Curso Online de Doenças Infecciosas: Um olhar para Saúde Pública
5 estrelas 1 aluno avaliou

Curso Online de Doenças Infecciosas: Um olhar para Saúde Pública

Este curso é especialmente dirigido aos estudantes e profissionais de saúde, que necessitam obter um maior conhecimento sobre o assunto,o...

Continue lendo

Autor(a):

Carga horária: 13 horas

Por: R$ 55,00
(Pagamento único)

Certificado digital Com certificado digital incluído

Este curso é especialmente dirigido aos estudantes e profissionais de saúde, que necessitam obter um maior conhecimento sobre o assunto,ou em sua prática do dia-a-dia,informações atualizadas sobre aspectos clínicos,epidemiológicos e medidas de prevenção e controle das doenças sob monitoramento em vista de causar danos á saúde dos indivíduos e tornar-se um problema de SAÚDE PÚBLICA.

ENFERMEIRA,formada em 2003,pela URI- Universidade Regional Integrada do Alto Uruguai e das Missões.Instituiçãoes em que atuou:Hospital Regional do Oeste em Chapecó-SC;Hospital Regional do Alto Vale do Itajai em Rio do Sul-SC;Hospital Psiquiátrico Samária em Rio do Sul-SC;Secretaria de Saúde de Lontras-Enfermeira do PSF. Experiência em diversas áreas como Pronto Socorro;Clínica Cirúrgica;Clínica Médica;Uti Adulta e Neonatal;Geriatria;Psiquiatria;,Avaliações e atendimentos domiciliares a pacientes e remoção dos mesmos;Palestras para hipertensos,diabéticos,gestantes,aleitamento materno. Pós Graduada em ENFERMAGEM DO TRABALHO, pela Instituição de ensino São Camilo, em Balneário Camboriu no ano de 2010.Atualmente Coordenadora e Enfermeira do CREAS(centro de referência especializado de assistência social)


- Tânia Cristina Higino Estécio

  • Aqui você não precisa esperar o prazo de compensação do pagamento para começar a aprender. Inicie agora mesmo e pague depois.
  • O curso é todo feito pela Internet. Assim você pode acessar de qualquer lugar, 24 horas por dia, 7 dias por semana.
  • Se não gostar do curso você tem 7 dias para solicitar (através da pagina de contato) o cancelamento ou a devolução do valor investido.*
* Desde que tenha acessado a no máximo 50% do material.
  • DOENÇAS INFECCIOSAS Um olhar para SAÚDE PÚBLICA

    doenças infecciosas um olhar para saúde pública

  • Situação Epidemiológica das Doenças Infecciosas ou Transmissíveis no Brasil

    situação epidemiológica das doenças infecciosas ou transmissíveis no brasil

    •os movimentos de emergência de novas doenças infecciosas ou transmissíveis como a aids, bem como o ressurgimento, em novas condições, de doenças “antigas”como a cólera a dengue, além da persistência de endemias importantes como a tuberculose, e a decorrência de surtos inusitados como a febre do nilo ocidental,nos estados unidos, demonstram que nem mesmo os países desenvolvidos estão livres das doenças infecciosas.

  • Doenças Infecciosas

    doenças infecciosas

    •o corpo humano é cercado e habitado por bilhões de microorganismos (organismos vivos tão minúsculos que podem ser vistos somente pelo microscópio). a maioria dos microorganismos é inofensiva ou até benéfica como, por exemplo, as bactérias que costumam viver no sistema digestivo e nos ajudam na digestão de alimentos. de vez em quando, no entanto, um microorganismo capaz de causar uma doença invade nosso corpo. as doenças causadas por esses microorganismos são chamadas de doenças infecciosas.

  • •doenças infecciosas são contagiosas, ou seja, podem ser transmitidas de uma pessoa para outra. elas podem ser transmitidas por contato com a pele, através de fluidos corporais, em alimentos ou bebidas contaminados ou por partículas do ar que contenham microorganismos, embora valha lembrar que os caminhos e facilidade de transmissão variem de uma doença para outra.

  • •além disso, picadas de insetos ou mordidas de animais são outra forma de transmissão. se um inseto, por exemplo, picar uma pessoa infectada, ele pode transportar o microorganismo e passar a doença para outra por meio de uma picada. os dois tipos mais comuns de doenças infecciosas são as infecções bacterianas e as virais. •as bactérias causadoras de doenças, ou patogênicas, atacam os tecidos do corpo diretamente ou causam danos através da secreção de substâncias venenosas chamadas toxinas. felizmente, no entanto, as infecções causadas por bactérias costumam ser curáveis. os antibióticos matam alguns tipos de bactérias e as vacinas previnem algumas doenças causadas por bactérias.

  • •os vírus são os menores microorganismos conhecidos e são responsáveis por doenças tão relativamente inofensivas quanto o resfriado e por outras tão graves quanto a meningite. os vírus vivem e se reproduzem somente dentro de células vivas, e apenas determinadas células são suscetíveis a um vírus específico. você pode ser o hospedeiro de diversos vírus sem sofrer qualquer tipo de doença, mas se um número muito grande de células forem atacadas, é aí que ficamos doentes. •não há tratamento médico eficaz para a maioria das infecções virais. isso acontece porque, como os vírus vivem dentro das células, qualquer tratamento criado para matá-lo provavelmente também atingirá a célula. além disso, há milhares de vírus diferentes, cada um com propriedades diversas, e um agente que seja eficaz contra um vírus provavelmente não será tão eficaz contra os outros. e embora haja vacinas para algumas doenças virais, o tratamento para a maior parte delas se limita ao tratamento dos sintomas.

  • •no brasil, as alterações ocorridas no perfil da morbimortalidade, no qual ressalta-se uma perda de importância relativa das doenças transmissíveis, principalmente a partir do último quarto do século xx, contribuíram para criar a falsa expectativa de que todo esse grupo de doenças estaria próximo da extinção. entretanto, o seu impacto na morbidade ainda é importante, principalmente o produzido pelas doenças para as quais ainda não há mecanismos eficazes de prevenção e controle.

  • •de acordo com os dados de morbidade de base populacional, a situação das doenças transmissíveis no brasil, no período compreendido entre o início da década de 1980 até o presente momento, corresponde a um quadro complexo que pode ser resumido em três grandes tendências:

    1.doenças infecciosas ou transmissíveis com tendência declinante;
    2. doenças infecciosas ou transmissíveis com quadro de persistência;
    3.doenças infecciosas ou transmissíveis emergentes e reemergentes;

  • 1. DOENÇAS INFECCIOSAS OU TRANSMISSÍVEIS COM TENDÊNCIA DECLINANTE

    1. doenças infecciosas ou transmissíveis com tendência declinante

    o brasil tem apresentado êxitos significativos na redução de grande número de doenças infecciosas ou transmissíveis, para as quais dispõe de instrumentos eficazes de prevenção e controle, motivo pelo qual as mesmas estão em franco declínio. a varíola foi erradicada em 1973, a poliomielite, em, 1989. a transmissão do sarampo foi interrompida desde o final de 2000 e a taxa de incidência do tétano neonatal apresenta um patamar muito abaixo do estabelecido para ser considerado eliminado enquanto o problema de saúde pública. adicionalmente, a redução na incidência e na concentração dos casos de raiva humana transmitida por animais domésticos também permitem prever sua próxima eliminação.

  • a difteria, a coqueluche e o tétano ocidental são outras doenças transmissíveis com tendência declinante que têm em comum o fato de serem imunopreveníveis, a doença de chagas, endêmica há varias décadas em nosso país, a febre tifóide, associada a condições sanitárias precárias, e a oncocercose, a filariose e a peste, todas com áreas de ocorrência restrita.

  • 2. DOENÇAS INFECCIOSAS OU TRANSMISSÍVEIS COM QUADRO DE PERSISTÊNCIA

    2. doenças infecciosas ou transmissíveis com quadro de persistência

    apesar do sucesso alcançado no controle de doenças anteriormente referidas, algumas apresentam quadro de persistência. nesse grupo, destacam-se a tuberculose e as hepatites virais, especialmente as hepatites b e c, em função das altas prevalências, da ampla distribuição geográfica e do potencial evolutivo para formas graves que podem levar a óbito. no entanto, não podem deixar de ser ressaltados os resultados favoráveis alcançados na redução da mortalidade pela tuberculose, com a disponibilidade de tratamento específico de alta eficácia. a implantação universal da vacinação contra hepatite b, inclusive para adolescentes, no final dos anos 90, também produziu impactos positivos na prevenção de suas formas crônicas.


Matricule-se agora mesmo Preenchendo os campos abaixo
R$ 55,00
Pagamento único
Processando... Processando...aguarde...
Autorizo o recebimento de novidades e promoções no meu email.

  • DOENÇAS INFECCIOSAS Um olhar para SAÚDE PÚBLICA
  • Situação Epidemiológica das Doenças Infecciosas ou Transmissíveis no Brasil
  • Doenças Infecciosas
  • 1. DOENÇAS INFECCIOSAS OU TRANSMISSÍVEIS COM TENDÊNCIA DECLINANTE
  • 2. DOENÇAS INFECCIOSAS OU TRANSMISSÍVEIS COM QUADRO DE PERSISTÊNCIA
  • 3. DOENÇAS INFECCIOSAS OU TRANSMISSÍVEIS EMERGENTES E REEMERGENTES
  • Á seguir serão relatadas algumas das DOENÇAS INFECCIOSAS ou TRANSMISSÍVEIS que afetam a Saúde Pública no Brasil!!!
  • 1. AIDS
  • Sinonímia
  • Modo de Transmissão
  • Período de Latência
  • Diagnóstico
  • Tratamento
  • Medidas de Controle
  • 2. AMEBÍASE
  • Agente Etiológico
  • Modo de Transmissão
  • Período de Incubação
  • Diagnóstico
  • Tratamento
  • Medidas de Controle
  • 3. ASCARIDÍASE
  • Sinonímia
  • Modo de Transmissão
  • Período de Transmissibilidade
  • Diagnóstico
  • Tratamento
  • Medidas de Controle
  • 4. CANCRO MOLE
  • Sinonímia
  • Período de Transmissibilidade
  • Tratamento
  • Medidas de Controle
  • 5. CANDIDÍASE
  • Sinonímia
  • Modo de Transmissão
  • Diagnóstico
  • Tratamento
  • Medidas de Controle
  • 6. DENGUE
  • PROVA DO LAÇO:
  • Sinonímia
  • Modo de Transmissão
  • Período de Incubação
  • Diagnóstico
  • Diagnóstico diferencial: DC, gripe, rubéula,sarampo. FHD e SCD- infecções virais e bacterianas, choque endotóxico, leptospirose, febre amarela, hepatites infecciosas e outras febres hemorrágicas .
  • Tratamento
  • Medidas de Controle
  • 7. DOENÇA DE LYME
  • Sinonímia
  • Modo de Transmissão
  • Diagnóstico
  • Tratamento
  • Medidas de Controle
  • 8. COQUELUCHE
  • Modo de Transmissão
  • Suscetibilidade e Imunidade
  • Diagnóstico
  • Tratamento
  • Medidas de Controle
  • Prevenção pode salvar uma vida!!Vacine seu filho!!
  • 9. DIFTERIA
  • Reservatório
  • Complicações
  • Tratamento
  • 10. DOENÇA DE CHAGAS
  • Agente Etiológico
  • Reservatórios
  • Período de Incubação
  • Tratamento
  • Medidas de Controle