Curso Online de Horta Ecológica Caseira

Curso Online de Horta Ecológica Caseira

Conteúdo do curso: - Benefícios pessoais e sociais da agricultura urbana: cultivando jardins comestíveis. - Conceitos e técnicas para o...

Continue lendo

Autor(a):

Carga horária: 5 horas

De: R$ 60,00 Por: R$ 40,00
(Pagamento único)

Mais de 0 alunos matriculados no curso.

Certificado digital Com certificado digital incluído

Conteúdo do curso:
- Benefícios pessoais e sociais da agricultura urbana: cultivando jardins comestíveis.
- Conceitos e técnicas para o cultivo de uma horta ecológica:
• Ecologia: conceitos básicos como luminosidade, temperatura, umidade, e solo em ambientes domésticos.
• Biodiversidade: Plantas convencionais e não convencionais (PANCS)
• Técnicas de plantio e manutenção: formas de propagação, consórcio agroecológico, ciclos da lua, montagem de canteiros, rega.
• Saúde da planta: sintomas e correção, principais pragas, bioinseticidas e biofertilizantes.
• Compostagem: ciclagem dos resíduos orgânicos.
Atividades práticas:
• Observação e planejamento: exercício de design da sua horta.
• Receitas de biofertilizantes e bioinseticidas.

Permacultora



  • Aqui você não precisa esperar o prazo de compensação do pagamento para começar a aprender. Inicie agora mesmo e pague depois.
  • O curso é todo feito pela Internet. Assim você pode acessar de qualquer lugar, 24 horas por dia, 7 dias por semana.
  • Se não gostar do curso você tem 7 dias para solicitar (através da pagina de contato) o cancelamento ou a devolução do valor investido.*
  • Adquira certificado ou apostila impressos e receba em casa. Os certificados são impressos em papel de gramatura diferente e com marca d'água.**
* Desde que tenha acessado a no máximo 50% do material.
** Material opcional, vendido separadamente.

Modelo de certificados (imagem ilustrativa):

Frente do certificado Frente
Verso do certificado Verso
  • Curso de Horta Ecológica Caseira

    Curso de Horta Ecológica Caseira

  • O paradigma do gramado

    O paradigma do gramado


  • Até o final do século XX o ideal de uma casa com área externa era ter um gramado. O paradigma do gramado tem suas raízes na realeza britânica e se espalhou por todo mundo representando status. Uma área externa - quintal ou jardim - não produtivo, talvez apenas com alguns arbustos de função paisagística representam a natureza e o terreno sob controle, sem qualquer outra função ou objetivo além de saudar a riqueza e o poder.

    Em uma análise feita através de uma perspectiva histórica podemos perceber que desde a Idade Média trabalhar com a terra e produzir alimentos foi uma atividade pouco valorizada. Com o passar dos séculos a maior parte da sociedade foi se distanciando da prática agrícola e por consequência desse conhecimento. Deixamos nossa alimentação nas mãos de outras pessoas, nos limitando a pagar pelo que nos fosse oferecido.

  • x

  • Assim, aos poucos a agricultura foi se tornando uma atividade industrial. Em larga escala, com o uso de produtos químicos, forçando as culturas a produzirem fora dos seus ciclos naturais, e garantindo também o acesso a produtos que não são locais. Frutas e verduras viajam a distância de países para atender ao mercado consumidor. Um exemplo da industrialização dos produtos agrícolas é a oferta de frutas e verduras embaladas, fracionadas, com prazo de validade.

    Esse tipo de agricultura feita em larga escala com o uso de produtos químicos em grandes quantidades é chamada de agricultura convencional e surgiu no final da segunda guerra mundial, quando a indústria de produtos químicos que serviram como armas de guerras foi reformulada e direcionou seus produtos para o campo. Esse processo de mecanização e de inserção de produtos químicos na agricultura é chamado de Revolução Verde.

  • A promessa da Revolução Verde foi a de que seríamos capazes de produzir uma quantidade maior de alimentos através do uso de fertilizantes químicos. Hoje já é possível afirmar através de dados científicos que a agricultura convencional não é sustentável, trazendo graves danos ao solo e aos recursos hídricos além de danos à saúde dos que consomem alimentos produzidos através do uso de agrotóxicos.

    Em sentido contrário a esse processo industrial da agricultura vem crescendo o resgate do conhecimento sobre a produção alimentícia. O seu interesse por esse curso é um exemplo disso. Por diversas razões associadas à questões de saúde, à valorização dos alimentos orgânicos e ao desenvolvimento da consciência ambiental, é cada vez maior o número de pessoas interessadas em aprender sobre a terra, o cultivo de alimentos e as propriedades medicinais e nutritivas das plantas.

  • O (novo ) paradigma dos Jardins comestíveis

    O (novo ) paradigma dos Jardins comestíveis

  • O novo paradigma que está sendo criado através da prática da agricultura urbana renega o gramado como símbolo de status e assume a importância de termos jardins comestíveis. O conceito de jardim comestível é utilizado na Permacultura e é equivalente a outros conceitos como paisagismo funcional. A ideia aqui é associar a produção de alimentos ao embelezamento do espaço, investindo na variedade de espécies utilizadas, aproveitando o espaço da melhor forma possível, contribuindo positivamente com os processos naturais.

  • A agricultura urbana por definição é praticada na cidade, sendo geralmente feita em pequenas áreas com objetivo de produção para o consumo próprio. É praticada principalmente em quintais, terraços, pátios ou hortas comunitárias.

    O exemplo mais significativo associado a agricultura urbana é Cuba. Quando foi decretado o embargo dos EUA à Cuba deixaram de chegar na ilha os insumos agrícolas e peças para manutenção dos tratores e outras máquinas usadas na agricultura em larga escala. Até mesmo o combustível para levar a produção do campo para as cidades começou a faltar. Assim, com o apoio do governo, os cubanos começaram um processo de resgate da cultura agrícola e trouxeram a produção de alimentos para dentro das cidades, sendo capazes de garantir a sua soberania alimentar.

  • O desenvolvimento da agricultura urbana em Cuba foi apoiado pelo conhecimento técnico de permacultores e agroecologistas. Os conceitos, técnicas e práticas da Agroecologia e da Permacultura vem se firmando como a base do desenvolvimento da agricultura urbana em todo o mundo, pois esses movimentos - que estão inter relacionados - focam a sustentabilidade da produção agrícola através do cultivo orgânico e em pequena escala, valorizando a agricultura familiar e a produção local de alimentos.

    Ambos também defendem uma visão de mundo holística – integral –por isso ao analisarmos o movimento de hortas urbanas é possível perceber que a ideia não é só plantar seu próprio alimento, mas também contribuir com a melhoria da qualidade de vida nas cidades, com o resgate dos ideais comunitários, com a aproximação das pessoas, criar novas áreas verdes e de lazer, praticar uma economia criativa e solidária.

  • Eu que preparei esse curso e você que está lendo essas palavras estamos juntos construindo um novo paradigma, estamos ampliando nossos horizontes e percebendo que saber produzir seu próprio alimento é ter autonomia, é ter poder de escolha, é se reconectar com um conhecimento ancestral e com a natureza também. Quando começamos a nos dedicar à terra e as plantas começamos a realmente entender que existe uma conexão entre tudo o que está vivo, percebemos o papel ativo que temos no equilíbrio desse sistema.

    É claro que existem muitas informações científicas e acadêmicas sobre a produção de alimentos, mas o verdadeiro conhecimento virá através da prática, lidando com a terra. Muitos questionamentos e muitas respostas virão no dia a dia, na observação do que está acontecendo nos canteiros ou nos vasos que vocês plantarem, na sua relação pessoal e intima com as plantas. Isso é o que chamamos de agricultura intuitiva e faz parte desse novo paradigma que já não prioriza os gramados


Matricule-se agora mesmo Preenchendo os campos abaixo
R$ 40,00
Pagamento único
Processando... Processando...aguarde...
Autorizo o recebimento de novidades e promoções no meu email.

  • Curso de Horta Ecológica Caseira
  • O paradigma do gramado
  • O (novo ) paradigma dos Jardins comestíveis
  • (Agro)Ecologia urbana
  • Design permacultural conexão entre os elementos
  • Prática de planejamento Faça um desenho da sua horta, considerando os pontos abaixo