Curso Online de Fitoterapia
5 estrelas 1 aluno avaliou

Curso Online de Fitoterapia

A Fitoterapia é definida como a ciência que estuda as plantas medicinais utilizadas na produção de remédios fitoterápicos. Trata-se de um...

Continue lendo

Autor(a):

Carga horária: 12 horas

De: R$ 40,00 Por: R$ 23,00
(Pagamento único)

Mais de 50 alunos matriculados no curso.

Certificado digital Com certificado digital incluído

A Fitoterapia é definida como a ciência que estuda as plantas medicinais utilizadas na produção de remédios fitoterápicos.
Trata-se de uma terapia alternativa para auxiliar na cura de males estimulando as defesas naturais do organismo.
Este curso ampliará, sem dúvida, seus conhecimentos a respeito dos benefícios do uso de fitoterápicos.

Licenciada em Estudos Europeus pela Universidade Lusófona do Porto. Desenvolve a sua actividade profissional como Assessora de Imprensa e como formadora. Tem conhecimento e experiência em Formação a distância, tanto em ambientes síncronos como assíncronos, nomeadamente através de plataformas LMS. Possuí várias formações realizadas através de plataformas de formação à distância. Ministra formação sobre variados assuntos.Os seus interesses são diversificados salientando-se a política, as artes decorativas, saúde, alimentação saudável e bem-estar, religião e esoterismo.


- Nádia Mokwa

  • Aqui você não precisa esperar o prazo de compensação do pagamento para começar a aprender. Inicie agora mesmo e pague depois.
  • O curso é todo feito pela Internet. Assim você pode acessar de qualquer lugar, 24 horas por dia, 7 dias por semana.
  • Se não gostar do curso você tem 7 dias para solicitar (através da pagina de contato) o cancelamento ou a devolução do valor investido.*
  • Adquira certificado ou apostila impressos e receba em casa.**
* Desde que tenha acessado a no máximo 50% do material.
** Material opcional, vendido separadamente.
  • Fitoterapia

  • A Fitoterapia é definida como a ciência que estuda as plantas medicinais utilizadas na produção de remédios fitoterápicos.
    Trata-se de uma terapia alternativa para auxiliar na cura de males estimulando as defesas naturais do organismo.
    Este curso ampliará, sem dúvida, seus conhecimentos a respeito dos benefícios do uso de fitoterápicos.

  • Introdução

    Introdução

  • A fitoterapia é a denominação que se dá ao método terapêutico que utiliza os princípios ativos das plantas, para o tratamento de doenças, sendo hoje em dia uma área muito importante, no contexto das sociedades modernas, tendo por base a medicina natural.

  • Desde que o Homem existe que as plantas são utilizadas para tratar doenças. A fitoterapia é por isso, o mais antigo sistema de cura da humanidade. Os povos que habitaram a terra no passado, desenvolveram conhecimentos de utilização das plantas, nas práticas de cura indígenas, passando características e aplicações de geração em geração.

  • Alguns desses povos para além de conservaram a tradição herbática durante séculos, melhoraram o seu próprio herbolário, enquanto na Europa e na América do Norte essa tradição se foi perdendo, à medida que a medicina ocidental ganhava importância. No entanto, verifica-se agora, o renascer do interesse pela fitoterapia.

  • A arqueologia trouxe recentemente ao conhecimento público, textos escritos com mais de 7000 anos, descrevendo as propriedades as plantas medicinais. A medicina natural continua hoje em dia a ser, muito utilizado na China, na India e em países ou regiões, cujas populações continuam demasiado distantes de um suporte medico convencional.

  • Na China, inscrições nas carapaças de tartaruga (160.000 pertencentes à dinastia Shang, de 1766 a 1112a.C.) revelaram que, já nessa época, os curandeiros conheciam os sintomas e a terapia para tratar 36 tipos de doenças ou males.

  • Um mestre da medicina tradicional chinesa foi Sun Shu Mai, que viveu de 581 a 682 d.C. ele personificava os ideais altruístas do confucionismo. As suas receitas para tratar Beriberi, um tipo de desnutrição, cegueira noturna e bócio vieram a ser comprovadas pela ciência séculos mais tarde.

  • Grande parte dos medicamentos que utilizamos, alguns bem conhecidos como a aspirina (que é feita de salgueiro e ulmeiro), a morfina (feita de sementes de ópio) e mesmo as pílulas anticoncepcionais (feitas de inhame selvagem), são derivados de plantas.
    Ao contrário do medicamento convencional, que extrai uma pequena parte da planta ou seja, o seu princípio ativo, a fitoterapia utiliza a planta no seu todo ou parte dela.

  • Algas e plantas marinhas, bolbos, raízes, flores, cascas, sementes e folhas, tanto de plantas selvagens como de ervas e especiarias culinárias, frutas e vegetais.
    Conhecem-se e utilizam-se hoje de forma corrente os princípios ativos das plantas, sejam antibacterianas, antifúngicas, antiflatulentas, sedativas, calmantes, tonificantes, fortificantes, estimulantes, inseticidas, etc.


Matricule-se agora mesmo Preenchendo os campos abaixo
R$ 23,00
Pagamento único
Processando... Processando...aguarde...

Desejo receber novidades e promoções no meu e-mail:


  • Introdução
  • Fitoterapia Chinesa
  • Meios de se utilizar as Plantas Medicinais
  • Algumas Plantas medicinais