Curso Online de Endometriose

Curso Online de Endometriose

Conheça a endometriose, uma doença que muitas vezes é silenciosa e que pode trazer danos psicológicos.

Continue lendo

Autor(a):

Carga horária: 8 horas

Por: R$ 25,00
(Pagamento único)

Certificado digital Com certificado digital incluído

Conheça a endometriose, uma doença que muitas vezes é silenciosa e que pode trazer danos psicológicos.

O melhor em cursos online



  • Aqui você não precisa esperar o prazo de compensação do pagamento para começar a aprender. Inicie agora mesmo e pague depois.
  • O curso é todo feito pela Internet. Assim você pode acessar de qualquer lugar, 24 horas por dia, 7 dias por semana.
  • Se não gostar do curso você tem 7 dias para solicitar (através da pagina de contato) o cancelamento ou a devolução do valor investido.*
* Desde que tenha acessado a no máximo 50% do material.
  • ENDOMETRIOSE

    ENDOMETRIOSE

    Enfª Jéssica Silva
    Pós graduanda em Saúde da Família

  • INTRODUÇÃO

    INTRODUÇÃO

    Doença caracterizada pela presença do endométrio – tecido que reveste o interior do útero – fora da cavidade uterina, ou seja, em outros órgãos da pelve: trompas, ovários, intestinos e bexiga.

  • Todos os meses, o endométrio fica mais espesso para que um óvulo fecundado possa se implantar nele. Quando não há gravidez, esse endométrio que aumentou descama e é expelido na menstruação.

  • Em alguns casos, um pouco desse sangue migra no sentido oposto e cai nos ovários ou na cavidade abdominal, causando a lesão endometriótica. As causas desse comportamento ainda são desconhecidas, mas sabe-se que há um risco maior de desenvolver endometriose se a mãe ou irmã da paciente sofrem com a doença.

  • É importante destacar que a doença acomete mulheres a partir da primeira menstruação e pode se estender até a última. Geralmente, o diagnóstico acontece quando a paciente está na faixa dos 30 anos.

  • Hoje, a doença afeta cerca de seis milhões de brasileiras. De acordo com a Associação Brasileira de Endometriose, entre 10% a 15% das mulheres em idade reprodutiva (13 a 45 anos) podem desenvolvê-la e 30% tem chances de ficarem estéreis.

    Fonte: Dr. Sergio dos Passos Ramos CRM17.178 – SP

  • CONHECENDO A DOENÇA

    CONHECENDO A DOENÇA

    Afinal, o que é a endometriose?

    A mulher com endometriose apresenta fragmentos do endométrio fora do útero (endométrio é a parte interna do útero, responsável pela menstruação). Neste caso, o local mais comum de implantação dos fragmentos é a região pélvica, onde ficam aderidos a uma ou mais estruturas - tubas uterinas, ovários, bexiga, intestino e outros órgãos.

  • Estudos recentes mostram que existe uma demora de quase 7 anos para que o diagnóstico de mulheres com endometriose seja confirmado. Por esse motivo, nos últimos anos muitas campanhas vêm sendo realizadas para orientá-las a procurarem seu ginecologista assim que apresentarem os primeiros sintomas típicos da doença. Quanto mais cedo for feito o diagnóstico, mais rápido e eficiente é o tratamento.

  • SINTOMAS

    SINTOMAS

    Os principais sintomas da endometriose são dor e infertilidade. Aproximadamente 20% das mulheres têm apenas dor, 60% têm dor e infertilidade, e 20% apenas infertilidade.

  • Existem mulheres que sofrem dores incapacitantes e outras que não sentem nenhum tipo de desconforto. Entre os sintomas mais comuns estão:

  • • Cólicas menstruais intensas e dor durante a menstruação; • Dor pré-menstrual; • Dor durante as relações sexuais; • Dor difusa ou crônica na região pélvica; • Fadiga crônica e exaustão; • Sangramento menstrual intenso ou irregular; • Alterações intestinais ou urinárias durante a menstruação; • Dificuldade para engravidar e infertilidade.


Matricule-se agora mesmo Preenchendo os campos abaixo
R$ 25,00
Pagamento único
Processando... Processando...aguarde...
Autorizo o recebimento de novidades e promoções no meu email.

  • ENDOMETRIOSE
  • INTRODUÇÃO
  • CONHECENDO A DOENÇA
  • SINTOMAS
  • DIAGNÓSTICO
  • TIPOS
  • ENDOMETRIOSE LEVE
  • ENDOMETRIOSE PROFUNDA
  • ENDOMETRIOSE NO OVÁRIO
  • CUIDADOS E TRATAMENTOS
  • PERGUNTAS MAIS FREQUENTES
  • CONVIVENDO
  • REFERÊNCIAS
  • OBRIGADA!