Curso Online de Prótese Parcial Removível e Prótese Total - Resumo
1 estrelas 2 alunos avaliaram

Curso Online de Prótese Parcial Removível e Prótese Total - Resumo

Este curso apresenta o resumo de Prótese Parcial Removível e Prótese Total, com objetivo de orientar acadêmicos da área odontológica prot...

Continue lendo

Autor(a):

Carga horária: 5 horas

De: R$ 40,00 Por: R$ 27,00
(Pagamento único)

Mais de 100 alunos matriculados no curso.

Certificado digital Com certificado digital incluído

Este curso apresenta o resumo de Prótese Parcial Removível e Prótese Total, com objetivo de orientar acadêmicos da área odontológica protocolos clínicos, conceitos importantes, além de orientações relacionadas ao tema.

Graduação em Odontologia pela Universidade Anhanguera UNIDERP; Especialista em Odontopediatria pela Facsete.


- Jéssica Barboza De Melo Moreira

- Marcos Henrique Abib Slusarz

  • Aqui você não precisa esperar o prazo de compensação do pagamento para começar a aprender. Inicie agora mesmo e pague depois.
  • O curso é todo feito pela Internet. Assim você pode acessar de qualquer lugar, 24 horas por dia, 7 dias por semana.
  • Se não gostar do curso você tem 7 dias para solicitar (através da pagina de contato) o cancelamento ou a devolução do valor investido.*
  • Adquira certificado ou apostila impressos e receba em casa.**
* Desde que tenha acessado a no máximo 50% do material.
** Material opcional, vendido separadamente.
  • Prótese Parcial Removível e Prótese Total

    Prótese Parcial Removível e Prótese Total

    Resumo

  • Índice

    Índice

    Capa PPR – Resumo;
    1. Princípios Biomecânicos;
    2. Sistema de Suporte ou de Sustentação;
    2.1. Sistema de Suporte ou de Sustentação – Sentido vestíbulo-lingual;
    2.2. Sistema de Suporte ou de Sustentação – Sentido – ÂNTERO-POSTERIOR – Elbrecht;
    3. Elementos constituintes de uma PPR;
    4. Retentores – propriedade do aparelho de resistir às forças paralelas ao eixo ou plano de inserção e remoção.
    5. Delineador

    6. Determinação do eixo ou via de inserção do plano de inserção;
    7. Método de Roach ou de três pontos;
    8. Apoios e Descansos ou Nichos;
    9. Conectores;
    10. Planos guias;
    11. Eixo de Inserção e remoção;
    12. Planos guias;
    13. Braço de reciprocidade/oposição ou estabilizador vertical;
    14. Fulcro;
    15. Retentor físico ou malha de retenção
    16. Base/sela;
    17. Classificação funcional
    18. Classificação de Kennedy
    18.1. Modificações das Classificações de Kennedy

  • Índice

    Índice

    19.Sistema de Retenção e Estabilização – Grampos e/ou Encaixes;
    20. Estudo Particularizado dos Principais Grampos Circunferenciais e de Retenção de Barra;
    21. Grampos por ação de pontas.
    22. Barras ou conectores maiores;
    22.1. Superior;
    22.2. Inferior;
    23. Prótese Total
    24. Anatomia da Prótese Total;
    24.1. Anatomia da Maxila
    24.2. Reabsorção óssea alveolar da maxila e mandíbula
    24.3. Zonas de Suporte de Esforços Maxilar
    24.4. Músculos

    25. Sequência clínica;
    25.1. Moldagem Preliminar ;
    25.2. Moldagem Secundária ou Funcional;
    25.3. Moldeira Individual – fase laboratorial

    26. Plano de Orientação;
    27. Conceitos Importantes;

  • PPR

    PPR

    Resumo

  • 1. Princípios Biomecânicos

    1. Princípios Biomecânicos

    Retenção: é a resistência das forças que atuam sobre uma prótese no sentido cérvico-oclusal, durante a mastigação de alimentos pegajosos.

    Suporte: é a resistência às forças que atuam sobre uma prótese no sentido ocluso-cervical, durante a mastigação de alimentos duros.

    Estabilidade: é a resistência às forças que atuam sobre uma prótese no plano horizontal, decorrentes de contatos oclusais em planos inclinados.

  • 2. Sistema de Suporte ou de Sustentação

    2. Sistema de Suporte ou de Sustentação

    Dentes remanescentes:
    Análise qualitativa: Qualidade do dente para funcionar como suporte do aparelho parcial removível. Observar integridade ou hígidez, coroa, raiz, grau de inclinação, tecidos periodontais e análise quantitativa.
    Tecidos periodontais
    As fibras gengivodentais, transeptais e crestodentais formam o periodonto de proteção. As horizontais, oblíquas e apicais formam o periodonto de sustentação. As cargas são transmitidas ao tecido ósseo através do periodonto de sustentação.
    Fibromucosa
    Quanto maior o número de dentes faltantes em uma das extremidades do arco ou em ambas, maior deverá ser a participação da fibromucosa no trabalho de sustentação do aparelho.
    Tecido ósseo alveolar
    Compacta ou cortical – Camada de osso denso que inicialmente recobrem o processo alveolar e que se estende ao osso basal. Após a perda dos dentes, a compacta óssea da vertente lingual/palatina se une a correspondente vestibular, fechando-se ao nível da crista do rebordo, vindo a formar com a fibromucosa o rebordo residual.
    Esponjosa alveolar: Abaixo da compacta, após extrair o dente, o espaço alveolar, é preenchido no processo de cicatrização, por um osso esponjoso.

  • 2.1. Sistema de Suporte ou de Sustentação – Sentido vestíbulo-lingual

    2.1. Sistema de Suporte ou de Sustentação – Sentido vestíbulo-lingual

    Tecido ósseo alveolar – formas do rebordo residual:
    Normal: tem o formato de um triângulo equilátero, boa altura e boa largura da região principal de suporte. É a melhor forma de suporte.
    Alta: formato de triângulo isóscele, base é menor e o lado diferente. As regiões secundárias de suporte são bem desenvolvidas, porém, a região principal de suporte é estreita.
    Reabsorvida: Formato de triângulo isóscele, base é maior e lado diferente. Tanto a região principal de suporte como a secundária apresentam valor pobre de suporte.
    Estrangulada: a área de sua secção vestibulo-lingual não se presta para ser enquadrada em figuras geométricas. Tem área de maior amplitude junto à crista, com uma região subjacente retentiva, correspondendo a área de estrangulamento.
    Lâmina de faca: Semelhante a anterior. Trata-se do rebordo alveolar acentuadamente reabsorvido, apresentando na crista uma aresta viva que pode ser detectada facilmente com a palpação.

  • 2.2. Sistema de Suporte ou de Sustentação – Sentido – ÂNTERO-POSTERIOR - Elbrecht

    2.2. Sistema de Suporte ou de Sustentação – Sentido – ÂNTERO-POSTERIOR - Elbrecht

    Tecido ósseo alveolar – formas do rebordo residual:
    Horizontal: A linha que representa o perfil é considerada horizontal em relação a face distal do mesmo dente.
    Descendente-distal: é quando a linha desce para a distal, quando a referência é face distal do mesmo dente.
    Ascendente-distal: é quando a linha sobe para distal em relação ao mesmo referencial, ou seja, a face distal do dente imediatamente anterior ao espaço de extremidade livre.
    Descendente – ascendente ou côncava: é quando a linha inicialmente desce para distal e sobe depois.

  • 3.

  • 4. Retentores – propriedade do aparelho de resistir às forças paralelas ao eixo ou plano de inserção e remoção.

    4. Retentores – propriedade do aparelho de resistir às forças paralelas ao eixo ou plano de inserção e remoção.

    Retentores diretos: são localizados diretamente ao lado dos espaços desdentados. São usados para transmissão de forças aos dentes suportes.
    Retentores indiretos: localizados distantes dos espaços desdentados, usados para neutralizar os movimentos de rotação da prótese.

  • 5. Delineador

    5. Delineador

    Instrumento usado para determinar o paralelismo relativo de duas ou mais superfícies de dentes ou outras partes do modelo de uma arcada dentária.
    Partes constituintes:
    Delineador propriamente dito: plataforma ou base do aparelho, haste vertical fixa (flexível ou não), braço horizontal (fixo ou móvel), haste cursora ou haste vertical móvel, mandril.
    Porta-modelos ou mesa analisadora: base, suporte do modelo, junta universal, parafuso fixador da junta universal.
    Acessórios: dispositivo paralelizador, ponta analisadora ou bastão de análise, porta-grafite, calibradores de retenção e facas e cinzéis.


Matricule-se agora mesmo Preenchendo os campos abaixo
R$ 27,00
Pagamento único
Processando... Processando...aguarde...
Autorizo o recebimento de novidades e promoções no meu email.

  • Prótese Parcial Removível e Prótese Total
  • Índice
  • PPR
  • 1. Princípios Biomecânicos
  • 2. Sistema de Suporte ou de Sustentação
  • 2.1. Sistema de Suporte ou de Sustentação – Sentido vestíbulo-lingual
  • 2.2. Sistema de Suporte ou de Sustentação – Sentido – ÂNTERO-POSTERIOR - Elbrecht
  • 4. Retentores – propriedade do aparelho de resistir às forças paralelas ao eixo ou plano de inserção e remoção.
  • 5. Delineador
  • 6. Determinação do eixo ou via de inserção do plano de inserção
  • 8. Apoios e Descansos ou Nichos
  • 9. Conectores
  • 10. Planos-guias
  • 12. Planos-guias
  • 13. Braço de reciprocidade/oposição ou estabilizador vertical
  • 15. Retentor físico ou malha de retenção
  • 17. Classificação Funcional
  • 18. Classificação de Kennedy
  • 18.1. Modificações das Classificações de Kennedy
  • 19.Sistema de Retenção e Estabilização – Grampos e/ou Encaixes
  • 19. Sistema de Retenção e Estabilização – Grampos e/ou Encaixes
  • 20. Estudo Particularizado dos Principais Grampos Circunferenciais e de Retenção de Barra
  • 21. GRAMPOS POR AÇÃO DE PONTAS
  • 22. Barras ou Conectores Maiores
  • 22.1. Superior
  • 22.2. Inferior
  • Prótese Total
  • 23. Prótese Total
  • 24. Anatomia da Prótese Total
  • 24.1. Anatomia da Maxila
  • 24.2. Reabsorção óssea alveolar da maxila e mandíbula
  • 24.3. Zonas de Suporte de Esforços Maxilar
  • 24.4 Zonas de Suporte Mandibular
  • 24.4. Músculos
  • 25. Sequência Clínica
  • 25.1. Moldagem Preliminar
  • 25.2. Moldagem Secundária ou Funcional
  • 25.3. Moldeira Individual – fase laboratorial
  • 26. Plano de Orientação
  • 27. Conceitos Importantes
  • DVR