Curso Online de Imaginologia - Diagnóstico por Imagem
4 estrelas 8 alunos avaliaram

Curso Online de Imaginologia - Diagnóstico por Imagem

Nessos cursos buzzero,Proporciona aos alunos a oportunidade de ampliar seus conhecimentos nos principais seguimentos da área em diagnósti...

Continue lendo

Autor(a):

Carga horária: 30 horas

Por: R$ 29,90
(Pagamento único)

Certificado digital Com certificado digital incluído

Nessos cursos buzzero,Proporciona aos alunos a oportunidade de ampliar seus conhecimentos nos principais seguimentos da área em diagnóstico por imagem em saúde, visando o exercício competente e a qualificação da atividade profissional. Oferecer subsídios multidisciplinares, visão geral e a incorporação dos conhecimentos adquiridos com outras áreas correlatas.

Professor das Técnicas Radiológicas, Graduado em Radiodiagnóstico - Técnico e Tecnólogo em Radiologia, primeiros socorros,gestão e organização.


- André Adriano Simões Rafael

- Taiane De Oliveira Santos

- JÚnior Souza Silva

- Keillyson Rennaly Dutra

- Luis Gustavo Flora De Aguiar

- Maiara Souza Santos

- Danilo Sales Neves

- Eric Bispo Dos Santos

  • Aqui você não precisa esperar o prazo de compensação do pagamento para começar a aprender. Inicie agora mesmo e pague depois.
  • O curso é todo feito pela Internet. Assim você pode acessar de qualquer lugar, 24 horas por dia, 7 dias por semana.
  • Se não gostar do curso você tem 7 dias para solicitar (através da pagina de contato) o cancelamento ou a devolução do valor investido.*
* Desde que tenha acessado a no máximo 50% do material.
  • Imaginologia

  • Imaginologia

    Imaginologia

    Radiologia médica

  • Índice

    Índice

    Anatomia do crânio
    Imaginologia Cabeça e Pescoço
    Anatomia do Tórax
    Coluna Vertebral
    Sacro
    Cóccix
    Características Gerais
    Características Regionais
    Características Individuais

    Imaginologia do tórax
    Membro Superior
    Imaginologia dos membros superiores
    Membro Inferior
    Imaginologia dos membros inferiores

    Radiografia do abdome
    Atlas / RM de abdome
    Aorta abdominal
    Espondilodiscite em L4-L5 scanner de multidetectores.
    Fratura do côndilo occipital
    Espondilolistese
    Hérnia de disco lombar: aparição no CT.
    Disco intervertebral (normal e degeneração)
    Hemangioma vertebral agressivo

  • Sistema Esquelético

    Conceito de Sistema Esquelético:


    O sistema esquelético é composto de ossos e cartilagens.
    Conceito de Ossos: Ossos são órgãos esbranquiçados, muito duros, que unindos-se aos outros, por intermédio das junturas ou articulações constituem o esqueleto. É uma forma especializada de tecido conjuntivo cuja a principal característica é a mineralização (cálcio) de sua matriz óssea (fibras colágenas e proteoglicanas).
    O osso é um tecido vivo, complexo e dinâmico. Uma forma sólida de tecido conjuntivo, altamente especializado que forma a maior parte do esqueleto e é o principal tecido de apoio do corpo. O tecido ósseo participa de um contínuo processo de remodelamento dinâmico, produzindo osso novo e degradando osso velho.
    O osso é formado por vários tecidos diferentes: tecido ósseo, cartilaginoso, conjuntivo denso, epitelial, adiposo, nervoso e vários tecidos formadores de sangue.
    Quanto a irrigação do osso, temos os canais de Volkman e os canais de Havers. O tecido ósseo não apresenta vasos linfáticos, apenas o tecido periósteo tem drenagem linfática.

  • Canais de Havers são uma série de tubos em torno de estreitos canais formados por lamelas concêntricas de fibras colágenas. Esta região é denominada osso compacto ou diáfise. Vasos sangüíneos e células nervosas em todo o osso comunicam-se por osteócitos (que emitem expansões citoplasmáticas que põem em contato um osteócito com o outro) em lacunas (espaços dentro da matriz óssea densa que contêm células ósseas). Este arranjo original é propício ao depósito de sal mineral, o que dá resistência ao tecido ósseo. Deve-se ainda ressaltar que esse canais percorrem o osso no sentido longitudinal levando dentro de sua luz, vaso sanguíneos e nervos que são responsáveis pela nutrição do tecido ósseo. Ele faz que os vasos sanguinios passem pelo tecido osseo.

    Canais de Volkmann são canais microscópicas encontradas no osso compacto, são perpendiculares aos Canais de Havers, e são um dos componentes do sistema de Haversian. Os canais de Volkmann também podem transportar pequenas artérias em todo o osso. Os canais de Volkmann não apresentam lamelas concêntricas.

  • O interior da matriz óssea existem espaços chamados lacunas que contêm células ósseas chamadas osteócitos. Cada osteófito possui prolongamentos chamados canalículos, que se estendem a partir das lacunas e se unem aos canalículos das lacunas vizinhas, formando assim, uma rede de canalículos e lacunas em toda a massa de tecido mineralizado.
    Conceito de Cartilagem: É uma forma elástica de tecido conectivo semi-rígido - forma partes do esqueleto nas quais ocorre movimento. A cartilagem não possui suprimento sangüíneo próprio; conseqüentemente, suas células obtêm oxigênio e nutrientes por difusão de longo alcance.

  • Funções do Sistema Esquelético:
    - Sustentação do organismo (apoio para o corpo)
    - Proteção de estruturas vitais (coração, pulmões, cérebro)
    - Base mecânica para o movimento
    - Armazenamento de sais (cálcio, por exemplo)
    - Hematopoiética (suprimento contínuo de células sangüíneas novas)
    Número de Ossos do Corpo Humano:
    É clássico admitir o número de 206 ossos.

  • Divisão do Esqueleto:
    Esqueleto Axial - Composta pelos ossos da cabeça, pescoço e do tronco.
    Esqueleto Apendicular - Composta pelos membros superiores e inferiores.
    A união do esqueleto axial com o apendicular se faz por meio das cinturas escapular e pélvica.

  • Classificação dos Ossos:
    Os ossos são classificados de acordo com a sua forma em:
    Ossos Longos: Tem o comprimento maior que a largura e são constituídos por um corpo e duas extremidades. Eles são um pouco encurvados, o que lhes garante maior resistência. O osso um pouco encurvado absorve o estresse mecânico do peso do corpo em vários pontos, de tal forma que há melhor distribuição do mesmo. Os ossos longos tem suas diáfises formadas por tecido ósseo compacto e apresentam grande quantidade de tecido ósseo esponjoso em suas epífises. Exemplo: Fêmur.

  • Ossos Curtos: São parecidos com um cubo, tendo seus comprimentos praticamente iguais às suas larguras. Eles são compostos por osso esponjoso, exceto na superfície, onde há fina camada de tecido ósseo compacto. Exemplo: Ossos do Carpo.

  • Ossos Laminares (Planos): São ossos finos e compostos por duas lâminas paralelas de tecido ósseo compacto, com camada de osso esponjoso entre elas. Os ossos planos garantem considerável proteção e geram grandes áreas para inserção de músculos. Exemplos: Frontal e Parietal.


Matricule-se agora mesmo Preenchendo os campos abaixo
R$ 29,90
Pagamento único
Processando... Processando...aguarde...

Desejo receber novidades e promoções no meu e-mail:


  • Imaginologia
  • Índice
  • crânio
  • Neurocrânio
  • Osso Frontal
  • Vista Anterior do Crânio
  • Esqueleto da face
  • Tomografia axial computadorizada/computadorizada (TAC) de crânio
  • Coluna Vertebral
  • Sacro
  • Cóccix
  • Características Gerais
  • Características Regionais
  • Características Individuais
  • Imaginologia do tórax
  • Membro Superior
  • Clavícula
  • Escápula
  • Úmero
  • Rádio
  • Ulna
  • Ossos da Mão
  • Imaginologia dos membros superiores
  • Membro Inferior
  • Ilíaco
  • Fêmur
  • Patela
  • Fíbula
  • Tíbia
  • Ossos do Pé
  • Imaginologia dos membros inferiores
  • Radiografia do abdômen
  • Atlas / RM de abdome
  • Aorta abdominal
  • Espondilodiscite em L4-L5 scanner de multidetectores.
  • Fratura do côndilo occipital
  • Espondilolistese
  • Hérnia de disco lombar: aparição no CT.
  • Disco intervertebral (normal e degeneração)
  • Hemangioma vertebral agressivo
  • Fim obrigado