Curso Online de MANUTENÇÃO DE MOTOS
5 estrelas 6 alunos avaliaram

Curso Online de MANUTENÇÃO DE MOTOS

Procedimentos básicos para manutenção de motocicletas 125 cilindradas.

Continue lendo

Autor(a):

Carga horária: 12 horas

Por: R$ 29,90
(Pagamento único)

Certificado digital Com certificado digital incluído

Procedimentos básicos para manutenção de motocicletas 125 cilindradas.

Empresa educacional que tem por meta oferecer capacitação profissional voltada ao mercado de trabalho e melhoria de renda.


- Antônio Lessa Ferreira

- Jose Macelo Dos Santos

- Ancras Marques Dos Santos

"ótimo curso já estou trabalhando na manutenção de motos recomendo a todos"

- Rosana Margarete Monteiro

- Debora Lane Mendonça Ferreira

- Ricardo Lira

  • Aqui você não precisa esperar o prazo de compensação do pagamento para começar a aprender. Inicie agora mesmo e pague depois.
  • O curso é todo feito pela Internet. Assim você pode acessar de qualquer lugar, 24 horas por dia, 7 dias por semana.
  • Se não gostar do curso você tem 7 dias para solicitar (através da pagina de contato) o cancelamento ou a devolução do valor investido.*
* Desde que tenha acessado a no máximo 50% do material.
  • MANUTENÇÃO DE MOTOS

    MANUTENÇÃO DE MOTOS

  • 01 – TUBOS DE COMBUSTÍVEL

    01 – TUBOS DE COMBUSTÍVEL

    Verifique se há vazamento de combustível;
    Se a presilha do tubo está solta ou se há posicionamento incorreto;
    Se há tubos deteriorados ou danificados.
    Caso haja algum problema, substitua as peças defeituosas.

  • 02 – Tela do filtro de combustível

    02 – Tela do filtro de combustível

    Coloque a válvula na posição fechada(OFF).
    Remova o copo do filtro da válvula de combustível e passe o conteúdo para outro recipiente.
    Remova o anel de vedação e a tela do filtro de combustível.
    Limpe o copo e a tela com solvente não inflamável.

  • Substitua o anel de vedação por um novo.
    Reinstale a tela, o anel e o copo, apertando-o conforme a especificação de torque.

    Tome cuidado para não apertar demais o copo, pois pode danificar o anel de vedação causando vazamentos.
    Coloque a válvula na posição aberta (ON) e certifique-se de que não há vazamento.

  • Ao mexer com combustível, lembre-se de que o mesmo é inflamável e explosivo, portanto trabalhe em local arejado, longe chamas ou faíscas.

    Ao mexer com combustível, lembre-se de que o mesmo é inflamável e explosivo, portanto trabalhe em local arejado, longe chamas ou faíscas.

  • 03 - ACELERADOR

    03 - ACELERADOR

    Veja se os cabos apresentam sinais de deterioração.
    Verifique se a manopla do acelerador retorna automaticamente para a posição fechada em todas posições.
    Caso não retorne, lubrifique o cabo do acelerador e verifique a carcaça da manopla, lubrificando se necessário.

    Se ainda assim o problema continuar, substitua o cabo do acelerador.

  • Com o motor em marcha lenta, vire o guidão para os dois lados e verifique se a rotação da marcha lenta sofre alguma alteração.
    Se isso acontecer, ajuste a folga da manopla e a conexão do cabo.
    A folga da manopla está adequada se houver uma quantidade especificada de folga no movimento circunferencial do flange da manopla do acelerador.

    A folga da alavanca do acelerador está adequada se houver uma quantidade especificada de folga na extremidade da alavanca.

  • Os ajustes menores podem ser feitos no ajustador superior, localizado na proximidade da manopla.
    Solte a contraporca e gire o ajustador no sentido desejado, até acertar a folga.
    Aperte a contraporca.

  • Os ajustes maiores devem ser feitos no carburador, na extremidade do cabo.
    Em um carburador com acelerador tipo abertura/fechamento forçado, o ajuste é feito no cabo de tração, afrouxando a contraporca e girando o ajustador.
    Lembre de sempre apertar a contraporca após o ajuste.

  • Se o cabo do acelerador tiver um ajustador intermediário entre a manopla e o carburador, faça os ajustes nele.
    Regule a folga soltando a contraporca e girando o ajustador.
    Aperte a contraporca ao final do ajuste.

  • 04 – BOMBA E TUBOS DE ÓLEO

    04 – BOMBA E TUBOS DE ÓLEO

    A alimentação de óleo em alguns motores de dois tempos é feita através de um cabo do acelerador acoplado à bomba de óleo.
    A passagem do óleo é regulada por um cabo combinado de controle óleo/acelerador que ao mesmo tempo movimenta o cursor de aceleração no carburador e o braço de controle na bomba de óleo.

    O cabo interno de controle do óleo deve ser inspecionado regularmente, pois quando ele estica, altera a quantidade de fluxo de óleo em relação à abertura do acelerador.
    As referências para os ajustes encontram-se na carcaça e no braço da bomba.


Matricule-se agora mesmo Preenchendo os campos abaixo
R$ 29,90
Pagamento único
Processando... Processando...aguarde...

Desejo receber novidades e promoções no meu e-mail:


  • MANUTENÇÃO DE MOTOS
  • 01 – TUBOS DE COMBUSTÍVEL
  • 02 – Tela do filtro de combustível
  • Ao mexer com combustível, lembre-se de que o mesmo é inflamável e explosivo, portanto trabalhe em local arejado, longe chamas ou faíscas.
  • 03 - ACELERADOR
  • 04 – BOMBA E TUBOS DE ÓLEO
  • - Tubo de óleo -
  • - Filtro de óleo -
  • 05 - AFOGADOR
  • 06 – FILTRO DE AR
  • - Elemento de espuma de poliuretano banhado em óleo -
  • - Elemento de papel -
  • - Elemento de papel viscoso -
  • 07 – TUBO DE DRENAGEM DA CARCAÇA DO FILTRO DE AR modelos off-road
  • 08 – RESPIRO DO MOTOR
  • 09 – VELA
  • - Reutilizando a vela -
  • - Substituindo a vela -
  • 10- FOLGA DAS VÁLVULAS
  • 11 – ÓLEO DO MOTOR
  • - Motor de 4 tempos com cárter banhado de óleo -
  • - Motor de 4 tempos com cárter seco -
  • - Vazamentos -
  • - Troca de óleo -
  • 12 – FILTRO DE ÓLEO DO MOTOR
  • - Filtro de papel tipo cartucho -
  • - Filtro de papel tipo elemento -
  • 13 – TELA DO FILTRO DE ÓLEO
  • 14 - DESCARBONIZAÇÃO
  • 15 – SINCRONIZAÇÃO DOS CARBURADORES
  • 16 – MARCHA LENTA
  • 17 – LIQUIDO DE ARREFECIMENTO DO RADIADOR
  • - Verificação do nível do liquido de arrefecimento -
  • 18 - SISTEMA DE REFRIGERAÇÃO
  • 19 – SISTEMA DE SUPRIMENTO DE AR SECUNDÁRIO
  • 20 – SISTEMA DE CONTROLE DE EMISSÕES EVAPORATIVAS
  • 21 – ÓLEO DE TRANSMISSÃO (motores de 2 tempos)
  • - Troca de óleo de transmissão -
  • 22 - CORRENTE DE TRANSMISSÃO
  • COMPRIMENTO DA CORRENTE DE TRANSMISSÃO (41 pinos, 40 elos)
  • Limpeza e lubrificação
  • 23 - CURSOR , GUIA DA CORRENTE DE TRANSMISSÃO, CURSOR DA GUIA E ROLETES
  • 24 – CORREIA DE TRANSMISSÃO
  • 25 - FILTRO DE AR DA CARCAÇA DA CORREIA
  • 26 - NÍVEL DE ÓLEO DA TRANSMISSÃO FINAL
  • - troca de óleo -
  • 27 - BATERIA
  • - densidade específica do eletrólito -
  • - CONDIÇÕES DOS TERMINAIS DA BATERIA -
  • 28 - FLUIDO DO FREIO
  • 29 - DESGASTE DA SAPATA DO FREIO
  • 30 - DESGASTE DAS PASTILHAS DO FREIO
  • 31 - SISTEMA DO FREIO
  • 32 - INTERRUPTORES DA LUZ DO FREIO
  • 33 - FACHO DE LUZ DO FAROL
  • 34 - SISTEMA DE EMBREAGEM
  • - Embreagem centrífuga -
  • - Nível do fluido da embreagem -
  • 35 - CAVALETE LATERAL
  • - Tipo movimento duplo -
  • - Tipo retorno automático -
  • - Inspeção do interruptor de parada do motor do cavalete lateral -
  • 36 - SUSPENSÃO
  • 37 - PARAFUSOS/PORCAS E ELEMENTOS DE FIXAÇÃO
  • 38 - RODAS/PNEUS
  • 39 - ROLAMENTOS DA COLUNA DE DIREÇÃO