Curso Online de Missiologia

Curso Online de Missiologia

A Missiologia, é um tema abrangente,onde estaremos abordando assuntos importante na área missionária ,pra todo o cristão que foi chamado ...

Continue lendo

Autor(a):

Carga horária: 9 horas

De: R$ 50,00 Por: R$ 30,00
(Pagamento único)

Mais de 5 alunos matriculados no curso.

Certificado digital Com certificado digital incluído

A Missiologia, é um tema abrangente,onde estaremos abordando assuntos importante na área missionária ,pra todo o cristão que foi chamado para fora,fora do mundanismo fora do pecado,aqui você vai se treinado para ser um futuro missionário ,pois o primeiro missionário do mundo foi Cristo e outorgou a todo discípulo seu a proclamar seu ide e eu e você somos um desses missionários .

Olá,Sou Pastor Fábio presidente da Igreja chamas Vivas Sobre O Altar,graduado em Bacharel em teologia reconhecido pelo Mec e graduado em mestrado pela faculdade Nacional.Espero que vocês aproveite o conteúdo do curso e absorva bastante conhecimento.



  • Aqui você não precisa esperar o prazo de compensação do pagamento para começar a aprender. Inicie agora mesmo e pague depois.
  • O curso é todo feito pela Internet. Assim você pode acessar de qualquer lugar, 24 horas por dia, 7 dias por semana.
  • Se não gostar do curso você tem 7 dias para solicitar (através da pagina de contato) o cancelamento ou a devolução do valor investido.*
  • Adquira certificado ou apostila impressos e receba em casa.**
* Desde que tenha acessado a no máximo 50% do material.
** Material opcional, vendido separadamente.
  • Curso de Missiologia

    Disciplina: de Missiologia
    Estaremos abordando assuntos importantes sobre missões,que está no coração de Deus.

    Curso de Missiologia

  • Conceito de Missiologia

    Conceito de Missiologia

    Jesus, O Missionário Enviado dos Céus 1.1. Enviado em cumprimento à promessa divina Após a queda do homem Deus toma a iniciativa de ajudar o homem. Tendo infringido a ordem divina que proibia o homem de comer do fruto da árvore do conhecimento do bem e do mal. Apesar da gravidade desse ato de desobediência, Deus se inclinou por ajudá-lo, prometendo um Redentor vindouro (Gn 3.15). A humanização de Jesus se constitui num grande milagre na Bíblia, Jesus, o verdadeiro e eterno Deus (1 Jo 5.20). “Aniquilou-se a si mesmo, tomando a forma de servo, fazendo-se semelhante aos homens” (Fp 2.7). Era o verbo eterno assumindo carne humana (Jo 1.14; 1Tm 3.16). Este milagre foi possível devido à ação soberana do Espírito Santo no ventre de Maria (Lc 3.15).

  • “Vindo a plenitude dos tempos, Deus enviou seu Filho, nascido de mulher, nascido sob a lei, para remir os que estavam debaixo da lei” (Gl 4.4,5). A vitória de Cristo sobre o Diabo na cruz do calvário, erroneamente ensinada como derrota de Deus, foi o momento que Deus despojou Satanás (Cl 2.15) “maniatando assim o valente”(Mt 12.29). “Visto que os filhos participam da carne e do sangue, também ele participou das mesmas coisas, para que, pela morte, aniquilasse o que tinha o império da morte, isto é o diabo, e livrasse todos os que, com medo da morte, estavam por toda a vida sujeitos à servidão” (Hb 2.14,15).

  • 1.2. A obra do calvário é de alcance universal Não obstante “o mundo está no maligno” (1 Jo 5.19). Apesar da inconteste manifestação do diabo no mundo, a Bíblia registra, de forma inequívoca, o interesse do Espírito Santo em aplicar a obra de Jesus realizada no Gólgota, como remédio divino para os males espirituais dos homens em todas as nações. Na cruz do Calvário, Deus estava reconciliando o mundo consigo mesmo (2 Co 5.19). Apesar da salvação ganha por Jesus ser de alcance universal, a maior parte do mundo, ainda não conhece o benefício do qual tem direito de gozar. Lembremo-nos de que a mesma Bíblia que diz que Jesus é o Cordeiro de Deus que tira o pecado do mundo (Jo 1.29), também diz: “IDE por todo o MUNDO, pregai o evangelho a toda a criatura” (Mc 16.15).

  • 1.2. A ordem missionária de Jesus 1.3.1. A quem foi dada a ordem missionária? A Grande Comissão de Jesus não foi dada aos líderes religiosos de Israel, tampouco aos membros do Sinédrio de Jerusalém, etc. A ordem missionária foi dada aos discípulos. No 1.2. A ordem missionária de Jesus 1.3.1. A quem foi dada a ordem missionária? A Grande Comissão de Jesus não foi dada aos líderes religiosos de Israel, tampouco aos membros do Sinédrio de Jerusalém, etc. A ordem missionária foi dada aos discípulos. No

  • 1.4. O conteúdo da ordem missionária 1.4.1. Obediência Inquestionável A primeira palavra da ordem missionária de Jesus é “ide”. Esta palavra é um verbo no modo imperativo, exigindo uma ação decisiva. Apesar disto, muitas vezes o trabalho de evangelização não vai além de projetos e de planejamento. Ainda se repete em nossos dias aquilo que Débora, no seu cântico sobre os reis de Canaã, falou sobre a tribo de Rubem. Ela disse: “Nas correntes de Rubem foram grandes as resoluções do coração... Porque ficaste tu entre os currais? ... Nas divisões de Rubem tiveram grandes esquadrinhações do coração” (Jz 5.15,16). Rubem não fez como a tribo de Zebulom, que “expôs a sua vida à morte” (Jz 5.18). Ela ficou no meio dos currais com grandes planos e projetos. Jesus não convidou os discípulos para somente fazerem planos e projetos. Ele os mandou ir ao campo, que é o mundo.

  • 1.4.1.1. “Ensinando as nações” A palavra “ensinando” vem da palavra grega “matheteuo” o que significa “fazer discípulos”. Neste sentido ele só aparece, aqui e em Atos 14.21. Jesus disse, conforme Marcos 16.15 – “Ide por todo o mundo e pregai o evangelho”. É pelo poder do evangelho que os homens são transformados em discípulos de Jesus (Rm 1.16). A Palavra da cruz tem poder (1Co 1.23,24; 2.1-4). 1.4.1.2. “Batizando-as em nome do Pai, e do Filho e do Espírito Santo” Como se vê, o batismo em água fazia parte da ordem missionária de Jesus. Os salvos devem, pelo batismo, unir-se à Igreja. Os apóstolos praticavam esta ordem. Deste modo “foram batizados os que de bom grado receberam a sua palavra; e naquele dia agregaram-se quase três mil almas” (At 2.41-47).

  • 1.4.1.3. “Ensinando-as a guardar todas as coisas que eu vos tenho mandado” A palavra “ensinando” aqui usada vem da palavra grega “didasko” e significa dar instrução. Ensinar aos crentes é uma ordem de Jesus. Isto nos mostra a grande importância do ensino (Ef 4.11), mas todos os que evangelizam devem dar também a sua cooperação neste sentido, como o fez o casal Áquila e Priscila (At 18.26). 1.4.2. Estes Sinais Seguirão aos que Crerem O evangelista Marcos na Ordem Missionária, (Mc 16.15-18), se refere aos maravilhosos sinais que acompanhariam o batismo com o Espírito Santo, e acerca do qual Jesus havia orientado os seus discípulos a buscarem (Lc 24:49; At 1.4,5,6). Podemos então, observar que estes sinais realmente acompanharam a evangelização levada a efeito pelos apóstolos. Vede At 3.7-16; 5.12-16; 9.32-35,37-42 etc.

  • Estes sinais não se restringiam àqueles tempos, pois estão em vigor hoje também (At 2.39). Jesus disse: “Como o Pai me enviou, também eu vos envio a vós” (Jo 20.21). Portanto, é desta maneira que Jesus, deseja enviar a cada um de nós para a sua seara. Isto é, ele quer que os sinais sigam o nosso trabalho na evangelização (Mc 16.20).

  • A abrangência da ordem missionária 1.5.1. Até aos Confins da Terra Jesus disse: “Ide por todo o mundo, pregai o evangelho a toda a criatura” (Mc 16.15). Conforme Lucas, Ele também disse que eles pregassem a todas as nações, começando por Jerusalém (Lc 24.47; At 1.8). Para Deus o mais importante é que todos os homens venham ao conhecimento da verdade (1Tm 2.4), estejam eles perto ou longe. Se cada crente hoje obedecesse à ordem missionária de Jesus, e se cada Igreja estivesse disposta a ouvir Deus falar e a obedecer-lhe (Mt 13.1-4), enviando aqueles que Deus chamou para anunciar a sua Palavra, então o mundo inteiro receberia a Palavra salvadora.

  • 1.5.2. A Nossa Própria Comunidade

    1.5.2. A Nossa Própria Comunidade

    1.5.2. A Nossa Própria Comunidade De acordo com Atos 1.8 a obediência à ordem missionária de testemunhar de Jesus, deveria começar em Jerusalém, neste caso, onde estava a Igreja local. Isto não quer dizer que os membros da Igreja local só devam começar a pregar o evangelho noutras paragens quando já tiverem saturado a sua cidade da mensagem do evangelho. Pelo contrário, diz que a Igreja deve ter uma visão global da necessidade de toda a humanidade, pois segundo palavras de Jesus, “o campo é o mundo” (Mt 13.38). Deste modo, o mundo, nosso campo de atividades evangelísticas, começa onde habitamos. 1.5.3. Conceituação de Evangelização e Missão Estas duas expressões são muito usadas entre nós e muitos gostariam de saber se existe alguma diferença entre elas quanto ao significado. Vejamos.


Matricule-se agora mesmo Preenchendo os campos abaixo
R$ 30,00
Pagamento único
Processando... Processando...aguarde...
Autorizo o recebimento de novidades e promoções no meu email.

  • Curso de Missiologia
  • Conceito de Missiologia
  • A Nossa Própria Comunidade
  • 1- Conceituação de Evangelização e Missão
  • 2-A duração da ordem missionária
  • 3-A ordem missionária deve ser obedecida
  • 4-Motivos para obra missionária
  • 5-O Perigo Que Vivem Os Povos Sem Salvação
  • 6-A mensagem para reconciliação das almas
  • 7-Deus nos considera como seus despenseiros
  • 8-A grande responsabilidade dada aos crentes
  • 9-O motivo que Paulo apresentou aos romanos
  • 10-O maravilhoso resultado do trabalho missionário
  • 11- Trabalho missionário à luz do Novo Testamento
  • 12-Enviando os Missionários ao campo
  • 13-Oração a favor dos missionários
  • 14-Contribuindo com a obra missionária
  • 15-Qualificações do missionário
  • 16-Familiares
  • 17-Deve ter experiências de liderança
  • 18-Materiais
  • 19-Físicas
  • 20-Estratégias para missões
  • 21-Noções que o missionário deve ter
  • 22-O que é povo?
  • Importante
  • 23-Cuidados especiais
  • 24-Alguns exemplos
  • 25-Missões transculturais
  • 26-O Que é transculturação
  • 27-O que é missão transcultural
  • 28-Destruindo os mitos da missão transcultural na igreja local
  • 29-Como implantar uma igreja
  • 30-Observemos os elementos básicos desta definição
  • 31-Missões locais
  • 32-Panorama de missões mundiais
  • 33-A população mundial e povos do mundo
  • 34-A urgente necessidade de evangelização
  • 35-Conclusão