo

Autor(a):

Carga horária: 5 horas

Por: R$ 23,00
(Pagamento único)

Certificado digital Com certificado digital incluído

?Educação é a prática mais humana, considerando-se a profundidade e a amplitude de sua influência na existência do homens. [ ] Prática fundamental da espécie, distinguindo o modo de ser cultural dos homens do modo natural de existir dos demais seres vivos.?
Antônio Joaquim Severino

Estanislau de Lima Barros Endereço para acessar este CV: http://lattes.cnpq.br/4759288052927293 Licenciado no ano de 2014 no curso de Letras: Português e Inglês bem como suas respectivas literaturas pela Universidade Paulista, SP. Especialista em Supervisão Escolar pela Faculdade de Mantena, MG. Especialista em Cultura e Literatura pela Faculdade de Mantena, MG. Especialista em Mídias na Educação pela Universidade Federal de Rio Grande, RS. Mestrado em Ciências da Religião pela FSTN, MG. Desempenhou a função de Assessor Pedagógico na Secretaria Municipal de Educação de Gravataí – RS.


- Neila Suely Fideles Do Nascimento Fonseca

- Leonardo Lopes Da Luz

  • Aqui você não precisa esperar o prazo de compensação do pagamento para começar a aprender. Inicie agora mesmo e pague depois.
  • O curso é todo feito pela Internet. Assim você pode acessar de qualquer lugar, 24 horas por dia, 7 dias por semana.
  • Se não gostar do curso você tem 7 dias para solicitar (através da pagina de contato) o cancelamento ou a devolução do valor investido.*
* Desde que tenha acessado a no máximo 50% do material.
  • Ciência, Tecnologia e Educação no Brasil

    Ciência, Tecnologia e Educação no Brasil


  • “Educação é a prática mais humana, considerando-se a profundidade e a amplitude de sua influência na existência do homens. [ ] Prática fundamental da espécie, distinguindo o modo de ser cultural dos homens do modo natural de existir dos demais seres vivos.”
    Antônio Joaquim Severino


    A educação está a serviço de um projeto civilizatório.
    Seria ela instrumento de libertação humana ou de domesticação?

    História da Educação no Brasil

    Das finalidades da educação

  • Educação primitiva, de caráter solidário e prático:
    “Para educar uma criança, é preciso uma aldeia toda” Provérbio africano

    Educação e religião: afirmação dos valores da tradição, da não violência, da meditação (no Oriente, taoísmo, budismo, hinduísmo e o judaísmo; no Ocidente, o Cristianismo e a catequização).

    Educação e trabalho: como instituição formal, a escola surgiu como resposta à divisão social do trabalho e ao nascimento do Estado, da família e da propriedade privada.

    História da Educação no Brasil

    Das finalidades da educação


  • A educação varia sempre em função de uma concepção de vida, cujo conteúdo real desse ideal varia sempre de acordo com a estrutura e as tendências sociais da época.

    Tem por objeto organizar e desenvolver os meios de ação durável com o fim de dirigir o desenvolvimento natural e integral do ser humano em cada uma das etapas do seu desenvolvimento.

    É certo que é preciso fazer homens, antes de fazer instrumentos de produção; mas o trabalho, que foi sempre a maior escola de formação da personalidade moral, não é apenas o método que realiza o acréscimo da produção social: é o único método suscetível de fazer homens cultivados e úteis sob todos os aspectos.

    História da Educação no Brasil

    Das finalidades da educação

  • Nos 30 primeiros anos, preocupação exclusiva com a exploração de riquezas.

    Na sequência, modelo agrário-exportador de monocultura.

    Presença dos jesuítas: com sua política de instrução – uma escola, uma igreja –, edificaram templos e colégios nas mais diversas regiões da colônia, constituindo um sistema de educação e expandindo sua pedagogia através do uso do teatro, da música e das danças.

    1759: expulsão dos jesuítas através das reformas pombalinas, que instituíram um ensino laico e público, com conteúdos baseados nas Cartas Régias.

    História da Educação no Brasil
    Período Jesuítico: 1500 - 1759
    Período Pombalino: 1759 - 1882

    Brasil Colônia
    Contexto

  • Ausência de política educacional, por ser desnecessária a
    educação aos índios, negros, colonos, fazendeiros e
    mulheres.

    Investimentos particulares em educação destinados
    somente aos filhos dos colonos através de estudos na Europa ou nas
    escolas jesuítas.

    Para a elite, uma formação de base humanista pautada pelo
    Ratio Studiorum – 1550 - ou Plano de Estudos da rede jesuíta -
    Língua, instrução e livros deveriam desenvolver-se sob a
    égide de um Rei, uma Fé e uma Lei. Como método, o trinômio
    estudar, repetir e disputar.

    Brasil Colônia
    Políticas e práticas educacionais

    História da Educação no Brasil
    Período Jesuítico: 1500 - 1759
    Período Pombalino: 1759 - 1882

    Educação
    privada e evangelizadora
    X
    Educação
    pública e laica

  • Brasil Colônia
    Políticas e práticas educacionais

    História da Educação no Brasil
    Período Jesuítico: 1500 - 1759
    Período Pombalino: 1759 - 1882


    A pedagogia da Ratio Studiorum baseava-se na unidade de matéria, unidade de método e unidade de professor. Além disso, determinava disciplina rígida, cultivo da atenção, perseverança nos estudos e uma hierarquização do corpo discente baseada na obediência e meritocracia.

  • Brasil Colônia
    Políticas e práticas educacionais

    História da Educação no Brasil
    Período Jesuítico: 1500 - 1759
    Período Pombalino: 1759 - 1882

    Pedagogias
    da Instrução
    Educar é formatar
    O patrimônio cultural é transmitido

    Aluno

    Professor

    Saber

  • Pressão dos cafeicultores para o atendimento de seus interesses.

    Consolidação da Revolução Industrial, abrindo uma nova perspectiva de desenvolvimento para os países ligados por relações de comércio às nações da Europa Ocidental. A ideologia liberal burguesa se impôs como vencedora, e o padrão europeu de progresso e civilização tornou-se o espelho para muitos países, sendo um deles o Brasil.

    Desenvolvimento da ciência, onde várias teorias foram elaboradas tentando explicar a dinâmica social, política e econômica da sociedade de então.
    Confronto entre trabalho escravo e trabalho livre ocupando lugar central nas discussões nacionais e provinciais e culminando na abolição da escravatura.

    História da Educação no Brasil
    Império: 1822 - 1889

    Brasil Imperial
    Contexto

  • Início dos debates (1823) sobre a necessidade de se estabelecerem políticas educacionais no Brasil.

    1824 - Carta Constitucional outorgada por Pedro I: por força do inciso XXV do artigo 179, “Ficam abolidas as Corporações de Ofícios, seus juízes, escrivães e mestres”, que tinham por principal objetivo o controle do mercado de trabalho dos ofícios, mediante a certificação daqueles que estavam aptos a exercê-los.

    Assembléia Constituinte, no ano de 1823, elabora a nova Constituição. Nela, intensos debates foram travados entre os parlamentares sobre os mais variados temas da época, dentre eles a instrução pública, a criação da universidade brasileira e muitos outros.

    História da Educação no Brasil
    Império: 1822 - 1889

    Brasil Imperial
    Políticas e práticas educacionais

  • Política café-com-leite (alianças da aristocracia no poder)

    Processo de abolição da escravatura

    Semana de arte moderna: exigência pelo fim da hegemonia da cultura européia

    Movimentos de trabalhadores em busca do reconhecimento dos seus direitos; revoltas armadas.

    Tenentismo: militares de Copacabana querendo desfrutar do poder governamental

    Queda no preço do café; aumento nos empréstimos de capital externo

    1929: primeiros passos em direção à transformação histórica e social. O Brasil busca se inserir na divisão internacional do trabalho.

    -

    História da Educação no Brasil
    Primeira República: 1822 - 1930

    Período Republicano
    Contexto


Matricule-se agora mesmo Preenchendo os campos abaixo
R$ 23,00
Pagamento único
Processando... Processando...aguarde...

Desejo receber novidades e promoções no meu e-mail:


  • Ciência, Tecnologia e Educação no Brasil
  • PROFESSOR ESTANISLAU DE LIMA BARROS