Curso Online de Controle e Automação Industrial - Sistemas de Controle
4 estrelas 6 alunos avaliaram

Curso Online de Controle e Automação Industrial - Sistemas de Controle

O curso explora os fundamentos de sistemas de controle para automação industrial. Material completo para quem deseja se aprofundar detalh...

Continue lendo

Autor(a):

Carga horária: 10 horas

Por: R$ 25,00
(Pagamento único)

Certificado digital Com certificado digital incluído

O curso explora os fundamentos de sistemas de controle para automação industrial. Material completo para quem deseja se aprofundar detalhadamente em Automação Industrial.

Graduação em Engenharia Química e Licenciado em Química. Pós-Graduação (Lato Sensu) em Engenharia de Produção, Gestão de Projetos com ênfase no PMI, Psicopedagogia, Engenharia de Segurança do Trabalho, Engenharia de Sistemas e Engenharia de Petróleo e Gás. Pós-graduando (Lato Sensu) MBA Executivo em Gestão de Produção e Qualidade. Mestrando (Stricto Sensu) em Engenharia Mecânica. Possui trabalhos publicados na área de biocombustíveis, derivados de amoníaco além de diversos artigos relacionados à química, física, gestão empresarial e educacional. Experiência em docência em educação básica (Física) e tutoria em ensino à distância. Atuação como docente em nível superior em Engenharias. Responsável técnico e professor coordenador de curso técnico em química e segurança do trabalho. Representante de curso técnico em química pelo Conselho Regional de Química - 4ª Região.Empresário do ramo de consultoria em gestão industrial e treinamentos corporativos.


- Risonildo Pereira Feitosa

"todos os cursos os quais realizei através do buzzero.com, me deu chances de aumentar meus conhecimentos em 100% e fazer uma reciclagem de alguns cursos feitos no passado. então, confirmo a eficiencia como excelente. parabéns Equipe Buzzero."

- Wanderley De Lira Rego

- Carlos Roberto Soares De Sousa

- Ricardo Vaz Guedes

"E muito bom, falta apenas uma apostila que o aluno possa baixar e estudar sem estar conectado."

- Paulo Haron Da Silva Pereira

- Gilson Almeida Santos

  • Aqui você não precisa esperar o prazo de compensação do pagamento para começar a aprender. Inicie agora mesmo e pague depois.
  • O curso é todo feito pela Internet. Assim você pode acessar de qualquer lugar, 24 horas por dia, 7 dias por semana.
  • Se não gostar do curso você tem 7 dias para solicitar (através da pagina de contato) o cancelamento ou a devolução do valor investido.*
* Desde que tenha acessado a no máximo 50% do material.
  • CONTROLE E AUTOMAÇÃO INDUSTRIAL SISTEMAS DE CONTROLE

    CONTROLE E AUTOMAÇÃO INDUSTRIAL SISTEMAS DE CONTROLE

    Eng.º Quím. Renato de Marchi Vieira dos Santos

  • Sistemas de Controle

    Sistemas de Controle

  • Histórico

    Histórico

    A necessidade de controlar um processo já é bastante antiga. Nasceu desde o momento em que o homem passou a manufaturar bens para suas necessidades. Da manufatura saiu o conceito de se sistematizar os procedimentos envolvidos na manufatura de um bem. Surge assim o conceito de processo de manufatura. Estes procedimentos são ordenadas e podem ser agrupadas em etapas ou fases. A principal característica do processo de manufatura é que o homem era o responsável pelo controle e pela execução de todos os procedimentos envolvidos no processo. O problema era que a produtividade era baixa e a qualidade fortemente dependente do ser humano. Com o surgimento da máquina à vapor, começa a surgir a idéia de se usar máquinas para executar etapas do sistema produtivo. Entretanto as primeiras máquinas a vapor não tinham elementos de controle automático. Eram ainda dependentes do homem para o controle de suas ações, mas já representavam um avanço em termos de força e velocidade em relação ao ser humano.

  • Com invenção do regulador mecânico para a pressão do vapor, feito por James Watt, a máquina passou a ter um uso industrial importante, pois agora a pressão do vapor era regulada automaticamente por um dispositivo, podendo a máquina assim efetuar um trabalho ou uma etapa de um processo. Surge o processo industrial em substituição ao processo de manufatura, onde máquinas realizam parte do processo de produção. Entretanto, ainda não existia o controle automático no processo, dado que toda ação da máquina dependia da supervisão e atuação do homem. A idéia era fazer com que a máquina ganhasse cada vez mais autonomia no processo de fabricação, tal qual o ocorreu com o controle do vapor. Ou seja, buscava-se o controle de automático de processo. Mas o controle de processo usando meramente elementos mecânicos era algo difícil de se conseguir e o controle automático de processo praticamente não avançou muito até o século XX. Com o século XX, vieram a eletricidade e os controles elétricos e eletrônicos, mais versáteis e dinâmicos que os controles mecânicos e assim a automação de processos adquiriu a dimensão que este até os dias de hoje.

  • Teoria dos erros

    Teoria dos erros

    O erro é caracterizado como algo indesejável no sistema, entre em sistemas de controle o estudo dos erros leva a formas mais eficientes e exatas de se efetuar um controle. O erro pode ser definido como um desvio entre um valor real e um valor efetivamente encontrado. Pode Ter várias origens, mas podem ser classificados de duas formas:

  • Erros determinísticos ou sistemáticos: É aquele erro que decorre de um desvio fixo entre a grandeza lida e a esperada por motivo de uma folga ou desajuste. É um tipo de erro que é sempre repetitivo, desde que as condições sejam idênticas. Pode estar relacionada à uma grandeza física, como por exemplo, um erro de um extensômetro em virtude de temperatura. Pode ser eliminado por meio de compensação.

    Erros aleatórios: É aquele que ocorre devido a fatores imponderáveis e que não podem ser modelados. A dimensão de erro aleatório só pode ser estabelecida por meio de análise estatística. Na natureza costumam ocorrer os dois tipos de erros simultaneamente. Diante da natureza desta classificação dos erros, criou-se dois conceitos básicos para a caracterização dos desvios. A exatidão e a precisão.

  • A exatidão dá uma idéia do desvio médio de uma medida em relação ao valor real. A baixa exatidão é causada por erros determinísticos.

    A precisão é uma medida da variabilidade de uma medida em torno de um valor médio. É causada pelo erro aleatório.

  • Sistemas de Controle Industrial

    Sistemas de Controle Industrial

  • Existem várias formas de se implementar sistemas de controle automático, entretanto, a mais utilizada é usando sistemas eletroeletrônicos devido principalmente a versatilidade e dinamismo necessários à um controle de processo. Além disso, sistemas elétricos são mais fáceis de se implementar que sistemas dinâmicos. Dado que um sistema de controle é predominantemente elétrico e os processo envolvem transformações mecânicas, químicas e físicas, devemos converter o sinal de um controlador eletrônico no sinal adequado ao processo, tanto do ponto de vista da natureza, quanto do ponto de vista de magnitude. Este elemento é o atuador. É ele quem atua diretamente sobre o processo, sempre em resposta à saída do controlador. Para que o controlador gere o sinal de controle para o atuador gerar o sinal de controle do atuador ele precisa de uma referência, ou seja, um sinal na sua entrada que diga ao controlador o que ele deve fazer com o processo. Este é o sinal de referência, ou sinal de entrada. A figura seguinte ilustra o relacionamento entre o controlador, o atuador e o processo.

  • Em um sistema de controle precisamos saber como anda o processo e obter informações a respeito de parâmetros do mesmo. Ou seja, precisamos de um dispositivo capaz de converter uma grandeza física do
    processo em uma grandeza elétrica para que possamos medir o andamento do processo. Este elemento é o transdutor e ele se relaciona com o processo conforme a figura abaixo:

  • Sistemas de Controle em Malha Aberta e Malha Fechada

    Sistemas de Controle em Malha Aberta e Malha Fechada


Matricule-se agora mesmo Preenchendo os campos abaixo
R$ 25,00
Pagamento único
Processando... Processando...aguarde...
Autorizo o recebimento de novidades e promoções no meu email.

  • CONTROLE E AUTOMAÇÃO INDUSTRIAL SISTEMAS DE CONTROLE
  • Sistemas de Controle
  • Histórico
  • Teoria dos erros
  • Sistemas de Controle Industrial
  • Sistemas de Controle em Malha Aberta e Malha Fechada
  • Transitório e Indicadores de Performance
  • Tipos de Controladores Industriais
  • Controle ON-OFF ou LIGA-DESLIGA ou de histerese
  • Controle Proporcional ou P
  • Controle Proporcional + Integral ou PI
  • Controle Proporcional + Derivativo ou PD
  • Controle Proporcional + Integral + Derivativo ou PID
  • Implementação dos Blocos PID
  • Sistemas de Controle Analógico
  • Controlador PID
  • Sistemas de Controle Digital
  • Dispositivos de Entrada (Sensores e Transdutores)
  • Parâmetros Fundamentais de Sensores
  • Tipos de Saída de Sensores