Curso Online de Acidentes com animais peçonhentos

Curso Online de Acidentes com animais peçonhentos

ARANEÍSMO; ESCORPIONISMO; PICADAS DE ABELHA; ERUCISMO; ACIDENTES COM LARGATAS URTICANTES; SOROTERAPIA HETERÓLOGA; PREVENÇÃO DE ACIDENTES;...

Continue lendo

Autor(a):

Carga horária: 9 horas

Por: R$ 35,00
(Pagamento único)

Certificado digital Com certificado digital incluído

ARANEÍSMO;
ESCORPIONISMO;
PICADAS DE ABELHA;
ERUCISMO;
ACIDENTES COM LARGATAS URTICANTES;
SOROTERAPIA HETERÓLOGA;
PREVENÇÃO DE ACIDENTES;
PRIMEIROS SOCORROS;
FICHA PARA NOTIFICAÇÃO DE ACIDENTES POR ANIMAIS PEÇONHENTOS.

Enfermeira, especialista em Enfermagem do Trabalho e Saúde da Família.



  • Aqui você não precisa esperar o prazo de compensação do pagamento para começar a aprender. Inicie agora mesmo e pague depois.
  • O curso é todo feito pela Internet. Assim você pode acessar de qualquer lugar, 24 horas por dia, 7 dias por semana.
  • Se não gostar do curso você tem 7 dias para solicitar (através da pagina de contato) o cancelamento ou a devolução do valor investido.*
* Desde que tenha acessado a no máximo 50% do material.
  • Acidentes provocados por animais peçonhentos

    ENFERMEIRA KEILLA TACIANE MARTINS DE MÉLO

    Acidentes provocados por animais peçonhentos

  • Araneísmo

    Araneísmo

  • Epidemiologia

    Segundo os dados do Ministério da Saúde, o coeficiente de incidência dos acidentes araneídicos situa-se em torno de 1,5 casos por 100.000 habitantes, com registro de 18 óbitos no período de 1990-1993. A maioria das notificações provem das regiões Sul e Sudeste.

    Epidemiologia

  • Epidemiologia

    Epidemiologia

    Distribuição dos acidentes araneídicos, segundo o gênero envolvido, por macrorregião – Brasil – 1990/1993.

  • Phoneutria

    Aranhas armadeiras;

    Encontradas, frequentemente, em
    residências, bananeiras, folhagens e
    entre madeiras e pedras;

    Responsáveis pelo maior número de
    acidentes com aranhas.

    Phoneutria

  • Phoneutria

    Características:
    Ataque: se apoiam nas patas traseiras e levantam as dianteiras, capazes de saltar até 30 cm.

    Medem cerca de 5 cm de corpo e 10 a 15 cm de envergadura das patas;

    Coloração: cinza escura com manchas claras nas patas e no corpo;

    Não fazem teias;

    Apresentam 8 olhos;

    Tem hábito noturno.

    Phoneutria

  • Phoneutria

    Quadro clínico:
    Seu veneno tem ação neurotóxica.

    Acidente Leve: dor intensa imediata, com ou sem irradiação. Sinais locais, como eritema, edema e pequenas lesões.

    Acidente Moderado: dor mais intensa e aparecem náuseas, vômito, dor abdominal, sialorréia, ansiedade, sudorese e hipertensão arterial.

    Phoneutria

  • Phoneutria

    Quadro clínico:
    Acidente Grave: o paciente apresenta os sinais e sintomas dos acidentes leve e moderado, além de hipotensão arterial, arritmias cardíacas, insuficiência cardíaca, edema pulmonar, convulsões e coma.

    O acidente leve corresponde à maioria, enquanto o acidente grave é bastante raro e, quando ocorre, geralmente envolve crianças. A morte é rara.

    Phoneutria

  • Acidente por Phoneutria sp. Edema discreto no dorso da mão em indivíduo picado há duas horas (Foto: acervo HVB/IB).

  • Phoneutria

    Avaliação laboratorial:
    Para casos graves:
    Hemograma

    Glicemia

    Eletrocardiograma

    Radiografia do tórax

    Phoneutria

  • Phoneutria

    Tratamento:
    Acidentes leves: anti-sepsia, analgésicos, antiinflamatórios, opióides ou bloqueio anestésico. Soro específico, 5 ampolas. Observação hospitalar de 3 horas.

    Acidentes moderados: anti-sepsia, soro antiaracnídeo, 5 a 10 ampolas por via IV. Observação hospitalar de 6 horas.

    Acidentes graves: anti-sepsia, soro antiaracnídeo, 5 a 10 ampolas por via IV. Suporte ventilatório e circulatório. Observação hospitalar de 24 horas.

    Phoneutria


Matricule-se agora mesmo Preenchendo os campos abaixo
R$ 35,00
Pagamento único
Processando... Processando...aguarde...

Desejo receber novidades e promoções no meu e-mail:


  • Acidentes provocados por animais peçonhentos
  • Araneísmo
  • Epidemiologia
  • Phoneutria
  • Loxosceles
  • Latrodectus
  • Lycosa
  • Mygalomorphae
  • Escorpionismo
  • Epidemiologia
  • Acidentes com escorpião
  • Quadro clínico
  • Avaliação laboratorial
  • Tratamento
  • Prognóstico
  • Picadas de Abelhas
  • Epidemiologia
  • Fisiopatologia
  • Quadro clínico
  • Avaliação laboratorial
  • Tratamento
  • Erucismo
  • Epidemiologia
  • Acidentes com lagartas urticantes
  • Fisiopatologia
  • Quadro clínico
  • Classificação
  • Avaliação laboratorial
  • Tratamento
  • Prognóstico
  • Soroterapia Heteróloga
  • Imunização Passiva
  • Controle de qualidade
  • Cuidados Básicos
  • Administração do Soro Heterólogo
  • Reações à Soroterapia
  • Prevenção de Acidentes
  • Aranhas e escorpiões
  • Abelhas
  • Lagartas
  • Primeiros socorros
  • Aranhas e escorpiões
  • Abelhas
  • Lagartas
  • Modelo de ficha para notificação de acidentes por animais peçonhentos (SINAN)