Curso Online de COORDENADOR PEDAGÓGICO
4 estrelas 13 alunos avaliaram

Curso Online de COORDENADOR PEDAGÓGICO

O curso de Coordenador Pedagógico é uma resposta teórica e prática à necessidade de formadores/professores e alunos/formandos terem um ...

Continue lendo

Autor(a):

Carga horária: 51 horas

Por: R$ 23,00
(Pagamento único)

Certificado digital Com certificado digital incluído

O curso de Coordenador Pedagógico é uma resposta teórica e prática à necessidade de formadores/professores e alunos/formandos terem um elemento de trabalho que lhes possibilite uma formação mais enriquecedora e unificada sobre as competências relativas à presente temática.

EUROPA LEARNING é um programa especializado em ensino à distância. Apresentamos cursos em todas as areas, criados a pensar em voce. Investimos não só na qualidade de nosso material didático, como também em novos meios para difundir conceitos e técnicas de forma eficiente para todos alunos. Por isso hoje este projeto orgulhosamente traz ao Brasil cursos de primeira linha criando novas tendências de mercado quando o assunto é e-learning


- Rosemeri Henz Araujo

- Maria De Cassia Guimaraes De Lima

- Mariana Da Cruz

"Curso completo muito bom me ajudou a planejar meu trabalho"

- Fabiana Cristina Melo

- Rita De Cassia Nunes Dos Santos

- Adenilda Santos Marins

- Neriane Iranyl Stahl

- Maria Olivia Silva Saldanha

- Carla Celeste Rodrigues Ribeiro

- AmÉrico Sampaio Barreto

- Hellen Brito Lopes

- Adauto Alves Da Silva

- Jackson Miranda Gomes

  • Aqui você não precisa esperar o prazo de compensação do pagamento para começar a aprender. Inicie agora mesmo e pague depois.
  • O curso é todo feito pela Internet. Assim você pode acessar de qualquer lugar, 24 horas por dia, 7 dias por semana.
  • Se não gostar do curso você tem 7 dias para solicitar (através da pagina de contato) o cancelamento ou a devolução do valor investido.*
* Desde que tenha acessado a no máximo 50% do material.
  • COORDENADOR PEDAGÓGICO

  • COORDENADOR PEDAGÓGICO

    COORDENADOR PEDAGÓGICO

    TRAÇANDO CAMINHOS NA ESCOLA

  • TRAÇAR CAMINHOS.....

    TRAÇAR CAMINHOS.....

    ATUA DE FORMA INTEGRADORA

    DÁ RUMOS ÀS AÇÕES PEDAGÓGICAS

    TRABALHO EM EQUIPE

    PP E PLANO DE GESTÃO

    PAPEL FUNDAMENTAL DO PC

  • PRINCIPAL TAREFA

    PRINCIPAL TAREFA

    ATUAR NO SENTIDO DE
    TRANSFORMAR A ESCOLA EM UNIDADE DE FORMAÇÃO
    EM SERVIÇO

  • COMO?

  • FORMAR-SE PARA FORMAR

  • ORGANIZAR AS ATIVIDADES PEDAGÓGICAS

    ACOMPANHAR O DESENVOLVIMENTO DA PROPOSTA PEDAGÓGICA

    CRIAR ESPAÇOS PARA REFLEXÃO SOBRE A PRÁTICA E A PARTICIPAÇÃO DA COMUNIDADE

  • PERFIL

    PERFIL

    ARTICULADOR

    FORMADOR

    TRANSFORMADOR DAS PRÁTICAS PEDAGÓGICAS

  • AÇÃO EDUCATIVA

    AÇÃO EDUCATIVA

    PLANEJADA

    ARTICULADA COM TODA A EQUIPE ESCOLAR

    FRUTO DE MOMENTOS DE ESTUDO, PROPOSIÇÕES, REFLEXÕES E AÇÕES

  • PC COMO ARTICULADOR

    PC COMO ARTICULADOR

    Viabilizar a implementação das Políticas Públicas levando em conta a Proposta Pedagógica e a comunidade onde a escola está inserida.

    Constituir-se como elo entre os diversos atores do processo educativo na UE, zelando pelo bom relacionamento interpessoal.

  • PC COMO FORMADOR

    PC COMO FORMADOR

    HTPCs COMO ESPAÇO DE FORMAÇÃO

    GARANTIR OS 3 MOMENTOS ESSENCIAIS NAS HTPCs

    AVALIAÇÃO DA AÇÃO EDUCATIVA

    PLANEJAMENTO DAS AÇÕES PEDAGÓGICAS

    FORMAÇÃO TEÓRICO-PRÁTICA

    INDICADORES INT. E EXTERNOS

    ROTINAS e PLANOS DE ENSINO

    ESTUDOS COMPARTILHADOS


Matricule-se agora mesmo Preenchendo os campos abaixo
R$ 23,00
Pagamento único
Processando... Processando...aguarde...

Desejo receber novidades e promoções no meu e-mail:


  • COORDENADOR PEDAGÓGICO
  • TRAÇAR CAMINHOS.....
  • PRINCIPAL TAREFA
  • PERFIL
  • AÇÃO EDUCATIVA
  • PC COMO ARTICULADOR
  • PC COMO FORMADOR
  • PLANEJAR A FORMAÇÃO
  • PC COMO TRANSFORMADOR
  • TAREFAS PARA O PRÓXIMO ENCONTRO
  • GESTÃO DA FORMAÇÃO
  • Organização de Programas de Formação
  • REALIZAÇÃO DOS PROGRAMAS DE FORMAÇÃO
  • Realização da acção
  • Avaliação dos Resultados da Formação
  • OBJETIVOS
  • OBJETIVOS (Cont. )
  • PLANO DE FORMAÇÃO
  • POLÍTICA DE FORMAÇÃO
  • PLANEJAR A FORMAÇÃO
  • ALGUMAS VANTAGENS
  • O PLANEJAMENTO PODE SER
  • PLANEJAMENTO
  • O QUE É UM PLANO DE FORMAÇÃO
  • FASES DE ELABORAÇÃO
  • POLÍTICA DE FORMAÇÃO
  • ANÁLISE DA SITUAÇÃO INICIAL 4 ASPECTOS MAIS SIGNIFICATIVOS
  • ANÁLISE DAS FUNÇÕES E ACTIVIDADES PROFISSIONAIS
  • ANÁLISE DAS NECESSIDADES DE FORMAÇÃO
  • ESPECIFICAÇÃO DOS OBJETIVOS
  • SELECÇÃO E ELABORAÇÃO DOS SUPORTES DIDÁCTICOS
  • SELECÇÃO E ELABORAÇÃO DOS SUPORTES DIDÁTICOS
  • AVALIAÇÃO DO PLANO DE FORMAÇÃO
  • ORGANIZAÇÃO DOS RECURSOS
  • orçamentação
  • CICLO DA FORMAÇÃO
  • MODELO “ADORA”
  • Fase I-Analisar os contextos de partida
  • Fase II – Desenhar a proposta formativa
  • Fase III – Organizar as sequências pedagógicas
  • Fase IV – Realizar recursos técnico-pedagógicos e preparar equipamentos de apoio
  • Fase V – Avaliar a estratégia pedagógica
  • Quando?
  • Quê?
  • Quando?
  • Síntese
  • Concepção de um P. Formação
  • Implicações Práticas…
  • O formador…
  • «(…) o factor isolado que mais influencia a aprendizagem é aquilo que o aluno já sabe; determine isso e ensine-o de acordo.»
  • As Teorias da Aprendizagem e as suas Implicações para a Formação
  • Teorias da Aprendizagem
  • Principais Teorias da Aprendizagem
  • Teorias Comportamentalistas
  • Teorias comportamentalistas da aprendizagem
  • Condicionamento Clássico Pavlov
  • Condicionamento Clássico
  • Condicionamento Operante Thorndike
  • Condicionamento Operante
  • Condicionamento Operante Skinner
  • Condicionamento Operante
  • Aprendizagem Social Bandura
  • Aprendizagem Social
  • Proposta de trabalho
  • Teorias Cognitivistas
  • Modelo de processamento da informação
  • Teorias Humanistas
  • Visão Humanista
  • Relação da Formação
  • Clima social do grupo
  • Implicação dos formandos
  • O formador deve então...
  • É necessário que os formandos…
  • Factores facilitadores e motivadores da aprendizagem
  • Factores facilitadores da Aprendizagem
  • Princípios Pedagógicos facilitadores da Aprendizagem
  • Como motivar para a aprendizagem?
  • Início da Sessão
  • Durante a Sessão
  • Aprendemos…
  • TÉCNICAS E MÉTODOS PEDAGÓGICOS
  • OBJETIVOS
  • QUESTÕES PRÉVIAS À ATIVIDADE FORMATIVA
  • QUESTÕES PRÉVIAS À ACTIVIDADE FORMATIVA
  • QUESTÕES PRÉVIAS À ATIVIDADE FORMATIVA
  • MÉTODO
  • MÉTODOS PEDAGÓGICOS DEFINIÇÃO
  • TÉCNICAS PEDAGÓGICAS DEFINIÇÕES
  • MÉTODO
  • A ESCOLHA DE UM MÉTODO EM FORMAÇÃO
  • EFICÁCIA DOS MÉTODOS E TÉCNICAS
  • CONTINGÊNCIA DA ESCOLHA DOS MÉTODOS
  • CONTINGÊNCIA DA ESCOLHA DOS MÉTODOS (cont)
  • FACTORES QUE INTERVÊM NA SELECÇÃO DO MÉTODO PEDAGÓGICO
  • Será que o método assegura o sucesso?
  • MÉTODOS PEDAGÓGICOS Classificação dos métodos pedagógicos
  • MÉTODO EXPOSITIVO
  • Método expositivo Como organizar uma sessão expositiva
  • Método expositivo Como organizar uma sessão expositiva (cont.)
  • MÉTODO DEMONSTRATIVO
  • MÉTODO INTERROGATIVO
  • MÉTODOS ACTIVOS
  • MÉTODOS ACTIVOS (Participativo)
  • MÉTODOS ACTIVOS (Participativo) Cont.
  • MÉTODOS ACTIVOS (Participativo) cont. Critérios que os caracterizam
  • MÉTODOS ACTIVOS (Participativo) Variáveis de que depende a situação pedagógica activa
  • MÉTODOS ACTIVOS
  • ESTUDO DE CASO DESCRIÇÃO
  • ESTUDO DE CASO Como aplicar um estudo de caso
  • CARACTERÍSTICAS DE UM DE CASO Um “caso” deve ser:
  • FORMAÇÃO EM POSTO DE TRABALHO DESCRIÇÃO
  • FORMAÇÃO EM POSTO DE TRABALHO UTILIZAÇÃO
  • FORMAÇÃO EM POSTO DE TRABALHO ANÁLISE CRÍTICA
  • MÉTODO DA DESCOBERTA DEFINIÇÃO
  • MÉTODO DA DESCOBERTA PRINCÍPIOS DE APLICAÇÃO
  • MÉTODO DA DESCOBERTA O PAPEL DO FORMADOR
  • MÉTODO DA DESCOBERTA ETAPAS DO MÉTODO
  • MÉTODO DA DESCOBERTA ANÁLISE CRÍTICA
  • MÉTODO DA SIMULAÇÃO DESCRIÇÃO
  • MÉTODO DA SIMULAÇÃO UTILIZAÇÃO – “Para aprender tem que se experimentar”
  • MÉTODO DA SIMULAÇÃO UTILIZAÇÃO
  • MÉTODO DA SIMULAÇÃO UTILIZAÇÃO –
  • Brainstorming
  • Fases de um Brainstorming
  • Regras de Execução
  • Utilização na Pedagogia
  • Role-Playing
  • Efeitos do Role-Playing
  • Observações
  • Desenvolvimento
  • Comunicação e Animação de Grupos
  • Objetivo Geral
  • Objetivos Específicos
  • O que é afinal a Comunicação?
  • O que é afinal a comunicação?
  • Formação de Impressões
  • Deturpação da Mensagem
  • Para uma comunicação mais eficaz…
  • Estilos Comunicacionais e seus efeitos
  • Atitudes Comunicacionais e seus efeitos
  • Estilos Comunicacionais e seus efeitos
  • Relação Pedagógica
  • “Procure entender o que é verdadeiro para si, tente sentir o que é verdadeiro para os outro, construa uma ponte para que possa compreender o outro.”
  • Comunicação e Animação de Grupos: Motivação e Liderança
  • Objectivo Geral
  • Objectivos Específicos
  • Motivação
  • Tipos de Motivação
  • Características dos Indivíduos Motivados
  • Características dos Indivíduos Desmotivados
  • Princípios para motivar pessoas
  • Teorias da Motivação
  • Hierarquia das Necessidades de Maslow
  • Liderança
  • Líder
  • O Formador enquanto Líder
  • Estilos de Liderança e seus efeitos
  • Comunicação e Animação de Grupos: Grupo e Conflito
  • Objectivo Geral
  • Objectivos Específicos
  • O Grupo
  • Tipos de Grupos
  • Fenómenos de Grupo
  • Coesão do Grupo
  • Os Grupos e a sua Dinâmica
  • Conflito
  • Possíveis causas do Conflito
  • Resolução do Conflito
  • Técnicas para ser eficaz na resolução do Conflito
  • O QUE AVALIAR
  • TIPO DE AVALIAÇÃO: QUANTO AO PROCESSO
  • OBJECTIVOS DA SESSÃO
  • FINALIDADES DA AVALIAÇÃO
  • TIPOS DE AVALIAÇÃO
  • AVALIAÇÃO DIAGNÓSTICA
  • AVALIAÇÃO FORMATIVA
  • AVALIAÇÃO SUMATIVA
  • TIPOS DE AVALIAÇÃO
  • AVALIAÇÃO NORMATIVA
  • AVALIAÇÃO CRITERIAL
  • TIPOS DE AVALIAÇÃO (QUANTO AO PROCESSO)
  • FUNÇÕES DA AVALIAÇÃO
  • NÍVEIS DE AVALIAÇÃO
  • CARACTERÍSTICAS DE UM INSTRUMENTO DE AVALIAÇÃO EFICAZ
  • SUBJECTIVIDADE DA AVALIAÇÃO
  • COMO EVITAR OU DIMINUIR A SUBJETIVIDADE DA AVALIAÇÃO
  • TESTES - DEFINIÇÃO
  • TESTAR O QUÊ ? - DOMÍNIO -
  • CARATERISTICAS ESSENCIAIS DOS TESTES
  • O SISTEMA DE TESTES
  • TESTAR COMO ? - MÉTODO -
  • TESTES ORAIS
  • TESTES OBJETIVOS
  • TESTES OBJECTIVOS - Vantagens -
  • TESTES OBJECTIVOS - Desvantagens -
  • TIPOS DE QUESTÕES
  • REORDENAMENTO
  • ESTRUTURADA
  • PARA COMPLETAR
  • RESPOSTA ALTERNATIVA
  • DE ASSOCIAÇÃO
  • ESCOLHA MÚLTIPLA
  • EXERCÍCIO - CONSTRUÇÃO DE PERGUNTAS -
  • TESTES DE ENSAIO - VANTAGENS -
  • TESTES DE ENSAIO - DESVANTAGENS -
  • TESTES DE ENSAIO - EXEMPLO -
  • TESTES DE ENSAIO - EXEMPLO -
  • TESTES DE ENSAIO - EXEMPLO -
  • Orientações para redigir questões de ensaio
  • EXERCÍCIO - Classificação de um teste de ensaio -
  • TESTES SUBJECTIVOS
  • TESTES DE ENSAIO - SUJESTÕES -
  • TESTES PRÁTICOS
  • TESTES PRÁTICOS - TIPOS -
  • TESTES PRÁTICOS DE PROCEDIMENTO
  • TESTES PRÁTICOS DE PRODUTO
  • DESENVOLVIMENTO DE TESTES PRÁTICOS
  • MÉTODOS DE REGISTO PARA TESTES PRÁTICOS
  • INSTRUÇÕES DOS TESTES PRÁTICOS
  • EXAMINADORES DOS TESTES PRÁTICOS
  • EXPERIMENTAÇÃO DOS TESTES PRÁTICOS
  • TESTES PRÁTICOS (RESUMO)
  • EXEMPLO DUM TESTE DE PROCEDIMENTO
  • EXEMPLO DE EXERCÍCIO DE PRODUTO FINAL
  • EXEMPLO DE EXERCÍCIO DE PROCEDIMENTO
  • QUE FAZER COM OS RESULTADOS ?
  • S U M Á R I O