Curso Online de Forma Simples de aprender Português

Curso Online de Forma Simples de aprender Português

Forma simples de aprender português e se preparar para prestar concursos e o Enem, aborda conteúdos ortográficos que sempre cai em concur...

Continue lendo

Autor(a):

Carga horária: 4 horas

De: R$ 40,00 Por: R$ 25,00
(Pagamento único)

Certificado digital Com certificado digital incluído

Forma simples de aprender português e se preparar para prestar concursos e o Enem, aborda conteúdos ortográficos que sempre cai em concursos. Abrange uma linguagem simples e descomplicada, facilitando a aprendizagem do estudante.

Olá meu nome é Fatima, sou formada em pedagogia com pós em psicopedagogia institucional, sou concursada em uma rede municipal onde dou aula na educação fundamental I . Desde que eu me formei , sempre prestei provas em redes municipais para atuar na minha área e sempre obtive bons resultados, podendo exercer minha função, me efetivei em uma rede municipal onde trabalho, por ter essa experiências em concursos e provas classificatórias foi que surgiu a ideia de produzir um livro pratico onde contenha os conteúdos na qual eu observei que cai em todas as provas de concursos.



  • Aqui você não precisa esperar o prazo de compensação do pagamento para começar a aprender. Inicie agora mesmo e pague depois.
  • O curso é todo feito pela Internet. Assim você pode acessar de qualquer lugar, 24 horas por dia, 7 dias por semana.
  • Se não gostar do curso você tem 7 dias para solicitar (através da pagina de contato) o cancelamento ou a devolução do valor investido.*
  • Adquira certificado ou apostila impressos e receba em casa. Os certificados são impressos em papel de gramatura diferente e com marca d'água.**
* Desde que tenha acessado a no máximo 50% do material.
** Material opcional, vendido separadamente.

Modelo de certificados (imagem ilustrativa):

Frente do certificado Frente
Verso do certificado Verso
  • Forma simples de aprender Português Se prepare para passar no Enem ou em concursos Forma Simples de Aprender Português

    Forma simples de aprender Português Se prepare para passar no Enem ou em concursos Forma Simples de Aprender Português

    Fatima Figueiredo

  • 03
    04
    05
    06
    07
    08
    09
    10
    11
    13
    14
    15
    16
    19
    20
    21
    22
    23
    25
    27
    28
    29
    30
    31
    32
    33
    34
    35
    37
    41

    Mal ou mau?
    Nada haver ou nada a ver?
    Bastante ou bastantes?
    Meio dia e meio ou meio dia e meia?
    Quinhentas gramas ou quinhentos gramas?
    Faz três anos ou fazem três anos?
    Há ou a?
    O uso dos porquês
    Tem ou têm?
    A , há, ah, à
    "História", "história" ou "estória"?
    "Tráfego" ou "Tráfico"?
    Como usar o "etc.“
    "Aterrizar" ou "Aterrissar"?
    "Afim" ou "A fim"?
    "Sessão", "Seção" ou "Cessão"?
    "Ascender" ou "Acender"?
    "A ponto de" ou "Ao ponto de“
    "Vendem-se casas" ou "vende-se casas"?
    "Senão" ou "Se não"?
    "Em vez de" ou "Ao invés de"?
    "Espiar" ou "Expiar"?
    "Onde" ou "Aonde"?
    "Cumprimento" ou "Comprimento"?
    "Por isso" ou "Porisso"?
    "Despercebido" ou "Desapercebido"?
    "Troféis" ou "Troféus"?
    Correção ortográfica atualizada.
    hífen
    Simulado

  • Mal ou Mau? Mal é o contrário de bem, mau é o contrário de bom. Sendo assim : O menino é um bom aluno. O menino é um mau aluno. O menino foi bem na prova. O menino foi mal na prova.

    Mal ou Mau? Mal é o contrário de bem, mau é o contrário de bom. Sendo assim : O menino é um bom aluno. O menino é um mau aluno. O menino foi bem na prova. O menino foi mal na prova.

    Já ouviu o termo a Males que vem para o bem?

    Então memorize essa frase porque ela diz tudo , ou seja, que mal “ de males ‘’ é o contrário de bem

  • Nada haver ou nada a ver?

    Nada haver ou nada a ver?

    Será que devemos falar : Nada haver ou nada a ver ?
    A forma correta de escrita desta expressão é nada a ver , significa que algo não tem lógica, fundamento .
    Exemplo:
    Ela não tem nada a ver comigo.
    Eu não tenho nada a ver com isto.
    Nota-se que as duas frases estão indicando algo que não tem lógica.
    Então não existe a expressão haver?
    Sim existe, porém é pouco utilizado, podemos utilizar essa expressão, no sentido de não ter nada a receber, ou seja, se referindo ao ato de não ter quantias monetárias para serem recebidas.
    Exemplo:
    João não tem nada haver do dinheiro da herança dos avós.

  • Bastante Ou bastantes?

    Bastante Ou bastantes?

    Bastante - quando for um advérbio de intensidade, esse é o uso mais comum; Quando queremos intensificar uma ideia, empregamos o bastante que tem o significado de ‘’ muito’’, atuando como advérbio não será flexionada no plural.
    Exemplo:
    As meninas comeram bastante.
    Bastantes é adjetivo e concorda com o substantivo a que se refere.
    Exemplo:
    Vimos bastantes livros na biblioteca.

  • Meio dia e meio ou meio dia e meia?

    Meio dia e meio ou meio dia e meia?

    12:30 significa meio dia e mais meia hora.
    Meia é um substantivo usado para se referir à peça de roupa, porém também pode ser um numeral cujo sentido é de “metade”.
    Portanto, é uma palavra variável que pode mudar em gênero e número.
    Exemplo:
    A reunião será meio dia e meia.
    Usando de meias palavras ela tentou se explicar.
    Meio é um adverbio que significa um pouco. É sempre invariável, ou seja, não flexiona em gênero nem em número.
    Exemplo:
    Hoje ela estava meio preocupada, pois seu filho estava doente.
    Os alunos estavam meio dispersos.

  • Quinhentas gramas ou quinhentos gramas?

    Quinhentas gramas ou quinhentos gramas?

    É muito comum ouvir as pessoas dizerem “eu quero quinhentas gramas de mussarela”, forma errada de falar, isso mesmo,’ ’grama ’’ é um substantivo masculino quando se refere à unidade de medida de massa!
    Sendo assim, o correto é quinhentos gramas.
    O substantivo ‘’grama” é feminino quando se refere a planta
    Exemplo:
    Não pise na grama.
    A grama do jardim já cresceu!
    Concluindo:
    O grama ( peso )
    A grama ( planta)

  • Faz três anos ou fazem três anos?

    Faz três anos ou fazem três anos?

    O verbo “ Fazer`` quando indica tempo fica sempre no singular.
    Sendo assim, faz três anos é a forma correta de escrita desta expressão, veja outros exemplos:
    Faz três meses desde a última vez que te vi.
    Faz sol todos os dias.
    Durante as primeiras horas do dia faz muito calor.

  • As duas palavras existe na língua portuguesa, basta compreender quando usa-las. Há é usado quando indica tempo passado. Exemplo: Estudo Português há anos. Há coisas que não mudam. A é uma preposição simples, indica tempo futuro. Exemplo: Daqui a cinco minutos. Minha prova será daqui a duas semanas.

    As duas palavras existe na língua portuguesa, basta compreender quando usa-las. Há é usado quando indica tempo passado. Exemplo: Estudo Português há anos. Há coisas que não mudam. A é uma preposição simples, indica tempo futuro. Exemplo: Daqui a cinco minutos. Minha prova será daqui a duas semanas.

    Há Ou a ?

  • O uso dos porquês é um dos assuntos da língua portuguesa que mais causa dúvidas entre os falantes. Por isso, é necessário entender e distinguir as quatro formas: porque, porquê, por que, por quê. Porque ( junto e sem acento) é usado principalmente em resposta e em explicações, indicando a causa ou a explicação de alguma coisa. Porque pode ser substituído por: pois, visto que, uma vez que, por causa de que, dado que. Exemplo de substituição do porque: Ele não foi à escola pois estava chovendo. Ele não foi à escola uma vez que estava chovendo. Porquê ( junto e com acento ) pode ser substituído por motivo, causa ou razão. Exemplo de substituição do porquê: Todos choravam muito e ninguém me dizia o porquê. Todos choravam muito e ninguém me dizia o motivo. Todos choravam muito e ninguém me dizia a razão.

    O uso dos porquês é um dos assuntos da língua portuguesa que mais causa dúvidas entre os falantes. Por isso, é necessário entender e distinguir as quatro formas: porque, porquê, por que, por quê. Porque ( junto e sem acento) é usado principalmente em resposta e em explicações, indicando a causa ou a explicação de alguma coisa. Porque pode ser substituído por: pois, visto que, uma vez que, por causa de que, dado que. Exemplo de substituição do porque: Ele não foi à escola pois estava chovendo. Ele não foi à escola uma vez que estava chovendo. Porquê ( junto e com acento ) pode ser substituído por motivo, causa ou razão. Exemplo de substituição do porquê: Todos choravam muito e ninguém me dizia o porquê. Todos choravam muito e ninguém me dizia o motivo. Todos choravam muito e ninguém me dizia a razão.

    O uso dos porquês

  • Por que ( separado e sem acento) pode ser usado para introduzir uma pergunta ou para estabelecer uma relação Ele tem três usos: Para iniciar frase interrogativa. Sempre que estiver iniciando uma pergunta, faça com o por que. Quando puder ser substituído por qual, ou flexões ( pela qual, pelos quais, pelas quais). Quando puder set substituído por qual razão / por qual motivo. Exemplos: Por que ele veio? ( inicio de frase) Não sei por que ele veio. ( por qual motivo) Ele não me disse os motivos porque ele não veio. ( pelos quais) Por quê ( separado e com acento) Esse vem no final da frase, antes de ponto. Exemplo: Junior você ainda não almoçou por quê? Você esta atrasado por quê?

    Por que ( separado e sem acento) pode ser usado para introduzir uma pergunta ou para estabelecer uma relação Ele tem três usos: Para iniciar frase interrogativa. Sempre que estiver iniciando uma pergunta, faça com o por que. Quando puder ser substituído por qual, ou flexões ( pela qual, pelos quais, pelas quais). Quando puder set substituído por qual razão / por qual motivo. Exemplos: Por que ele veio? ( inicio de frase) Não sei por que ele veio. ( por qual motivo) Ele não me disse os motivos porque ele não veio. ( pelos quais) Por quê ( separado e com acento) Esse vem no final da frase, antes de ponto. Exemplo: Junior você ainda não almoçou por quê? Você esta atrasado por quê?


Matricule-se agora mesmo Preenchendo os campos abaixo
R$ 25,00
Pagamento único
Processando... Processando...aguarde...

Desejo receber novidades e promoções no meu e-mail:


  • Mal ou mau?
  • Nada haver ou nada a ver?
  • Bastante ou bastantes?
  • Meio dia e meio ou meio dia e meia?
  • Quinhentas gramas ou quinhentos gramas?
  • Faz três anos ou fazem três anos?
  • Há ou a?
  • O uso dos porquês
  • Tem ou têm?
  • A , há, ah, à
  • "História", "história" ou "estória"?
  • "Tráfego" ou "Tráfico"?
  • Como usar o "etc.?
  • "Aterrizar" ou "Aterrissar"?
  • "Afim" ou "A fim"?
  • "Sessão", "Seção" ou "Cessão"?
  • "Ascender" ou "Acender"?
  • "A ponto de" ou "Ao ponto de?
  • "Vendem-se casas" ou "vende-se casas"?
  • "Senão" ou "Se não"?
  • "Em vez de" ou "Ao invés de"?
  • "Espiar" ou "Expiar"?
  • "Onde" ou "Aonde"?
  • "Cumprimento" ou "Comprimento"?
  • "Por isso" ou "Porisso"?
  • "Despercebido" ou "Desapercebido"?
  • "Troféis" ou "Troféus"?
  • Correção ortográfica atualizada.
  • hífen
  • Simulado