Curso Online de RESUMO DO LIVRO QUANDO NIETZSCHE CHOROU

Curso Online de RESUMO DO LIVRO QUANDO NIETZSCHE CHOROU

Este curso irá apresentar um resumo do livro "Quando Nietzche chorou". Nietzsche foi o maior filósofo da contemporaneidade e este livro ...

Continue lendo

Autor(a):

Carga horária: 5 horas

De: R$ 40,00 Por: R$ 23,00
(Pagamento único)

Mais de 10 alunos matriculados no curso.

Certificado digital Com certificado digital incluído

Este curso irá apresentar um resumo do livro "Quando Nietzche chorou".
Nietzsche foi o maior filósofo da contemporaneidade e este livro fala um pouco deste brilhante filósofo.

Graduada em Ciências Biológicas (PUCPR) e Pedagogia (em curso), tem especialização em Educação Especial: síndromes e deficiências múltiplas; Psicomotricidade na Prática Educacional. É professora há 6 anos de Educação Especial.



  • Aqui você não precisa esperar o prazo de compensação do pagamento para começar a aprender. Inicie agora mesmo e pague depois.
  • O curso é todo feito pela Internet. Assim você pode acessar de qualquer lugar, 24 horas por dia, 7 dias por semana.
  • Se não gostar do curso você tem 7 dias para solicitar (através da pagina de contato) o cancelamento ou a devolução do valor investido.*
  • Adquira certificado ou apostila impressos e receba em casa. Os certificados são impressos em papel de gramatura diferente e com marca d'água.**
* Desde que tenha acessado a no máximo 50% do material.
** Material opcional, vendido separadamente.

Modelo de certificados (imagem ilustrativa):

Frente do certificado Frente
Verso do certificado Verso
  • RESUMO DO LIVRO: QUANDO NIETZSCHE CHOROU

    resumo do livro: quando nietzsche chorou

  • INTRODUÇÃO

    introdução

    o livro “quando nietzsche chorou”, relata um romance em que envolve ciência e filosofia.
    através da história irreal de irwin yalom, podemos viajar por uma fantasia que nos leva a imaginar qual será o fim da história e o que acontecerá com os personagens.
    o autor é brilhante, pois envolve no romance, figuras importantes da filosofia como nietzsche e freud pai da psicanálise.
    a história falará do filósofo que busca ajuda médica, mas que no final ajuda a curar o próprio médico.

  • CAPÍTULO I

    capítulo i

    em seu consultório, josef breuer, psicanalista, recebe um cartão de lou salomé, dizendo que precisa vê-lo no café sorrento.
    às nove horas em ponto lá estava dr. breuer, tomando café no sorrento, mas lou salomé não havia chegado ainda.
    durante o café dr. breuer pensa sobre veneza, da beleza da cidade, das embarcações, das gôndolas.
    fala para si mesmo, percebe o quanto era tolo, do quanto da vida ele havia perdido.
    durante uma caminhada na ilha de murano, sua atenção se prendia a bertha, uma paciente encantadora, da qual ele tratava.
    nesse instante seus pensamentos misturavam-se a vários outros, quando lou salomé entrou no café.
    breuer se encantou pela beleza da jovem que queria conversar com ele. ela chegou se apresentou e sentou a mesa.
    durante a conversa, salomé contou o seu temor em relação a um amigo que poderia se matar no futuro. tinha muito medo de isso acontecer, pois de certa forma se sentiria culpada.

  • breuer perguntou quem era seu amigo. ela respondeu que era friedrich nietzsche. disse que ele estava muito doente, com dores de cabeça, náuseas, cegueira, problemas estomacais, insônia. consultou com diversos médicos, em vários países, mas nenhum deles resolveu seu problema.
    foi então que ela ouviu falar do dr. breuer, através de seu irmão jenia salomé, e resolveu procurá-lo.
    também ouviu falar de seu tratamento com uma paciente chamada anna o. , que obtivera bons resultados.
    nesse instante breuer se assustou. como ela sabia de anna o.?
    anna o. era o codinome de bertha, sua paixão.
    esse caso intrigava breuer, pelo fato de bertha e de lou salomé saber do caso dela. então resolveu aceitá-lo, quem sabe assim conseguiria arrancá-la da mente.
    breuer aceitou atender o professor nietzsche, mas ressaltou que talvez o caso dele ultrapasse o alcance da ciência.
    deu-lhe um cartão e marcaram um novo encontro.

  • CAPÍTULO II

    capítulo ii

    em seu consultório aguardando salomé. despachou três pacientes do dia e a esperava.
    quanto ela chegou, começaram a tratar da doença de nietzsche.
    salomé começou a relatar sobre sua convivência com o filósofo. disse que seu relacionamento era mais intelectual do que carnal. viviam uma relação a três. paul, salomé e nietzsche. mas depois de um certo tempo o professor nietzsche a propôs casamento.
    mas salomé não aceitou. nietzsche então fez uma outra proposta sem casamento efetivo. viveriam os três, sem problema nenhum.
    relatou sobre a viagem a tautenberg, com nietzsche e sua irmã elizabete, que era anti-semita, e criou caso com paul com era judeu.

  • nesse instante breuer – que também era judeu – perguntou a salomé se nietzsche também era anti-semita, igual à irmã.
    salomé respondeu que não. nietzsche era a favor da verdade e que odiava qualquer tipo de preconceito.
    em outro momento, paul, nietzsche e salomé passaram três semanas em leipzig com a mãe de paul. nessa viagem conversaram sobre moralidade pública, ética e religião. a amizade dos três se aprofundava cada vez mais.
    salomé entregou algumas cartas de nietzsche, onde o doutor breuer pode entender um pouco mais do filósofo.
    agora só faltava trazer nietzsche ao consultório.

  • CAPÍTULO 3

    capítulo 3

    o sr. perlroth entra pela porta. sua história: cinqüenta anos atrás sofrera de uma tonsilectomia traumática. sua vinda para o consultório foi o problema de eliminar a urina. através do exame descobriu-se que ela estava com um alargamento esponjoso benigno. breuer indicou seu cunhado max, que era urologista.
    dr. breur fazia duas visitas domiciliares por dia, uma de manhã e outra a tarde.
    à tarde quando voltava para casa pegou uma carona com o amigo fischamann, encostou-se no banco e teve pensamentos relacionados com bertha, casamento e filhos.
    no caminho avistou sigmund freud. ofereceu carona, e foram conversando pelo caminho. breuer perguntou a freud se ele conhecia jenia salomé. ele respondeu que não se lembrava. freud também lecionava na faculdade e poderia ter conhecido o irmão de lou salomé.
    quando o carro parou, os dois continuaram a conversa na casa de breuer. sua esposa mathilde estava esperando com o jantar na mesa.
    breuer não vivia muito bem com a esposa. isso porque ela descobriu sobre bertha e desde então o relacionamento esfriou.
    durante o jantar falaram sobre sonhos e suas interpretações. freud era especialista em decifrar sonhos.

  • mas o que dr. breuer realmente queria falar era sobre jenia salomé e lou salomé e de como ela sabia de bertha.
    freud não sabia muito sobre bertha. então pediu para que o amigo lhe contasse um pouco mais sobre ela.
    breuer disse que bertha era histérica, tinha distúrbios sensoriais e motores, fobias, surdez e outros sintomas. falou que seus sintomas desapareciam quando ele chegava até a fonte exata do sintoma. parecia a teoria helmtziana.
    mas o que salomé teria a ver com tudo isso, pensou freud.
    breur disse que salomé sabia de anna o. – que era o codinome de bertha – e queria que ele tratasse de seu amigo.
    dr. breuer relatou sobre nietzsche – com o codinome de muller – falou sobre os sintomas do filósofo e freud aconselhou-o a não pegar o caso. mas era tarde demais breuer já havia aceitado.

  • CAPÍTULO 4

    capítulo 4

    salomé manda uma carta para breuer dizendo que o plano dera certo e que nietzsche iria consultá-lo.
    entusiasmado com a carta e com salomé, breuer começou a se olhar no espelho e ver a idade pesar. pensou nos seus 42 anos. será que agüentaria mais 42?
    a secretária anunciou nietzsche. o filósofo entrou e se apresentou ao dr. breuer. depois conversaram um pouco e nietzsche tirou da mala alguns papéis, que eram exames feitos durante anos e que não indicavam nada.
    no próximo encontro o dr. breuer iria fazer uma anamnese e um exame antes de ver seus registros.

  • CAPÍTULO 5

    capítulo 5

    breuer atendia seus pacientes escutando-os. investigava cada parte de seu corpo, em seguida fazia uma anamnese. o passo final era a formulação de toas as outras perguntas. com nietzsche ele anotou tudo e pediu que ele aprofundasse mais sobre sua mudança de humor.
    nietzsche relatou que seus ataques de humor duravam doze horas até dois dias. começou a relatar suas dores e que raramente tinha momentos de bem estar.
    depois da anamnese começou a fazer o exame físico, constatou anemia, problemas visuais.
    breuer perguntou sobre sua rotina diária e que importante associar o bem estar social do psicológico.
    dr. breuer também falou de traição. nietzsche foi pego de surpresa com essa afirmação, pois se sentia traído e confirmou ao dr. breuer três traições.
    nesse instante o filósofo disse que seu problema de saúde vinha antes mesmo das traições.
    a outra consulta ficou para a semana seguinte.

  • CAPÍTUOLO 6

    capítuolo 6

    no outro encontro nietzsche fez algumas perguntas: se ficaria cego? se os ataques seriam sempre? e se ele tinha uma doença cerebral?
    dr. breur ficou mudo. as perguntas foram diretas e objetivas. respondeu que a tarefa de um médico era reduzir a tensão de seu paciente e aumentar a capacidade de cura dele.
    nietzsche disse que a verdade sempre deve prevalecer mesmo que seja dura demais. e que a relação entre médico e paciente de ser der total verdade.
    entraram no assunto das escolhas, do direito do paciente em saber o estado de saúde seja ele ruim ou não. conversaram sobre a morte e de como encará-la. dr. breuer falou sobre a esperança, mas nietzsche disse que esperança era o pior de todos os males.
    os temas da conversa entraram em polêmicas que levariam a discussão por horas ou talvez dias intermináveis. foi então que dr. breuer entrou num assunto polêmico: suicídio.
    nietzsche disse que cada um é dono de sua morte, mas não admitiu alguma vez tentar suicídio.
    breur pediu alguns livros de nietzsche e ele se comprometeu a emprestá-los. o próximo encontro ficou marcado para sexta-feira.


Matricule-se agora mesmo Preenchendo os campos abaixo
R$ 23,00
Pagamento único
Processando... Processando...aguarde...
Autorizo o recebimento de novidades e promoções no meu email.

  • RESUMO DO LIVRO: QUANDO NIETZSCHE CHOROU
  • INTRODUÇÃO
  • CAPÍTULO I
  • CAPÍTULO II
  • CAPÍTULO 3
  • CAPÍTULO 4
  • CAPÍTULO 5
  • CAPÍTUOLO 6
  • CAPÍTULO 7
  • CAPÍTULO 8
  • CAPÍTULO 9
  • CAPÍTULO 10
  • CAPÍTULO 11
  • CAPÍTULO 12
  • CAPÍTULO 13
  • CAPÍTULO 14
  • CAPÍTULO 15
  • CAPÍTULO 16
  • CAPÍTULO 17
  • CAPÍTULO 18
  • CAPÍTULO 19
  • CAPÍTULO 20
  • CAPÍTULO 21
  • CAPÍTULO 22
  • CONCLUSÃO
  • REFERÊNCIAS BIBLIOGRÁFICAS