Curso Online de Oxigenoterapia

Curso Online de Oxigenoterapia

Consiste na administração de oxigênio numa concentração de pressão superior à encontrada na atmosfera ambiental para corrigir e atenuar d...

Continue lendo

Autor(a):

Carga horária: 2 horas

Por: R$ 23,00
(Pagamento único)

Certificado digital Com certificado digital incluído

Consiste na administração de oxigênio numa concentração de pressão superior à encontrada na atmosfera ambiental para corrigir e atenuar deficiência de oxigênio ou hipóxia.

Enfermeira Proficiente Técnica em Hematologia e Hemoterapia pela ABHH.



  • Aqui você não precisa esperar o prazo de compensação do pagamento para começar a aprender. Inicie agora mesmo e pague depois.
  • O curso é todo feito pela Internet. Assim você pode acessar de qualquer lugar, 24 horas por dia, 7 dias por semana.
  • Se não gostar do curso você tem 7 dias para solicitar (através da pagina de contato) o cancelamento ou a devolução do valor investido.*
* Desde que tenha acessado a no máximo 50% do material.
  • OXIGENOTERAPIA

    oxigenoterapia

    by: enfermagem & ciência

  • algumas informações:

    público alvo: enfermeiros e acadêmicos de enfermagem;
    nossos cursos não possuem avaliação;
    oferecemos tais cursos como forma de atualização e, também para ajudar os acadêmicos (carga horária) em suas atividades complementares que são exigidas pelo mec;
    esperamos contribuir no aumento de seus conhecimentos;
    este curso possui 40 slides.

  • OXIGENOTERAPIA

    oxigenoterapia

    objetivos da aula:
    - identificar sinais e sintomas que estão correlacionados com problemas de oxigenação;
    - identificar os tipos de sistemas de fluxo de administração de o2 e o fluxo adequado;
    - identificar os riscos da oxigenoterapia;
    - descrever as técnicas e intervenções de enfermagem destinadas a pacientes que têm problemas na satisfação das necessidades de oxigenação.

  • OXIGENOTERAPIA

    oxigenoterapia

    oxigênio: necessidade básica de sobrevivência.

    hipóxia: redução no aporte de o2 para os tecidos (brunner, 1994). induz ao metabolismo anaeróbio.

    hipoxemia: diminuição na pressão arterial de o2 no sangue. a hipoxemia leva a hipóxia.

  • OXIGENOTERAPIA

    oxigenoterapia

    sinais de hipóxia:

    sinais respiratórios:
    - dispneia aos pequenos e médios esforços;
    - taquipneia;
    - retração intercostal;
    - batimento das asas do nariz;
    - cianose progressiva;
    - ortopneia;
    - sinais cardíacos:
    - taquicardia;
    - bradicardia;
    - hipotensão;
    - parada cardiaca;

  • OXIGENOTERAPIA

    oxigenoterapia

    sinais de hipóxia: (cont.)

    sinais neurológicos:
    - inquietação;
    - confusão;
    - prostração;
    - convulsão;
    - coma;

    outros:
    palidez.

  • OXIGENOTERAPIA

    oxigenoterapia

    1. conceito:

    é a administração de concentrações de o2 superiores à atmosférica ( 21% ); com o objetivo de favorecer o transporte adequado do gás no sangue, até os diversos tecidos (brunner, 1994).

  • OXIGENOTERAPIA

    oxigenoterapia

    2. considerações gerais:

    - o2 – gás inodoro, insípido, transparente, pouco mais pesado que o ar;
    - o o2 alimenta a combustão – cuidados com curto circuitos e fio terra de equipamentos;
    - o o2 é considerado medicamento sendo caro, com efeitos colaterais perigosos, e que exige controle permanente;
    - registro rigoroso de uso para fins contábeis;
    - necessidade de umidificação ( h2o destilada estéril );
    - controle por gasometria arterial (invasivo) ou oximetria capilar (não invasivo);

  • OXIGENOTERAPIA

    oxigenoterapia

    cont.
    - apresentação líquida ou gasosa sob pressão;
    - cilindros de alumínio, aço ou ferro, sistema de tubulação, cisternas criogênicas, concentrador para uso domiciliar ( 95 % com fluxo de 1 a 5 l / min. );

  • OXIGENOTERAPIA

    oxigenoterapia

    cont.
    - necessidade de válvula redutora de pressão ( 50 a 60 libras );
    - uso de fluxômetro para medir o volume do gás administrado;

  • OXIGENOTERAPIA

    oxigenoterapia

    3. riscos da oxigenoterapia:
    - concentração entre 80 a 100 % riscos graves( brunner, 1994);
    - edema pulmonar, sangramentos, atelectasia;
    - rn prematuros: lesão do nervo óptico e dos capilares da retina;
    - hipoventilação e apneia em dpoc;
    - anorexia, náuseas, irritação da pele, córnea e cristalino, intoxicação do snc;
    - combustão;
    - tosse seca.


Matricule-se agora mesmo Preenchendo os campos abaixo
R$ 23,00
Pagamento único
Processando... Processando...aguarde...
Autorizo o recebimento de novidades e promoções no meu email.

  • OXIGENOTERAPIA
  • OXINENOTERAPIA
  • OXIGENOTERAPIA
  • Referências Bibliográficas: