Curso Online de Cevejaria Artesanal
5 estrelas 1 aluno avaliou

Curso Online de Cevejaria Artesanal

Através deste curso básico e rápido você aprenderá como fazer a cerveja artesanal que é tão apreciada por muitas pessoas. O curso tem co...

Continue lendo

Autor(a):

Carga horária: 18 horas

Por: R$ 23,90
(Pagamento único)

Certificado digital Com certificado digital incluído

Através deste curso básico e rápido você aprenderá como fazer a cerveja artesanal que é tão apreciada por muitas pessoas. O curso tem como objetivo passar conceitos básicos para produzir a bebida artesanalmente.

Formação em Agronomia (UNICENTRO), pós-graduada em Pedagogia (UNICENTRO) e Educação Ambiental (UFPR). Experiência profissional como professora em diversas áreas de Ciências Agrárias; experiência em Educação à Distância; Tutora/Monitora; Palestras; Experiência em Cooperativa, Sindicato e Empresas Agrícolas. Experiência com cursos livres onlines desde 2012. Sou autodidata e busco incansavelmente o conhecimento das mais diversas áreas e uma frase que me define "Ensinar não é transferir conhecimento, mas criar as possibilidades para a sua própria produção ou a sua construção." (Paulo Freire)


- Dante Moretti

  • Aqui você não precisa esperar o prazo de compensação do pagamento para começar a aprender. Inicie agora mesmo e pague depois.
  • O curso é todo feito pela Internet. Assim você pode acessar de qualquer lugar, 24 horas por dia, 7 dias por semana.
  • Se não gostar do curso você tem 7 dias para solicitar (através da pagina de contato) o cancelamento ou a devolução do valor investido.*
* Desde que tenha acessado a no máximo 50% do material.
  • Cervejaria Artesanal

    Cervejaria Artesanal

    Professora: Scheila de Fátima Sccisloski

  • Introdução ao Curso

    Introdução ao Curso

    Este curso foi elaborado visando ajudar todos aqueles que desejam fazer cerveja em casa.

    Apesar de o conceito geral ser de que a cerveja só pode ser feita por grandes empresas com maquinário avançado e ingredientes inacessíveis, você verá que é fácil fazer sua própria cerveja caseira.

    Com um pouco de dedicação e paciência você estará bebendo uma cerveja feita do jeito que você gosta, com todas as características que lhe agradam e o melhor de tudo, feita por você!

  • Todas as informações aqui contidas foram dispostas de forma a facilitar o entendimento e a aplicação prática.

    Neste curso procurei incluir apenas informações básicas, de forma a dar o conhecimento necessário para a parte prática.

    Com certeza, através deste curso você vai se aprofundar mais em cada aspecto da fabricação e o incentivamos fortemente para que faça isso.

  • Buscamos expor da forma mais simples e prática possível para você obter bons resultados na fabricação da sua cerveja caseira.

    Ao longo do tempo você descobrirá que existem outras formas, técnicas e equipamentos para fazer cerveja e que diferem muito do que aqui publicamos.

    Nosso intuito é de ajudar você justamente a conhecer o necessário para iniciar sua produção desmistificando a cerveja caseira e deixando o caminho aberto para novas pesquisas e experiências. Boa sorte!

  • Matéria-Prima

    Matéria-Prima

  • Malte

    Malte

    O malte nada mais é que o grão de cevada umedecido e germinado em estufas sob temperaturas controladas até atingir certo grau de germinação.

    Neste momento o grão é seco para interromper o crescimento do broto.

    Durante o processo de germinação o grão gera açucares, amidos solúveis e amidos que podem ser transformados em açúcar durante uma das etapas do processo de produção de cerveja, que se chama Brassagem.

  • Na verdade, pode-se obter malte a partir de vários grãos além da cevada, como, por exemplo, o trigo, aveia, centeio, milho, etc.

    Entretanto neste curso sempre iremos nos referir ao malte, ou seja o malte de cevada.

    Existe uma grande variedade de tipos diferentes de maltes.

    O que os difere basicamente é o tempo e a temperatura de secagem.

  • Podemos dividir os maltes em maltes de base e maltes especiais.

    Os maltes de base são aqueles que precisam passar por determinadas temperaturas durante a produção da cerveja para extrair os açúcares necessários à fermentação.

    Os maltes de base é o que compõem o maior percentual de malte na receita de cerveja.

  • Existem vários tipos de maltes de base, sendo diferenciados basicamente pela coloração que conferem à cerveja.

    A coloração de cada malte se difere devido ao grau de torrefação a que cada malte foi submetido.

    Os maltes especiais não têm poder de conversão de açúcares como os maltes de base. 

  • Eles são os maltes que geram características muito importantes à cerveja, como coloração, sabor, corpo, etc.

    Vamos ver alguns exemplos; os maltes do tipo cristal (ou caramelo) são maltes que ao invés de serem secos rapidamente após a germinação do grão são submetidos a temperaturas controladas que fazem com que sejam obtidos açúcares do malte e estes sejam cristalizados (por isso se chama-se de “cristal”).

    Maltes do tipo cristal ajudam a conferir corpo à cerveja, deixando-a mais robusta (cremosa) e também mais saborosa.

  • Outros maltes especiais são os torrados.

    Estes são submetidos a temperaturas maiores e chegam a ficar tão escuros quanto o café torrado.

    Estes maltes são usados para fazer cervejas escuras e com sabor tostado.


Matricule-se agora mesmo Preenchendo os campos abaixo
R$ 23,90
Pagamento único
Processando... Processando...aguarde...

Desejo receber novidades e promoções no meu e-mail:


  • Cervejaria Artesanal
  • Introdução ao Curso
  • Matéria-Prima
  • Malte
  • Água
  • Lúpulo
  • Fermento
  • Equipamentos Utilizados
  • Fogareiro
  • Balança de Precisão
  • Moedor de Cereais
  • Panela / Caldeirão
  • Filtro do Bagaço
  • Colher de Nylon 60cm
  • Termômetro
  • Trocador de Calor ou Chiller de Imersão
  • Densímetro e Proveta
  • Demais Utensílios
  • O Processo
  • 1ª - Receita
  • Moagem dos Grãos
  • Brassagem
  • Iniciando a Brassagem
  • 3.a - Peptidase
  • 3.b - Beta-Amylase
  • 3.c - Inativação das Enzimas
  • Recirculação e Lavagem do Mosto
  • Como Fazer:
  • Lavagem do Mosto
  • Fervura e Lupulagem
  • Resfriamento do Mosto
  • Ativação da Fermentação
  • Fermentação
  • Maturando Antes de Engarrafar
  • Engarrafamento
  • Esterilização das Garrafas 
  • Primming
  • Momento de Tomar a Cerveja
  • Bibliografia Consultada