Curso Online de Enfermagem em Centro Cirúrgico
5 estrelas 1 aluno avaliou

Curso Online de Enfermagem em Centro Cirúrgico

O curso aborda anestesias, métodos de esterilização, paramentação, cuidados no perioperatório, etc.

Continue lendo

Autor(a):

Carga horária: 15 horas

Por: R$ 56,99
(Pagamento único)

Certificado digital Com certificado digital incluído

O curso aborda anestesias, métodos de esterilização, paramentação, cuidados no perioperatório, etc.

Cursos com vídeos, imagens ilustrativas, bem explicado. Equipe só enfermagem Duvidas e Sugestões soenfermagem@soenfermagem.net


- Maria Claudia Rocha De Souza

  • Aqui você não precisa esperar o prazo de compensação do pagamento para começar a aprender. Inicie agora mesmo e pague depois.
  • O curso é todo feito pela Internet. Assim você pode acessar de qualquer lugar, 24 horas por dia, 7 dias por semana.
  • Se não gostar do curso você tem 7 dias para solicitar (através da pagina de contato) o cancelamento ou a devolução do valor investido.*
* Desde que tenha acessado a no máximo 50% do material.
  • Enfermagem em Centro Cirúrgico

    Enfermagem em Centro Cirúrgico

  • Olá, bem-vindo (a) ao curso a distância do Só Enfermagem.

    Utilize as teclas abaixo para sair, voltar ou avançar.

    Bons estudos!

  • Programa de Educação Continuada à Distância
    EAD – Educação à Distância

  • Introdução

  • O Centro-cirúrgico (CC) pode ser considerado uma das unidades mais complexas do hospital
    devido sua especificidade, presença de agente estressores devido às possibilidades de risco à
    saúde a que os pacientes estão sujeitos ao serem submetidos à intervenção cirúrgica.

    No contexto hospitalar é o setor mais importante pela decisiva ação curativa da cirurgia,
    exigindo, assim detalhes minuciosos em sua construção para assegurar a execução de
    técnicas assépticas , instalação de equipamentos específicos que facilitem o ato
    cirúrgico.

    OBJETIVOS:
    Proporcionar ambiente terapêutico adequado aos pacientes com afecções clínicas diversificadas, em regime de internação.
    Manter elevado padrão da assistência, mediante planejamento, execução e avaliação das atividades de enfermagem.

  • Estrutura Física

  • O CC deve estar localizado em uma área do hospital que ofereça a segurança necessária às
    técnicas assépticas, portanto distante de locais de grande circulação de pessoas, de ruído e de
    poeira. Recomenda-se que seja próximo às unidades de internação, pronto-socorro e unidade
    de terapia intensiva, de modo a contribuir com a intervenção imediata e melhor fluxo dos
    pacientes.

    De acordo com a organização hospitalar, podem fazer parte do bloco cirúrgico a Recuperação
    Pós-Anestésica e a Central de Materiais e Esterilização. As demais áreas são assim
    caracterizadas:

    Vestiários (masculino e feminino):
    Localizados na entrada do CC, onde é realizado o controle de entrada das pessoas autorizadas
    após vestirem a roupa privativa da unidade. Deve possuir chuveiros, sanitários e armários para
    guarda de roupas e objetos pessoais.

    Área de conforto:
    Área destinada a lanches para que os mesmos não sejam realizados em locais inadequados.
    Deve-se dispor nesse local cadeiras, poltronas e sofás.

  • Sala dos cirurgiões e anestesiologistas:
    Destinada aos relatórios médicos

    Sala de Enfermagem:
    Reservada ao controle administrativo do CC. Deve estar em local de fácil acesso e com boa
    visão de todo o conjunto do setor.

    Sala de recepção dos pacientes:
    Espaço para receber os pacientes. Aqui os pacientes são avaliados clinicamente antes da
    cirurgia ou receber medicação pré-anestésica. Este ambiente deve ser o mais calmo possível a
    fim de diminuir o estresse do período pré-operatório.

    Sala de material de limpeza:
    Destinado à guarda dos materiais utilizados na limpeza do Centro-cirúrgico.

  • Sala para guarda de equipamentos:
    Área para guarda e recebimento de equipamentos como: microscópios, bisturis, monitores
    cardíacos, respiradores, entre outros. Em condições de uso e utilização imediata.

    Sala para armazenamento de material esterilizado (arsenal):
    Destinado ao armazenamento e distribuição dos artigos estéreis, para uso nas salas de cirurgia.

    Sala de gases medicinais:
    Destinada ao armazenamento de torpedos de gases medicinais como oxigênio, ar comprimido,
    óxido nitroso e especialmente o nitrogênio para uso em aparelhos específicos ou em casos de
    emergência.

    Expurgo:
    Local para o desprezo de secreções das salas de cirurgia. Deve estar provida de um vaso
    sanitário apropriado com descarga e uma pia para lavagem dos artigos utilizados nas cirurgias.

  • Apoio técnico e administrativo do Centro-cirúrgico:
    O Centro-cirúrgico conta com o apoio imprescindível de alguns setores ligados direta ou
    indiretamente a ele e que deve estar prontamente preparados para atendê-lo para seu
    funcionamento, tais como: banco de sangue, raio-x, laboratório e anatomia patológica, serviço
    de engenharia clínica e de manutenção, farmácia, segurança e secretaria.

    Sala de Operação (SO):
    Segundo a legislação brasileira, a capacidade do CC é estabelecida segundo a proporção de
    leitos cirúrgicos e Salas de Operação. A Resolução da Diretoria Colegiada (RDC) n°307/2002,
    da Agência Nacional de Vigilância Sanitária (ANVISA) do Ministério da Saúde, determina
    uma sala de operação para cada 50 leitos não especializados ou 15 leitos cirúrgicos.

  • Para um dimensionamento ideal, deve-se levar em consideração alguns aspectos como:
    Horário de funcionamento do Centro-cirúrgico;
    Especialidades cirúrgicas atendidas (cardiologia, neurocirurgia, ortopedia, oftalmologia, etc.);
    Duração média das cirurgias;
    Número de cirurgias por dia;
    Número de leitos cirúrgicos do hospital;
    Hospital escola;
    Quantidade de artigos médicos e instrumentais cirúrgico disponíveis.


Matricule-se agora mesmo Preenchendo os campos abaixo
R$ 56,99
Pagamento único
Processando... Processando...aguarde...

Desejo receber novidades e promoções no meu e-mail:


  • Introdução
  • Estrutura Física
  • Classificação das cirurgias
  • Terminologia asséptica
  • Sala de cirurgia
  • Material cirúrgico
  • Nós cirúrgicos e suturas
  • Terminologias
  • Paramentação cirúrgica
  • Cuidados de enfermagem no pré-operatório
  • Cuidados de enfermagem no trans-operatório
  • Transporte para a sala de cirurgia
  • Anestesia
  • Unidade de recuperação pós- anestésica
  • Cuidados de enfermagem no pós-operatório
  • Choque
  • Perioperatório de cirurgias
  • Central de material e esterilização
  • Bibliografia