Curso Online de Monitoramento de Efluentes Gasosos

Curso Online de Monitoramento de Efluentes Gasosos

Entenda o tema sobre efluentes gasosos e os tipos de resíduos gasosos lançados na atmosfera, você verá os tipos de efluentes, suas caract...

Continue lendo

Autor(a):

Carga horária: 5 horas

De: R$ 40,00 Por: R$ 23,00
(Pagamento único)

Mais de 10 alunos matriculados no curso.

Certificado digital Com certificado digital incluído

Entenda o tema sobre efluentes gasosos e os tipos de resíduos gasosos lançados na atmosfera, você verá os tipos de efluentes, suas características e muito mais.
Indicado para profissionais e estudantes de maio ambiente, segurança do trabalho, Qualidade e demais áreas de interesse.

Estude aqui na MIP CURSOS, cursos on line de Segurança do Trabalho, Meio Ambiente, Medicina do Trabalho, Ergonomia, Primeiros Socorros, Prevenção e Combate a Incêndios, Prevenção de Acidentes e vários outros temas atuais, baseados em Normas Regulamentadoras, legilações e procedimentos. Conheça os desafios enfrentados no dia-a-dia e perceba que a qualificação é essencial para o perfeito funcionamento de uma grande, media ou pequena empresa. Entenda como os profissionais atualizados, qualificados e capacitados são importantes para as operações dentro de diversos estabelecimentos Industriais e Comerciais. Estude a distância e aprenda conosco. Matricule-se e comece a aplicar coisas simples na sua empresa, evitando acidentes e garantindo o bem estar dos funcionários. CORPO DOCENTE: Engenheiro de Segurança do Trabalho, Engenheiro Ambiental, Engº Mecânico, Engº Produção, Fisioterapeuta do Trabalho, Gestor Ambiental, Técnico Segurança do Trabalho, técnico em Enfermagem do Trabalho, Bombeiro Civil.



  • Aqui você não precisa esperar o prazo de compensação do pagamento para começar a aprender. Inicie agora mesmo e pague depois.
  • O curso é todo feito pela Internet. Assim você pode acessar de qualquer lugar, 24 horas por dia, 7 dias por semana.
  • Se não gostar do curso você tem 7 dias para solicitar (através da pagina de contato) o cancelamento ou a devolução do valor investido.*
  • Adquira certificado ou apostila impressos e receba em casa.**
* Desde que tenha acessado a no máximo 50% do material.
** Material opcional, vendido separadamente.
  • MONITORAMENTO DE EFLUENTES GASOSOS

    Avaliação de Tecnologia do Ar, Ruído e Vibrações
    Diretoria de Engenharia, Tecnologia e Qualidade Ambiental

  • POPs MONITORAMENTO DE EFLUENTES GASOSOS

    POPs MONITORAMENTO DE EFLUENTES GASOSOS

  • Efluentes são geralmente produtos líquidos ou gasosos produzidos por indústrias ou resultante dos esgotos domésticos urbanos, que são lançados no meio ambiente. Podem ser tratados ou não tratados.
    Cabe aos órgãos ambientais a determinação e a fiscalização dos parâmetros e limites de emissão de efluentes industriais, agrícolas e domésticos. Para isso, é necessária a implantação de um sistema de monitoramento confiável.

    As exigências da legislação ambiental levaram as empresas a buscar soluções para tornar seus processos mais eficazes.
    É cada vez mais frequente o uso de sistemas de tratamento de efluentes visando a reutilização de insumos (água, óleo, metais, etc), minimizando o descarte para o meio ambiente.
    Existem basicamente duas categorias de efluentes líquidos: sanitários ou domésticos e industriais.

  • A emissão de efluentes líquidos, no ambiente, foi regulamentada pelo Protocolo de Anápolis da mesma forma que a emissão de gases foi regulamentada pelo Protocolo de Kyoto.

    O lançamento de efluentes, num corpo d' água, pode ser efetuado por um emissário submarino ou sub-fluvial.
    O seu funcionamento é extremamente simples e eficiente no tratamento dos esgotos.
    Geralmente é precedido por um interceptor de esgotos e por um emissário terrestre.

  • O primeiro emissário do mundo foi construído em 1910 em Santa Mônica, na Califórnia.O maior emissário do mundo foi construído em Boston - U.S.A

    No Brasil, existem algumas dezenas de emissários submarinos e sub-fluviais, entre os quais os de Ipanema, Barra da Tijuca e Rio das Ostras, no Estado do Rio de Janeiro, o de Fortaleza e os dois de Maceió em Alagoas, Aracaju, Salvador, Vitória, Guarujá, Santos, São Vicente e Praia Grande (SP). Saturnino de Brito Filho, em 1972, junto com o engenheiro sanitarista Jorge Paes Rios, projetaram e construíram o primeiro emissário sub-fluvial do Brasil em Manaus,no Estado do Amazonas, e o segundo em Belém, no Estado do Pará.

    Para o cálculo da diluição, da dispersão e do decaimento bacteriano químico ou térmico são utilizados, normalmente modelos matemáticos e, eventualmente, em lançamentos de efluentes industriais, com grandes vazões, como o de uma Usina Nuclear também modelos físicos.

  • Efluentes gasosos

    Chaminés industriais são os maiores emissores deste tipo.
    Seus níveis de emissão foram determinados pelo famoso “Protocolo de Kioto“.
    Os efluentes gasosos são liberados em maiores quantidades em áreas urbanas industriais devido à ação, principalmente, da indústria e da liberação de gases pelos veículos automotores.

  • POPs TIPO DE FONTES

    POPs TIPO DE FONTES

    Incineradores de Resíduos Perigosos industriais
    Incineradores de Resíduos de Serviços de Saúde
    Co-processamento de Resíduos em Fornos de Cimento
    Caldeiras e fornos destinados a queima de resíduos industriais
    Equipamentos de controle de poluição do ar instalados em áreas em processos de descontaminação
    Sistema de Descontaminação de Carcaça de Transformadores
    Fabricação de Negro de Fumo

  • TESTE DE QUEIMA

    TESTE DE QUEIMA

    Queima experimental antes do incinerador entrar em operação normal ou antes de se incinerar um resíduo não especificado na licença e onde se verifica o atendimento aos padrões de desempenho estabelecido

  • Pontos de Avaliação de POPs durante um Teste de Queima

    Pontos de Avaliação de POPs durante um Teste de Queima

    Efluentes gasosos
    Cinzas e escórias - em função das características do resíduo e dos equipamentos de processo
    Efluente líquidos e lodo dos equipamentos de controle de poluição do ar

  • Metodologia para amostragem de efluentes gasosos

    Metodologia para amostragem de efluentes gasosos

    Dioxinas e Furanos: USEPA 23
    Compostos Orgânicos Semi-Voláteis: CETESB L9.232
    Compostos Orgânicos Voláteis: USEPA 30
    Hidrocarbonetos Totais: USEPA 18 e/ou 25A

  • Número de fontes com acompanhamento de amostragem de chaminé

    Fonte: Cetesb - Relatório Anual do Setor de Avaliação de Tecnologia do Ar, Ruído e Vibrações

    Número de fontes com acompanhamento de amostragem de chaminé


Matricule-se agora mesmo Preenchendo os campos abaixo
R$ 23,00
Pagamento único
Processando... Processando...aguarde...

Desejo receber novidades e promoções no meu e-mail:


  • POPs MONITORAMENTO DE EFLUENTES GASOSOS
  • POPs TIPO DE FONTES
  • TESTE DE QUEIMA
  • Pontos de Avaliação de POPs durante um Teste de Queima
  • Metodologia para amostragem de efluentes gasosos
  • Número de fontes com acompanhamento de amostragem de chaminé
  • Monitoramento das Emissões Gasosas por tipo de Fonte (2000 a 2004)
  • INCINERADORES DE RESÍDUOS INDUSTRIAIS
  • Legislação - Dioxinas e Furanos
  • Incineradores Cativos Resultados de Dioxinas e Furanos
  • INCINERADORES DE RESÍDUOS DE SERVIÇOS DE SAÚDE
  • Legislação - Dioxinas e Furanos
  • Co-processamento de resíduos em fornos de cimento
  • Caldeiras e fornos destinados a queima de resíduos industriais perigosos
  • Equipamentos de controle de poluição do ar instalados em áreas em processos de descontaminação
  • Tratamento Térmico
  • Sistema de Descontaminação de Transformadores por processo de lavagem com solventes
  • Sistema de Descontaminação de Transformadores por processo de lavagem com solventes
  • Resultados de Amostragem em Chaminé
  • Fabricação de Negro de Fumo
  • Resultado de Benzo-a-pireno fabricação de Negro de Fumo
  • Microondas
  • Autoclave
  • MONITORAMENTO DE POPs LABORATÓRIO DE QUÍMICA ORGÂNICA
  • MONITORAMENTO GLOBAL DE POPs
  • ÁGUA:Subterrânea, superficial, residuária e potável
  • MONITORAMENTO GLOBAL DE POPs
  • CONTROLE DE QUALIDADE ANALÍTICA
  • RESOLUÇÃO CONAMA 20 - ÁGUAS 1986 e 2004