Curso Online de SERVIÇO SOCIAL E GÊNERO

Curso Online de SERVIÇO SOCIAL E GÊNERO

SEJA BEM VINDO (A) CURSO SERVIÇO SOCIAL E GÊNERO CURSO DESTINADO AOS PROFISSIONAIS DO SERVIÇO SOCIAL

Continue lendo

Autor(a):

Carga horária: 35 horas

Por: R$ 23,00
(Pagamento único)

Certificado digital Com certificado digital incluído

SEJA BEM VINDO (A)

CURSO

SERVIÇO SOCIAL E GÊNERO


CURSO DESTINADO AOS PROFISSIONAIS DO SERVIÇO SOCIAL

ORGANIZAÇÃO QUE BUSCA APRESENTAR CURSOS EM DIVERSAS ÁREAS DE ATUAÇÃO E FORMAÇÃO POR UM BAIXO CUSTO PARA OS USUÁRIOS.



  • Aqui você não precisa esperar o prazo de compensação do pagamento para começar a aprender. Inicie agora mesmo e pague depois.
  • O curso é todo feito pela Internet. Assim você pode acessar de qualquer lugar, 24 horas por dia, 7 dias por semana.
  • Se não gostar do curso você tem 7 dias para solicitar (através da pagina de contato) o cancelamento ou a devolução do valor investido.*
* Desde que tenha acessado a no máximo 50% do material.
  • SERVIÇO SOCIAL E GÊNERO

    SERVIÇO SOCIAL E GÊNERO

  • SEJA BEM VINDA (O)
    CURSO
    SERVIÇO SOCIAL E GÊNERO

  • CURSO DESTINADO A TODOS OS PROFISSIONAIS QUE OPERAM NA ASSISTÊNCIA SOCIAL.

    NÃO EXISTE PRÉ REQUISITO PARA A PARTICIPAÇÃO NO CURSO.

  • O ESTUDO DE GÊNERO É ESSENCIAL PARA A COMPREENSÃO DA PRODUÇÃO E REPRODUÇÃO SOCIAL.

    O ESTUDO DE GÊNERO SEMPRE PERPASSA PARA A SIGNIFICÂNCIA E SUA ESSENCIALIDADE NA TRANSVERSALIDADE.

  • As preocupações teóricas relativas ao gênero como categoria de análise são recentes, figuram no final do século XX na Europa e nos Estados Unidos.

  • 1930 e 1970 SURGEM ESTUDOS ACADÊMICOS E GRUPOS DE ESTUDOS – VOLTADOS A TEMÁTICA DO FEMINISMO E A CONCEPÇÃO DA MULHER COMO FIGURA PROTAGONISTA.

  • ATÉ OS ANOS 70 A MULHER ERA VISTA COMO FIGURA NÃO PROTAGONISTA DA SUA HISTÓRIA.

    MOVIMENTOS SÃO DESENVOLVIDOS PARA A MUDANÇA DESTE PAPEL CUIDADOR. O FEMINISMO CHEGA COM FORÇA PARA A MUDANÇA DE PARAMETROS.

  • OCORRE A MUDANÇA DA TERMINOLOGIA DE MULHER PARA GÊNERO.

    GÊNERO MAIS ABRANGENTE QUE A FIGURA DA MULHER. ABRANGE DIVERSIDADE SEXUAL, IDENTIDADE DE GÊNERO E A MASCULIDADE – NÃO ESQUECENDO DAS MULHERES.

  • NO BRASIL A PARTIR DOS ANOS 1990 – OCORRE A TRADUÇÃO DO TEXTO JOAN SCOTT.

    CONJUNTAMENTE COM MOBILIZAÇÃO SOCIAL DE MOVIMENTOS FEMINISTAS VOLTADAS AO EMPODERAMENTO FEMININO E A LUTA POR POLÍTICAS PÚBLICAS VOLTADAS PARA MULHERES.

  • VIOLÊNCIA DOMÉSTICA É MAIS COMUM É PERMEIA PELO VICIO DE UMA SOCIEDADE PARTIARCAL E MACHISTA.

    A FIGURA DA PESSOA QUE SOFRE VIOLÊNCIA NEM SEMPRE É VISTA COMO A PESSOA QUE SOFREU, MAS POR MUITOS PELO MODELO PATRIARCAL COMO A QUE PROVOCOU A VIOLÊNCIA.

  • VIOLÊNCIA EM CASA É PREDOMINANTEMENTE SOFRIDA PELOS MAIS DESFAVORECIDOS – MULHERES, CRIANÇAS, DEFICIENTES E IDOSOS.

    CASOS APARECEM TODOS OS DIAS NAS MÍDIAS E NA REDE DE REFERÊNCIA.


Matricule-se agora mesmo Preenchendo os campos abaixo
R$ 23,00
Pagamento único
Processando... Processando...aguarde...
Autorizo o recebimento de novidades e promoções no meu email.

  • SERVIÇO SOCIAL E GÊNERO
  • ASPECTOS HISTÓRICOS DO DIREITO DA MULHER
  • DIREITO DA MULHER: BRASIL
  • LEI MARIA DA PENHA
  • MULHER DIREITO DE VIVER SEM VIOLÊNCIA
  • VIOLÊNCIA DOMÉSTICA
  • FORMAS DE VIOLÊNCIA DOMÉSTICA
  • MEDIDAS PROTETIVAS
  • HOMEM DE VERDADE NÃO BATE EM MULHER
  • VIOLÊNCIA E SAÚDE
  • PACTO NACIONAL DE ENFRENTAMENTO A VIOLÊNCIA CONTRA MULHER
  • METAS
  • HUMANIZAÇÃO E ATENÇÃO ÀS PESSOAS EM SITUAÇÕES DE VIOLÊNCIA
  • PNHAH
  • A VIOLÊNCIA NA ATENÇÃO À SAÚDE
  • DIREITOS DA MULHER
  • BASE HISTÓRICA DOS DIREITOS DAS MULHERES
  • CARTA ÀS MULHERES
  • HISTÓRIA DAS MULHERES
  • LEI MARIA DA PENHA
  • LEI – CONSTITUIÇÃO DA LEI
  • A LEI
  • CRÍTICAS POSITIVAS
  • CRÍTICAS NEGATIVAS
  • REDE SOCIAL MARIA DA PENHA
  • VIOLÊNCIA CONTRA MULHER
  • LEI MARIA DA PENHA
  • DA VIOLÊNCIA DOMÉSTICA
  • DAS FORMAS DE VIOLÊNCIA DOMÉSTICA E FAMILIAR
  • DA ASSISTÊNCIA DA MULHER
  • DA ASSISTÊNCIA
  • DO ATENDIMENTO PELA AUTORIDADE
  • DOS PROCEDIMENTOS
  • DAS MEDIDAS PROTETIVAS
  • MEDIDAS PROTETIVAS - AGRESSOR
  • MEDIDAS PROTETIVAS - OFENDIDA
  • ATUAÇÃO DO MINISTÉRIO PÚBLICO
  • DA ASSISTÊNCIA JURÍDICA
  • EQUIPE DE ATENDIMENTO
  • DISPOSIÇÕES
  • CNJ – LEI MARIA DA PENHA
  • TIPOS DE VIOLÊNCIA CONTRA MULHER
  • VIOLÊNCIA CONTRA IDOSOS
  • ESTATUTO DOS IDOSOS
  • LEI Nº 13.104, DE 9 DE MARÇO DE 2015
  • Notificação compulsória
  • LEI Nº 12.015, DE 7 DE AGOSTO DE 2009
  • LEI Nº 12.845, DE 1º DE AGOSTO DE 2013
  • LEI Nº 13.285, DE 10 DE MAIO DE 2016.
  • Comissão mista violência contra mulheres
  • CÓDIGO PENAL E VIOLÊNCIA
  • CONSTITUIÇÃO E PROTEÇÃO
  • DECRETO Nº 7.958, DE 13 DE MARÇO DE 2013
  • CENTRAL DE ATENDIMENTO A MULHER
  • ESTATÍSTICA VIOLÊNCIA CONTRA MULHER
  • REFERÊNCIAS