Curso Online de Capacitação Para Operadores de Mini Grua

Curso Online de Capacitação Para Operadores de Mini Grua

Curso para operadores de Mini Grua e profissionais que queiram atuar nas atividades de movimentação de cargas.

Continue lendo

Autor(a):

Carga horária: 8 horas


Por: R$ 59,90
(Pagamento único)

Mais de 10 alunos matriculados no curso.

Certificado digital Com certificado digital incluído

Curso para operadores de Mini Grua e profissionais que queiram atuar nas atividades de movimentação de cargas.

Paulo Roberto Rodrigues de Assis E-mail: paulogestorambiental@gmail.com. Técnico em Segurança do Trabalho, Formação em Meio ambiente, teologia e ciências da Religião, Escritor filosofia e Pisicologia, Atuando a mais de 10 anos na área de segurança de saúde no trabalho.



  • Aqui você não precisa esperar o prazo de compensação do pagamento para começar a aprender. Inicie agora mesmo e pague depois.
  • O curso é todo feito pela Internet. Assim você pode acessar de qualquer lugar, 24 horas por dia, 7 dias por semana.
  • Se não gostar do curso você tem 7 dias para solicitar (através da pagina de contato) o cancelamento ou a devolução do valor investido.*
  • Adquira certificado ou apostila impressos e receba em casa. Os certificados são impressos em papel de gramatura diferente e com marca d'água.**
* Desde que tenha acessado a no máximo 50% do material.
** Material opcional, vendido separadamente.

Modelo de certificados (imagem ilustrativa):

Frente do certificado Frente
Verso do certificado Verso
  • QUALIFICAÇÃO PARA OPERADOR DE MINI-GRUA

  • DISPOSITIVOS DE COMANDO DA MINIGRUA

    Os dispositivos de comando da Minigrua podem ser:
    Botoeira
    Manipulador
    Rádio comando industrial

    SELECIONANDO O MODO DE FUNCIONAMENTO

    É proibido manobrar a minigrua de dois postos de comando para qual não são instalados comutadores

    PARADA DE MOVIMENTO E PARADA DE EMERGÊNCIA

    a) A minigrua terá seu movimento interrompido, soltando o botão da botoeira ou do manipulador. O tempo de parada do movimento é igual a um tempo normal de trabalho.

    b) Todos os movimentos da minigrua serão interrompidos ao apertar o botão “PARADA”. O tempo de parada deste simples movimento é quase instantâneo (salvo oscilações de eventuais deslizamentos devido ao uso de freios).

    c) Todos os movimentos da minigrua pararão acionando o “Interruptor Geral”. O tempo de parada é considerado instantâneo (salvo oscilações de eventuais deslizamentos devido ao uso de freios).

  • Características das Cargas Admissíveis

    Carga unitária dotada de ponto de engate deve ser corretamente amarrada.
    Carga deve ser depositada em recipiente idôneo.
    Proibido Cargas perigosas. (explosivos, etc.)
    Carga que tenha uma superfície máxima exposta ao vento para a carga e seu acessório não superior a:

    0,6 m2 Para pesos até 400 Kg. 1,0 m2 Para pesos até 500 Kg.

    Acessórios de levantamento permitidos e não permitidos

    Atenção: se deve fazer uso somente de acessórios com indicação de peso.
    São permitidos acessórios de levantamento que se interponham simplesmente de maneira passiva entre o gancho e a carga.
    Ex. (correntes, correias, balancim)

  • Não são admissíveis acessórios que possam provocar sobrecarga anormal e sobrecarga excessiva, o que limita a livre movimentação.
    É vetado o uso de acessórios que permite a descarga imediata da carga.

  • O peso dos acessórios deve ser subtraído do valor da carga para determinar a carga útil de levantamento.
    Minigrua fora do serviço

    Antes de deixar a Minigrua fora do serviço no canteiro é obrigatório desbloquear a rotação da lança com o gancho no alto.
    É necessário retirar a corrente elétrica de alimentação: 1 - Acionar o botão de parada da botoeira
    2-Posicionar o interruptor do quadro elétrico
    3- Tirar a energia elétrica da chave geral do quadro elétrico

  • INFORMAÇÕES SOBRE RISCOSINFORMAÇÕES SOBRE RISCOS

    A instalação e a presença da Minigrua no canteiro de obras comporta perigos que, mesmo que o equipamento tenha dispositivos de segurança e técnicas de proteções que minimizem o risco, não o fazem totalmente.

    a) Perigo derivado de carga suspensa

    É necessário sobre a área de operação da minigrua:

    Expor em posição bem visível o aviso “Atenção carga suspensa”

    Demarcar a área de deslocamento da carga.

    Corrigir a fixação da carga e não encher o recipiente até o seu limite de capacidade. Respeitar a prescrição do presente manual.

    b) Perigo derivado de uma visibilidade imperfeita da trajetória da carga na área sobre a qual opera a minigrua.

    É necessário, a fim de escolher uma trajetória livre de obstáculos e longe da área ocupada por pessoas; que os sinais de enganchar, levantamento, manobra, pouso e desengancho,
    sejam feitos segundo códigos preestabelecidos e que todos conheçam.

  • c) Perigo derivado do abandono de peças na minigrua.

    É necessário fazer as inspeções na minigrua em intervalos regulares e colocar uma placa ao redor do acesso à minigrua, indicando a proibição do abandono de peças na minigrua.

    d) Perigo derivado de eletricidade estática.

    Quando a minigrua estiver instalada na vizinhança da estação de transmissão poderá manifestar um acúmulo de eletricidade estática que não poderá ser descarregada através de um dispositivo elétrico. A consequência é a possível manifestação de perigo de uma descarga elétrica no momento em que o operador toque no gancho ou na carga presa.

    O auxiliar deve observar as seguintes medidas:

    Informar o pessoal do perigo.
    Usar acessórios de levantamento isolantes.
    Cada operador deve usar luvas e sapatos isolantes.
    O gancho e eventualmente a carga suspensa com meio não isolante deve ser colocada no chão antes do auxiliar possa tocar.

  • TREINAMENTO DO PESSOAL

    O presente capítulo especifica o grau de informação das pessoas responsáveis pela minigrua, subdividindo-se em três categorias principais.
    a ) Instalador
    b) Mecânico de manutenção
    c) Operador de minigrua

    Não serão treinados, bem como qualificados terceiros para atuarem nas posições a) e b) onde estas operações são reservadas à pessoas altamente especializadas e que façam parte do serviço autorizado.

    OPERADOR DE MINIGRUA

    Todo operador deve ter pelo menos 18 anos de idade e deve estar apto a trabalhar, conforme atestado médico. (levar em considerações os seguintes aspectos: vista, audição, falta de vertigem, ausência de distúrbios mentais, ausência de alcoolismo, equilíbrio mental e senso de responsabilidade) (exame psicotécnico)

    Todo o operador deve ser capaz de entender e compreender o conteúdo das instruções contidas neste manual e na placa do equipamento.
    Todo o operador deve ter uma preparação prática e teórica que seja ministrada por órgãos reconhecidos
    Cada operador deve preventivamente estudar o presente manual.

  • IMPORTANTE

    Para um profundo conhecimento e correta utilização do equipamento, é indispensável utilizar o presente manual para adiantar a preparação do mesmo.

    Aterramento

    Proceder aterramento conforme norma utilizada.

    INSTRUÇÕES PARA USO E MOVIMENTO

    Esta instrução é importante para a perfeita eficiência da minigrua. É fundamental que todas as normas em vigência no país sejam rigorosamente respeitadas e integradas ao manual

    Toda a operação da minigrua deverá ser efetuada por um operador isento de contra indicação física e que possua condições e conhecimento técnicos necessários. É indispensável que o operador tenha o perfeito conhecimento das instruções contidas neste manual.

  • NORMA GERAL DE COMPORTAMENTO

    a) No canteiro de obra, o operador é responsável pelo sua própria segurança e daquelas pessoas que possam estar sobre o efeito da sua ação, por isso, no uso do equipamento ele deve manter um comportamento ativo e cuidadoso, de prudência e de atenção, devendo, observar todas as normas de segurança contidas no manual, bem como observar todas as sinalizações que envolvam a operação do equipamento.
    b) O operador deve ter sempre em vista o diagrama de carga ao qual deve atender rigorosamente.

    c) Do próprio posto de trabalho, o operador, deve sempre poder ver diretamente a via de curso, toda a minigrua, a carga e o ponto de carga e descarga.
    Quando for necessária, as manobras da carga ou descarga em condições imperfeitas de visibilidade, uma pessoa deve ser encarregada de transmitir as ordens ao operador através de sinalização acústica e ótica.

    d) Nunca levantar uma carga que não seja fixada com segurança em cabos ou corrente em ótimo estado.

    e) Prestar atenção ao levantar ou pousar uma carga para que não afrouxe o cabo quando o moitão estiver apoiado na terra ou qualquer outro obstáculo. O cabo deve estar sempre esticado, de outra maneira se formam gaiolas e amassamento devido ao encavalamento do cabo no tambor.

    f) Na construção de fundação e para levantamento contínuo de carga na mínima velocidade recomenda-se fazer funcionar periodicamente os motores com toda máxima velocidade, sem carga, onde permitira um resfriamento

  • g) O movimento de giro somente pode ser efetuada após levantar a carga ou o moitão do solo.

    h) É preciso evitar de todo modo o contato com a linha elétrica. No caso de incidentes é preciso lembrar que o operador estará na mesma tensão do equipamento (passando eventualmente a fase de contato e separação).. Evitando-se tocar a terra e o equipamento ao mesmo tempo.

    Não abandonar o posto de trabalho em movimento, que obriga tomar a levar o gancho próximo da torre no alto e de prover uma seção separada colocada sobre o quadro.. A minigrua em repouso, deve estar em direção oposta a zona de segurança, e deve haver um freio de rotação travado. Com ventos superiores a 70 km/h deve estar parada e fora de serviço. (Freio de rotação travado)

    SINALIZAÇÕES DE MOVIMENTO NORMALMENTE
    USADA PELO OPERADOR


Matricule-se agora mesmo Preenchendo os campos abaixo
R$ 59,90
Pagamento único
Processando... Processando...aguarde...
Autorizo o recebimento de novidades e promoções no meu email.

  • Características das Cargas Admissíveis
  • DISPOSITIVOS DE COMANDO DA MINIGRUA
  • INFORMAÇÕES SOBRE RISCOS
  • TREINAMENTO DO PESSOAL
  • OPERADOR DE MINIGRUA
  • INSTRUÇÕES PARA USO E MOVIMENTO
  • NORMA GERAL DE COMPORTAMENTO
  • SINALIZAÇÕES DE MOVIMENTO NORMALMENTE
  • USADA PELO OPERADOR
  • INSTRUÇÕES PARA REPAROS ORDINÁRIOS
  • INSTRUÇÔES PARA A REPARAÇÃO ORDINÁRIA
  • COMPORTAMENTO EM CASO DE DANO DA INSTALAÇÃO ELÉTRICA
  • INTERVENÇÃO PARA REPARO ESPECÍFICO PARA CADA TIPO DE MANOBRA MARCHA
  • OPERAÇÕES PRELIMINARES DE MONTAGEM