Curso Online de STREAMS E E/S EM JAVA

Curso Online de STREAMS E E/S EM JAVA

A EQUIPE PROMOVENDO CONHECIMENTO AGORA ESTÁ OFERECENDO CURSOS EM DIVERSAS AREAS PARA MELHORAR O DESENVOLVIMENTO DE TODOS VALE A PENA CONF...

Continue lendo

Autor(a):

Carga horária: 8 horas

De: R$ 40,00 Por: R$ 23,00
(Pagamento único)

Mais de 0 alunos matriculados no curso.

Certificado digital Com certificado digital incluído

A EQUIPE PROMOVENDO CONHECIMENTO AGORA ESTÁ OFERECENDO CURSOS EM DIVERSAS AREAS PARA MELHORAR O DESENVOLVIMENTO DE TODOS VALE A PENA CONFERIR NA NOSSA PAGINA DE CURSOS
TEMOS CURSOS GRATUITOS E CURSOS PAGOS DE ALTISSIMA QUALIDADE
CONFIRAM!!

ESTAMOS OFERECENDO CURSOS DE TODAS AS AREAS A MAIORIA DELES EM TI (TECNOLOGIA DA INFORMAÇAO) POREM OFERECEMOS CURSOS DE ADMINISTRAÇÃO, GESTÃO EM GERAL, ANALISE, DESENVOLVIMENTO, ENGENHARIA E MUITOS OUTROS CONFIRAM



  • Aqui você não precisa esperar o prazo de compensação do pagamento para começar a aprender. Inicie agora mesmo e pague depois.
  • O curso é todo feito pela Internet. Assim você pode acessar de qualquer lugar, 24 horas por dia, 7 dias por semana.
  • Se não gostar do curso você tem 7 dias para solicitar (através da pagina de contato) o cancelamento ou a devolução do valor investido.*
  • Adquira certificado ou apostila impressos e receba em casa.**
* Desde que tenha acessado a no máximo 50% do material.
** Material opcional, vendido separadamente.
  • streams e e/s em java
    prof. ricardo linden
    (baseado em transparências de walter savitch)

  • Visão Geral de E/S

    visão geral de e/s

    e/s = entrada e saída (em inglês i/o=input/output)
    a entrada normalmente é feita através de teclado ou arquivos.
    a saída é normalmente feita para a tela, arquivos ou impressora.
    vantagens da e/s
    podemos fazer uma cópia permanente
    uma saída de um programa pode ser a entrada de outro.
    a entrada pode ser automatizada (em vez de feita manualmente)

  • Streams

    streams

    stream: um objeto que fornece dados para seu destino (tela, arquivos, etc.) ou recebe dados de sua fonte (teclado, arquivo, etc)
    funciona como um buffer entre a fonte de dados e o destino.
    conecta um programa a um objeto de e/s.
    conceito similar aos file-handlers das linguagens imperativas que vimos até hoje.
    input stream: stream que fornece entrada para um programa.
    output stream: stream que recebe saída de um programa

  • Arquivos texto e binários

    arquivos texto e binários

    todos os arquivos e programas, no fundo, são apenas coleções de zeros e uns.
    cada dígito só pode ter dois valores (daí a denominação do sisetma binário)
    bit (binary digit) é um dígito enquanto que byte é um grupo de oito bits
    arquivos texto: os bits representam caracteres visualizáveis.
    se usamos ascii, usamos um byte por caracter.
    são criados com editores de texto padrão.
    exemplo: arquivos fonte do java.

  • Arquivos texto e binários

    arquivos texto e binários

    arquivos binários: os bits representam outros tipos de informação codificada, tais como instruções executáveis, dados numéricos, etc.
    estes arquivos são facilmente legíveis por computadores mas não por hmanos.
    eles não são arquivos “imprimíveis” ("printable”)
    isto não quer dizer que eles não possam ser impressos, mas sim, que se o forem, eles não serão inteligíveis.
    "printable" significa “facilmente lido e compreendido por humanos quando impressos.

  • Arquivos texto e binários

    arquivos texto e binários

    exemplo de visualização de arquivo binário:

    para nós é incompreensível, mas o programa certo (no caso winzip ou similar) decodifica-o sem problemas.

  • Java: Arquivos texto versus binários

    java: arquivos texto versus binários

    arquivos texto são mais facilmente lidos por humanos, podendo ser visualmente inspecionados.
    arquivos binários são mais eficentes, pois já estão na “linguagem” do computador.
    escrita e leitura de arquivos binários é feita por programas
    arquivos texto são usados apenas para comunicação com humanos.
    os arquivos binários java são portáteis
    podem ser usados pelo java em diferentes máquinas

  • Java: Arquivos texto versus binários

    java: arquivos texto versus binários

    arquivos texto java

    arquivos fonte (.java)
    ocasionalmente arquivos de entrada e saída

    arquivos binários em java

    arquivos executáveis (.class)  criados pela compilação dos arquivos fonte
    usualmente arquivos de entrada e saída.

    arquivos binários tendem a ser menores do que arquivos texto com o mesmo conteúdo e a operação com aqueles tende a ser mais rápida.

  • entrada e saída com arquivos texto

  • para usar todas as classes que descreveremos
    aqui, precisamos acrescentar a seguinte linha a
    nossos programas:
    import java.io.*;

    e/s em geral

  • E/S com arquivos texto

    e/s com arquivos texto

    classes importantes para saída em modo texto
    printwriter
    fileoutputstream
    classes importantes para entrada em modo texto:
    bufferedreader
    filereader
    fileoutputstream e filereader são usados apenas pelos seus construtores, que recebem nomes de arquivos como argumentos.
    os construtores das classes printwriter e bufferedreader não recebem nomes de arquivos como argumento, mas sim streams.


Matricule-se agora mesmo Preenchendo os campos abaixo
R$ 23,00
Pagamento único
Processando... Processando...aguarde...

Desejo receber novidades e promoções no meu e-mail:


  • Visão Geral de E/S
  • Streams
  • Arquivos texto e binários
  • Java: Arquivos texto versus binários
  • E/S com arquivos texto
  • Todo arquivo tem dois nomes
  • Saída em modo texto
  • Fechando um arquivo
  • Pergunta razoável...
  • Pergunta razoável
  • Exemplo 1
  • Exemplo de Saída do Programa
  • Entrada no modo texto
  • Entrada e Saída
  • Entrada no modo texto
  • Exemplo 2
  • Saída do nosso exemplo
  • Alguns métodos na classe BufferedReader
  • Nota : Dividindo uma string usando a classe StringTokenizer
  • Exemplo: StringTokenizer
  • Como saber se um arquivo terminou?
  • Exemplo: Usando Null para testar para o fim do arquivo
  • Exemplo 3
  • Exemplo de execução
  • E/S em modo binário
  • Nova Reclamação à Sun
  • Lembrando
  • Classes de Stream do Java
  • Só para lembrar de novo:
  • Usando DataOutputStream
  • Tratando a IOException
  • Abrindo um novo arquivo de saída
  • Exemplo: Abrindo um arquivo de saída
  • Lembrem-se: Todo arquivo tem dois nomes!
  • Alguns métodos de DataOutputStream
  • Fechando um arquivo
  • Saída (arquivo numbers.dat)
  • Lembrando...
  • Escrevendo um caracter em um arquivo
  • Escrevendo um valor boolean em um arquivo
  • Escrevendo Strings em um Arquivo
  • Atenção : Sobreescrevendo um arquivo
  • Usando DataInputStream para ler dados
  • Abrindo um arquivo
  • Alguns métodos de DataInputStream
  • Saída de nosso exemplo
  • Exceções de streams de entrada
  • Evitando erros comuns com DataInputStream
  • Resultado de nosso exemplo
  • Lidando com exceções de E/S
  • Resultado da execução de nosso exemplo
  • Como lidar com fim de arquivo de leitura
  • A classe EOFException
  • Resultado de nosso exemplo
  • A classe File
  • Usando o caminho do arquivo
  • Alguns métodos na classe File