Curso Online de PROGRAMA MAIS MÉDICOS

Curso Online de PROGRAMA MAIS MÉDICOS

O CURSO É DESTINADO A TODOS QUE ATUAM NA ÁREA DA SAÚDE E ESTUDANTES. PROFISSIONAIS QUE BUSCAM CONHECUMENTO NA ÁREA DA SAÚDE. MAIS MÉDIC...

Continue lendo

Autor(a):

Carga horária: 10 horas

Por: R$ 23,00
(Pagamento único)

Certificado digital Com certificado digital incluído

O CURSO É DESTINADO A TODOS QUE ATUAM NA ÁREA DA SAÚDE E ESTUDANTES. PROFISSIONAIS QUE BUSCAM CONHECUMENTO NA ÁREA DA SAÚDE.


MAIS MÉDICOS PROGRAMA NO GOVERNO FEDERAL QUE EVIDENCIA A AMPLIAÇÃO DO NÚMERO DE MÉDICOS PARA TODAS AS REGIÕES DO BRASIL.

ORGANIZAÇÃO QUE BUSCA APRESENTAR CURSOS EM DIVERSAS ÁREAS DE ATUAÇÃO E FORMAÇÃO POR UM BAIXO CUSTO PARA OS USUÁRIOS.



  • Aqui você não precisa esperar o prazo de compensação do pagamento para começar a aprender. Inicie agora mesmo e pague depois.
  • O curso é todo feito pela Internet. Assim você pode acessar de qualquer lugar, 24 horas por dia, 7 dias por semana.
  • Se não gostar do curso você tem 7 dias para solicitar (através da pagina de contato) o cancelamento ou a devolução do valor investido.*
* Desde que tenha acessado a no máximo 50% do material.
  • PROGRAMA MAIS MÉDICOS

    PROGRAMA MAIS MÉDICOS

  • INTRODUÇÃO

    INTRODUÇÃO

    “O Programa Mais Médicos (PMM) é parte de um amplo esforço do Governo Federal, com apoio de estados e municípios, para a melhoria do atendimento aos usuários do Sistema Único de Saúde (SUS). Além de levar mais médicos para regiões onde há escassez ou ausência desses profissionais, o programa prevê, ainda, mais investimentos para construção, reforma e ampliação de Unidades Básicas de Saúde (UBS), além de novas vagas de graduação, e residência médica para qualificar a formação desses profissionais.”
    FONTE SAUDE.GOV.BR

  • O QUE É O MAIS MÉDICOS?

    O QUE É O MAIS MÉDICOS?

    “Assim, o programa busca resolver a questão emergencial do atendimento básico ao cidadão, mas também cria condições para continuar a garantir um atendimento qualificado no futuro para aqueles que acessam cotidianamente o SUS. Além de estender o acesso, o programa provoca melhorias na qualidade e humaniza o atendimento, com médicos que criam vínculos com seus pacientes e com a comunidade.”
    FONTE SAÚDE.GOV.BR

  • Nesses dois anos, o Mais Médicos conseguiu implantar e colocar em desenvolvimento os seus três eixos pilares: a estratégia de contratação emergencial de médicos, a expansão do número de vagas para os cursos de Medicina e residência médica em várias regiões do país, e a implantação de um novo currículo com uma formação voltada para o atendimento mais humanizado, com foco na valorização da Atenção Básica, além de ações voltadas à infraestrutura das Unidades Básicas de Saúde.

    FONTE SAÚDE.GOV.BR

  • DESAFIO DO MAIS MÉDICOS

    DESAFIO DO MAIS MÉDICOS

    “O desafio de ampliar e qualificar a infraestrutura tem sido enfrentado ao garantir o mais alto investimento federal na construção, reforma e ampliação de Unidades Básicas de Saúde de todo o País. O Ministério da Saúde investiu mais de R$ 5 bilhões para a melhoria das Unidades Básicas de Saúde em todo Brasil, com importante participação do Ministério do Planejamento, Orçamento e Gestão, por meio do Programa de Aceleração do Crescimento (PAC).”

    FONTE: Brasil. Ministério da Saúde. Secretaria de Gestão do Trabalho e da Educação na Saúde. Programa mais médicos – dois anos: mais saúde para os brasileiros / Ministério da Saúde, Secretaria de Gestão do Trabalho e da Educação na Saúde. – Brasília : Ministério da Saúde, 2015. 128 p. : il. ISBN 978-85-334-2284-1 1. Programa Mais Médicos. 2. Políticas Públicas em Saúde. 3. Atenção Básica. I. Título.

  • ATENÇÃO BÁSICA – MAIS MÉDICOS

    ATENÇÃO BÁSICA – MAIS MÉDICOS

    1 l Financiamento insuficiente da Atenção Básica.
    2 l Infraestrutura inadequada das Unidades Básicas de Saúde (UBS).
    3 l Baixa informatização dos serviços e pouco uso das informações disponíveis para a tomada de decisões na gestão e na atenção à saúde.
    4 l Necessidade de ampliar o acesso, reduzindo tempos de espera e garantindo atenção, em especial, aos grupos mais vulneráveis.
    5 l Necessidade de melhorar a qualidade dos serviços incluindo acolhimento, resolubilidade e longitudinalidade do cuidado.
    6 l Pouca atuação na promoção da saúde e no desenvolvimento de ações intersetoriais.

  • 7 l Desafio de avançar na mudança do modelo de atenção e na mudança de modelo e qualificação da gestão.
    8 l Inadequadas condições e relações de trabalho, mercado de trabalho predatório, déficit de provimento de profissionais e contexto de baixo investimento nos trabalhadores.
    9 l Necessidade de contar com profissionais preparados, motivados e com formação específica para atuação na Atenção Básica.
    10 l Importância de ampliar a legitimidade da Atenção Básica com os usuários e de estimular a participação da sociedade.

  • RELAÇÃO MÉDICOS POR HABITANTES

    RELAÇÃO MÉDICOS POR HABITANTES

    -BRASIL – 1,8 POR MIL.
    -ARGENTINA – 3.9 POR MIL.
    -ESPANHA – 3,5 POR MIL.
    -PORTUGAL – 3,8 POR MIL.
    -REINO UNIDO – 2,7 POR MIL.

    TODOS OS DADOS RELACIONADOS AO ANO DE 2011.

  • “Além da quantidade insuficiente de médicos e sua desigual distribuição pelo Brasil, todas as escolas médicas do País formaram nos últimos dez anos apenas 65% da demanda de médicos do mercado de trabalho no mesmo período.
    De 2003 a 2012 o mercado de trabalho abriu 143 mil novas vagas de emprego médico formal (não estão incluídos nesta conta os contratos informais), mas as escolas médicas formaram apenas 93 mil médicos no mesmo período. Um déficit acumulado de 50 mil médicos.”
    FONTE BRASIL, 2015

  • “Desigualdades geográficas na distribuição de médicos podem ser encontradas em vários países e regiões. A Organização Mundial da Saúde (OMS) estima que 50% da população mundial reside em áreas rurais remotas, mas essas áreas são servidas por menos de 25% da força de trabalho médico”.

    FONTE BRASIL, 2015

  • EIXOS DO MAIS MÉDICOS

    EIXOS DO MAIS MÉDICOS

    “1º Eixo - Provimento Emergencial  Os resultados alcançados pelo o Programa Mais Médicos, bem como sua aprovação pela população usuária do SUS, já comprovam o sucesso dessa ampla e inovadora iniciativa. Isso já seria suficiente para atestar que a dimensão mais imediata do projeto – a de provimento emergencial de profissionais – vem sendo atingida com sucesso. Atualmente, o Programa Mais Médicos conta com um total 18.240 vagas em 4.058 municípios de todo o país, cobrindo 73% das cidades brasileiras e 34 Distritos Sanitários Especiais Indígenas (DSEIs). Com a expansão do programa em 2015, o governo federal garante assistência para aproximadamente 63 milhões de pessoas.
    FONTE SAUDE.GOV.BR


Matricule-se agora mesmo Preenchendo os campos abaixo
R$ 23,00
Pagamento único
Processando... Processando...aguarde...
Autorizo o recebimento de novidades e promoções no meu email.

  • PROGRAMA MAIS MÉDICOS
  • INTRODUÇÃO
  • O QUE É O MAIS MÉDICOS?
  • DESAFIO DO MAIS MÉDICOS
  • ATENÇÃO BÁSICA – MAIS MÉDICOS
  • RELAÇÃO MÉDICOS POR HABITANTES
  • EIXOS DO MAIS MÉDICOS
  • RESULTADOS DO PROGRAMA
  • APROVAÇÃO DOS USUÁRIOS
  • EDUCAÇÃO E O PROGRAMA
  • MAIS MÉDICOS E AVANÇOS
  • PROGRAMA E RESIDÊNCIA MÉDICA
  • INSTALAÇÕES E PROGRAMA
  • LEI Nº 12.871, DE 22 DE OUTUBRO DE 2013.
  • MEDIDA PROVISÓRIA No 621, DE 8 DE JULHO DE 2013