Curso Online de Medicina Chinesa -Auriculoterapia

Curso Online de Medicina Chinesa -Auriculoterapia

O objetivo deste curso é proporcionar uma base para a aplicação dos conceitos da acupuntura auricular de uma forma terapêutica profícua e...

Continue lendo

Autor(a):

Carga horária: 16 horas

Por: R$ 136,98
(Pagamento único)

Certificado digital Com certificado digital incluído

O objetivo deste curso é proporcionar uma base para a aplicação dos conceitos da acupuntura auricular de uma forma terapêutica profícua e sem riscos de efeitos colaterais, iatrogênicos ou nosotóxicos.
A aurículo-acupuntura segue os conceitos da filosofia energética da Medicina Tradicional Chinesa. No Nei Ching, o livro básico da acupuntura, escrito há mais de 5.000 anos atrás, há referências ao uso do pavilhão auricular na terapia, considerando-o como sendo um órgão isolado em que há conexões com todos os demais órgãos do corpo.
Este curso é direcionado aos profissionais de diversas áreas do conhecimento e estudantes que desejam atualizar-se no assunto, que estão em busca de novos desafios, e desejam obter maior aprendizado sobre a Técnica Proposta.

*TERAPEUTA NATURALISTA E MASSAGISTA. *TÉCNICO EM MEDICINA CHINESA, *TÉCNICO EM MEDICINA AYURVEDA *TÉCNICO EM MEDICINA E TIBETANA *CONSULTOR PROGRAMAÇÃO NEUROLINGUÍSTICA. *CONSULTOR INTELIGÊNCIA EMOCIONAL APLICADA EM SALA DE AULA. *TÉCNICO EM LEITURA DINÂMICA ,MAPAS MENTAIS E APRENDIZAGEM ACELERADA. *FORMADO EM QUÍMICA / BIOLOGIA



  • Aqui você não precisa esperar o prazo de compensação do pagamento para começar a aprender. Inicie agora mesmo e pague depois.
  • O curso é todo feito pela Internet. Assim você pode acessar de qualquer lugar, 24 horas por dia, 7 dias por semana.
  • Se não gostar do curso você tem 7 dias para solicitar (através da pagina de contato) o cancelamento ou a devolução do valor investido.*
* Desde que tenha acessado a no máximo 50% do material.
  • MEDICINA CHINESA AURICULOTERAPIA

  • INTRODUÇÃO

    INTRODUÇÃO

    A aurículo-acupuntura segue os conceitos da filosofia energética da Medicina Tradicional Chinesa. No Nei Ching, o livro básico da acupuntura, escrito há mais de 5.000 anos atrás, há referências ao uso do pavilhão auricular na terapia, considerando-o como sendo um órgão isolado em que há conexões com todos os demais órgãos do corpo. No antigo Egito, em 2.500 a.C., usavam o pavilhão auricular para fins terapêuticos, inclusive aplicavam nas mulheres como recurso anticoncepcional natural. Em “O livros das Epidemias”, o célebre Hipócrates – o Pai da Medicina, relata que a punção nos vasos sangüíneos auriculares ajudariam no tratamento de processos inflamatórios, inclusive a punção em determinada veia do dorso do pavilhão auricular curaria a impotência.

  • Nos tempos modernos, o Dr. Paul Nogier, médico e acupunturista francês, retomou esta importante prática e foram descobertos novos pontos, um inclusive leva o seu nome. Destes estudos resultou a Auriculoterapia e a Aurículo Medicina, que baseia-se na ação sobre pontos de Complexo Neuro Vasculares (CNV).
    As correntes modernas seguem as teorias “científicas”, ou seja, afirmam que o efeito da auriculoterapia, ou estímulo reflexo-neural do pavilhão auricular, deve-se à proximidade deste do cérebro, que através de um reflexo cerebral produziria uma resposta curativa nos órgãos distantes. As pesquisas mais recentes, inclusive as que ganharam o crédito da comunidade científica como a Associação Médica Americana, reconhecendo a acupuntura como “científica”

  • (antes considerada como inexplicada oficialmente...), apontam para a existência de uma conexão cerebral no processo curativo da acupuntura. Na pesquisa descobriram que a punção de um ponto de acupuntura no pé (com ação nos olhos, já descoberta pelos chineses há milhares de anos) provocava uma reação na área cerebral correspondente aos olhos. Em sua obra “Introduction to Acupunture Anestesia” (1973), o Dr. Willian Lowe sugere que o pavilhão auricular possui várias inervações provenientes dos nervos trigêmeo, facial, vago e occipital, de tais inervações , por onde passam os pontos de auriculoterapia, o estímulo sensibilizaria uma região do cérebro, que por sua vez, está ligado ao resto do corpo pelo sistema nervoso central e periférico.

  • Particularmente, o presente método utiliza-se do estímulo provocado por um pequeno objeto esférico, no caso uma semente, ao invés de agulhas. Um outro recurso, também natural é a massagem no pavilhão auricular. Outras opções são o uso de esferas de ouro ou prata e magnetos (ímãs).
    Os procedimentos em auriculoterapia seguem a seguinte ordem: anamnese, inspeção, escolha dos pontos, assepsia e aplicação.

  • ANAMNESE:

    ANAMNESE:

     
    Consiste no preenchimento de uma ficha anamnética anotando-se os sintomas, exames, periodicidade, com o objetivo de coletar dados sobre o estado fisiopatalógico dos órgãos internos, para que se possa eleger os melhores pontos. Lembrando que para a Medicina Oriental não existem doenças, mas sim doentes.

  • AURÍCULO DIAGNÓSTICO

    AURÍCULO DIAGNÓSTICO

     
    É possível estabelecer um diagnóstico pela inspeção do pavilhão auricular.
    Em qualquer terapia , precisar um diagnóstico é de fundamental importância para os bons resultados.
    É importante salientar que a diagnose pela aurículo tem validade apenas para o correspondente tratamento e pode complementar a diagnose laboratorial e clínica.
    Geralmente, quando ocorre uma disfunção orgânica o ponto ou área auricular correspondente ao órgão apresentará alterações de coloração da pele ou sensibilidade, hiperestesia ou hipoestesia, ou seja, tornando-se espontaneamente doloroso ao leve toque ou anestesiado. Também ocorre alterações na condutibilidade elétrica, tornando-se possível detectar o ponto ou região em distúrbio com o uso de aparelhos eletrônicos apropriados.

  • Para testar a sensibilidade do ponto usa-se um objeto que tenha a ponta arredondada, com o qual pode-se pressionar o ponto sem machucá-lo. Caso o ponto esteja mais sensível que os demais ele apresenta-se com excesso de energia (jitsu) deve-se sedá-lo. Caso o ponto apresente-se hiposensível e após algum tempo comece a tornar-se sensível, ele está com deficiência de energia (kyô), então deve-se tonificá-lo.
    Algumas alterações na pigmentação podem indicar o estado do órgão correspondente:

  • Manchas avermelhadas ou eritema indicam excesso ou hiperfunção, inflamação ou infecção. Deve-se sedar, no caso usa-se a prata ou semente grande ou várias no local para dispersar o excesso energético.
    Manchas esbranquiçadas e pálidas indicam deficiência energética ou hipofunção do órgão, ou ainda um processo degenerativo, deve ser estimulado e tonificado, usa-se o ouro ou sementes menores.
    Ponto cinza escuro indica tumor.
    Descamação local pode indicar distúrbio ou má assimilação no órgão correspondente ou apenas uma dermatite.
    Protuberância sebácea esbranquiçada, pode indicar inflamação; sedar.

  • COMO ESCOLHER OS PONTOS DE AURÍCULO:

    COMO ESCOLHER OS PONTOS DE AURÍCULO:

     
    A escolha de qual pavilhão auricular devemos utilizar segue as seguintes regras :
    > Aconselha-se o uso do pavilhão oposto à lateralidade dominante surtirão melhores efeitos, ou seja se a pessoa for destra use o lado esquerdo. Contudo, o uso do pavilhão auricular alternadamente (a cada aplicação usar um lado e na seguinte o outro) ou bilateral proporcionará um efeito melhor ainda.
    >Em relação aos órgãos, vísceras, glândulas e região do corpo, aplica-se no pavilhão do mesmo lado do corpo (o fígado, vesícula biliar, o apêndice vermiforme, o cólon ascendente, enfim regiões e órgãos do hemisfério corporal direito aplica-se no pavilhão auricular direito, enquanto que o pâncreas, baço, coração e cólon descendente aplica-se no lado esquerdo).

  • >Órgãos duplos ou bilaterais como, os olhos, os ouvidos, os ovários, os testículos, os membros, os pulmões, devem ser tratados do mesmo lado onde houver o problema.
    >Os órgãos localizados no centro do corpo como, a coluna, o estômago, o útero, os genitais, devem ser tratados na aurículo da lateralidade dominante do paciente..
    >Nos pacientes acometidos de acidentes neurológicos, AVC ou derrame, o tratamento será feito no pavilhão oposto à seqüela. Ou no mesmo, vide hipotálamo.


Matricule-se agora mesmo Preenchendo os campos abaixo
R$ 136,98
Pagamento único
Processando... Processando...aguarde...

Desejo receber novidades e promoções no meu e-mail:


  • INTRODUÇÃO
  • ANAMNESE
  • AURÍCULO DIAGNÓSTICO
  • COMO ESCOLHER OS PONTOS DE AURÍCULO
  • ASSEPSIA E APLICAÇÃO
  • Medicina Tradicional Chinesa (MTC)
  • TEORIA DOS CINCO ELEMENTOS
  • Shiatsu
  • AURICULOTERAPIA
  • Indicações clínicas
  • Contra-indicações
  • Riscos da acupuntura
  • Limitações da acupuntura
  • Acupuntura em animais
  • Acupuntura Auricular e Auriculoterapia
  • ESQUEMA DA ORELHA
  • Oriente - MTC
  • Os três folhetos embrionários:
  • Fisiologia - MTC
  • SEMIOLOGIA DO SISTEMA AURICULAR
  • Técnicas e Materiais utilizados
  • Reações à Auriculoterapia
  • Contra-indicações
  • Diagnóstico
  • Inervação do Pavilhão Auricular
  • Distribuição dos Vasos Sanguíneos
  • FACE ANTERIOR DA ORELHA
  • FACE POSTERIOR D A ORELHA
  • Acupuntura Auricular
  • Auriculoterapia
  • Escola Chinesa - Lóbulo
  • Escola Chinesa - Antitragus
  • Escola Francesa - Pontos de Comando
  • Escola Francesa - Pontos Mestres
  • DORSO DA ORELHA
  • Esquemas de Tratamento
  • Bibliografia