Curso Online de Anemia Infecciosa Equina
5 estrelas 2 alunos avaliaram

Curso Online de Anemia Infecciosa Equina

Este curso aborda a Anemia Infecciosa Equina, considerada a AIDS dos equinos.

Continue lendo

Autor(a):

Carga horária: 4 horas

De: R$ 40,00 Por: R$ 23,00
(Pagamento único)

Mais de 40 alunos matriculados no curso.

Certificado digital Com certificado digital incluído

Este curso aborda a Anemia Infecciosa Equina, considerada a AIDS dos equinos.

Técnico agrícola, agrônomos e médicos veterinários.


- Ramon Luis Dos Santos Silva

- Samara Peleja De Oliveira

  • Aqui você não precisa esperar o prazo de compensação do pagamento para começar a aprender. Inicie agora mesmo e pague depois.
  • O curso é todo feito pela Internet. Assim você pode acessar de qualquer lugar, 24 horas por dia, 7 dias por semana.
  • Se não gostar do curso você tem 7 dias para solicitar (através da pagina de contato) o cancelamento ou a devolução do valor investido.*
  • Adquira certificado ou apostila impressos e receba em casa.**
* Desde que tenha acessado a no máximo 50% do material.
** Material opcional, vendido separadamente.
  • Anemia Infecciosa Equina

    Anemia Infecciosa Equina

  • Definição

    Definição

    A Anemia Infecciosa Equina (AIE)  é uma doença infecto-contagiosa que acomete somente animais da família equídea (equinos, muares e asininos), é causada por um lentivírus pode evoluir de forma aguda ou, mais comumente, crônica, onde ocorre destruição maciça de hemácias, causando grandes perdas econômicas.
    Está distribuída por todo o mundo, sob várias formmas clínicas, com maior prevalência em áreas geográficas de clima quente, zonas úmidas muito florestadas, terrenos baixos e mal drenados.
    Não tem tratamento nem vacina, portanto o seu controle é feito pelo isolamento e sacrifício ou segregação dos animais soropositivos.
    Não é uma zoonose.

  • Animal Saudável

    Animal Saudável

  • Importância Econômica

    Importância Econômica

    É uma doença de grande importância na equideocultura brasileira, por fatores como:
    Não apresentar tratamento;
    Sua principal forma de controle é a eliminação de animais infectados.

  • Sinônimos

    Sinônimos

    Febre dos pântanos;
    AIDS dos Equinos.

  • Etiologia

    Etiologia

    A anemia infecciosa equina (AIE) é causada por um RNA vírus do Gênero Lentivirus, da Família Retrovirus, está relacionado ao vírus da imunodeficiência humana, bovina e felina.

  • Retrovírus

    Retrovírus

    São os vírus que pertencem à família Retroviridae, cujos componentes têm uma forma de multiplicação característica no interior das células hospedeiras.
    Seu código genético é constituído pelo ácido nucléico RNA, mas, diferentemente de outros vírus com RNA, quando os retrovírus se multiplicam no interior das células o fazem como genomas de DNA.

  • Características do Retrovírus

    Características do Retrovírus

    Genoma: consiste de um dímero / 2 fitas, RNA fita simples.
    É bastante resistente, sobrevivendo por 30 a 60 minutos quando exposto à luz solar e é inativado quando submetido a 56°C por 60 minutos.
    Resistência do vírus:
    Resistente a 56° C por 60 minutos.
    Sensível ao éter.
    Morfologia:
    Partículas virais que tem considerável pleomorfismo.
    Diâmetro entre 50 e 200 nm e envelope de 7 a 9 nm de espessura.
    Mutação antigênica logo após infecção:
    Formação de novas variantes antigenicamente diferentes entre si, impossibilitando qualquer tratamento ou vacinação.

  • Incubação do Retrovírus

    Incubação do Retrovírus

    Multiplicação intracelular:
    O retrovírus multiplica-se em células retículo-endoteliais aproximadamente 5 dias após a infecção, o vírus é encontrado na circulação.
    Período de incubação é variável
    Vai de 3 a 70 dias, em média é de 15 a 20 dias.

  • Epidemiologia da AIE

    Epidemiologia da AIE

    No Brasil, o problema ainda continua atingindo proporções preocupantes no Pantanal do Mato Grosso e na Ilha de Marajó devido, obviamente, às características geoclimáticas dessas regiões.
    A doença acomete somente membros da família dos equídeos, o animal infectado é o único reservatório da doença.
    Todas as raças e idades são suscetíveis porém, animais em condições de subnutrição, com infecções parasitárias e debilitados apresentam maior predisposição.
    Estima-se que na região do Pantanal a prevalência chega a 40%.

  • Formas de Transmissão da AIE

    Formas de Transmissão da AIE

    São comprovadas:
    Vetores hematófagos
    Transmissões congênitas: via placentária,
    Transmissões pelo leite: aleitamento,
    Transmissões pelo Sêmen: acasalamento
    Transmissões pelo soro-imune.
    Portas de entradas do vírus:
    Mucosas nasal e oral, intactas ou feridas.
    Fômites;
    Arreios;
    Uso de material cirúrgico sem assepsia, também aumenta a probabilidade da disseminação da doença.


Matricule-se agora mesmo Preenchendo os campos abaixo
R$ 23,00
Pagamento único
Processando... Processando...aguarde...

Desejo receber novidades e promoções no meu e-mail:


  • Anemia Infecciosa Equina
  • Definição
  • Animal Saudável
  • Importância Econômica
  • Sinônimos
  • Etiologia
  • Retrovírus
  • Características do Retrovírus
  • Incubação do Retrovírus
  • Epidemiologia da AIE
  • Formas de Transmissão da AIE
  • Transmissão da AIE - Vetores
  • Patogenia da AIE
  • Sinais Clínicos da AIE
  • Diagnóstico da AIE – Coleta e Remessa da Amostra
  • Tratamento e Controle da AIE
  • Prognóstico
  • Lesões Post Mortem
  • Programa Nacional de Sanidade Equina
  • Cuidados para os Criadores
  • "A nossa missão é conservar e estudar a vida dos animais em vez de inventar novos meios para a destruir"