Curso Online de Função Social da Escola

Curso Online de Função Social da Escola

Implica desde o seu conceito até a questão política, passando por questões como o grau de percepção da sociedade e dos professores em rel...

Continue lendo

Autor(a):

Carga horária: 4 horas

De: R$ 60,00 Por: R$ 39,90
(Pagamento único)

Certificado digital Com certificado digital incluído

Implica desde o seu conceito até a questão política, passando por questões como o grau de percepção da sociedade e dos professores em relação ao problema da baixa qualidade da educação, e sobretudo, os caminhos para conseguir superar o fracasso escolar em grande parte de nossas instituições de ensino.

Estudante de Pedagogia na UFCG, com curso de Atendimento Educacional especializado pela UFSM. Cursos de Programa de Transporte Escolar, Competências Básicas, Programa Dinheiro Direto na Escola, Programa Nacional de Alimentação escolar, Programa do Livro didático e Controle Social pelo Programa Formação pela Escola do Ministério da Educação com parceria com FNDE. Curso de Capacitação para Conselheiros pelo Ministério Público da Paraíba. Experiência em Gestão Escolar, em Educação de Jovens e Adultos e em Educação Infantil. Integrante do Programa de Iniciação a Docência pela UFCG.



  • Aqui você não precisa esperar o prazo de compensação do pagamento para começar a aprender. Inicie agora mesmo e pague depois.
  • O curso é todo feito pela Internet. Assim você pode acessar de qualquer lugar, 24 horas por dia, 7 dias por semana.
  • Se não gostar do curso você tem 7 dias para solicitar (através da pagina de contato) o cancelamento ou a devolução do valor investido.*
  • Adquira certificado ou apostila impressos e receba em casa. Os certificados são impressos em papel de gramatura diferente e com marca d'água.**
* Desde que tenha acessado a no máximo 50% do material.
** Material opcional, vendido separadamente.

Modelo de certificados (imagem ilustrativa):

Frente do certificado Frente
Verso do certificado Verso
  • FUNÇÃO SOCIAL DA ESCOLA DIANTE DA AVALIAÇÃO CLASSIFICATÓRIA E EXCLUDENTE

    FUNÇÃO SOCIAL DA ESCOLA DIANTE DA AVALIAÇÃO CLASSIFICATÓRIA E EXCLUDENTE

  • OBJETIVO

    OBJETIVO

    Refletir sobre a avaliação é uma tarefa extremamente desafiadora, dada a relevância da complexidade envolvida.
    Implica desde o seu conceito até a questão política, passando por questões como o grau de percepção da sociedade e dos professores em relação ao problema da baixa qualidade da educação, e sobretudo, os caminhos para conseguir superar o fracasso escolar em grande parte de nossas instituições de ensino.

  • A não aprendizagem dos alunos significa a negação do direito fundamental do ser humano de acesso a determinados elementos da cultura e saberes elaborados, a que dificilmente terá acesso fora da escola, pelo menos não de forma intencional, sistemática, crítica, coletiva e mediada, como acontece (ou deveria acontecer) na escola.

  • O fracasso escolar é outra forma de exclusão: a inclusão dos excluídos, já que formalmente os alunos estão no sistema, mas não estão aprendendo, tendo assim, o seu desenvolvimento comprometido

  • REALIDADE FETICHIZADA

    REALIDADE FETICHIZADA

    Dizemos que determinada realidade está fetichizada quando é revestida por um poder que lhe atribui um valor diferente daquilo que de fato é.
    Desse modo, a função da escola é a aprendizagem de todos , num certo sentido, mas ao mesmo tempo, é algo revestido por uma inversão fetichizada.

  • A falta de resultados, que frequentemente se denuncia, na verdade, é o resultado desejado por aqueles que tiram proveito de tal situação (a produtividade da escola improdutiva - cf. Frigotto, 1999).

    Seleção social através da escola não é seleção social, mas “preparação para a vida”.

  • Por mais que se possa atribuir os problemas apenas aos alunos, será que não há algo inadequado nos métodos da escola?

    Quem vai ter a coragem de dizer que a escola faz o contrário do que diz?

  • A escola deve se organizar para garantir a aprendizagem de todos. Todavia, quando observamos muitas práticas, o que se depreende é que a escola está organizada para “parecer que funciona” e nem tanto para produzir a efetiva construção do conhecimento e desenvolvimento humano de todos.

  • A quem de fato interessa que as pessoas aprendam?
    A quem interessa a escola numa perspectiva libertadora?
    Será que os indivíduos ou corporações que levam vantagem na exploração do outro, de um povo pobre, tem interesse que haja um avanço no nível de consciência das massas?

  • Nos últimos anos cresceu o discurso da valorização da educação. No entanto, quando analisamos, por exemplo, o apoio do empresariado à educação, na maioria dos casos, o que se vê é o interesse meramente instrumental, ou seja, pessoas mais qualificadas tecnicamente, culpa e má-consciência, medo da crescente violência ou preocupação com a imagem.

  • “A classe dominante ofereceu ao povo uma escola que não foi feita para todos”.


Matricule-se agora mesmo Preenchendo os campos abaixo
R$ 39,90
Pagamento único
Processando... Processando...aguarde...

Desejo receber novidades e promoções no meu e-mail:


  • FUNÇÃO SOCIAL DA ESCOLA DIANTE DA AVALIAÇÃO CLASSIFICATÓRIA E EXCLUDENTE
  • OBJETIVO
  • REALIDADE FETICHIZADA
  • A realidade das escolas:
  • CAUSAS DA BAIXA QUALIDADE
  • O sistema e a escola, ambos precisam mudar as estruturas que negam os avanços da humanização por meio da educação.
  • Problemas básicos da avaliação classificatória e excludente
  • PARA QUE SERVE A AVALIAÇÃO?
  • O QUE MAIS INTRIGA QUANDO REFLETIMOS SOBRE A AVALIAÇÃO ESCOLAR É O ENORME DESCOMPASSO ENTRE A SIMPLICIDADE DE SEU CONCEITO NA PERSPECTIVA LIBERTADORA E A DIFICULDADE PARA COLOCÁ-LA EM PRÁTICA.
  • RESISTÊNCIA e desafio DO PROFESSOR diante da MUDANÇA de postura DA AVALIAÇÃO
  • Como mudar essa realidade?
  • Possibilidades de práticas
  • referência