Curso Online de Desenho Arquitetônico

Curso Online de Desenho Arquitetônico

O desenho arquitetônico é, em um sentido restrito, uma especialização do desenho técnico normatizado voltada à execução e a representação...

Continue lendo

Autor(a):

Carga horária: 9 horas

De: R$ 40,00 Por: R$ 23,00
(Pagamento único)

Mais de 0 alunos matriculados no curso.

Certificado digital Com certificado digital incluído

O desenho arquitetônico é, em um sentido restrito, uma especialização do desenho técnico normatizado voltada à execução e a representação de projetos de arquitetura



  • Aqui você não precisa esperar o prazo de compensação do pagamento para começar a aprender. Inicie agora mesmo e pague depois.
  • O curso é todo feito pela Internet. Assim você pode acessar de qualquer lugar, 24 horas por dia, 7 dias por semana.
  • Se não gostar do curso você tem 7 dias para solicitar (através da pagina de contato) o cancelamento ou a devolução do valor investido.*
  • Adquira certificado ou apostila impressos e receba em casa.**
* Desde que tenha acessado a no máximo 50% do material.
** Material opcional, vendido separadamente.
  • DESENHO ARQUITETÔNICO

    DESENHO ARQUITETÔNICO

  • SUMÁRIO

    SUMÁRIO

    APRESENTAÇÃO
     
    1 – NORMAS TÉCNICAS
    2 – PROJEÇÕES ORTOGONAIS
    3 – ETAPAS DO PROJETO
    4 – LEVANTAMENTO TOPOGRÁFICO
    5 - PROJETO DE ARQUITETURA
    6 - CONTRATAÇÃO DOS PROJETOS COMPLEMENTARES
    7- PORTAS E PORTÕES 
    8- JANELAS 
    9- FASE DE TRANSIÇÃO 
    10 - OBRA
      
    - BIBLIOGRAFIA BÁSICA
    – QUESTÕES

  • 1 - NORMAS TÉCNICAS

    1 - NORMAS TÉCNICAS

     
     
    O sistema de padronização é o alicerce para garantir a qualidade de um projeto. Para facilitar a compreensão do projeto em nível nacional, todos os componentes que envolvem o desenho de arquitetura e engenharia são padronizados e normalizados em todo o país. Para isto existem normas específicas para cada elemento do projeto, assim como: caligrafia, formatos do papel e outros. O objetivo é conseguir melhores resultados a partir do uso de padrões que supostamente descrevem o projeto de maneira mais adequada e permitem a sua compreensão e execução por profissionais diferentes independente da presença daquele que o concebeu.

    1.1 - ABNT - ASSOCIAÇÃO BRASILEIRA DE NORMAS TÉCNICA

  • 1. 2 – FORMATOS DO PAPEL

    1. 2 – FORMATOS DO PAPEL

    As Normas Brasileiras de Desenho Técnico estabelecem como padrão a série “A”. A NBR 10068 tem o objetivo de padronizar as dimensões, layout, dobraduras e a posição da legenda, garantindo desta forma uniformidade e legibilidade.
    Os itens a serem observados na NBR, são os seguintes:
     
    posição e dimensões da legenda
    margem e quadro
    marcas de centro
    escala métrica de referencia
    sistema de referencia por malhas
    marcas de corte

  • 1. 2 – FORMATOS DO PAPEL

    1. 2 – FORMATOS DO PAPEL

  • 1. 2 – FORMATOS DO PAPEL

    1. 2 – FORMATOS DO PAPEL

    A NBR10068 é complementada com a NBR 8402, referente à execução de caracteres para escrita em desenhos técnicos e procedimentos, e pela NBR 8403, que cuida da aplicação de linhas em desenhos – tipos de linhas – largura das linhas e procedimentos.

  • 1. 2 – FORMATOS DO PAPEL

    1. 2 – FORMATOS DO PAPEL

  • 1.3 – DOBRADURAS DAS PRANCHAS

    1.3 – DOBRADURAS DAS PRANCHAS

    Os projeto de Arquitetura e Engenharia após serem executados, devem ser dobrados conforme as figuras abaixo:

    Cabide de Projetos

  • 1.3 – DOBRADURAS DAS PRANCHAS

    1.3 – DOBRADURAS DAS PRANCHAS

  • 1.4 – CALIGRAFIA TÉCNICA

    1.4 – CALIGRAFIA TÉCNICA

    Existe uma padronização também para a caligrafia técnica, para evitar que os projetos desenvolvidos em localidades diferentes sejam interpretados de formas distintas. Desta forma, adquiri-se maior agilidade na interpretação e execução do projeto.
     
    A NBR 8402 tem a finalidade de fixar características da escrita à mão livre ou por instrumentos usados para a elaboração dos projetos.
    Segundo a norma, as letras devem ser sempre em maiúsculas e não inclinadas. Os números não devem estar inclinados
     

  • 1.4 – CALIGRAFIA TÉCNICA

    1.4 – CALIGRAFIA TÉCNICA

    LETRAS
     A B C D E F G H .............................
    A B C D E F G H....................................
     
    NÚMEROS
     1 2 3 4 5 6 7 8 9 .............................
    1 2 3 4 5 6 7 8 9 ...................................
     
    ( 2,0mm – Régua 80 CL – Pena 0,2mm)
    ( 2,5mm – Régua 100 CL – Pena 0,3mm)
    ( 3,5mm – Régua 140 CL – Pena 0,4mm)
    ( 4,5mm – Régua 175 CL – Pena 0,8mm)


Matricule-se agora mesmo Preenchendo os campos abaixo
R$ 23,00
Pagamento único
Processando... Processando...aguarde...
Autorizo o recebimento de novidades e promoções no meu email.

  • SUMÁRIO
  • 1 - NORMAS TÉCNICAS
  • 1. 2 – FORMATOS DO PAPEL
  • 1.3 – DOBRADURAS DAS PRANCHAS
  • 1.4 – CALIGRAFIA TÉCNICA
  • 1.5 – CARIMBO OU LEGENDA
  • 1.6 – TIPOS DE PAPEL
  • 1.7 – TIPOS DE LINHAS
  • 1.8- ESCALAS
  • 1.9- LINHAS DE COTA
  • 2 - PROJEÇÕES ORTOGONAIS
  • 3 – ETAPAS DO PROJETO
  • 4-LEVANTAMENTO TOPOGRÁFICO
  • 5 – PROJETO DE ARQUITETURA
  • 6 – CONTRATAÇÃO DOS PROJETOS COMPLEMENTARES
  • 7- PORTAS E PORTÕES
  • 8 – JANELAS
  • 9-FASE DE TRANSIÇÃO
  • 9.1-MÉTODO TRADICIONAL DE DESENHO
  • 9.2 - MÉTODO ATUAL DE DESENHO – CAD – UMA NOVA FILOSOFIA DE TRABALHO
  • 10- OBRA
  • 10.1-AÇÃO DE ADJUDICAÇÃO COMPULSÓRIA
  • 10.2-ALVARÁ
  • 10.3-CARTÓRIO DE NOTAS
  • 10.4-CERTIDÃO NEGATIVA
  • 10.5-CÓDIGO DE OBRAS
  • 10.6-HABITE-SE
  • 10.7-IMPOSTO DE TRANSMISSÃO DE BENS IMOBILIÁRIOS (ITBI)
  • 10.8-JUIZADO ESPECIAL CÍVEL
  • 10.9-LEI DE ZONEAMENTO
  • 10.10-MEMORIAL DESCRITIVO
  • 10.11-PLANO DIRETOR
  • BIBLIOGRAFIA