Curso Online de Semiologia  SINAIS VITAIS

Curso Online de Semiologia SINAIS VITAIS

Semiologia SINAIS VITAIS

Continue lendo

Autor(a):

Carga horária: 11 horas

Por: R$ 39,90
(Pagamento único)

Certificado digital Com certificado digital incluído

Semiologia SINAIS VITAIS


  • Aqui você não precisa esperar o prazo de compensação do pagamento para começar a aprender. Inicie agora mesmo e pague depois.
  • O curso é todo feito pela Internet. Assim você pode acessar de qualquer lugar, 24 horas por dia, 7 dias por semana.
  • Se não gostar do curso você tem 7 dias para solicitar (através da pagina de contato) o cancelamento ou a devolução do valor investido.*
* Desde que tenha acessado a no máximo 50% do material.
  • SINAIS VITAIS

    SINAIS VITAIS

  • Sinais Vitais

    Sinais Vitais

    São aqueles que evidenciam o funcionamento e as alterações da função corporal.

    O termo Homeostasia significa a manutenção das condições estáticas, ou constantes, no meio interno.

    Enquanto forem mantidas as condições normais nesse meio interno, as células corporais continuarão a viver e funcionar adequadamente.

  • “ São os sinais das funções orgânicas básicas, sinais clínicos de vida, que refletem o equilíbrio ou o desequilíbrio resultante das interações entre os sistemas do organismo e uma determinada doença”
    Mozachi , Souza , 2007

  • Histórico

    Histórico

    “ A atenção especial aos sinais vitais foi defendida desde a antiguidade por Hipócrates como um dos mais importantes dados do exame físico ”

  • Sinais Vitais

    Sinais Vitais

    a pressão arterial
    o pulso
    a temperatura corpórea
    e a respiração.
    Por serem os mesmos relacionados com a própria existência da vida, recebem o nome de sinais vitais.

  • Diretrizes para Verificação dos Sinais Vitais

    Diretrizes para Verificação dos Sinais Vitais

    Conhecer a variação normal dos Sinais Vitais do paciente avaliando-o individualmente;
    Conhecer a história clínica do paciente;
    Tentar controlar os fatores ambientais que possam influenciar nos Sinais Vitais;
    Estabelecer a frequência de aferição conforme necessidade do paciente;
    Certificar-se da adequação dos equipamentos;
    Em situação de alteração, repetir a aferição, e até solicitar a outro colega que o faça, caso haja dúvidas.

  • Rotinas para aferição dos Sinais Vitais

    Rotinas para aferição dos Sinais Vitais

    Na admissão do paciente;
    Na consulta ambulatorial;
    Sistemática conforme rotina do serviço ou necessidade do paciente;
    Antes, durante e após procedimento cirúrgico ou invasivo;
    Antes e após medicamentos que podem afetar as condições cardiovasculares, respiratórias e de temperatura;
    Sempre que o paciente manifestar sinais de alteração ou queixa.

  • Pressão Arterial

    Pressão Arterial

    É a medida da força aplicada contra as paredes das artérias, quando o coração bombeia sangue através do corpo. A pressão é determinada pela força e quantidade de sangue bombeado e pelo tamanho e flexibilidade das artérias.

  • Pressão Arterial (PA)

    Pressão Arterial (PA)

    A pressão ou tensão arterial é um parâmetro de suma importância na investigação diagnóstica, sendo obrigatório em toda consulta de qualquer especialidade; relacionando-se com o coração.

    É medida com a utilização do esfigmomanômetro e do estetoscópio.

    Finalidades da Aferição da Pressão Arterial
    Avaliar as condições de pressão do sistema cardiovascular
    Auxiliar no diagnóstico e tratamento
    Acompanhar a evolução do paciente

  • Pressão Arterial

    Pressão Arterial

  • Pressão Arterial Sistólica (PAS)

    Pressão Arterial Sistólica (PAS)

    É determinada pela força e pelo o volume de sangue que o ventrículo esquerdo ejeta durante a sístole e pela capacidade de distensão do sistema arterial no momento da contração ventricular. O estreitamento das arteríolas aumenta a resistência periférica, aumentando a PA sistólica.


Matricule-se agora mesmo Preenchendo os campos abaixo
R$ 39,90
Pagamento único
Processando... Processando...aguarde...
Autorizo o recebimento de novidades e promoções no meu email.

  • SINAIS VITAIS
  • Sinais Vitais
  • Histórico
  • Sinais Vitais
  • Diretrizes para Verificação dos Sinais Vitais
  • Rotinas para aferição dos Sinais Vitais
  • Pressão Arterial
  • Pressão Arterial (PA)
  • Pressão Arterial
  • Pressão Arterial Sistólica (PAS)
  • Pressão Arterial Diastólica (PAD)
  • ESFIGMOMANÔMETRO
  • Esfingmomanômetro
  • Estetoscópio
  • Valores Normais da Pressão Arterial
  • Valores de Pressão Arterial Pediatria (mmHg)
  • Tipos de Aferição de Pressão Arterial
  • Verificação da Pressão Arterial
  • Variações da Pressão Arterial
  • Variações Fisiológicas
  • Valores de Referências para Pressão Arterial
  • Pulso
  • PULSO
  • Locais
  • Como verificar o pulso?
  • Observações
  • Pulso Radial
  • Pulso Carotídeo
  • Pulso Braquial
  • PULSO FEMURAL
  • Pulso Popliteo
  • Pulso Pedioso
  • Caracteríscas do Pulso
  • QUALIDADE - PULSO - AVALIAÇÃO
  • Características do Pulso
  • Terminologia básica:
  • FATORES QUE INFLUENCIAM A FREQUENCIA CARDÍACA
  • Limites da Normalidade
  • TEMPERATURA
  • Produção e perda de calor
  • Termorregulação/Temperatura
  • Termômetro Clínico
  • Valores Normais da Temperatura
  • Termos Utilizados
  • Recém-nascido e Temperatura Corporal
  • Termômetro Clínico
  • Termômetro Digital e Auricular
  • CONTROLE DA TEMPERATURA CORPORAL
  • Locais de Verificação de Temperatura
  • Temperatura Oral (Boca)
  • Temperatura Retal
  • Temperatura Axilar
  • Contra - Indicações
  • Material
  • Como verificar a Temperatura?
  • Febre
  • Semiologia da Febre
  • A intensidade da FEBRE
  • Duração
  • Modo de Evolução
  • RESPIRAÇÃO
  • Respiração
  • Observações Importantes
  • Finalidades da avaliação da respiração
  • Características da Respiração
  • Alteração da Respiração
  • Outros Termos utilizados nas variações respiratórias
  • Como verificar a Respiração?
  • Fatores que influenciam a Respiração
  • Limites da Normalidade
  • DOR
  • Escalas de DOR
  • DOR
  • Classificação da DOR
  • Tipos de DOR
  • Cuidados com o Paciente
  • Referências